Receitas para Secar em 30 dias



Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 6 Votos - 4.33 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
24-03-2015, 10:40 PM
Resposta: #1
A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
1 - A Falsa evidência da homologia e semelhança genética:
Dizem que membros semelhantes e genes semelhantes de espécies animais distintas é uma prova de que vieram de um ancestral comum, mas percebe-se que isso não é prova alguma e sim uma inferência, pois em vez de ancestralidade comum, podemos ter mais evidência de design comum destes animais desenhados por um criador. Então não há um mecanismo empiricamente demonstrado para estabelecer que as homologias sejam devidas à ancestralidade comum, ao invés de design comum. Os argumentos Darwinistas sobre a “homologia” e “genes semelhantes” são um caso clássico de raciocínio circular e inferência falsamente induzida a evidência.

   

2 - Os Falsos diagramas embrionários:
Ernest Haeckel, um professor alemão muito influente da Universidade de Jena. Haeckel tinha publicado uma série de gravuras em 1866 mostrando o desenvolvimento embrionário de diversas espécies(um pouco depois do livro a origem das espécies de Darwin), O propósito dos diagramas era mostrar que o ciclo de desenvolvimento no útero refletia (ou "recapitulava") os mesmos estágios pelos quais uma espécie passou durante o longo processo de sua evolução. O problema com os diagramas é que eles eram uma total fabricação. Começando com imagens legítimas dos embriões de diferentes espécies, Haeckel fez uma série de ajustes para torná-los mais similares uns com os outros. Ele misturou embriões, removeu ou acrescentou partes, mudou o tamanho relativo de diversos aspectos, identificou outros incorretamente, e distorceu de várias formas as evidências até que obteve os resultados que desejava. Lembre-se que tudo isto foi realizado em um tempo em que a ciência da Embriologia Comparada era pouco compreendida. Haecke sabia que apenas alguns poucos acadêmicos na Europa e nos EUA poderiam contestar suas afirmações, mas que, dado o prestígio da Universidade de Jena, isto era altamente improvável.

Entretanto, alguém abriu a boca e contestou. O professor Ludwig Rutimeyer, da Universidade de Basileia, demonstrou para as autoridades de Jena, em 1868, que os diagramas eram "um pecado contra a verdade científica". Por exemplo, ele pôde mostrar que Haeckel usara o mesmo desenho para ilustrar os embriões de três espécies diferentes. Haeckel foi forçado a admitir que seus desenhos continham incorreções, mas incrivelmente, foi mantido em seu cargo. Além disso, sua retratação recebeu tão pouca divulgação que a fraude toda foi exposta novamente alguns anos mais tarde, em 1874, pelo professor Wilhelm His, da Universidade de Leipzig. Ele declarou que Haeckel tinha praticado "fraude evidente" e "que tinha excluído a si mesmo de qualquer pesquisa científica séria". Alguém poderia pensar que Haeckel e seu diagrama fraudulento tivessem sido vilificados dali para frente pela comunidade científica. Mas, isto nunca aconteceu — o que é um escândalo em si mesmo. Em vez de rejeitarem a fraude cometida por Haeckel, os evolucionistas continuaram a usar seus diagramas como se fossem autênticos. Eles já foram reproduzidos em inúmeros livros-texto em todo o século 20 e ainda estão em uso hoje no próprio sistema de ensino Stephen Jay gould, um dos maiores proponentes da teoria da evolução, escreveu recentemente que nós deveríamos estar "estupefatos e envergonhados pelo século de reciclagem descuidada que levou à persistência desses desenhos em um grande número, se não na maioria dos livros modernos." (mas claro, não foi descuidado, mas proposital).

   

3 - A Mutação das Drosófilas:
Os evolucionistas insistem que uma série de mutações aleatórias precisam eventualmente levar ao aparecimento de uma que de algum modo confira uma vantagem real, ou potencial, a uma espécie, por menor que seja a mudança. Em sua obstinação em fornecer evidências experimentais disso, eles criaram incontáveis gerações da mosca drosófila (Drosophila melanogaster) sob condições controladas nos laboratórios e induziram mutações aleatórias em seu código genético por meio da irradiação e outros métodos. Como a mosca-da-fruta pode produzir uma nova geração a cada duas semanas, os cientistas podem observar os resultados em centenas de gerações. Quantas novas espécies foram produzidas por esse processo? Quantas novas proteínas? Quantas novas enzimas? A resposta: nem uma sequer.
Se milhões de mutações aleatórias são necessárias antes que uma mutação verdadeiramente benéfica apareça, então o que acontece com aquelas mutações que não são imediatamente fatais ou prejudicias para o organismo(portanto não selecionado pelo ambiente) e que são transmitidas para a próxima geração? Essas mutações deletérias, a partir de um ponto de vista estatístico, excederiam em muito o número de mutações benéficas. Assim, a inevitável entrada das mutações deletérias no banco genético de toda a espécie resultaria na progressiva deterioração de uma espécie e no seu eventual desaparecimento, então o mecanismo que eles estavam usando para explicar a evolução precisaria levar inexoravelmente, não à criação de novas espécies, mas à destruição das existentes!


4 - A População Humana:
De acordo com os evolucionistas, a humanidade evoluiu no Grande Vale do Rift, no nordeste da África, cerca de 200 mil anos atrás. Agora, vamos considerar por um momento as severas implicações práticas disso. Se assumirmos que a taxa de crescimento populacional entre o homem primitivo era aproximadamente similar à taxa existente hoje — pouco mais de 1% — e se assumirmos que a população humana total da Terra 200 mil anos atrás era de apenas 100 indivíduos, então ela teria crescido para vários trilhões (não bilhões) em menos de dez mil anos! Talvez a taxa anual de crescimento de 1% seja alta demais por causa dos avanços da medicina atual e da produção em massa. Entretanto, mesmo se usarmos uma taxa menor, ainda obteremos uma expansão astronômica na população em apenas alguns milhares de anos. Por exemplo, alguns historiadores reconhecem que a população do planeta como um todo durante o tempo do nascimento de Jesus Cristo era em torno de 100 milhões de habitantes. Com base na população atual (ano de 2012) de 7 bilhões, isso representa um aumento anual de longo prazo de pouco mais de um quinto de 1% (0,212%). Se aplicarmos essa mesma taxa anual de crescimento à nossa população humana que vivia no nordeste da África, ela teria crescido de 100 indivíduos para 157 bilhões em apenas 10 mil anos. Isto por que crescemos de forma exponencial em curtos espaços de tempo mesmo com taxas baixas de crescimento, nós somos os animais mais adaptáveis e menos suscetíveis a predação, mesmo com a escassez de alimento, desastres naturais e epidemias, a população voltaria a níveis altos em pouco tempo(sendo que para o ser humano é muito fácil se espalhar entre os continentes, tendo espaço de sobra para crescer, atravessar a Rússia a pé levaria apenas 70 dias, sem considerar as paradas) e o avanços tecno-científico se faria presente em uma sociedade bem povoada que logo apareceria, no entanto dizem que começamos do zero a pouco tempo atrás, se mantendo na idade da pedra por 200 mil anos e passando da idade do bronze para a eletrônica em cerca de 5000 anos.
Como você pode ver, a teoria do Grande Vale do Rift é impossível. Se extrapolarmos retroativamente a partir da população atual usando somente um taxa anual de crescimento um pouquinho maior (porém ainda conservadora) — 0,302% em vez de 0,212% — descobrimos que uma população inicial de 100 pessoas teria aumentado para 7 bilhões, a atual população mundial, em cerca de 6 mil anos. Isto é totalmente consistente com a estrutura cronológica encontrada na Bíblia.

   

5 - Taxas de erosão:
As medições mostram que existem rios que escavam o seu leito em mais de 1.000 mm de altura cada 1.000 anos enquanto outros só retiram 1 mm em 1.000 anos. A redução de altura média para todos os continentes do mundo é à volta de 60 mm cada 1.000 anos(chuvas, ventos e sol). Na escala de vida humana, estas taxas de erosão são pequenas. Mas para aqueles que dizem que os continentes têm bilhões de anos, as taxas são avassaladoras. Uma altura de 150 quilómetros de continente seria erodido em 2,5 bilhões de anos. Desafia o bom senso. Se a erosão tem estado a atuar ao longo de milhões de anos, não haveria continentes na terra. Este problema foi levantado por um número de geólogos que calcularam que a América do Norte deveria ter sido aplanada em 10 milhões de anos se a erosão se tivesse mantido à velocidade atual. Este é um espaço de tempo ridículo se compararmos com os supostos 2,5 bilhões de anos dos continentes que eles dizem ter.(sobre as placas tectônicas, podem elevar montanhas, mas continentes em placas que entram de baixo delas, como a índia, sumiria em muito menos tempo devido a taxa de erosão)


6 - Coluna geológica (inversões):
Segundo a coluna geológica, a várias camadas que se sobrepõe na crosta terrestre onde os fósseis mais antigos ficam abaixo e os mais recentes acima, entretanto, A famosa falha de carreamento Heart Mountain , no Wyoming, tem mantido os geólogos perplexos há anos; de acordo com a datação pelos fósseis, os estratos mais antigos, com uma espessura entre 450 a 500 metros e entre 50 a 100 km de extensão, estão colocados por cima dos mais recentes. Argumenta-se que a parte mais antiga foi levantada e transportada por cima da mais recente; Pierce (1957) admite que esta explicação ortodoxa é fantástica mas que não encontra uma explicação alternativa (Taylor 1996, 448).
Contrariando o princípio dos fósseis "antigos" e "novos" conforme os paleontólogos os classificam, existem longas faixas onde as coisas estão invertidas. Os fósseis antigos encontram-se situados por cima dos fósseis novos no Glacier National Park no Canadá (com 800 km de comprimento), na China e na Escandinávia (com 140.000 km 2 de extensão). Em vários lugares encontram-se camadas pré-cambrianas (as mais antigas) sobre um leito cretáceo. E nos estados de Tennessee e Geórgia (E.U.A.) uma grande "falha" estende-se por centenas de quilómetros em que os depósitos cambrianos se sobrepõem aos depósitos carboníferos. Isto, em termos evolucionistas, representa uma inversão na ordem dos acontecimentos em, pelo menos, 300 milhões de anos (Santos 1988)



7 - Meteoritos fósseis:
Excetuando os estratos superiores da Terra, os meteoritos fósseis são muito raros, o que demonstra que os estratos não estiveram expostos durante milhões de anos.



8 - Oceanos Poluídos pelo Sal e níquel:
O processo evolucionário necessita de milhões de anos para operar com sucesso. Entretanto, mesmo se a Terra tivesse apenas 10 milhões de anos de idade — uma fração do tempo necessário para a “evolução” ocorrer — os oceanos do mundo estariam tão fortemente carregados com depósitos de sal e de outros minerais solúveis que estariam tão mortos quanto o Mar Morto. Considerando a quantidade de níquel existente nos oceanos e tendo em consideração a taxa a que o níquel está a ser adicionado à água devido aos meteoritos, o tempo de acumulação corresponde a alguns milhares e não milhões de anos (Baker 1998, 25).


9 - Campo magnético da terra:
Na década de 70, o professor de física Dr. Thomas Barnes reparou que medições feitas desde 1835 mostravam que este campo estava a decair 5% por século (medições arqueológicas mostram também que o campo era 40% mais forte do que hoje no ano 1.000 a.C.). Barnes calculou que a corrente não poderia estar a decair há mais de 10.000 anos, ou então a sua potência original seria tão grande que derreteria a terra. Este modelo é, obviamente, incompatível com os milhares de milhões de anos necessários aos evolucionistas (Creation 20(2):15 March-May 1999)



10 - DNA em fósseis:
Muitos cientistas relataram terem descoberto DNA em fósseis que se diz terem milhões de anos. Alguns relataram ter reavivado bactéria dos intestinos duma abelha, supostamente com 15-40 milhões de anos. E, mais recentemente, investigadores alegam ter reavivado bactérias de rochas que se diz terem a idade de 250 milhões de anos. Agora alguns geólogos e microbiologistas em Inglaterra relatam ter encontrado DNA em pequenas inclusões em cristais de sal variando de “idade” entre 11 e 425 milhões de anos. As suas descobertas foram publicadas no prestigiado jornal Nature (Fish 2002). O DNA fragmenta-se em cadeias com 100-200 unidades de comprimento, que, a água apenas, iria fragmentar completamente em menos 50.000 anos, e que, a radiação de fundo apenas, iria eventualmente destruir a informação no DNA, mesmo na ausência de água e oxigénio. Existem pessoas bem conhecidas e respeitadas que acreditam que o DNA não pode sobreviver mais do que 100.000 anos ou à volta disso. A sua constituição química básica significa que as suas ligações se desfazem.


11 - Dinossauros não mineralizados:
Muitos restos de dinossauros ainda não estão completamente mineralizados. Mais de metade do fóssil é ainda osso original e não pedra! Alguns até possuem substâncias químicas da altura em que o animal estava vivo (proteínas e aminoácidos)! Alguns fósseis de peixe ainda mantinham o cheiro a peixe quando foram descobertos. (Taylor 1989, 28)


12 - Conflito com Outros Ramos da Ciência (Segunda Lei da Termodinâmica) e a trivialização da complexidade:
Todos os ramos da ciência — com uma exceção — reconhecem e aceitam a Segunda Lei da Termodinâmica. Essa lei diz que todos os processos ordeiros no universo estão se movendo continuamente para um estado menos ordeiro. Em resumo, eles estão se deteriorando. O exemplo mais óbvio é a perda progressiva do calor. Cada objeto, grande ou pequeno, terrestre ou interestrelar, está perdendo calor por meio da radiação. Esse calor nunca pode ser recuperado em sua totalidade, o que significa que todo sistema ordeiro eventualmente perderá calor e morrerá, a não que mais calor seja adicionado a partir de outra fonte.
Por exemplo, vemos que a energia necessária para que a matéria morta se torna-se viva é colossal: Existem 135 x 10^165 possíveis combinações para a hemoglobina. Para se realizar as combinações necessárias seria consumida a energia e a matéria de 10 sextilhões de universos por segundo, durante 10 trilhões de trilhões de anos para se produzir as combinações de hemoglobina, por acaso(ASIMOV, Issac. The genetic code). Essa lei recebe o respeito em todos os ramos da ciência, exceto na Biologia Evolucionária. Por quê? Porque ela refuta um dogma fundamental da Evolução — que um sistema ordeiro pode avançar, de forma puramente acidental e entrar em um estado mais ordeiro. Em resumo, a Segunda Lei da Termodinâmica, que algumas vezes é chamada de Lei da Entropia, garante que nada nunca pode evoluir. Portanto, a não ser que outros ramos da ciência estejam seriamente errados, a assim chamada ciência da Evolução é completamente falsa.


13 - Proto-Galáxias (galáxias primitivas):
Os proponentes do Big Bang acreditam que ao olharem cada vez mais longe no espaço, estão a olhar para trás no tempo muitos bilhões de anos, para uma época muito mais próxima do chamado acontecimento primordial - o Big-Bang, as galáxias nestas regiões seriam bem jovens e primitivas no início do universo, Contudo, em vez de observarem qualquer “Proto-Galáxia” eles vêm “galáxias normais, com grandes famílias de estrelas” ou seja, galáxias que para eles seriam velhas demais ou evoluídas demais para estar nos primórdios do universo. (Creation ex nihilo 21(3) 1999, 9)


14 - Acumulação:
Se o universo foi originado pelo "Big Bang", então a matéria devia estar distribuída uniformemente. Contudo o universo contém uma distribuição da massa extremamente desigual. Isto significa que a matéria está concentrada em zonas e planos à volta de regiões relativamente vazias. As galáxias distantes estão agrupadas como continentes cósmicos para além de extensões de espaço quase vazias.




15 - Planetas do sistema solar diferentes:
Todos os planetas do sistema solar são diferentes uns dos outros, até os satélites. (Kerr 1994, 1360) Como consequência disto, todas as velhas teorias sobre a evolução da terra e do sistema solar (a hipótese nebular, a teoria da onda, etc.) são impossíveis, pois dizem que todo o sistema solar derivou de um mesmo material.




16 - Planetas esfriando:
Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão estão esfriando. Júpiter, por exemplo, irradia mais ou menos o dobro da energia que recebe do Sol; Saturno, o triplo. Se o sistema tivesse bilhões ou mesmo milhões de anos, esses cinco planetas estariam absolutamente congelados há muito tempo. (A Família Int. “Contato” nº 15)


17 - Datações:
Existem pelo menos seis métodos radiométricos disponíveis. A data que se assume que a amostra tem determinará qual o método que será usado porque cada um deles dará um resultado diferente.
Por exemplo: quando ossos de dinossauro contendo carbono são encontrados, não se lhes faz datação com C-14 porque o resultado seria de apenas alguns milhares de anos. Visto que isto não estaria de acordo à data assumida baseada na coluna geológica, os cientistas usam outro método de datação de modo a se obter uma idade mais próxima do resultado desejado. Todos os resultados radiométricos que não estão de acordo com as idades pré-designadas na coluna geológica são rejeitadas. (Hovind 1998, 47)


18 - Decaimento constante:
O decaimento radioativo tem sido considerado como sendo um processo constante, que ocorre por transmutação aleatória dos átomos do elemento instável. Quando estamos perante um número elevado de átomos existe uma certa certeza estatística de que em qualquer momento um número específico de átomos estará num processo de decaimento ou mudança espontâneo. Estes números dar-nos-ão a taxa de decaimento mas tudo está baseado no pressuposto de que se trata de um processo aleatório. No entanto, trabalhos estatísticos levados a cabo por Anderson e Spangler (1973) mostraram que, de fato, o processo de decaimento não é aleatório; isto significa que a taxa de decaimento não pode ser conhecida ao certo, pondo em questão todo o processo de datação radiométrica (Anderson 1972).
"É óbvio que as técnicas radiométricas podem não ser os métodos de datação absolutos que afirmam ser. As estimativas de idade em um determinado estrato geológico, medidos por diferentes métodos radiométricos são frequentemente diferentes (às vezes em centenas de milhões de anos). Não existe absolutamente um 'relógio' radiológico confiável de longo prazo." [The Science of Evolution, Macmillan, Nova York, 1977].

   

19 - Carbono-14:
O método do Carbono-14 foi inventado por Willard Libby no início da década de 1950 na Universidade de Chicago. Embora não sejam de desprezar, os métodos de datação são sobre-valorizados. Willard Libby disse que o seu método só era correto para objetos com apenas alguns milhares de anos. O Carbono-14 (o isótopo instável do estável Carbono-12) é formado na atmosfera pela ação dos raios cósmicos sobre os átomos de Azoto-14 (Nitrogênio-14) do ar. Contudo, a instabilidade relativa deste Carbono-14 origina que ele comece imediatamente a decair para Nitrogênio-14, a forma isotópica estável do carbono. A "meia-vida" do Carbono-14 (o tempo que leva para metade do Carbono-14 de um sistema dado decair de volta a Nitrogênio-14) é aproximadamente de 5.730 anos. Por isso, depois de mais ou menos seis meias-vidas, ou seja, à volta de 35.000 anos, não existiria praticamente nenhum Carbono-14 para ser medido (alguns cientistas afirmam poder medir quantidades extremamente pequenas até aos 80.000 anos, ou 14 meias-vidas, mas isso é muito duvidoso). O radiocarbono (Carbono-14) não devia encontrar-se em rochas “antigas”, mas encontra-se! Uma vez mortas as criaturas, o radiocarbono existente nos seus organismos devia decompor-se rapidamente. Após milhões de anos, os seus restos estariam completamente livres de radiocarbono. Mas as amostras de materiais orgânicos retirados de todas as camadas de rocha, como fósseis, carvão, calcário, gás natural e grafite, têm todas radiocarbono mensurável. Estas descobertas são relatadas na literatura científica secular com frequência (mas geralmente são rejeitadas como erros de medição, sendo estes erros de medição muito improvável pois os instrumentos são de alta precisão).

Fontes:
http://cve.acordem.com/blog/28548//
http://cve.acordem.com/blog/28546//
http://cve.acordem.com/blog/28550//
http://cve.acordem.com/blog/28544//
http://cve.acordem.com/blog/28545//



A Grande Conspiração:
A conspiração mais pessoal é aquela de satanás diretamente contra nós para nos fazer pecar e perder a fé, mas eles também usam os governos do mundo, em acordos com os poderosos para conspirarem em favor da chegada do anticristo e de sua marca do mundo que não devemos aceitar

Os quais fazem de tudo para que levar almas ao inferno através da mídia, da música, da educação, da política e da sociedade em geral, exemplos: mensagens subliminares em músicas, comerciais e filmes, falsa aparição de extraterrestres(que na verdade são demônios), deturpação de informações históricas sobre a existência de Jesus, falsos apócrifos, falsas doutrinas que negam a salvação de Cristo, falsos profetas, liberalismos jogando a sociedade contra os cristãos, mentiras no sistema educacional e acadêmico(como a grande farsa da teoria da evolução), perseguição aos cristãos e criação de novas guerras.



veja revelações sobre conspirações em vários setores feita por meio de sociedade secretas com provas aqui e veja também qual o seu verdadeiro objetivo: http://testemunhodom.blogspot.com.br/201...e-sao.html



Conclusão:
A fé verdadeira não se abala por que creem pela sabedoria de Deus o qual a mentira não o pode confundir e não se deixam a consciência cauterizar, o homem em sua sabedoria se tornou nulo em seus próprios raciocínios e também se tornou nulo em sua própria vaidade, o ser espiritual tem fidelidade com a verdade de Deus, mesmo que todo o mundo diga o contrário, pois maior que o testemunho dos homens é o testemunho de Deus, então passemos a ser fiéis ao testemunho de Deus, que pode ser testificado em nós, pela sabedoria do espírito de Deus, pela nossa experiência direta com ele e pela experiência com a palavra de Deus.


“Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.”
1 Coríntios 1:21

Série de vídeo SAINDO DA MATRIX entenda tudo sobre as conspirações
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...-da-matrix
"E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões." (Joel 2:28-30)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Marcusmho pelo seu post:
Annon (25-03-2015), Doc S (14-02-2017), lizardman (04-09-2015), Mediador (26-11-2015), nunes3373 (30-07-2015), Peregrino (06-07-2015)
receitas para secar em 30 dias
22-07-2015, 01:10 PM
Resposta: #2
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
Big Grin




“Não há muita gente disposta a se sacrificar pelo que é certo, e muito menos gente que irá proteger e respeitar a humanidade de outros. Para esses, tirando comida e água não é necessário dignidade para sobreviver."(Saitou Hajime)
“Você estará lutando não só pelo seu destino… Mas também pelo destino da pessoa que você está protegendo.” (Kenshin Himura)
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 7 usuários diz(em) obrigado a Siouxsiesyw pelo seu post:
Doc S (14-02-2017), lizardman (04-09-2015), Marcusmho (23-07-2015), Mediador (26-11-2015), nunes3373 (30-07-2015), Peregrino (30-07-2015), YLM (30-07-2015)
28-07-2015, 09:44 PM
Resposta: #3
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração



















Série de vídeo SAINDO DA MATRIX entenda tudo sobre as conspirações
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...-da-matrix
"E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões." (Joel 2:28-30)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Marcusmho pelo seu post:
lizardman (04-09-2015), Mediador (26-11-2015), Peregrino (30-07-2015)
28-07-2015, 09:50 PM
Resposta: #4
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração



Série de vídeo SAINDO DA MATRIX entenda tudo sobre as conspirações
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...-da-matrix
"E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões." (Joel 2:28-30)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Marcusmho pelo seu post:
lizardman (04-09-2015), Mediador (26-11-2015), Peregrino (30-07-2015)
Loja Tudo Saudável
30-07-2015, 08:57 PM
Resposta: #5
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
Um up porque merece!

A Verdade: http://www.nunes3373.com
NOVO TWITTER: https://twitter.com/nunes3373

Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?

Gálatas 4:16

Existe uma guerra a decorrer, pela sua alma!
Lute com a sabedoria e a verdade contra os satanistas JÁ! Porque dentro em breve eles não terão a mínima piedade de você e de sua familia.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a nunes3373 pelo seu post:
Doc S (14-02-2017), lizardman (04-09-2015), Mediador (26-11-2015), SE7MUS (31-07-2015)
28-08-2015, 09:26 PM
Resposta: #6
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
algumas tirinhas divertidas sobre a teoria da evolução


Arquivos Anexos Imagens
               

Série de vídeo SAINDO DA MATRIX entenda tudo sobre as conspirações
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...-da-matrix
"E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões." (Joel 2:28-30)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Marcusmho pelo seu post:
lizardman (04-09-2015), Mediador (26-11-2015), YLM (27-10-2015)
04-09-2015, 11:09 PM
Resposta: #7
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
Up total! Adorei o tópico. Smile
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a lizardman pelo seu post:
Mediador (26-11-2015), YLM (27-10-2015)
receitas para secar em 30 dias
05-09-2015, 11:15 PM
Resposta: #8
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
(24-03-2015 10:40 PM)Marcusmho Escreveu:  1 - A Falsa evidência da homologia e semelhança genética:
Dizem que membros semelhantes e genes semelhantes de espécies animais distintas é uma prova de que vieram de um ancestral comum, mas percebe-se que isso não é prova alguma e sim uma inferência, pois em vez de ancestralidade comum, podemos ter mais evidência de design comum destes animais desenhados por um criador. Então não há um mecanismo empiricamente demonstrado para estabelecer que as homologias sejam devidas à ancestralidade comum, ao invés de design comum. Os argumentos Darwinistas sobre a “homologia” e “genes semelhantes” são um caso clássico de raciocínio circular e inferência falsamente induzida a evidência.



2 - Os Falsos diagramas embrionários:
Ernest Haeckel, um professor alemão muito influente da Universidade de Jena. Haeckel tinha publicado uma série de gravuras em 1866 mostrando o desenvolvimento embrionário de diversas espécies(um pouco depois do livro a origem das espécies de Darwin), O propósito dos diagramas era mostrar que o ciclo de desenvolvimento no útero refletia (ou "recapitulava") os mesmos estágios pelos quais uma espécie passou durante o longo processo de sua evolução. O problema com os diagramas é que eles eram uma total fabricação. Começando com imagens legítimas dos embriões de diferentes espécies, Haeckel fez uma série de ajustes para torná-los mais similares uns com os outros. Ele misturou embriões, removeu ou acrescentou partes, mudou o tamanho relativo de diversos aspectos, identificou outros incorretamente, e distorceu de várias formas as evidências até que obteve os resultados que desejava. Lembre-se que tudo isto foi realizado em um tempo em que a ciência da Embriologia Comparada era pouco compreendida. Haecke sabia que apenas alguns poucos acadêmicos na Europa e nos EUA poderiam contestar suas afirmações, mas que, dado o prestígio da Universidade de Jena, isto era altamente improvável.

Entretanto, alguém abriu a boca e contestou. O professor Ludwig Rutimeyer, da Universidade de Basileia, demonstrou para as autoridades de Jena, em 1868, que os diagramas eram "um pecado contra a verdade científica". Por exemplo, ele pôde mostrar que Haeckel usara o mesmo desenho para ilustrar os embriões de três espécies diferentes. Haeckel foi forçado a admitir que seus desenhos continham incorreções, mas incrivelmente, foi mantido em seu cargo. Além disso, sua retratação recebeu tão pouca divulgação que a fraude toda foi exposta novamente alguns anos mais tarde, em 1874, pelo professor Wilhelm His, da Universidade de Leipzig. Ele declarou que Haeckel tinha praticado "fraude evidente" e "que tinha excluído a si mesmo de qualquer pesquisa científica séria". Alguém poderia pensar que Haeckel e seu diagrama fraudulento tivessem sido vilificados dali para frente pela comunidade científica. Mas, isto nunca aconteceu — o que é um escândalo em si mesmo. Em vez de rejeitarem a fraude cometida por Haeckel, os evolucionistas continuaram a usar seus diagramas como se fossem autênticos. Eles já foram reproduzidos em inúmeros livros-texto em todo o século 20 e ainda estão em uso hoje no próprio sistema de ensino Stephen Jay gould, um dos maiores proponentes da teoria da evolução, escreveu recentemente que nós deveríamos estar "estupefatos e envergonhados pelo século de reciclagem descuidada que levou à persistência desses desenhos em um grande número, se não na maioria dos livros modernos." (mas claro, não foi descuidado, mas proposital).



3 - A Mutação das Drosófilas:
Os evolucionistas insistem que uma série de mutações aleatórias precisam eventualmente levar ao aparecimento de uma que de algum modo confira uma vantagem real, ou potencial, a uma espécie, por menor que seja a mudança. Em sua obstinação em fornecer evidências experimentais disso, eles criaram incontáveis gerações da mosca drosófila (Drosophila melanogaster) sob condições controladas nos laboratórios e induziram mutações aleatórias em seu código genético por meio da irradiação e outros métodos. Como a mosca-da-fruta pode produzir uma nova geração a cada duas semanas, os cientistas podem observar os resultados em centenas de gerações. Quantas novas espécies foram produzidas por esse processo? Quantas novas proteínas? Quantas novas enzimas? A resposta: nem uma sequer.
Se milhões de mutações aleatórias são necessárias antes que uma mutação verdadeiramente benéfica apareça, então o que acontece com aquelas mutações que não são imediatamente fatais ou prejudicias para o organismo(portanto não selecionado pelo ambiente) e que são transmitidas para a próxima geração? Essas mutações deletérias, a partir de um ponto de vista estatístico, excederiam em muito o número de mutações benéficas. Assim, a inevitável entrada das mutações deletérias no banco genético de toda a espécie resultaria na progressiva deterioração de uma espécie e no seu eventual desaparecimento, então o mecanismo que eles estavam usando para explicar a evolução precisaria levar inexoravelmente, não à criação de novas espécies, mas à destruição das existentes!


4 - A População Humana:
De acordo com os evolucionistas, a humanidade evoluiu no Grande Vale do Rift, no nordeste da África, cerca de 200 mil anos atrás. Agora, vamos considerar por um momento as severas implicações práticas disso. Se assumirmos que a taxa de crescimento populacional entre o homem primitivo era aproximadamente similar à taxa existente hoje — pouco mais de 1% — e se assumirmos que a população humana total da Terra 200 mil anos atrás era de apenas 100 indivíduos, então ela teria crescido para vários trilhões (não bilhões) em menos de dez mil anos! Talvez a taxa anual de crescimento de 1% seja alta demais por causa dos avanços da medicina atual e da produção em massa. Entretanto, mesmo se usarmos uma taxa menor, ainda obteremos uma expansão astronômica na população em apenas alguns milhares de anos. Por exemplo, alguns historiadores reconhecem que a população do planeta como um todo durante o tempo do nascimento de Jesus Cristo era em torno de 100 milhões de habitantes. Com base na população atual (ano de 2012) de 7 bilhões, isso representa um aumento anual de longo prazo de pouco mais de um quinto de 1% (0,212%). Se aplicarmos essa mesma taxa anual de crescimento à nossa população humana que vivia no nordeste da África, ela teria crescido de 100 indivíduos para 157 bilhões em apenas 10 mil anos. Isto por que crescemos de forma exponencial em curtos espaços de tempo mesmo com taxas baixas de crescimento, nós somos os animais mais adaptáveis e menos suscetíveis a predação, mesmo com a escassez de alimento, desastres naturais e epidemias, a população voltaria a níveis altos em pouco tempo(sendo que para o ser humano é muito fácil se espalhar entre os continentes, tendo espaço de sobra para crescer, atravessar a Rússia a pé levaria apenas 70 dias, sem considerar as paradas) e o avanços tecno-científico se faria presente em uma sociedade bem povoada que logo apareceria, no entanto dizem que começamos do zero a pouco tempo atrás, se mantendo na idade da pedra por 200 mil anos e passando da idade do bronze para a eletrônica em cerca de 5000 anos.
Como você pode ver, a teoria do Grande Vale do Rift é impossível. Se extrapolarmos retroativamente a partir da população atual usando somente um taxa anual de crescimento um pouquinho maior (porém ainda conservadora) — 0,302% em vez de 0,212% — descobrimos que uma população inicial de 100 pessoas teria aumentado para 7 bilhões, a atual população mundial, em cerca de 6 mil anos. Isto é totalmente consistente com a estrutura cronológica encontrada na Bíblia.



5 - Taxas de erosão:
As medições mostram que existem rios que escavam o seu leito em mais de 1.000 mm de altura cada 1.000 anos enquanto outros só retiram 1 mm em 1.000 anos. A redução de altura média para todos os continentes do mundo é à volta de 60 mm cada 1.000 anos(chuvas, ventos e sol). Na escala de vida humana, estas taxas de erosão são pequenas. Mas para aqueles que dizem que os continentes têm bilhões de anos, as taxas são avassaladoras. Uma altura de 150 quilómetros de continente seria erodido em 2,5 bilhões de anos. Desafia o bom senso. Se a erosão tem estado a atuar ao longo de milhões de anos, não haveria continentes na terra. Este problema foi levantado por um número de geólogos que calcularam que a América do Norte deveria ter sido aplanada em 10 milhões de anos se a erosão se tivesse mantido à velocidade atual. Este é um espaço de tempo ridículo se compararmos com os supostos 2,5 bilhões de anos dos continentes que eles dizem ter.(sobre as placas tectônicas, podem elevar montanhas, mas continentes em placas que entram de baixo delas, como a índia, sumiria em muito menos tempo devido a taxa de erosão)


6 - Coluna geológica (inversões):
Segundo a coluna geológica, a várias camadas que se sobrepõe na crosta terrestre onde os fósseis mais antigos ficam abaixo e os mais recentes acima, entretanto, A famosa falha de carreamento Heart Mountain , no Wyoming, tem mantido os geólogos perplexos há anos; de acordo com a datação pelos fósseis, os estratos mais antigos, com uma espessura entre 450 a 500 metros e entre 50 a 100 km de extensão, estão colocados por cima dos mais recentes. Argumenta-se que a parte mais antiga foi levantada e transportada por cima da mais recente; Pierce (1957) admite que esta explicação ortodoxa é fantástica mas que não encontra uma explicação alternativa (Taylor 1996, 448).
Contrariando o princípio dos fósseis "antigos" e "novos" conforme os paleontólogos os classificam, existem longas faixas onde as coisas estão invertidas. Os fósseis antigos encontram-se situados por cima dos fósseis novos no Glacier National Park no Canadá (com 800 km de comprimento), na China e na Escandinávia (com 140.000 km 2 de extensão). Em vários lugares encontram-se camadas pré-cambrianas (as mais antigas) sobre um leito cretáceo. E nos estados de Tennessee e Geórgia (E.U.A.) uma grande "falha" estende-se por centenas de quilómetros em que os depósitos cambrianos se sobrepõem aos depósitos carboníferos. Isto, em termos evolucionistas, representa uma inversão na ordem dos acontecimentos em, pelo menos, 300 milhões de anos (Santos 1988)



7 - Meteoritos fósseis:
Excetuando os estratos superiores da Terra, os meteoritos fósseis são muito raros, o que demonstra que os estratos não estiveram expostos durante milhões de anos.



8 - Oceanos Poluídos pelo Sal e níquel:
O processo evolucionário necessita de milhões de anos para operar com sucesso. Entretanto, mesmo se a Terra tivesse apenas 10 milhões de anos de idade — uma fração do tempo necessário para a “evolução” ocorrer — os oceanos do mundo estariam tão fortemente carregados com depósitos de sal e de outros minerais solúveis que estariam tão mortos quanto o Mar Morto. Considerando a quantidade de níquel existente nos oceanos e tendo em consideração a taxa a que o níquel está a ser adicionado à água devido aos meteoritos, o tempo de acumulação corresponde a alguns milhares e não milhões de anos (Baker 1998, 25).


9 - Campo magnético da terra:
Na década de 70, o professor de física Dr. Thomas Barnes reparou que medições feitas desde 1835 mostravam que este campo estava a decair 5% por século (medições arqueológicas mostram também que o campo era 40% mais forte do que hoje no ano 1.000 a.C.). Barnes calculou que a corrente não poderia estar a decair há mais de 10.000 anos, ou então a sua potência original seria tão grande que derreteria a terra. Este modelo é, obviamente, incompatível com os milhares de milhões de anos necessários aos evolucionistas (Creation 20(2):15 March-May 1999)



10 - DNA em fósseis:
Muitos cientistas relataram terem descoberto DNA em fósseis que se diz terem milhões de anos. Alguns relataram ter reavivado bactéria dos intestinos duma abelha, supostamente com 15-40 milhões de anos. E, mais recentemente, investigadores alegam ter reavivado bactérias de rochas que se diz terem a idade de 250 milhões de anos. Agora alguns geólogos e microbiologistas em Inglaterra relatam ter encontrado DNA em pequenas inclusões em cristais de sal variando de “idade” entre 11 e 425 milhões de anos. As suas descobertas foram publicadas no prestigiado jornal Nature (Fish 2002). O DNA fragmenta-se em cadeias com 100-200 unidades de comprimento, que, a água apenas, iria fragmentar completamente em menos 50.000 anos, e que, a radiação de fundo apenas, iria eventualmente destruir a informação no DNA, mesmo na ausência de água e oxigénio. Existem pessoas bem conhecidas e respeitadas que acreditam que o DNA não pode sobreviver mais do que 100.000 anos ou à volta disso. A sua constituição química básica significa que as suas ligações se desfazem.


11 - Dinossauros não mineralizados:
Muitos restos de dinossauros ainda não estão completamente mineralizados. Mais de metade do fóssil é ainda osso original e não pedra! Alguns até possuem substâncias químicas da altura em que o animal estava vivo (proteínas e aminoácidos)! Alguns fósseis de peixe ainda mantinham o cheiro a peixe quando foram descobertos. (Taylor 1989, 28)


12 - Conflito com Outros Ramos da Ciência (Segunda Lei da Termodinâmica) e a trivialização da complexidade:
Todos os ramos da ciência — com uma exceção — reconhecem e aceitam a Segunda Lei da Termodinâmica. Essa lei diz que todos os processos ordeiros no universo estão se movendo continuamente para um estado menos ordeiro. Em resumo, eles estão se deteriorando. O exemplo mais óbvio é a perda progressiva do calor. Cada objeto, grande ou pequeno, terrestre ou interestrelar, está perdendo calor por meio da radiação. Esse calor nunca pode ser recuperado em sua totalidade, o que significa que todo sistema ordeiro eventualmente perderá calor e morrerá, a não que mais calor seja adicionado a partir de outra fonte.
Por exemplo, vemos que a energia necessária para que a matéria morta se torna-se viva é colossal: Existem 135 x 10^165 possíveis combinações para a hemoglobina. Para se realizar as combinações necessárias seria consumida a energia e a matéria de 10 sextilhões de universos por segundo, durante 10 trilhões de trilhões de anos para se produzir as combinações de hemoglobina, por acaso(ASIMOV, Issac. The genetic code). Essa lei recebe o respeito em todos os ramos da ciência, exceto na Biologia Evolucionária. Por quê? Porque ela refuta um dogma fundamental da Evolução — que um sistema ordeiro pode avançar, de forma puramente acidental e entrar em um estado mais ordeiro. Em resumo, a Segunda Lei da Termodinâmica, que algumas vezes é chamada de Lei da Entropia, garante que nada nunca pode evoluir. Portanto, a não ser que outros ramos da ciência estejam seriamente errados, a assim chamada ciência da Evolução é completamente falsa.


13 - Proto-Galáxias (galáxias primitivas):
Os proponentes do Big Bang acreditam que ao olharem cada vez mais longe no espaço, estão a olhar para trás no tempo muitos bilhões de anos, para uma época muito mais próxima do chamado acontecimento primordial - o Big-Bang, as galáxias nestas regiões seriam bem jovens e primitivas no início do universo, Contudo, em vez de observarem qualquer “Proto-Galáxia” eles vêm “galáxias normais, com grandes famílias de estrelas” ou seja, galáxias que para eles seriam velhas demais ou evoluídas demais para estar nos primórdios do universo. (Creation ex nihilo 21(3) 1999, 9)


14 - Acumulação:
Se o universo foi originado pelo "Big Bang", então a matéria devia estar distribuída uniformemente. Contudo o universo contém uma distribuição da massa extremamente desigual. Isto significa que a matéria está concentrada em zonas e planos à volta de regiões relativamente vazias. As galáxias distantes estão agrupadas como continentes cósmicos para além de extensões de espaço quase vazias.




15 - Planetas do sistema solar diferentes:
Todos os planetas do sistema solar são diferentes uns dos outros, até os satélites. (Kerr 1994, 1360) Como consequência disto, todas as velhas teorias sobre a evolução da terra e do sistema solar (a hipótese nebular, a teoria da onda, etc.) são impossíveis, pois dizem que todo o sistema solar derivou de um mesmo material.




16 - Planetas esfriando:
Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão estão esfriando. Júpiter, por exemplo, irradia mais ou menos o dobro da energia que recebe do Sol; Saturno, o triplo. Se o sistema tivesse bilhões ou mesmo milhões de anos, esses cinco planetas estariam absolutamente congelados há muito tempo. (A Família Int. “Contato” nº 15)


17 - Datações:
Existem pelo menos seis métodos radiométricos disponíveis. A data que se assume que a amostra tem determinará qual o método que será usado porque cada um deles dará um resultado diferente.
Por exemplo: quando ossos de dinossauro contendo carbono são encontrados, não se lhes faz datação com C-14 porque o resultado seria de apenas alguns milhares de anos. Visto que isto não estaria de acordo à data assumida baseada na coluna geológica, os cientistas usam outro método de datação de modo a se obter uma idade mais próxima do resultado desejado. Todos os resultados radiométricos que não estão de acordo com as idades pré-designadas na coluna geológica são rejeitadas. (Hovind 1998, 47)


18 - Decaimento constante:
O decaimento radioativo tem sido considerado como sendo um processo constante, que ocorre por transmutação aleatória dos átomos do elemento instável. Quando estamos perante um número elevado de átomos existe uma certa certeza estatística de que em qualquer momento um número específico de átomos estará num processo de decaimento ou mudança espontâneo. Estes números dar-nos-ão a taxa de decaimento mas tudo está baseado no pressuposto de que se trata de um processo aleatório. No entanto, trabalhos estatísticos levados a cabo por Anderson e Spangler (1973) mostraram que, de fato, o processo de decaimento não é aleatório; isto significa que a taxa de decaimento não pode ser conhecida ao certo, pondo em questão todo o processo de datação radiométrica (Anderson 1972).
"É óbvio que as técnicas radiométricas podem não ser os métodos de datação absolutos que afirmam ser. As estimativas de idade em um determinado estrato geológico, medidos por diferentes métodos radiométricos são frequentemente diferentes (às vezes em centenas de milhões de anos). Não existe absolutamente um 'relógio' radiológico confiável de longo prazo." [The Science of Evolution, Macmillan, Nova York, 1977].



19 - Carbono-14:
O método do Carbono-14 foi inventado por Willard Libby no início da década de 1950 na Universidade de Chicago. Embora não sejam de desprezar, os métodos de datação são sobre-valorizados. Willard Libby disse que o seu método só era correto para objetos com apenas alguns milhares de anos. O Carbono-14 (o isótopo instável do estável Carbono-12) é formado na atmosfera pela ação dos raios cósmicos sobre os átomos de Azoto-14 (Nitrogênio-14) do ar. Contudo, a instabilidade relativa deste Carbono-14 origina que ele comece imediatamente a decair para Nitrogênio-14, a forma isotópica estável do carbono. A "meia-vida" do Carbono-14 (o tempo que leva para metade do Carbono-14 de um sistema dado decair de volta a Nitrogênio-14) é aproximadamente de 5.730 anos. Por isso, depois de mais ou menos seis meias-vidas, ou seja, à volta de 35.000 anos, não existiria praticamente nenhum Carbono-14 para ser medido (alguns cientistas afirmam poder medir quantidades extremamente pequenas até aos 80.000 anos, ou 14 meias-vidas, mas isso é muito duvidoso). O radiocarbono (Carbono-14) não devia encontrar-se em rochas “antigas”, mas encontra-se! Uma vez mortas as criaturas, o radiocarbono existente nos seus organismos devia decompor-se rapidamente. Após milhões de anos, os seus restos estariam completamente livres de radiocarbono. Mas as amostras de materiais orgânicos retirados de todas as camadas de rocha, como fósseis, carvão, calcário, gás natural e grafite, têm todas radiocarbono mensurável. Estas descobertas são relatadas na literatura científica secular com frequência (mas geralmente são rejeitadas como erros de medição, sendo estes erros de medição muito improvável pois os instrumentos são de alta precisão).

Fontes:
http://cve.acordem.com/blog/28548//
http://cve.acordem.com/blog/28546//
http://cve.acordem.com/blog/28550//
http://cve.acordem.com/blog/28544//
http://cve.acordem.com/blog/28545//



A Grande Conspiração:
A conspiração mais pessoal é aquela de satanás diretamente contra nós para nos fazer pecar e perder a fé, mas eles também usam os governos do mundo, em acordos com os poderosos para conspirarem em favor da chegada do anticristo e de sua marca do mundo que não devemos aceitar

Os quais fazem de tudo para que levar almas ao inferno através da mídia, da música, da educação, da política e da sociedade em geral, exemplos: mensagens subliminares em músicas, comerciais e filmes, falsa aparição de extraterrestres(que na verdade são demônios), deturpação de informações históricas sobre a existência de Jesus, falsos apócrifos, falsas doutrinas que negam a salvação de Cristo, falsos profetas, liberalismos jogando a sociedade contra os cristãos, mentiras no sistema educacional e acadêmico(como a grande farsa da teoria da evolução), perseguição aos cristãos e criação de novas guerras.



veja revelações sobre conspirações em vários setores feita por meio de sociedade secretas com provas aqui e veja também qual o seu verdadeiro objetivo: http://testemunhodom.blogspot.com.br/201...e-sao.html



Conclusão:
A fé verdadeira não se abala por que creem pela sabedoria de Deus o qual a mentira não o pode confundir e não se deixam a consciência cauterizar, o homem em sua sabedoria se tornou nulo em seus próprios raciocínios e também se tornou nulo em sua própria vaidade, o ser espiritual tem fidelidade com a verdade de Deus, mesmo que todo o mundo diga o contrário, pois maior que o testemunho dos homens é o testemunho de Deus, então passemos a ser fiéis ao testemunho de Deus, que pode ser testificado em nós, pela sabedoria do espírito de Deus, pela nossa experiência direta com ele e pela experiência com a palavra de Deus.


“Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.”
1 Coríntios 1:21
Eu ia falar umas coisas, mas vou me abster para não ser banido...

A única coisa falsa na verdade é esse artigo.

A teoria do evolucionismo é a mais aceita na comunidade científica e no senso comum porque simplesmente ela é a mais próxima da verdade, mais acurada e mais lógica pois utiliza o método científico, enquanto o criacionismo se baseia na bíblia que é algo próximo a uma fantasia ou mitologia qualquer como As sereias, O Saci-perêrê, os ciclops e o olimpo.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a corezilla pelo seu post:
Padmé Amidala (25-11-2015)
06-09-2015, 12:03 PM
Resposta: #9
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
(05-09-2015 11:15 PM)corezilla Escreveu:  Eu ia falar umas coisas, mas vou me abster para não ser banido...

A única coisa falsa na verdade é esse artigo.

A teoria do evolucionismo é a mais aceita na comunidade científica e no senso comum porque simplesmente ela é a mais próxima da verdade, mais acurada e mais lógica pois utiliza o método científico, enquanto o criacionismo se baseia na bíblia que é algo próximo a uma fantasia ou mitologia qualquer como As sereias, O Saci-perêrê, os ciclops e o olimpo.

o seu melhor argumento é: se é aceito pela maioria, então é verdade.

então se sair um artigo científico falando que pode comer fezes de cavalo e fosse aceito por todos os cientistas, vc acreditaria?

é a velha estória de maria-vai-com-as-outras.

parece que vc não acredita em conspiração, acredita em tudo que o sistema diz ser verdadeiro, se o professor disse então é verdadeiro, se cientista também disse então é verdadeiro, se passou no documentário da tv então é verdadeiro, enquanto isso a razão é abandonada e qualquer pensamento contestador das teoria vigentes de forma alguma se passa e é rejeitado por puro fanatismo dando lugar a fé cega na sociedade e no sistema, enquanto isso condenas quem tem fé em Deus e na bíblia sem perceber a contradição nisso.


A Psicologia do Engano das Massas

A psicologia que está por trás de tudo isto é conhecida há séculos. Se um número suficiente de pessoas puder ser induzido a acreditar que algo é verdadeiro, especialmente se aquilo for apresentado por alguém em posição de autoridade e suportado por evidências científicas aparentemente legítimas, pode ser muito difícil depois abalar a crença delas. A história de Sam Loyd e o quebra-cabeças dos Quinze Pastilhas é uma demonstração disto. Sam Loyd foi um matemático habilidoso e um pioneiro no campo da composição de enigmas no século 19. Durante muitos anos, ele teve uma coluna em um dos principais jornais dos EUA. Alguns de seus enigmas eram tão difíceis que ele frequentemente recebia centenas de cartas por dia de seus leitores. Certa vez, ele publicou um quebra-cabeças de deslocamento de peças chamado Jogo das Quinze Pastilhas que, ele disse, "levaria o mundo inteiro à loucura".

O objetivo era muito simples: deslizar as pastilhas de um lado para outro e organizá-las na sequência numérica de 1 até 15. Isso significa reverter as posições das pastilhas "14" e "15" na posição inicial. Como um incentivo adicional, Loyd ofereceu um prêmio de 1.000 dólares (uma quantia magnífica naquele tempo) para qualquer um que apresentasse a solução correta. Naturalmente, como o prêmio era tão generoso e o quebra-cabeças era fácil de compreender, a competição despertou enorme interesse no público e a resposta foi enorme. Milhares de leitores estavam convencidos que tinham resolvido o problema. Sem dúvida, muitas das soluções propostas eram engenhosas e demonstravam a inteligência e diligência dos seus autores. Mas, Loyd não precisava abrir e examinar uma única daqueles soluções propostas. Por quê? Porque o quebra-cabeças não tinha solução! Os matemáticos sabem que esse quebra-cabeças somente pode ser solucionado em metade de todas as posições iniciais. Todas as demais são impossíveis. Loyd simplesmente escolhia uma das posições impossíveis, onde as pastilhas estavam provocativamente próximas da sequência correta e convidava seus leitores a passarem pela tortura e chegarem perto do ponto da loucura ao tentarem solucionar o problema. Talvez não tenha sido totalmente honesto Loyd propor um enigma que não tinha solução, mas seus leitores não suspeitaram de nada. Afinal, o problema era fácil de entender, o prêmio era atraente e Loyd desfrutava de uma ótima reputação.

Os cientistas contemporâneos continuam a acreditar na Teoria da Evolução por razões muito similares: ela foi proposta e é promovida por pessoas de elevada reputação, não é difícil de compreender, e o preço — uma explicação abrangente da própria vida — é imensamente atraente. O único problema é que, como o quebra-cabeças de Loyd, não é nada mais do que uma forma de trapaça.

A Agenda Real Que Está por Trás da Teoria da Evolução

À luz de tudo isto, precisamos perguntar por que uma teoria que contradiz tantos princípios da matemática e da boa lógica poderia ter sido proposta? Se ela não foi planejada para satisfazer nosso apetite por integridade científica, então para que foi criada? A resposta é o orgulho humano, um desejo muito antigo de homens caídos e rebeldes de afirmarem sua independência de Deus. A Evolução não é uma ciência, mas uma convicção religiosa, um esforço determinado de explicar a vida na Terra sem referência a um Criador. Muitos de seus pioneiros desprezavam o Cristianismo. Seus proponentes iniciais eram, em sua vasta maioria, ateístas, humanistas ou maçons. Embora fingindo serem cientistas envolvidos na busca imparcial e objetiva da verdade, eles rejeitaram desde o início uma explicação que refletisse a perspectiva bíblica. Esta é a mentalidade que domina a comunidade científica atualmente. Todos os fenômenos observáveis precisam ser interpretados e explicados sem absolutamente qualquer referência a um Criador.

Reflita sobre isto, caro leitor, pois é crucial compreender o que realmente está acontecendo no nosso mundo hoje. A ciência, sendo constituída pelas pessoas que controlam nossas faculdades e universidades, sempre precisa excluir Deus. Este é o princípio fundamental e a característica definidora da ciência contemporânea. Ela foi estabelecida primeiro pela Sociedade Real, na Inglaterra, em 1660, e a maioria de seus membros era rosa-cruz ou maçom, e pela Academia Francesa das Ciências, que era dominada pela Maçonaria do Grande Oriente, uma variedade intensamente anticristã de paganismo.

Logicamente, muitos cientistas acreditam em um Criador, mas não têm a permissão de expressar essa dinâmica de suas vidas pessoais. Um trabalho de pesquisa bem argumentado escrito por um cientista respeitável que tentasse mostrar — ou mesmo sugerir — que Deus está em operação no universo seria considerado "religioso" e rejeitado pelo editor. O trabalho de pesquisa nunca veria a luz do dia. Um exemplo formidável dessa mentalidade perniciosa pode ser encontrado em uma análise de Richard Lewontin nas resenhas literárias do jornal The New York Times, de 9 de janeiro de 1997. O professor Lewontin, que já ocupou diversos postos acadêmicos de prestígio em sua ilustre carreira, é um ferrenho defensor da Evolução e altamente respeitado por seus pares. A opinião que ele expressou em sua análise é endêmica hoje entre os biólogos evolucionistas, a maioria dos quais aprova a remoção de Deus de todo o discurso científico:

"Nossa disposição de aceitar afirmações científicas que são contra o senso comum é a chave para uma compreensão da luta real entre a ciência e o sobrenatural. Ficamos do lado da ciência, apesar das aparentes absurdidades em algumas de suas construções, apesar de seu fracasso em cumprir muitas de suas promessas extravagantes de saúde e de vida, apesar da tolerância da comunidade científica pelas histórias não verificáveis, porque temos um comprometimiento prévio, um comprometimento com o materialismo. Não que os métodos e instituições da ciência de alguma forma nos forcem a aceitar uma explicação material do mundo dos fenômenos, mas, ao contrário, porque somos forçados por nossa adesão anterior às causas materiais que criam um aparato de investigação e um conjunto de conceitos que produzem explicações materiais, independente do quão contra-intuitivas, independente de quão mistificadoras elas sejam para os não iniciados. Além disso, esse materialismo é absoluto, pois não podemos permitir um Pé Divino na porta. O eminente erudito especializado em Kant, Lewis Beck costumava dizer que qualquer um que creia em Deus pode acreditar em qualquer coisa. Apelar a uma deidade onipotente é permitir que a qualquer momento as regularidades da natureza possam ser quebradas, que os milagres possam acontecer."

Podemos agradecer ao Dr. Lewontin for revelar, talvez sem querer, a verdadeira motivação que está por trás da agenda evolucionária. Ele declara de forma bem clara que ele e seus colegas ateístas se agarram às construções absurdas por causa de seu comprometimento anterior com o materialismo. Realmente não importa para eles o quão ridícula uma proposição científica possa ser, desde que exclua Deus, "pois não podemos permitir um Pé Divino na porta". Além disso, ele se vangloria que o "materialismo é absoluto". É disto, caro leitor, que se trata.

A Longa Guerra Contra Deus

A Evolução é uma questão profundamente política. A elite maçônica e os ateístas extremamente ricos que controlam o pulso da academia na Grã-Bretanha, Alemanha, Itália, França e EUA — e eles fazem isto há séculos — não tolerarão nenhuma tentativa de conectar a criação com seu Criador. Como eles têm aversão ao Deus da Bíblia, precisam encontrar um modo alternativo de explicar a existência da vida na Terra, e até a existência da própria Terra. Alguns cientistas tentaram seguir a via da Panspermia Cósmica, em que a vida na Terra é explicada pela chegada em nossa atmosfera de bactérias congeladas das profundezas do espaço, que foram levadas a grandes distâncias pelos meteoros e pela poeira intraestrelar. Outros já especularam que, em eras passadas, a vida na Terra foi "semeada" de forma deliberada por formas de vida inteligentes que vieram de outra galáxia. Mas, até aqui, nenhuma dessas "explicações" recebeu o favor da maioria dos cientistas, provavelmente por que elas especulam somente sobre a distribuição da vida e não sobre sua origem.

Assim, a Evolução é o único jogo que existe para jogar. Ela carrega consigo a vantagem adicional de promover um paradigma evolucionário em outros ramos da ciência, notavelmente a Cosmologia. Se as massas puderem ser treinadas a aceitarem que a vida na Terra evoluiu da matéria inerte, então deve ser relativamente fácil convencê-las que o próprio universo evoluiu a partir do nada. (Esta teoria é conhecida como Teoria da Grande Explosão, outro exemplo absurdo de pseudociência, que infelizmente não teremos tempo para discutir neste ensaio.)

É preciso ser ateísta ou um inimigo de Deus para acreditar na Evolução? Absolutamente, não! Suspeito que a maioria dos cientistas que acredita na Evolução faça isso simplesmente por que foi treinada a acreditar nela. O sistema educacional moderno foi estruturado em grande parte por humanistas e ateístas que odeiam o Cristianismo e desejam destrui-lo. Como resultado, o sistema educacional tem sufocado grandemente nossa habilidade inata de fazer perguntas honestas e de não ficar satisfeitos até que obtenhamos uma resposta honesta.

A Evolução é uma visão de consenso que não pode tolerar críticas de forma alguma. Questionar a Evolução é questionar a própria ciência. Um acadêmico que faça isso arrisca-se a ser demitido de seu cargo na universidade, ou ser colocado no ostracismo, como um desequilibrado. Inúmeros acadêmicos respeitáveis foram punidos por expressarem dúvidas acerca da validade científica da Evolução. Muitos nem eram cristãos e também não trabalhavam em faculdades de ciências biológicas. A punição pode incluir a ridicularização pelos pares, exclusão de seminários e conferências, perda de oportunidades de promoção, ter seus trabalhos de pesquisa rejeitados para a publicação, fracasso em obter financiamento para as pesquisas e até perda do cargo.

Nos últimos cinquênta anos, cientistas da Criação e proponentes de uma posição criacionista publicaram críticas devastadoras à Teoria Evolucionária. Houve um tempo em que os evolucionistas estavam preparados para irem a uma plataforma pública e debaterem a validade científica da Evolução com seus opositores criacionistas. Entretanto, eles eram aniquilados com tanta frequência que não estão mais dispostos a se exporem ao ridículo desse modo. Até mesmo Richard Dawkins, um defensor radical da Evolução, é muito cuidadoso para evitar o debate público com criacionistas experientes. O único "debate" que os evolucionistas realizam é por meio da mídia e das editoras controladas, onde todas as questões embaraçosas podem ser colocadas de lado e uma caricatura da posição criacionista pode ser ridicularizada impunemente.

Por que os principais jornais nunca publicam um artigo enfocando as muitos furos e defeitos conhecidos na Teoria Evolucionária? Porque eles não querem que o público saiba o quão irracional e desonesta ela realmente é. A cabala maçônica que controla jornais como The New York Times, The Wall Street Journal, The Washington Post, The London Times, Berliner Zeitung, Le Monde e dezenas de outros jornais influentes na Europa e nas Américas, não tem a intenção de fornecer uma plataforma para visões que possam expor a grande mentira da Evolução e a máquina de propaganda secreta que está por trás dela.

Série de vídeo SAINDO DA MATRIX entenda tudo sobre as conspirações
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...-da-matrix
"E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões." (Joel 2:28-30)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a Marcusmho pelo seu post:
Mediador (26-11-2015), YLM (27-10-2015)
06-09-2015, 12:08 PM (Resposta editada pela última vez em: 11-09-2015 05:17 PM por Marcusmho.)
Resposta: #10
RE: A Teoria da evolução é comprovadamente falsa e a Grande conspiração
as pessoas foram tão hipnotizadas, ficaram tão fanáticas, que nem sequer ousam ler algo que questiona a teoria da evolução, simplesmente debocham e diz que tá provado e pronto, e tem raiva de quem pensa o contrário
saiam dessa lavagem cerebral

Oito Truques Usados Fequentemente pelos Evolucionistas para Enganar a Si Mesmos e ao Público

Nome do Truque: Descrição Sucinta

1. Célula Simples: Omite ou deixa de considerar a incrível complexidade da célula viva.

2. Número Grande: Disfarça ou ignora a realidade das impossibilidades estatísticas.

3. Ordem a Partir do Caos: Ignora a Segunda Lei da Termodinâmica, que declara que a ordem nunca aumenta de forma acidental.

4. Dente do Porco: Faz grandes inferências a partir de dados triviais e assume conexões inexistentes.

5. Similaridade: Assume que as coisas que têm aspecto similar são realmente iguais, seja estrutural ou funcionalmente.

6. Tempo Infinito: Assume que, com tempo suficiente, virtualmente qualquer coisa possa acontecer.

7. Raciocínio Circular: Usa A para provar B e B para provar A.

8. Ninho de Ratos: Ignora os fatos desconfortáveis e as evidências contraditórias(como eu demonstrei no post principal)

_________________________________________________________

Algumas fraudes da teoria da evolução:


• O Homem de Java

O paleontologista holandês Eugene Dubois descobriu resíduos fossilizados de um fragmento craniano, um fêmur e alguns dentes em Java, em 1891, e prontamente declarou que eles pertenciam a um hominídio primitivo, que chamou de Pithencanthropus erectus. Essa descoberta provou ser imensamente influente e foi inserida nos livros-texto de ciências desde então. Mas, durante trinta anos, Dubois negligenciou e deixou de informar o público que ele também encontrara dois esqueletos humanos perto do mesmo local do "Homem de Java". Qualquer interpretação realista dos dados levaria à conclusão que o fêmur era de fato humano, exatamente como os dois crânios, mas que o fragmento craniano era de um macaco. Retendo as informações sobre os dois crânios, Dubois estava praticando uma simples e bem-conhecida fraude.

Observe também a credulidade dos cientistas que estavam preparados para aceitar como definitiva a tênue "evidência" apresentada por Dubois. Quem examina os obscuros anais da Paleontologia, descobre rapidamente que o realismo e o senso comum são muitas vezes colocados de lado, no ímpeto obsessivo de provar que o homem evoluiu a partir de um macaco. Não importa o quão triviais ou patéticas sejam as evidências, desde que sejam suficientemente obscuras para enganar o público.

• O Homem de Piltdown

Quando os resíduos fossilizados de uma caveira e de uma mandíbula foram encontrados em uma escavação em Piltdown, na região sul da Inglaterra, em 1912, muitos dos principais paleoantropologistas do mundo saudaram a descoberta como evidência de uma nova espécie do hominídeo primitivo, o elo ausente que há muito tempo era procurado entre o macaco e o homem moderno. Somente em 1953 é que o fóssil de Piltdown foi exposto como uma invenção, que combinou a caveira de um homem moderno com a mandíbula inferior de um orangotango. Em resumo, uma fraude deliberada. Os dentes tinham sido dispostos lado a lado e os ossos descoloridos de forma a se aproximarem daquilo que os evolucionistas esperavam encontrar. Isto deveria ter alertado o mundo todo sobre a falta de cuidado e a ingenuidade da comunidade paleontologista como um todo, e para a desonestidade clara de um núcleo dela, mas os livros-textos e as revistas científicas preferiram explicar o incidente como um episódio infeliz e isolado.

Normalmente, a comunidade científica se refere ao incidente de Piltdown como uma fraude, como se tivesse sido algo fundamentalmente inofensivo. Mas, ele não foi apenas uma fraude, foi um crime. A indisposição continuada da comunidade evolucionista de descrever a fraude de Piltdown como um crime e não apenas como uma simples fraude, indica a contemporização, preconceito e duplicidade que ainda infecta os membros dessa comunidade.

• O Homem de Nebraska

Em 1922, um evolucionista (e eugenista) de destaque, Henry Osborn, declarou que um dente de fóssil encontrado cinco anos antes no estado americano de Nebraska era prova conclusiva de espécies até então desconhecidas de hominídeos. O Homem de Nebraska, como ele ficou conhecido, foi citado nos livros-texto como evidência da Evolução e de que a humanidade tem sua orígem no macaco. Algumas publicações até mesmo reproduziram uma ilustração criada por um artista de qual seria o aspecto desse homem. Entretanto, nem todos os cientistas ficaram convencidos e se tornou claro após alguns anos que Osborn e seus apoiadores estavam grandemente enganados.

O dente era na verdade de uma espécie extinta de porco. Sim, um porco. Esse triste episódio destacou novamente a disposição de um grande segmento da comunidade científica de acreditar em afirmações apetitosas, porém baseadas em "evidências" ridiculamente triviais — neste caso o dente de um porco. Essa tendência nunca diminuiu e os paleontologistas continuam desavergonhadamente a proclamar descobertas e avanços que não têm validade científica. Mas, como o trabalho deles é revisado por seus próprios pares — que possuem a mesma atitude elástica para o rigor científico — ele nunca é colocado seriamente em questão.

• Os Diagramas dos Embriões, de Haeckel

Dubois, o criador do Homem de Java, era discípulo do "grande" Ernest Haeckel, um professor alemão muito influente da Universidade de Jena. Haeckel tinha publicado uma série de gravuras em 1866 mostrando o desenvolvimento embrionário de diversas espécies. O propósito dos diagramas era mostrar que o ciclo de desenvolvimento no útero refletia (ou "recapitulava") os mesmos estágios pelos quais uma espécie passou durante o longo processo de sua evolução.

Os Diagramas de Haeckel se transformaram em um dos maiores instrumentos de propaganda na história. Quase que imediatamente, eles pareciam fornecer evidências irrefutáveis que a Evolução era verdadeira. Estudantes universitários na Europa e nas Américas se convertiam aos milhares vendo os sedutores diagramas.

O problema com os diagramas é que eles eram uma total fabricação. Começando com imagens legítimas dos embriões de diferentes espécies, Haeckel fez uma série de ajustes para torná-los mais similares uns com os outros. Ele misturou embriões, removeu ou acrescentou partes, mudou o tamanho relativo de diversos aspectos, identificou outros incorretamente, e distorceu de várias formas as evidências até que obteve os resultados que desejava. Lembre-se que tudo isto foi realizado em um tempo em que a ciência da Embriologia Comparada era pouco compreendida. Haecke sabia que apenas alguns poucos acadêmicos na Europa e nos EUA poderiam contestar suas afirmações, mas que, dado o prestígio da Universidade de Jena, isto era altamente improvável.

Entretanto, alguém abriu a boca e contestou. O professor Ludwig Rutimeyer, da Universidade de Basileia, demonstrou para as autoridades de Jena, em 1868, que os diagramas eram "um pecado contra a verdade científica". Por exemplo, ele pôde mostrar que Haeckel usara o mesmo desenho para ilustrar os embriões de três espécies diferentes. Haeckel foi forçado a admitir que seus desenhos continham incorreções, mas incrivelmente, foi mantido em seu cargo. Além disso, sua retratação recebeu tão pouca divulgação que a fraude toda foi exposta novamente alguns anos mais tarde, em 1874, pelo professor Wilhelm His, da Universidade de Leipzig. Ele declarou que Haeckel tinha praticado "fraude evidente" e "que tinha excluído a si mesmo de qualquer pesquisa científica séria".

Alguém poderia pensar que Haeckel e seu diagrama fraudulento tivessem sido vilificados dali para frente pela comunidade científica. Mas, isto nunca aconteceu — o que é um escândalo em si mesmo. Em vez de rejeitarem a fraude cometida por Haeckel, os evolucionistas continuaram a usar seus diagramas como se fossem autênticos. Eles já foram reproduzidos em inúmeros livros-texto em todo o século 20 e ainda estão em uso hoje.

• A Monera de Haeckel

Como muitos dos primeiros evolucionistas, Haeckel era panteísta e racista. Ele nutria uma profunda aversão à verdade bíblica e queria que o povo alemão adorasse a deusa Vênus. Ele era favorável à eliminação das crianças fracas e deformadas por meio do aborto e do infanticídio, à esterilização em massa de milhões de pessoas "inferiores" e à introdução de um programa nacional de eutanásia para aplicar um "envenenamento rápido e indolor" em milhares de "incuráveis".

Haeckel também tinha sua própria versão do truque da Célula Simples. Ele alegava que uma substância gelatinosa primitiva nas profundezas dos oceanos, carregada com microorganismos até aqui desconhecidos, que ele chamou de monera, funcionava como um tipo de mecanismo universal para transformar ingredientes inorgânicos em células vivas. Embora ele não tivesse evidência alguma para sua teoria da monera, sua reputação era tal que ela foi aceita por muitos cientistas em toda a Europa como um fato estabelecido.

O evolucionista inglês T. H. Huxley descobriu aquilo que ele acreditava ser evidência da monera em amostras de lodo dragado do fundo do oceano Atlântico, e até nomeou a nova "espécie" como Bathybius haeckelii. Entretanto, alguns anos mais tarde, um químico do navio descobriu que o álcool usado para preservar as amostras de lodo podia produzir um amorfo precipitado, que Huxley tinha erroneamente considerado como evidência de vida orgânica. Se essa notícia hilariante não tivesse sido suprimida, o escândalo que provocaria teria destruído as reputações de muitos importantes cientistas em toda a Europa.

Huxley era um manipulador ambicioso. Ele formou um grupo de cientistas proeminentes que exerceu uma extraordinária influência sobre o sistema científico britânico no período de 1865-1890. Conhecido como Clube X, o grupo definia a agenda e decidia as prioridades das instituições de liderança, como a Sociedade Real e a Associação Britânica para o Progresso da Ciência. O grupo dele também indicava colegas evolucionistas para os cargos de direção em outras instituições, garantindo assim que o sistema científico britânico continuasse a ser dominado por indivíduos que compartilhassem o desprezo pela verdade bíblica.

Em sua biografia de Charles Darwin, os autores Adrian Desmond e James Moore descreveram apropriadamente o clube como "um tipo de loja maçônica darwiniana". Aparentemente eles não chamavam a si mesmos de Clube X porque não tivessem objetivos claramente definidos — é óbvio que tinham — mas porque não queriam que o público reconhecesse a determinação deles em "profissionalizar" a ciência, eliminando todas as referências a um Criador e colocando no lugar aquilo que os autores Desmond e Moore chamaram de "um sacerdócio intelectual".

Clubes similares existiam também nos EUA e na França. Esse tipo de manipulação continua até hoje, não apenas na Grã-Bretanha, mas em toda a Europa e nos EUA, garantindo assim que teorias com motivações políticas, como a Evolução, a Grande Explosão, Inteligência Extraterrestre e Aquecimento Global recebam fachada científica, amplo financiamento para pesquisa e sejam usadas para fins de propaganda.

Poderíamos apresentar muitos outros exemplos. Tomados coletivamente, eles retratam uma disciplina dirigida pela irracionalidade, auto-engano, interesses velados, práticas científicas descuidadas e uma extraordinária desconsideração pelos padrões mínimos de integridade científica.

Considere apenas o seguinte:

1 - Por que os evolucionistas continuam a afirmar que a existência de uma versão com penas do Archaeopteryx, o suposto elo perdido entre os répteis e os pássaros, foi confirmado pelas evidências fósseis, quando já ficou comprovado que o único exemplar do fóssil foi uma falsificação criada pelo homem?

2 - Por que os evolucionistas continuam a afirmar que as diferentes "espécies" de um determinado passarinho das remotas Ilhas Galápagos são prova da Evolução, quando são apenas variedades de um genoma comum, exatamente como as raças caninas?

3 - Por que os evolucionistas continuam a promover a mariposa apimentada como prova de uma evolução, quando se sabe há muito tempo que o mesmo genoma é capaz de produzir toda a variação observada?

4 - Por que os evolucionistas continuam a afirmar que a mosca-da-fruta com quatro asas, que foi desenvolvida por meio de mutação genética artificial em laboratório é uma nova espécie, e não uma versão geneticamente danificada da original?

5 - Por que os evolucionistas continuam a proclamar o assim chamado "Diagrama do Cavalo" como evidência da Evolução quando muitos de seus próprios colegas o rejeitam como uma mera hipótese, pois até mesmo o hyrax (um animal parecido com o coelho, que ainda é encontrado hoje na África) é retratado como uma espécie extinta de cavalo? (Novamente, preciso lembrar os leitores que não estou inventando tudo isto.)

6 - Por que a categoria de fóssil conhecida como Australopithecus afarens ainda está sendo anunciada como um elo perdido se já foi demonstrado há muito tempo que o exemplar melhor conhecido ("Lucy") — uma pequena coleção de ossos sem descrição — era simplesmente um macaco sem qualquer capacidade de andar como um bípede?

7 - Por que os evolucionistas ainda se referem à existência do assim chamado órgãos vestigiais como evidências de Evolução se tantos de seus melhores exemplos — as amígdalas, as glândulas pineal e pituitária — e o assim chamado DNA "descartável" são há muito tempo conhecidos como trapaças científicas dos piores tipos?

8 - Por que os evolucionistas ainda tentam defender a opinião que as bactérias desenvolvem resistência aos antibióticos por meio de um processo de Evolução, se é bem conhecido que essa resistência já está presente em uma porcentagem mínima da população hospedeira e que a morte em massa de suas companheiras simplesmente permite que esse minúsculo remanescente floresça?
Por que os evolucionistas ainda falam sobre a existência de genes similares entre as espécies como evidência de um antepassado comum, se é bem conhecido que nenhum relacionamento causal ou de desenvolvimento de qualquer tipo já foi demonstrado? A mesma sequência de informações incorporada em duas sequências maiores pode realizar funções drasticamente diferentes em cada caso. Por exemplo, a sequência numérica 123 tem funções totalmente diferentes nos números 123456789 e 987654123. Esta é mais uma das muitas ideias estúpidas que passam por evidência no mundo maluco da Evolução.

9 - Por que os evolucionistas continuam a retratar a "co-evolução" ou co-dependência entre as espécies como prova da Evolução se, na realidade, ela somente serve para destacar que o conceito da Evolução é realmente sem sentido? Por exemplo, certa espécie de planta somente pode ser polinizada por certa espécie de pássaro, que por sua vez é totalmente dependente daquela planta para obter seu alimento. Nenhuma das duas espécies pode existir sem a outra. Que esse tipo de acordo possa ter aparecido de forma acidental é bilhões de vezes mais improvável que a "Evolução" de qualquer uma das duas espécies separadamente. Mas, no mundo maluco da Evolução, quanto mais improvável for uma possibilidade, mais ela é considerada válida.

Série de vídeo SAINDO DA MATRIX entenda tudo sobre as conspirações
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...-da-matrix
"E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões." (Joel 2:28-30)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Marcusmho pelo seu post:
Mediador (26-11-2015)
Desodorante Bion Vitta sem Alumínio ou Triclosan Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
Tongue A teoria da evolução não pertence a Darwin A.Xavier 34 8,745 13-01-2018 10:18 PM
Última Resposta: juzen
  As cinco principais ideias erradas sobre evolução, de acordo com cientistas Padmé Amidala 8 4,295 28-12-2015 12:07 AM
Última Resposta: A.Xavier
  Teoria da Evolução contra a ciência e a Fé (O conto do macaco) MARCELO DF 0 1,036 27-12-2015 12:59 PM
Última Resposta: MARCELO DF
  Fósseis de transição corroborando com a teoria evolutiva A.Xavier 45 20,788 16-12-2015 01:51 PM
Última Resposta: Padmé Amidala
  Grau de evolução – Programa Vida Inteligente John Dickinson 0 1,414 03-10-2015 09:42 AM
Última Resposta: John Dickinson

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Receitas para Secar em 30 dias

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 103 usuários online.
» 1 Membros | 102 Visitantes
Xevious

Estatísticas do Fórum
» Membros: 21,256
» Último Membro: coinmastrous
» Tópicos do Fórum: 26,487
» Respostas do Fórum: 281,301

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Algumas músicas anom
Última Resposta Por: Xevious
Hoje 11:52 PM
» Respostas: 202
» Visualizações: 35237
Vazamento de óleo no nordeste: descobriram a nossa mentira. Desculpa aí Maduro!
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Hoje 11:10 PM
» Respostas: 26
» Visualizações: 1199
Os brasileiros sem pátria em seu próprio país.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Hoje 10:39 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 233
Um milhão de pessoas estão presas nos Gulags da China
Última Resposta Por: ULTRON
Hoje 08:53 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 267
Um apanhado em OUT de 2019
Última Resposta Por: ULTRON
Hoje 04:11 PM
» Respostas: 13
» Visualizações: 767
Alerta - 03_11_2019 - Possível False Flag em Seattle - Gatilho para WW3
Última Resposta Por: naste.de.lumina
Ontem 10:34 PM
» Respostas: 30
» Visualizações: 1882
A campanha de ódio, mentiras e desinformação contra a ativista Greta Thunberg
Última Resposta Por: Velho Druida
19-10-2019 11:19 AM
» Respostas: 78
» Visualizações: 3469
Os saques em andamento da África sob vigilância de líderes africanos corruptos
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
18-10-2019 04:47 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 106
13º no Bolsa Família? E a indenização bilionária pelo prejuízo de bilhões de reais?
Última Resposta Por: Velho Druida
18-10-2019 02:57 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 219
Revelação: Você sabia que "666" não é o número da Besta?
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
18-10-2019 02:07 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 229
Biblioteca Virtual Anti-NOM -- Livros Raros
Última Resposta Por: Alimah
18-10-2019 12:26 PM
» Respostas: 78
» Visualizações: 99584
Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
18-10-2019 12:21 PM
» Respostas: 15
» Visualizações: 8201
Como vc lida com pessoas agressivas virtuais ou nao ?
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
18-10-2019 11:52 AM
» Respostas: 26
» Visualizações: 4491
A Batalha da NOM contra nós
Última Resposta Por: Mister Pelf
18-10-2019 11:27 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 104
O problema do Brasil é o Brasileiro.
Última Resposta Por: ULTRON
17-10-2019 10:02 AM
» Respostas: 59
» Visualizações: 3110
Padre afirma que o Papa Francisco em breve ungirá o líder global
Última Resposta Por: Juquinha
16-10-2019 10:27 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 304
O Brazil com "Z" de Ama'Z'ônia
Última Resposta Por: Velho Druida
16-10-2019 09:38 PM
» Respostas: 112
» Visualizações: 4953
Olavogate: Olavo de Carvalho / Sidi Muhammad seria um agente a serviço do Sionismo?
Última Resposta Por: Juquinha
16-10-2019 09:37 PM
» Respostas: 133
» Visualizações: 83279
Coringa - a ideologia da destruição.
Última Resposta Por: Xevious
16-10-2019 02:05 PM
» Respostas: 20
» Visualizações: 1021
Banimento do usuário Rui Coelho
Última Resposta Por: Supermoderador
16-10-2019 10:21 AM
» Respostas: 52
» Visualizações: 2636
Banimento do usuário Café sem açúcar.
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
14-10-2019 06:23 PM
» Respostas: 11
» Visualizações: 1037
Glenn Greenwald envolvido na desestabilização do Equador?Quem é esse cara afinal?
Última Resposta Por: Marcelo Almeida
14-10-2019 04:22 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 410
30 lições de Olavo de Carvalho
Última Resposta Por: Marcelo Almeida
14-10-2019 04:15 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 252
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: NoNOM
14-10-2019 10:45 AM
» Respostas: 1402
» Visualizações: 246538
Forças Ocultas (Forces Occultes)
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
13-10-2019 09:29 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 457
Echelon – A rede de espionagem global
Última Resposta Por: Bruna T
12-10-2019 08:56 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 2375
Os segredos do Paralelo 33
Última Resposta Por: Bruna T
12-10-2019 04:00 PM
» Respostas: 11
» Visualizações: 16156
A Vacina contra o Zika Vírus Modificará Geneticamente seu DNA
Última Resposta Por: Alimah
12-10-2019 12:09 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 2174
Porte de arma
Última Resposta Por: Velho Druida
11-10-2019 08:01 PM
» Respostas: 8
» Visualizações: 451
Vídeo Impressionante - O Ritual Maçônico
Última Resposta Por: Bruna T
10-10-2019 09:24 PM
» Respostas: 74
» Visualizações: 62015

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial