Conheça os Benefícios do Matcha


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 4 Votos - 4 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A experiência de Portugal com a descriminalização das drogas
30-07-2015, 10:34 PM
Resposta: #1
A experiência de Portugal com a descriminalização das drogas
[Imagem: 14428623-man-holding-capsules-in-front-o...dicine.jpg]

Neste mês de julho, Portugal celebra quatorze anos de descriminalização das drogas. Foi no dia 1° Julho de 2001 que entrou em vigor em Portugal uma nova abordagem em relação às drogas: o consumo de drogas continua proibido, mas o usuário flagrado não mais é tratado como um criminoso.

Produzir e vender drogas em Portugal continuam sendo atividades ilícitas, mas o porte e a posse de drogas não mais são tratados no âmbito criminal.

Esse experimento é hoje considerado um grande sucesso, ainda mais quando se considera que foi adotado de maneira desesperada e indo contra advertências terríveis feitas pelos defensores da guerra mundial às drogas.

O que levou à descriminalização


Durante o século XX, Portugal vivenciou 50 anos de ditadura . Quando a ditadura caiu e uma democracia de esquerda foi estabelecida, em 1974, vários expatriados portugueses retornaram à Portugal vindos de suas colônias. Obviamente, várias dessas pessoas eram dissidentes, forasteiros e párias, e muitas utilizavam drogas ilegais.

Ao longo dos vinte e cinco anos seguintes, houve um aumento explosivo no uso e no abuso de drogas, no vício, na dependência e nas overdoses. No final, houve um aumento substantivo de AIDS e do aumento da contaminação pelo vírus HIV, bem como de outras doenças relacionadas ao compartilhamento de seringas contaminadas.

No auge dessa epidemia de drogas, a taxa de uso de drogas e de infecção por HIV/AIDS em Portugal era consideravelmente maior do que no resto da Europa, de acordo com João Goulão , o longevo czar contra as drogas de Portugal.

Goulão foi um dos onze membros da comissão anti-drogas que formulou a LEI 30/2000, a qual descriminalizou todas as drogas a partir de 1º de julho de 2001.

Esse "grande experimento" português parece ter sido o resultado de dois fatores:

1) Portugal é um país relativamente pobre entre seus congêneres europeus, o que o tornava incapaz de combater as drogas em todas as frentes;

2) a comissão era relativamente apartidária e simplesmente teve o bom senso de entender que o uso e a dependência de drogas não são problemas criminais que devem ser resolvidos pela polícia.

Uso e dependência de drogas são problemas médicos e psicológicos, os quais podem ser mais bem resolvidos pelo indivíduo com a ajuda de profissionais e também por meio da pressão social.

Pequeno passo para se distanciar da destrutiva guerra às drogas

A descriminalização é apenas um pequeno passo rumo ao fim da destrutiva, ineficaz e insanamente cara guerra às drogas. Em Portugal, traficantes ainda são perseguidos e punidos.

Indivíduos só podem portar quantias muito pequenas de drogas ilícitas para não serem condenados como traficantes.

Sob as atuais leis, você ainda pode ser detido e mandado para orientadores, mas não terá de ir para a cadeia a menos que você seja considerado um transgressor múltiplo e não disposto a cooperar.

Embora certamente não seja o ideal, a descriminalização possui benefícios claros e diretos em relação à proibição total.

Em primeiro lugar, cidadãos cumpridores das leis não serão criminalizados por portarem drogas ilícitas.

Em segundo lugar, viciados são mais propensos a procurar ajuda profissional quando o governo passa a tratar o vício e a dependência como um problema médico em vez de criminal.

Em terceiro lugar, a polícia, agora desincumbida de perseguir usuários, poderá concentrar-se na solução e na repreensão de crimes genuínos (com efeito, gastando agora menos recursos, pode até sobrar dinheiro para subsidiar programas de tratamento ao vício).

Em quarto lugar, viciados irão se afastar das perigosas drogas sintéticas que foram criadas justamente para substituir as drogas ilegais mais tradicionais, como maconha e cocaína.

Em quinto lugar, se as agulhas também se tornam legais, então a tendência é que haja menos casos de doenças como HIV/AIDS e hepatite.

Em sexto lugar, guetos repletos de viciados encolherão tanto em tamanho quanto em visibilidade.

Em suma, a descriminalização deve resultar em menos pessoas morrendo e sendo mandadas para penitenciárias, e mais pessoas vivendo vidas "normais".

Naturalmente, a principal preocupação antes de uma descriminalização é com a quantidade de drogas ilegais que são atualmente consumidas. Essa preocupação se torna ainda mais dominante quando se discute a legalização total de todas as drogas.

Na época em que Portugal ainda estava estudando a descriminalização, fui entrevistado pela principal revista de Portugal, e o jornalista enfatizou que essa era a principal preocupação de Portugal à época. Respondi que não havia como saber antecipadamente a resposta a essa questão, que ninguém nunca saberá a resposta para essa questão, e que tal questão não era importante.

Há um enorme número de fatores que impactam os mercados de drogas ilegais, e isso faz com que seja impossível prever com acurácia se o consumo de drogas irá aumentar ou diminuir após a descriminalização.

Factualmente, as estatísticas sobre consumo de drogas são necessariamente imprecisas. Isso vale tanto para as estatísticas de antes quanto para as de depois da descriminalização.

As atuais estatísticas se baseiam majoritariamente em perguntas e em trabalhos de adivinhação, uma vez que é difícil acessar os fatos reais, os quais só podem ser encontrados no reservado (e perigoso) mundo dos mercados negros.

Colocando de lado a questão do consumo de drogas, a pergunta real é se a proibição gera mais malefícios que a descriminalização, e a resposta é sim.

Quando fui instado pelo jornalista português a fazer uma previsão, respondi que o consumo total não iria se alterar muito; ele poderia até aumentar no curto prazo, mas iria diminuir no longo, a não ser que as drogas fossem legalizadas no futuro para fins médicos ou recreativos.

No entanto, enfatizei que há benefícios inegáveis (listados acima), e que não há motivos para afirmar que o consumo iria explodir por causa da descriminalização.

Muitos ainda se recusam a ver o êxito


Era perfeitamente compreensível a preocupação dos portugueses à época. A descriminalização era considerada um experimento perigoso e representava um drible às regras impostas pela ONU à guerra global contra as drogas.

No que mais, os tradicionais especialistas em políticas contra as drogas continuavam "céticos" quanto ao experimento português mesmo após quase oito anos de experiência.

Mark Kleiman, diretor do programa de análise de políticas contra as drogas da UCLA, alegava que Portugal era um modelo irrealista.

Já Peter Reuter, outro proeminente especialista em políticas contra as drogas, afirmava que, apesar de ter alcançado seu principal objetivo (reduzir o consumo), a experiência portuguesa poderia ser explicada pelo fato de que Portugal era um país pequeno, e que o uso de drogas é cíclico por natureza.

Curiosamente, o próprio doutor Goulão, que ajudou a criar e a implantar a lei da descriminalização, parece uma tanto perplexo quanto aos resultados positivos até hoje. Recentemente, ele disse que "é muito difícil identificar um elo causal entre a descriminalização e as tendências positivas que temos visto".

Um gráfico que resume a história de sucesso portuguesa mostra que Portugal possui hoje a segunda menor taxa de mortes decorrentes do uso de drogas ilegais em toda a Europa. E isso após vivenciar uma das piores taxas do alge da proibição

[Imagem: CG_Rh0bUAAA0rqf.jpg]

Também é interessante notar que a fonte do gráfico acima, o European Monitoring Center for Drugs and Drug Addiction ( Observatório Europeu da droga e da Toxicodependência), possui sua sede em Lisboa.

Um analista que trabalha no OEDT, Frank Zobel, rotulou a política de Portugal como sendo "a maior inovação desta área", e complementou dizendo que "essa política está funcionando. O consumo de drogas não aumentou explosivamente. Não houve caos generalizado. Na condição de avaliador, devo dizer que o resultado foi muito bom."

É um feliz aniversário para os portugueses, e um aniversário assustador para todos os defensores da homicida guerra às drogas ao redor do mundo, cuja renda e poder dependem da contínua ignorância do resto do mundo a respeito dos efeitos da proibição.

FONTE:http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2141
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 9 usuários diz(em) obrigado a John Dickinson pelo seu post:
Jah Soldier (31-07-2015), jonas car (31-07-2015), Lucas_0512 (31-07-2015), LucianoR (31-07-2015), naste.de.lumina (31-07-2015), rmuller (31-07-2015), ruicoelho (31-07-2015), Salsichinha (31-07-2015), YLM (31-07-2015)
Pasta de Dente sem Flúor Oralin Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
31-07-2015, 05:31 AM
Resposta: #2
RE: A experiência de Portugal com a descriminalização das drogas
Na verdade, assistimos hoje a um retrocesso no consumo de drogas pesadas (heroína e cocaína) tendo as leves um ligeiro aumento, nada significativo, entre as camadas mais jovens. Longe vai o tempo em que era possível ver bairros inteiros, onde grassava a miséria, a fome, a prostituição, tudo por causa do consumo de droga.

Os CATs, centros de atendimento a toxicodependentes, têm hoje 1/3 dos utentes e, os centros de reabilitação pouco têm que fazer. Estabilizado o consumo de drogas injectáveis, verificou-se um recrudescimento na prevalência da SIDA e da hepatite C e B. Ao que parece, o próprio crime associado ao consumo tem vindo também a diminuir.

Em todo o caso, nas camadas mais jovens, sobretudo nos estudantes, aumentou o número de adição ao álcool. Caso preocupante que já levou as autoridades a tentar legislar sobre uma possível proibição a menores de idade. Paralelamente a este aumento de consumo de bebidas alcoólicas, verificou-se um aumento de drogas sintéticas, mas com as medidas de fiscalização de rua e fechamento das SmartShops, tudo voltou aos anteriores níveis de consumo.

Penso que neste momento em termos estatísticos estamos abaixo do normal. A crise, a famosa crise, deve também de ter contribuído e muito para a baixa do consumo, pois o dinheiro deixou de ser algo que todos tinham. Mas essencialmente as medidas tomadas pelos responsáveis foram sem duvida a grande parte da solução do problema.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a ruicoelho pelo seu post:
Jah Soldier (31-07-2015), John Dickinson (31-07-2015), Lucas_0512 (31-07-2015), LucianoR (31-07-2015), naste.de.lumina (31-07-2015), YLM (31-07-2015)
31-07-2015, 09:44 AM
Resposta: #3
RE: A experiência de Portugal com a descriminalização das drogas
Excelente exemplo de Portugal. O Brasil podia começar a adotar essa prática.

Transformar o consumo de drogas em algo ilícito é a forma que o sistema tem de controlar a sociedade em vários aspectos.

Quando se criminaliza o consumo, cria-se o tráfico logo gera a violência. Na equação da situação os usuários que começam ser vistos como imprestáveis e contribuidores financeiros do tráfico pela parte "careta" da sociedade.

Os usuários de drogas, geralmente são contra o sistema que os rege, e toda a contra-cultura das drogas alimenta os anseios dessa parte da sociedade, principalmente quando estes são jovens.

A dependência química, transforma o ser humano em um escravo, o levando para os piores caminhos dentro da sociedade quando este quer suprir seu vício. Condená-los é a forma que o sistema encontra para obter mais controle estatal em cima da sociedade, mais poder de polícia, mais controle e vigilância, armas, violência, medo e pobreza.

O combate as drogas se transformam em muleta politica para campanhas eleitorais, para justificar as "falhas" nas politicas públicas entre outras mazelas sociais.

Nesta equação encontramos as variáveis X = dividir, Y = Conquistar e Z = Domínio Social.

Então temos : X² + Y = Z.

E a única forma de resolver esta equação é o despertar da Matrix, de outra forma apenas estaríamos criando mais variáveis, sendo o que resultado da equação ainda sempre seria o Z.

"A minoria, a classe dominante no momento, tem as escolas e imprensa, usualmente a Igreja também, sob o seu polegar. Isto a possibilita organizar e influenciar as emoções das massas e fazê-las seus instrumentos " - Albert Einstein
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a Jah Soldier pelo seu post:
John Dickinson (31-07-2015), LucianoR (31-07-2015), rmuller (31-07-2015), ruicoelho (31-07-2015), YLM (31-07-2015)
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  O Portugal das aparições. Um país "mesquinho, empobrecido e atrasado" ruicoelho 5 1,868 23-06-2017 01:25 PM
Última Resposta: Olbiano
  Máfia Bilderberg Portugal: Governo Sombra Corrupção Internacional Vicki 13 12,957 26-01-2017 08:32 PM
Última Resposta: Mia BEing
  Banco de portugal , brincando de banco imobiliario Webdriver Torso 0 1,417 09-08-2016 04:04 PM
Última Resposta: Webdriver Torso
  ISIS lança vídeo contra "coligação do diabo", onde inclui Portugal. ruicoelho 6 4,780 26-11-2015 09:47 PM
Última Resposta: ruicoelho
  Portugal, um país pobre ? izziboy 16 202,973 25-11-2015 08:49 AM
Última Resposta: Be You

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 124 usuários online.
» 1 Membros | 123 Visitantes

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,974
» Último Membro: hieuminhita9
» Tópicos do Fórum: 24,501
» Respostas do Fórum: 262,026

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
23 de Set 2017 a Olho Nu. (Ajuda)
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
Hoje 01:02 AM
» Respostas: 52
» Visualizações: 6711
'Tempos violentos chegarão': alerta de apocalipse assusta espectadores nos EUA
Última Resposta Por: Motta
Ontem 11:04 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 224
Serie Black Mirror
Última Resposta Por: Surfista
Ontem 10:30 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 4543
General fala em possibilidade de intervenção
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 10:26 PM
» Respostas: 31
» Visualizações: 2347
Como detectar MAVs e bloquear
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 10:09 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 618
General Denuncia Controle Dos ROTHSCHILDS na Amazônia com patrocínio do PSDB
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Ontem 09:43 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 84
[Atualizações] Conflitos na Síria
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 06:39 PM
» Respostas: 718
» Visualizações: 152732
O Gato(simbolismo)
Última Resposta Por: avalon
Ontem 05:57 PM
» Respostas: 24
» Visualizações: 10969
Boletos...um passo sorrateiro para a NOM no Brasil.
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 05:22 PM
» Respostas: 29
» Visualizações: 5062
Electric Dreams-Philip K Dick, Série.
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 05:05 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 227
banco SATANder promovendo ideologia de gênero, pedofilia, zoofilia e zombando Cristo
Última Resposta Por: fil
Ontem 01:42 PM
» Respostas: 81
» Visualizações: 5846
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Doc S
Ontem 01:34 PM
» Respostas: 545
» Visualizações: 130631
O Brasil Foi Vendido. O Dia em Que a NOM Leiloou A Nação.
Última Resposta Por: Guigo Xavier
Ontem 12:26 PM
» Respostas: 68
» Visualizações: 5376
O Brasil Pós-Temer
Última Resposta Por: Diakonov
Ontem 11:02 AM
» Respostas: 13
» Visualizações: 1474
Cibercultura e o Futuro da Humanidade
Última Resposta Por: tarcardoso
Ontem 09:51 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 972
Suco Verde
Última Resposta Por: sandramaria
21-09-2017 09:03 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 11887
Terremoto, Furacão, Tempestade Solar - Acontecimentos recentes!
Última Resposta Por: Surfista
21-09-2017 07:45 PM
» Respostas: 83
» Visualizações: 10206
Terremotos recentes
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 01:45 PM
» Respostas: 36
» Visualizações: 47008
Nibiru, Elenin, - Transformações da Terra - o que ninguém te conta
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 10:46 AM
» Respostas: 1204
» Visualizações: 508094
Teoria Crítica e Marxismo Cultural, as estratégias para a dominação do ocidente
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
21-09-2017 06:31 AM
» Respostas: 18
» Visualizações: 3655
Dilma e a inauguração do Templo de Salomão
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 01:48 AM
» Respostas: 58
» Visualizações: 29294
Brasil, o Reino de Ofir
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 01:29 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 2408
Decifrando o Haarp
Última Resposta Por: Thebox
20-09-2017 06:26 PM
» Respostas: 119
» Visualizações: 88103
Catastrofe climatica de Junho à Setembro?!...
Última Resposta Por: Elenin20182024
20-09-2017 12:00 PM
» Respostas: 67
» Visualizações: 8050
Olavo de Carvalho - Os Verdadeiros Agentes da Nova Ordem Mundial
Última Resposta Por: tarcardoso
20-09-2017 09:00 AM
» Respostas: 15
» Visualizações: 12033
Recrutamento para o Programa Espacial Secreto em andamento?
Última Resposta Por: Elenin20182024
19-09-2017 11:53 PM
» Respostas: 22
» Visualizações: 2176
Como o Fórum ajuda você?
Última Resposta Por: Beobachter
19-09-2017 11:32 PM
» Respostas: 25
» Visualizações: 1116
MEGA TÓPICO - COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Beobachter
19-09-2017 08:36 PM
» Respostas: 337
» Visualizações: 28945
Lula é condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex
Última Resposta Por: Beobachter
19-09-2017 08:20 PM
» Respostas: 122
» Visualizações: 6589
Simbolismo em GoT
Última Resposta Por: Leandrors
19-09-2017 06:38 PM
» Respostas: 23
» Visualizações: 2277

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial