Shoyu e Missô Orgânicos Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 11 Votos - 4.91 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[Atualizações] Conflitos na Síria
14-12-2011, 07:15 PM (Resposta editada pela última vez em: 07-08-2016 01:36 AM por Mediador.)
Resposta: #1
[Atualizações] Conflitos na Síria
Eleições locais na Síria um sucesso, asseguram as autoridades.
[Imagem: siria_bandera.jpg]

Damasco, 13 dez (Prensa Latina) As eleições dos governos locais que tiveram lugar nesta segunda-feira na Síria foram um exercício de democracia, pluralismo e livre vontade, assegurou hoje o juiz Nazir Kheir Allah, responsável pelo Comitê Eleitoral de Damasco.

Mais:
Frustra Síria outra tentativa de infiltração armada da Turquia

A votação realizou-se baixo uma atmosfera de democracia e em massa participação popular que refletiu o compromisso dos cidadãos a praticar seu direito ao voto para eleger a quem eles estimassem mais qualificados para representar nos Conselhos de Administração Local.

Os sírios foram ontem às urnas em 154 cidades e 502 povoados em 681 municipalidades do país, nas quais se instalaram nove mil 849 colégios eleitorais, para eleger a 17 mil 588 servidores públicos desde vereadores de bairros, prefeitos e os governadores das 14 províncias entre 42 mil 889 candidatos, informaram as autoridades eleitorais.

Nas cédulas figuraram os nomes de membros de 11 partidos, incluídos os sete que integram o governante Frente Nacional Progressista, mais um alto número de aspirantes independentes.

Entre as outras quatro organizações aparecem duas da oposição interna, recentemente registrados a teor de novas leis promulgadas como parte do programa de reformas integrais que impulsiona o Governo do presidente Bashar Assad.

Eles são o Partido da Vontade Comum e o Partido Socialista Nacional.

O sufrágio efetuou-se sem que se interrompessem as atividades habituais do país, e o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) instruiu a que o horário de votação, ao menos em Damasco e em cidades que o requeressem, se estendesse até às 24h, a fim de lhe brindar maiores facilidades à cidadania para poder votar.

O magistrado Allah afirmou que teve transparência no exercício e que as autoridades do CNE estarão pendente e supervisionando todo o processo até o anúncio dos resultados.

O premiê Adel Safar assegurou que o sufrágio se desenvolveu conforme aos novos mecanismos que facilitam uma mais ampla participação dos cidadãos, como o uso tão só da carteira de identidade para que as pessoas maiores de 18 anos possam exercer o voto sem a necessidade de registros prévios.

Explicou, ademais, que o processo também responde à nova lei sobre Administração Local, a qual prevê o princípio de descentralização e lhe brinda aos cidadãos uma maior liberdade e potestade para que desempenhem um papel mais eficiente nas esferas econômica, social e cultural em nível local de suas províncias.

De fato, os novos conselhos populares terão maior poder de decisão sobre os assuntos que relacionados às suas respectivas localidades, explicou um servidor público à Prensa Latina.

O premiê Safar afirmou que estas eleições se desenvolveram sob uma nova lei que brinda à cidadania a oportunidade de eleger livremente de forma universal e secreta, e de maneira democrática a seus representantes administrativos sob supervisão da autoridade judicial e sem interferência do Poder Executivo.

Safar expressou que o Governo espera que desta eleição emerjam líderes conscientes capazes de administrar com eficiência os assuntos de suas respectivas regiões e províncias.

Pese à intensa hostilidade política, mediática e a violência terrorista de grupos armados, respaldados desde o exterior, o governo sírio optou por levar adiante este exercício eleitoral e prevê as eleições legislativas nacionais para fevereiro de 2012.

A escala nacional notificou-se que um grupo armado tentou boicotar as eleições em Sham Golan, na província de Daraa, e disparou contra um grupo de agentes da ordem, matando a três deles.

Igualmente, outra dessas quadrilhas se roubou quatro caixas de cédulas em Talkalakh, mas as autoridades conseguiram recuperá-las, e submeter aos criminosos.

ocs/mh/bj


Modificado el ( martes, 13 de diciembre de 2011 )

Ban pede medidas contra a Síria em 'nome da humanidade'
14 de dezembro de 2011 • 16h46 • atualizado às 17h05
O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse nesta quarta-feira que a comunidade internacional precisa agir "em nome da Humanidade" contra a repressão dos protestos pelo regime sírio. "Na Síria, mais de 5 mil pessoas morreram. Isto não pode continuar. Em nome da Humanidade, é hora de a comunidade internacional agir", afirmou o chefe da ONU.

Ban disse, durante coletiva, ter enviado um relatório do Conselho de Direitos Humanos da ONU sobre a repressão ordenada pelo presidente Bashar al-Asaad ao Conselho de Segurança. Isto pode aumentar a pressão sobre o Conselho, composto por 15 países, para tomar medidas.

A Rússia e a China já tinham vetado um projeto de resolução do Conselho de Segurança sobre a crise em outubro. Na próxima quinta-feira, os protestos vão completar seu décimo mês, enquanto os militantes pró-democracia continuam com um movimento de desobediência civil, apesar da violência cotidiana.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 7 usuários diz(em) obrigado a GU4RD1ÃO pelo seu post:
Andre Specker (08-01-2012), Beherethrost (24-08-2013), Dimitrizacari (15-12-2011), Jsantos302 (30-01-2012), Mediador (04-07-2016), Noblind (15-12-2011), snoop_dogg10 (14-12-2011)
Compre na Tudo Saudável o autênico chá de amora miura
15-12-2011, 11:22 AM
Resposta: #2
RE: E agora a SÍRIA...


Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Dimitrizacari pelo seu post:
Mediador (04-07-2016)
15-12-2011, 02:50 PM (Resposta editada pela última vez em: 15-12-2011 02:51 PM por snoop_dogg10.)
Resposta: #3
RE: E agora a SÍRIA...
EUA dizem que regime sírio é condenado



Uma autoridade dos EUA disse que o regime de Assad está condenado e instou a oposição da Síria para se preparar para assumir o controle. Enquanto isso a ONU secretário-geral Ban Ki-moon apelou à comunidade internacional a tomar medidas para acabar com a violência.
Os EUA do Departamento de Estado, Frederic Hof, comparou o regime do presidente Bashar Assad a um "Dead Man Walking", e disse que era difícil determinar quanto tempo Assad deixou no poder, mas sublinhou "Não vejo este regime sobreviver. "


Hof, disse Assad, "assinou seu próprio obituário político" por reprimir a população civil e exortou outros países a volta sanções da ONU contra Damasco.
De acordo com as estimativas da ONU, pelo menos 5.000 pessoas foram mortas desde que os protestos começaram em março. Falando em um fim de briefing ano na sede da ONU na quarta-feira, o secretário-geral Ban Ki-moon, pediu ações para parar o derramamento de sangue continuaram no país.
"Na Síria, mais de 5.000 pessoas estão mortas. Isto não pode continuar. Em nome da humanidade que é hora de a comunidade internacional a agir ", disse ele.


Mas Damasco contesta o número de mortos, dizendo que a figura é tendenciosa e baseada apenas na palavra de rebeldes.
Enquanto isso, o número de mortos continua a monte com as activistas dizendo pelo menos 25 pessoas foram relatadas mortas em confrontos recentes, incluindo oito soldados mortos a tiros por desertores do exército.


Permanentes do Conselho de Segurança membros Rússia ea China continuam a opor-se sanções contra a Síria e insistem em uma solução pacífica para a crise. Eles também criticam o Ocidente por ignorar a violência proveniente da oposição síria.
Pepe Escobar, correspondente do Times Asia, acredita que os EUA e seus aliados estão tentando usar o conflito para alimentar a guerra civil no país.


"As apostas na Síria são muito maiores em comparação com a Líbia porque antes de tudo o que terá que lutar contra um exército real. Eles estiveram em guerras no Oriente Médio ", disse à RT.
"É um país menor, há mais população. A invasão terrestre está fora de questão, porque ele iria por todo o lugar. "

´´Conhece a verdade e ela te libertará´´ Jesus Cristo SleepyCoolRolleyes
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
15-12-2011, 07:54 PM
Resposta: #4
RE: E agora a SÍRIA...
O modus operandi sionista anglo-americano otaniano que se vê agora é a contratação de peões mercenários (muitos pertencentes a grupos terroristas) pra ir fazendo o serviço sujo por terra enquanto eles vão dando suporte por ar.
Se tiver que morrer alguém, que seja os peões mercenários primeiro. Os deles vêm depois, se em último caso precisar. Senão, só invadem mesmo (caso precise) quando por terra a maior (ou uma boa) parte do trabalho sujo estiver feito pelos peões mercenários.
Eles vão poupar o contingente de infantaria deles o máximo que puderem.
Mas na real? Esse lance de infantaria x infantaria já caiu em desuso.
Hoje em dia a coisa é só na base do bombardeio High-Tech (reparem como esses drones vão ser cada vez mais usados)
Isso que nem falamos do arsenal nuclear dos que o possuem e que devem estar com o dedo coçando pra abertar aqueles botões....
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Armor pelo seu post:
curradordofuturo (08-01-2012), Cypher3 (28-01-2012), Mediador (04-07-2016), Sérgio Bantam (05-09-2013)
Compre Spirulina e Chlorella da OceanDrop na Tudo Saudável
01-01-2012, 09:51 PM (Resposta editada pela última vez em: 01-01-2012 09:51 PM por GU4RD1ÃO.)
Resposta: #5
RE: E agora a SÍRIA...
Líder dos rebeldes sirios: Coronel dos EUA
30.12.2011
Oficial de inteligência dos Estados Unidos é o verdadeiro líder do "Exército Sírio Livre"
O jornal egípcio al-Arabi afirmou nesta sexta-feira que um coronel dos EUA, com o sobrenome Cleveland está supervisionando as operações de treinamento e armamento, e é o líder real do chamado "Exército Sírio Livre".
[Imagem: 16203.jpeg]


Tribuna Popular TP

O partido Irmandade Mulçumana, que está exigindo a intervenção militar da Turquia contra a Síria, dispõe de uma milícia treinada pelos Estados Unidos

Damasco, 17 dez. 2011, Tribuna Popular TP/Contrainjerencia - O jornal egípcio al-Arabi afirmou nesta sexta-feira que um coronel dos EUA, com o sobrenome Cleveland está supervisionando as operações de treinamento e armamento, e é o líder real do chamado "Exército Sírio Livre".

A edição diz que Cleveland está movendo-se entre os campos de treinamento de sua organização. Este coronel que está encarregado de criar um exército constituido por homens armados opostos ao regime sírio, chamado "Exército Sírio Livre ", comentou que os Estados Unidos haviam criado uma base de formação, na Turquia, ao norte, no leste do Líbano, e Arbil, no Iraque.
O partido Irmandade Mulçumana, que está exigindo a intervenção militar da Turquia contra a Síria, dispõe de uma milícia treinada pelos EUA e sua inteligência, que lhes estão proporcionando dados e equipamento técnico.

O jornal agregou que os serviços de inteligência que estão financiando e armando os mercenários para lutar contra o exército da Síria exigem que todos os grupos armados se denominem "exército livre".

Membros da Irmandade Mulçumana confessaram estar por trás dos protestos na província de Daraa, no sul, e Jisr al-Shughour, no norte, e que se propõem a formar zonas de proteção como um prólogo à intervenção militar. O artigo afirma que a página da "revolução síria" no Facebook é manejada por uma rede de inteligência desde Bruxelas, que havia se formado antes mesmo dos acontecimentos na Síria.

http://www.pcv-venezuela.org
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a GU4RD1ÃO pelo seu post:
Dimitrizacari (02-01-2012), Mediador (04-07-2016)
08-01-2012, 10:05 AM
Resposta: #6
RE: E agora a SÍRIA...
The Observer
05.01.2012 13:14
O Ocidente tem o dever de intervir na Síria
Por Nick Cohen

A revolução síria é uma criança sem mãe. A “comunidade internacional”, tão vigorosa em suas declarações de apoio aos direitos humanos, nada faz para protegê-la. Os terroristas estatais de Assad têm liberdade irrestrita para assassinar, estuprar e lançar bombas de pregos contra os manifestantes, violentar e castrar crianças.

Para compreender a escala da barbárie, basta escutar Hamza Fakher, um ativista pró-democracia que é uma das fontes mais confiáveis sobre os crimes ocultos pelo blecaute do regime à imprensa. “A repressão é tão severa que os detidos são amontoados em contêineres de navios e despejados em pleno mar”, ele me disse. “A coisa está tão ruim que inventaram uma nova forma de tortura em Alepo, na qual aquecem uma placa de metal e forçam o detido a ficar de pé sobre ela até confessar; imagine a carne derretida atingindo o osso antes que o detido caia sobre a placa. É tão ruim que todos os manifestantes optaram pela resistência armada. Eles sabem que agora se trata de sobrevivência, não mais de liberdade. É preciso salientar isto: os sírios hoje estão lutando por suas vidas, e não por liberdade.”
A Liga Árabe age como o representante da “comunidade internacional” na região, e não acho que “desprezível” seja uma palavra forte demais para descrever seu comportamento. O chefe de sua missão de observadores na Síria é o general Mohammad Ahmed Mustafa al-Dabi, um defensor do presidente do Sudão, Omar al-Bashir, que é procurado pelo Tribunal Penal Internacional por genocídio e crimes contra a humanidade em Darfur. Dabi não é apenas um seguidor. Seus adversários o acusam de responsabilidade pessoal pelos massacres em Darfur.

Sua missão na Síria preencheu todas as baixas expectativas. Dabi tem o dom de produzir fantasias reconfortantes. Ele conseguiu transformar a cidade torturada de Homs, onde milícias de Assad vêm cometendo um massacre por conta própria contra os muçulmanos sunitas, em uma aldeia de Potemkin. Em uma cena digna do teatro do absurdo, Dabi contou à agência Reuters que não viu “nada assustador” em Homs, apesar de seus monitores não conseguirem entrar em um bairro cujos moradores acreditavam que agentes do Estado mantinham prisioneiros porque os tiros ecoavam pelo ar.

Ignorar o som dos disparos resume a reação do mundo às atrocidades cometidas na Síria atualmente. Como ocorre com frequência, os líderes que disseram “nunca mais” depois do último genocídio nada fazem para evitar o próximo. Mas talvez sua indiferença não dure muito. A ferocidade da violência do regime forçou o Conselho Nacional Sírio, grupo que reúne a maior parte da oposição e pedia a desobediência civil e a resistência passiva, a suplicar ajuda externa. Como me disse o dissidente sírio Ammar Abdulhamid, “na luta de tanques contra peitos nus, as probabilidades não são exatamente iguais e a coragem só pode levá-lo até certo ponto”. A versão síria da “rua árabe” de que tanto ouvimos falar hoje quer aviões da Otan nos céus.

A Turquia deixou de ser aliada de Assad para ser sua inimiga, e está falando em mudança de regime. O ministro das Relações Exteriores francês pediu que tropas da Otan protejam os trabalhadores da ajuda. Líderes da oposição síria discretamente tentam convencer simpatizantes no governo Obama a apoiar a revolução.

Os motivos das potências estrangeiras não são totalmente humanitários. A razão disso é melhor explicada por Michael Weiss, um homem notável que vale uma coluna só para ele. É um intelectual de Nova York combativo e muito falante, que despreza os totalitaristas e seus defensores, quaisquer que sejam suas formas. De algum modo ele acabou nos escritórios em Londres da Sociedade Henry Jackson. O grupo de pensadores democráticos faz um trabalho sério, mas mesmo seus melhores amigos diriam que nem sempre está na linha de frente do debate político global.

Desse ponto recuado, Weiss compilou um relatório (http://www.henryjacksonsociety.org/conte...pageid=35) sobre como o poderio aéreo americano, britânico e francês poderia se combinar com forças de terra turcas para criar um abrigo seguro no norte da Síria, onde as milhares de tropas do exército sírio poderiam reunir uma força de combate. As autoridades da Otan o estudaram, enquanto Burhan Ghalioun, o presidente do Conselho Nacional Sírio, descreveu o relatório como um “recurso crucial para se compreender como uma intervenção humanitária na Síria ainda pode ser efetuada com responsabilidade”. Quando perguntei por que um mundo em dificuldades deveria se incomodar para ajudar os sírios, Weiss citou “Filho da Europa”, de Czeslaw Milosz, uma das maiores sátiras da era fascista e comunista. Os defensores da ditadura, diz Milosz, devem:

“Aprender a prever um incêndio com extrema precisão

E então queimar a casa para cumprir a previsão.”

As conversas inócuas sobre o Oriente Médio ser um “mundo árabe” unificado ou parte de um “mundo muçulmano” unificado ignoram as verdadeiras divisões. A região é uma confusão de interesses étnicos e sectários concorrentes. Na Síria, eles se combinaram para produzir um Estado de segregação, no qual a minoria xiita alauíta de Assad controla a polícia, o exército e os órgãos de inteligência. As primeiras semanas da revolução foram alegremente antissectárias, enquanto o Conselho Nacional Sírio se recusou a ser uma arma para a maioria sunita vingativa.

Para vencer a oposição e sobreviver, Assad tem de jogar o equivalente à carta da raça. Ele precisa conquistar o apoio de sua tribo dizendo às minorias alauíta e cristã que precisam se unir atrás dele ou enfrentar o extermínio. Para garantir que sua previsão se realize, ele queima a casa, só para ter certeza. Ele organiza a limpeza sectária dos bairros sunitas e tenta transformar sua aposta desesperada de se manter no poder em uma guerra civil sunita-xiita.

Como na guerra civil espanhola, quando a Grã-Bretanha e a França pregavam a não intervenção enquanto Hitler e Mussolini enviavam armas e homens para ajudar os fascistas de Franco, a “comunidade internacional” nada faz na Síria hoje enquanto o Irã e o Hezbollah despejam tropas xiitas para assassinar os civis. Ao contrário da propaganda estatal síria, os terroristas sunitas da Al Qaeda não estão na Síria para combater o regime ainda. Mas não imagino que eles fiquem de fora por muito tempo.

A intervenção para conter uma guerra regional encerra vastos riscos. Mas deveríamos ser honestos sobre as consequências de consentir com Assad. Um Estado falido e ninho do terrorismo se situará na borda do Mediterrâneo. Mercenários estrangeiros e paramilitares alauítas continuarão massacrando uma população amplamente indefesa e o conflito poderá se espalhar para o Iraque, Israel, Turquia e Jordânia. As notícias que escapam ao controle dos censores sírios nos lembram todos os dias: os que dizem que não devemos fazer nada também têm sangue nas mãos.

Leia mais em guardian.co.uk
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
08-01-2012, 04:28 PM
Resposta: #7
RE: E agora a SÍRIA...
Em 'demonstração de solidariedade', frota russa chega à Síria
Atualizado em 8 de janeiro, 2012 - 15:13 (Brasília) 17:13 GMT


Uma grande frota russa liderada por um porta-aviões atracou neste domingo em um porto da Síria, iniciativa vista pela imprensa estatal síria como uma "demonstração de solidariedade" de Moscou, informa a agência France Presse.

A frota ficará ancorada por seis dias no porto de Tartus, onde a Rússia recentemente expandiu uma base naval.

A agência estatal síria Sana citou um oficial naval russo dizendo que a ida ao porto visa a aproximação entre os dois países e o fortalecimento de seus laços de amizade.

A iniciativa ocorre num momento de crescente isolamento da Síria entre a comunidade internacional, por conta da repressão do governo de Bashar al-Assad contra manifestantes pró-democracia no país.

Moscou tem mantido seu papel de aliado apesar da crescente pressão - ocidental e dos demais países árabes - para que a Síria ponha fim à repressão às manifestações.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a GU4RD1ÃO pelo seu post:
Mediador (04-07-2016)
Aromaterapia você encontra pelo menor preço na Tudo Saudável
28-01-2012, 12:10 PM
Resposta: #8
RE: E agora a SÍRIA...
28/01/2012 - 10h30
Rússia diz que não aprovará resolução contra Síria
DA BBC BRASIL

O Conselho de Segurança da ONU reuniu-se na sexta-feira para discutir uma proposta de resolução contra o governo da Síria, acusado de reprimir violentamente manifestações pelo país.

Com apoio de líderes da Liga Árabe, diplomatas da Grã-Bretanha, França e Alemanha redigiram uma proposta de resolução que pede que o presidente sírio, Bashar al-Assad, deixe o poder.

A Rússia, que é aliada de Assad, afirmou que não pretende apoiar o texto.

Ativistas sírios e a Liga Árabe estão pedindo que a ONU adote medidas mais fortes contra a violência no país, que continua crescendo.

RÚSSIA E CHINA

O representante da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, disse a jornalistas, depois do encontro em Nova York, que o texto final da proposta de resolução é "inaceitável", mas o governo russo se disse disposto a continuar negociando.

Churkin afirmou que não concorda com ameaças de sanções econômicas e embargo de armas.

A correspondente da BBC na ONU, Barbara Plett, afirma que a Rússia não vai apoiar medidas que impliquem em uma mudança de regime.

A Rússia também teme que um alerta, contido no texto, de mais sanções à Síria, caso o governo do país não adote medidas contra a violência, sugere que pode haver uma intervenção internacional.

No final do ano passado, a Rússia e a China vetaram outra proposta de resolução feita no Conselho de Segurança da ONU. Diplomatas ocidentais esperavam que com o apoio da Liga Árabe à nova resolução, os russos mudassem de opinião.

O texto discutido na sexta-feira coincide em vários pontos com o plano divulgado pela Liga Árabe no começo da semana. Pelo plano, Assad deixaria o poder na mão de outra autoridade, que formaria um governo nacional de unidade em dois meses. O novo governo seria integrado por pessoas que estão hoje na oposição.

O texto da resolução prevê mais medidas contra a Síria, caso nada seja feito em termos de transição política no país.

A resolução só será votada na próxima semana.

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, disse que há agora uma oportunidade para o Conselho de Segurança tomar uma atitude clara em relação à Líbia. Já o embaixador francês na ONU, Gerrard Araud, disse que a crise na Síria é de grandes proporções.

O embaixador da Síria na ONU, Bashar Ja'afari, demonstrou irritação com a proposta da resolução.

"Eles estão falando sobre o meu país sem nos consultar, sem dividir conosco as suas preocupações, seus comentários", disse ele. "Eles lidam conosco como se fossemos uma ex-colônia, como se devêssemos nos subjugar à vontade deles. Eles estão errados e eles vão se decepcionar."

MAIS VIOLÊNCIA

Ativistas dizem que nos últimos dois dias, 135 pessoas morreram. O general Mustafa al-Dabi, que lidera uma missão da Liga Árabe, disse que a violência aumentou "significativamente" nos últimos dias.

No começo da semana, ele havia dito que a missão da Liga Árabe estava ajudando a reduzir a violência no país.

Forças da oposição montaram pontos de checagem em partes da capital Damasco. A imprensa internacional tem destacado que as forças do governo não estão conseguindo manter o controle sob todas as partes da capital.

A ONU admitiu que não consegue mais acompanhar o número de mortos. Estima-se que 5,4 mil pessoas morreram desde março do ano passado, quando começaram os protestos.

O governo mantém a versão de que está combatendo terroristas e gangues armadas, e diz que dois mil soldados das suas forças foram mortos até agora.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a GU4RD1ÃO pelo seu post:
Mediador (04-07-2016)
28-01-2012, 06:04 PM
Resposta: #9
RE: E agora a SÍRIA...
Publicada em 26 de Janeiro de 2012 ás 14:59:25
Forças sirias leais ao governo derrotam mercenários em Hama.
Forças Especiais do Exército Sírio suprimiram uma suplevação de insurgente mercenários na cidade de Hama, 220 km ao norte de Damasco.

Como foi reportado pelo canal de televisão al-Surya (A Síria), elementos dos grupos extremos foram detidos e munições e armamentos confiscados.

As barricadas construidas pelos elementos mercenarios foram desmanteladas.

Cinco soldados (troops/tropas) foram mortos na confrontação.

Foi também anunciado que o governo planeja semelhantes operações para restaurar a ordem no país, inclusive na província de Idlib, no noroeste, onde o diretor chefe da Cruz Vermelha foi assassinado na quarta feira, 25 de janeiro de 2005.

Fonte: Strategic Culture Foundation, Moscou. http://www.strategic-culture.org
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a GU4RD1ÃO pelo seu post:
Mediador (04-07-2016)
29-01-2012, 10:52 PM
Resposta: #10
RE: E agora a SÍRIA...
Onda de violência na Síria deixa 66 mortos e se aproxima da capital

Vinte e seis soldados foram mortos em atentados na região de Damasco e em Kansafra e Khan Cheikhoune, na província de Idleb

AGÊNCIA BRASIL 29/01/2012 20h00
A violência na Síria, que aumentou nos últimos dias e está mais próxima da capital, Damasco, fez hoje (29) 66 mortos, sendo 26 civis, segundo noticiou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Oito pessoas, incluindo uma criança de nove anos, foram mortas a tiros na província de Homs (no Centro do país), quatro morreram ao sul na cidade de Hama, cinco na província de Idleb e dois em Jassem, na província de Deraa, segundo o OSDH.

A violência aproximou-se consideravelmente da capital nas últimas horas, com seis mortos em confrontos e em operações militares na região de Damasco. A violência fez ainda 40 mortos entre as forças governamentais e desertores, acrescentou o Observatório.

Vinte e seis soldados foram mortos em atentados na região de Damasco e em Kansafra e Khan Cheikhoune, na província de Idleb, onde desertores incendiaram um veículo de transporte de militares matando pelo menos quatro soldados.

Cinco membros das forças de segurança morreram em confrontos perto da cidade de Zabadani (região de Damasco) e em uma emboscada perto de Saraqeb (província de Idleb). Além disso, nove desertores foram mortos nas regiões de Damasco, Idleb, Hama e Homs, segundo o OSDH. O Observatório divulgou ainda a morte de um civil, torturado na província de Idleb.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a GU4RD1ÃO pelo seu post:
Jsantos302 (30-01-2012), Mediador (04-07-2016), Noblind (30-01-2012)
Maca Peruana pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  O verdadeira causa da guerra na Síria. Véia Silidonia 9 1,152 20-12-2016 08:24 AM
Última Resposta: tufoeffect
  Wikileaks revela emails de Hillary mandando atacar a Síria para proteger Israel Alkin 7 1,923 25-11-2016 09:17 PM
Última Resposta: Vane.sanc
Exclamation [Atualizações] EUA-Rússia: A Nova Guerra Fria? John Dickinson 153 61,880 16-10-2016 01:47 PM
Última Resposta: MALLBORO
  Guerra Iminente: Israel-Síria -Irã mr.newface 132 58,072 09-10-2016 07:57 AM
Última Resposta: Gustavo Woltmann
Exclamation [Atualizações] Tentativa de Golpe Militar na Turquia Mediador 56 7,012 22-07-2016 08:57 PM
Última Resposta: Beobachter

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 154 usuários online.
» 1 Membros | 153 Visitantes
Rafaelsimões

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,501
» Último Membro: GAUCHO2012
» Tópicos do Fórum: 24,151
» Respostas do Fórum: 254,381

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Centros de Clonagem
Última Resposta Por: Andяew
Hoje 12:04 AM
» Respostas: 189
» Visualizações: 13095
PIB brasileiro cai 3,6% em 2016 e confirma pior recessão desde 1930
Última Resposta Por: Andяew
Ontem 11:55 PM
» Respostas: 37
» Visualizações: 1622
Desesperada escassez de medicamentos na Venezuela está afetando gravemente o seu povo
Última Resposta Por: Bogoton
Ontem 10:53 PM
» Respostas: 30
» Visualizações: 1151
Monitoramento de Alimentos Prejudiciais a Saúde
Última Resposta Por: Anonymous_T.ron
Ontem 10:45 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 337
Operação Carne Fraca - Até onde a ganancia vai
Última Resposta Por: dementador
Ontem 10:39 PM
» Respostas: 44
» Visualizações: 2493
Bolsonaro e a verdade que a imprensa omite
Última Resposta Por: Mgll
Ontem 09:13 PM
» Respostas: 40
» Visualizações: 13132
Alien Covenant: A nova fase da Agenda Alienígena de Hollywood
Última Resposta Por: Andяew
Ontem 09:07 PM
» Respostas: 33
» Visualizações: 2563
O martírio de Tiradentes: uma farsa criada por líderes da Inconfidência Mineira?
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
Ontem 08:46 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 9299
Trum e Putin seriam da NOM?
Última Resposta Por: tarcardoso
Ontem 08:02 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 306
Projeto de terceirização um retrocesso para os trabalhadores
Última Resposta Por: Jápeto
Ontem 07:45 PM
» Respostas: 139
» Visualizações: 34796
"Uma excelente oportunidade para ficar calado"
Última Resposta Por: ruicoelho
Ontem 06:31 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 160
A mente da tia Millie
Última Resposta Por: ruicoelho
Ontem 06:23 PM
» Respostas: 64
» Visualizações: 2763
Trump está errado, a imigração muçulmana reduz o islamismo.
Última Resposta Por: ruicoelho
Ontem 05:28 PM
» Respostas: 24
» Visualizações: 966
O acordo entre Hitler e a Igreja Católica...
Última Resposta Por: Minerim
Ontem 04:19 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 436
Ocultismo: mitos, verdades e história
Última Resposta Por: justiceiro
Ontem 04:14 PM
» Respostas: 57
» Visualizações: 5714
Como especialistas tentaram montar a face de Jesus, e acabaram apenas confirmando que
Última Resposta Por: justiceiro
Ontem 03:39 PM
» Respostas: 41
» Visualizações: 11520
A Ganância no Empreendedorismo
Última Resposta Por: dementador
Ontem 12:56 PM
» Respostas: 53
» Visualizações: 3619
Matrix: A metáfora da sociedade controlada e vigiada
Última Resposta Por: dlukynha
Ontem 12:02 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 423
Previdência Social, a pirâmide financeira quebra e leva o SETOR PRIVADO a falência!
Última Resposta Por: dementador
Ontem 10:43 AM
» Respostas: 24
» Visualizações: 3010
Secretária executiva da ONU forçada a sair após qualificar Israel como Apartheid
Última Resposta Por: ked
Ontem 02:05 AM
» Respostas: 4
» Visualizações: 378
Análise Técnica da Reforma da Previdência
Última Resposta Por: Julio Cesar
21-03-2017 11:09 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 595
Morreu o comandante do IRA que ajudou a construir a paz na Irlanda do Norte
Última Resposta Por: MARCELO DF
21-03-2017 10:03 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 174
Rogue One - Filme
Última Resposta Por: NoNOM
21-03-2017 08:41 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 332
Veja quer dar golpe de Estado em Dilma
Última Resposta Por: Jápeto
21-03-2017 05:52 PM
» Respostas: 27
» Visualizações: 15270
Simbologia Illuminati Maçônica na História Oculta de Brasília
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
21-03-2017 04:41 PM
» Respostas: 15
» Visualizações: 28952
[VIDEO] KIT-GAY: Três Filmes do Vazam no Youtube
Última Resposta Por: Johnatan Salgues
21-03-2017 02:55 PM
» Respostas: 73
» Visualizações: 72392
Túmulo de Jesus foi aberto e vai ser estudado.
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-03-2017 01:54 PM
» Respostas: 18
» Visualizações: 2251
Espionagem na escala milimétrica
Última Resposta Por: Xevious
21-03-2017 01:52 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 320
Morre David Rockfeller
Última Resposta Por: want_to_believe
21-03-2017 12:44 PM
» Respostas: 17
» Visualizações: 1490
O Nada
Última Resposta Por: Xevious
21-03-2017 12:37 PM
» Respostas: 33
» Visualizações: 1305

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial