Chás medicinais você encontra na Tudo Saudável


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 9 Votos - 4.67 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
[Atualizações] Conflitos na Ucrânia
23-01-2014, 02:33 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-07-2015 03:12 PM por Mediador. Razão da Edição: Mudança de título)
Resposta: #1
Exclamation [Atualizações] Conflitos na Ucrânia
Nota da Administração:

Como o assunto está mais atual do que nunca, muitos tópicos diferentes sobre o mesmo assunto foram criados. Para facilitar a visualização e o entendimento, estes tópicos estão mesclados a este principal.

Para ir até cada um dos tópicos anteriormente criados, basta clicar nos links com cada imagem. Eis um índice de todos os tópicos mesclados e o redirecionamento para os mesmos:


- Experiência da NWO na Ucrânia, criado por @Quantum
[Imagem: 1_3.jpg]

- A escalada da crise ucraniana, criado por @"Henriquepp30"
[Imagem: 186848799.jpg]

- Artigo: Ucrânia é um dos e vejam os outros alvos do Tio Sam, criado por @"Henriquepp30"
[Imagem: tiosam.jpg]

- Modelo sírio para Ucrânia, criado por @"Henriquepp30"
[Imagem: mapa_geografico_ucrania.gif]

- Na linha de frente na Ucrânia, os neofascistas, criado por @GU4RD1ÃO
[Imagem: 19830.jpeg]

- A Ucrânia como realmente é., criado por @GU4RD1ÃO
[Imagem: 19758.jpeg]

- Ameaça de divisão da Ucrânia está crescendo, criado por @GU4RD1ÃO
[Imagem: 9h_51246817.jpg]

- guerra civil na ucrânia!, criado por @Raul Marcel
[Imagem: ukraine_protest_r.jpg]

Em Kiev, tropas anti-motim empregam armas especiais em assalto à Praça da Independência, criado por @GU4RD1ÃO
[Imagem: article-0-1AE3A85F00000578-432_964x665.jpg]



Todos os artigos referentes aos Conflitos na Ucrânia deverão ser postados essencialmente neste tópico.
Grato.




[Imagem: 1_3.jpg]


Ultima reportagem do G1 sobre as manifestações contra as leis que impedem população de se manifestar contra seu governo cita Rússia pedindo a Europa que não interfira. Estariam querendo fazer um laboratório na Ucrânia antes de espalhar o modelo opressor de um estado policial pelo mundo?

Segue abaixo reportagem do site G1:

Rússia pede à Europa que não interfira na Ucrânia

Chanceler russo disse temer 'perda de controle da situação'.
Presidente ucraniano Yanukovich enfrenta protestos há dois meses.


O chanceler russo, Sergei Lavrov, pediu nesta terça-feira (21) aos governos de países europeus que não interfiram na crise política ucraniana e expressou preocupação com a possível perda de controle da situação em Kiev.

A Rússia, que considera a também ex-república soviética parte de seu tradicional círculo de influência, têm acompanhado com atenção os protestos contra o presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, pela decisão de abandonar um acordo com a União Europeia.

Yanukovich, que recebeu um pacote de resgate bilionário de Moscou após ter se afastado da UE, irritou os manifestantes ao aprovar leis que coíbem as manifestações públicas.

"Nós preferimos que alguns de nossos colegas europeus abstenham-se de agir sem cerimônia sobre a crise ucraniana, quando, sem qualquer tipo de convite, membros de certos governos europeus correm para a Maidan (praça central de Kiev), participam de manifestações contra o governo de um país com o qual eles têm laços diplomáticos", disse Lavrov em entrevista coletiva. "Isso é simplesmente repugnante."

Em dezembro, a secretária de Estado assistente dos Estados Unidos Victoria Nuland, a chefe da política externa da União Europeia, Catherine Ashton, e o então ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, visitaram os manifestantes. E ministros da UE têm denunciado as novas leis limitando os protestos públicos como "antidemocráticas".

Fonte:
G1: Rússia pede à Europa que não interfira na Ucrânia

Why, Mr. Anderson? Why, why? Why do you do it? Why, why get up? Why keep fighting? ...
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 7 usuários diz(em) obrigado a Quantum pelo seu post:
GU4RD1ÃO (20-02-2014), Guhv3 (04-03-2014), John Dickinson (20-02-2014), luchmalaq (22-02-2014), Mediador (20-02-2014), Raul Marcel (20-02-2014), Sann (23-01-2014)
As delícias de ALFARROBA da Carob House você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
23-01-2014, 03:10 PM
Resposta: #2
RE: Experiência da NWO na Ucrânia
Bem vindo @Quantum, muito obrigada pelo tópico!

Como você é novo aqui no fórum, sugiro que leia o tópico:

Regras Gerais do Forum Anti NOM

Editei seu tópico, pois o mesmo não continha o texto na íntegra.

Citar:Criação de Tópicos:

- Se o seu tópico está divulgado em outro blog ou site, coloque o texto inteiro, e o link original ao fim do tópico.

Abraço
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Jahaisa pelo seu post:
John Dickinson (20-02-2014), pequeno gafanhoto (23-01-2014), Quantum (23-01-2014)
23-01-2014, 03:23 PM (Resposta editada pela última vez em: 01-03-2014 04:40 PM por Kaboom.)
Resposta: #3
RE: Experiência da NWO na Ucrânia
Que é experiencia, sim, sem duvida que é. Mas os resultados, esses sim, assustam devido a alguns factores preocupantes:

- Caso o actual governo da Ucrania se demita, a oposição pode assumir funções e estabelecer o vínculo tão (bestamente) desejado pelo "povo" da Ucrania (leia-se ONG's da NWO que manipulam o povo).
- Tal novo governo será fatalmente condenado e não reconhecido pela Russia.
- A UE começar a interferir directamente na soberania e assuntos internos da Ucrania, levando a uma resposta mais dura por parte da Russia.
- Se houve tensão entre Russia e UE por causa da Ucrania, a NWO sai no lucro por que pode estalar a 3ª guerra mundial para reduzir a população mundial como eles tanto desejam.
- A segunda guerra começou por algo semelhante, mas com a Polónia.
- No final dessa suposta 3ª guerra, aí sim, haverá a implementação de um Estado policial, ou melhor, militarizado.

Isso dá que pensar sim. Os planos da NOM estão bastante acelerados.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Kaboom pelo seu post:
GU4RD1ÃO (20-02-2014), M. Cezar (25-02-2014), Mediador (01-03-2014), Quantum (23-01-2014)
23-01-2014, 04:24 PM
Resposta: #4
RE: Experiência da NWO na Ucrânia
(23-01-2014 03:10 PM)Jahaisa Escreveu:  Bem vindo @Quantum, muito obrigada pelo tópico!

Como você é novo aqui no fórum, sugiro que leia o tópico:

Regras Gerais do Forum Anti NOM

Editei seu tópico, pois o mesmo não continha o texto na íntegra.

Citar:Criação de Tópicos:

- Se o seu tópico está divulgado em outro blog ou site, coloque o texto inteiro, e o link original ao fim do tópico.

Abraço


Obrigado Jahaisa!!!

Foi meu primeiro tópico criado, ainda não sabia muito bem como fazer. Mas vou aprendendo! Smile

Valeu!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Quantum pelo seu post:
admin (26-03-2014), Jahaisa (23-01-2014), John Dickinson (20-02-2014), Mediador (01-03-2014), Spectro (01-03-2014), tufoeffect (23-01-2014)
Temperos saudáveis você encontra pelo menor preço aqui - Loja Tudo Saudável
23-01-2014, 05:16 PM
Resposta: #5
RE: Experiência da NWO na Ucrânia
São vários testes então, a primavera árabe que é receitinha pronta entregue pelos agentes da NWO, e não duvidem que aqui no Brasil ano passado também não tenha sido, que alias eu acho que foi só o aperitivo pra ver como que a coisa rolava.....esse ano tem copa e eleição, imaginem se não vão fazer uns testes????mas daí vai ser teste completo só pra ver do que é que o Brasil é feito.....

O Brasil depois da copa e da Olimpíada vai estar devendo até as cuecas e a conta vai ser toda nossa, pois quem senta na ponta paga a conta já levantou e foi embora!!!!!!!!!Sobrou pros trouxas né????

"Toda a matéria somente é energia condensada a uma vibração lenta. Então nós somos todos uma consciência que se experimenta subjetivamente. Não há nenhuma tal coisa como a morte. A vida é só um sonho. E nós somos a imaginação de nós mesmos." - Bill Hicks
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a tufoeffect pelo seu post:
Mediador (01-03-2014), Quantum (23-01-2014), Sann (23-01-2014)
25-01-2014, 08:31 AM
Resposta: #6
A escalada da crise ucraniana
Gorbachev Convida Putin e Obama para interceder na Ucrânia

VIA:http://translate.googleusercontent.com/t...IztHMUBQfQ
[Imagem: 186848799.jpg]
[Imagem: 186848812.jpg]
Situation in Kiev Situação em Kiev

MOSCOU, 23 jan (RIA Novosti) - O ex-líder soviético Mikhail Gorbachev na quinta-feira pediu que os líderes dos Estados Unidos e da Rússia evitem uma nova escalada de um impasse perigoso entre manifestantes e policiais na capital da Ucrânia, Kiev.

"Peço-lhes para encontrar uma maneira de dar um passo firme no sentido de ajudar a Ucrânia regressar a uma via pacífica de desenvolvimento", disse Gorbachev na carta, endereçada a Barack Obama e Vladimir Putin e postou em seu site, Gorby.ru.

Pelo menos três manifestantes morreram durante protestos que começaram no domingo em protesto contra a legislação apressadamente que passou cercear a liberdade de reunião, na Ucrânia.

A polícia foi acusada de uso excessivo da força, enquanto manifestantes foram vistos jogando coquetéis Molotov em chamas em linhas policiais.
Gorbachev escreveu que "agora não é o tempo para investigar" as alegações das facções porque isso "só complica a situação."

Ele disse que o conflito na Ucrânia é particularmente difícil para os russos, notando que muitas famílias têm parentes de ambos os países. Tanto sua falecida esposa e mãe eram ucranianas.

Ele disse aos presidentes que "não devemos permitir que os ucranianos lutem contra os ucranianos."

UND: Nessa crise querem rachar a Ucrânia, onde há uma bolsa de interesses para forças antagônicas externas e que gerenciam ao seu modo cada lado no panorama interno ucraniano. Não medem consequências para atingir objetivos. Mesmo que eles levem a uma possível guerra civil.

Cessar-fogo na Ucrânia: Barricadas , a violência de uma polegada de reacender


Um cessar-fogo tenso foi anunciado em Kiev, no quinto dia de violência, com manifestantes radicais e policiais segurando sua posição. Os líderes da oposição estão negociando com o governo, mas subsistem dúvidas de que eles serão capazes de parar os manifestantes.


Um 'período de silêncio' foi negociado entre a polícia e ativistas da oposição até 08:00 hora local (18:00 GMT), disse o líder da oposição, Vitaly Klitschko.

Ele prometeu que estará na rua Grushevskogo até o fim do cessar-fogo e informar os manifestantes sobre a reunião que ele e outros líderes da oposição estão a ter com o presidente Viktor Yanukovich. Os manifestantes prometeram conter a violência.

Testemunhas relataram que os ativistas radicais de fato pararam de ir atirando na polícia a isolar com pedras e foguetes, que haviam causado por horas. Filmagem da cena mostra nuvens brancas de vapor subindo de onde barricadas de pneus em chamas estavam previamente.
Klitschko disse que a polícia não vai usar bombas de efeito moral durante a trégua.

A reunião com o presidente vai se concentrar em demandas da oposição de cancelar um pacote de leis, que eles vêem como ditatoriais e draconianas, disse Klitschko. Ele acrescentou que vai exigir a renúncia do gabinete de ministros e uma eleição presidencial antecipada. "As chances são muito pequenas, mas elas existem", disse ele.

A última rodada de negociações na quarta-feira não conseguiu produzir qualquer resultado tangível. ” Após isso, a oposição ameaçou "ir para a ofensiva", enquanto o governo recomendou-lhes "a ser mais modestos em seus ultimatos".

Não está claro se as negociações, mesmo se bem sucedida, será o suficiente para impedir os ativistas rebelados. Anteriormente, eles desafiaram os líderes da oposição moderada, incluindo Klichko, que foi encharcado com um extintor de incêndio, no domingo, já que ele estava tentando parar furiosos combatentes radicais de atacar policiais.

Manifestantes permanecem na Grushevskogo Street, a cena de um confronto intenso com dias de duração com "ativistas anti-governo radicais" nas imediações do edifício do parlamento ucraniano.Os desordeiros estavam queimando pneus, destruindo ruas e barricadas por toda quarta-feira e quinta-feira de manhã.

Durante toda a noite, a polícia tem vindo a realizar a sua linha, na tentativa de apagar incêndios com canhões de água. Após quatro dias de protestos, no centro da capital ucraniana continua a assemelhar-se a uma zona de guerra, com fumaça, barricadas e detritos por toda parte.

O ex-presidente ucraniano Leonid Kravchuk disse que é grato pela paciência que os policiais e a unidade Berkut mostraram em confrontos com manifestantes em Grushevskogo Street.

"Sou grato aos rapazes e Berkut, que estão ali de pé agora. Eu não desculpo nem aprovava o fato de que limpou os estudantes em 30 de novembro, embora a coisa certa a fazer seria a de criticar a pessoa que deu a ordem ", disse Kravchuk em um artigo de opinião na Forbes." Agora eles estão passando por um incrível desafio: ser espancado, tendo pedras e misturas pra queima lançadas contra eles, e eles estão lá e suportando. ” Não é um monte de países que têm militares que iriam tolerar um tal tratamento em uma situação semelhante. "

Confrontos de quarta-feira entre manifestantes e policiais se intensificaram no período da tarde depois que a polícia anti-motim apoderam de Grushevskogo Street.

Filmagem da capital ucraniana mostrou centenas de policiais usando gás lacrimogêneo, balas de borracha e granadas de efeito moral contra os manifestantes, no que se acredita ser a maior dispersão para ocorrer desde o último surto de violência começou. Alguns confrontos policiais envolvidos arrebatando manifestantes individuais da multidão e espancando-os.

Os manifestantes responderam com uma barragem intensa de pedras e coquetéis molotov, interrompendo brevemente o avanço da polícia. Berkut forças especiais da polícia foram obrigados a recuar devido ao fumo pesado dos pneus em chamas.

Dois manifestantes foram mortos e centenas de outros ficaram feridos durante os últimos quatro dias de confrontos. Quase 200 policiais sofreram ferimentos.

Imagens chocantes mostrou manifestantes armados com paus e tochas atacando cordões das forças de segurança que cercam prédios do governo.Vestiu em capacetes alaranjados, os manifestantes atiraram pedras, detritos e Molotovs diretamente para a polícia.

Ministério da Administração Interna da Ucrânia publicou um vídeo mostrando um grupo de oficiais a ser repentinamente atacado por trás de uma cerca na segunda-feira.

Bombas de gasolina estão sendo jogadas no meio dos cordões, estabelecendo uniformes da polícia em chamas.

[Imagem: images?q=tbn:ANd9GcRNiZkDm0urMJPuJpvLx9g...jH8wS87s6L]
Enquanto as tensões continuam a correr alta no impasse violento em Kiev na quarta-feira, alguns policiais foram vistos jogando coquetéis molotov em uma multidão de manifestantes.

O primeiro-ministro da Ucrânia Nikolay Azarov disse na quarta-feira que a polícia não foram dadas quaisquer instruções adicionais sobre o uso da força contra os manifestantes. Por outro lado, os procedimentos actualmente em vigor garantir o uso mínimo da força contra os manifestantes apenas mais violentos "As instruções dadas às autoridades policiais foram simples: evitar o uso da força contra manifestantes pacíficos, e evitar a tomada violenta de prédios e instituições governamentais". Azarov disse na entrevista à BBC.

FONTE:http://horizontenews.blogspot.com.br/201...niana.html
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a John Dickinson pelo seu post:
Macaco Infinito (29-01-2014), Mediador (01-03-2014)
25-01-2014, 12:04 PM
Resposta: #7
RE: A escalada da crise ucraniana
Ucrânia agitação cronograma

[Imagem: kiev-protest-clashes-updates00.si.jpg]
Agitação em Kiev entra em seu sétimo dia como manifestantes pelt cordões policiais com pedras e coquetéis molotov. Oficiais estão retaliando com granadas de flash e balas de borracha. Mais de 200 manifestantes e policiais foram feridos em confrontos violentos

13:06 GMT:
O chefe do Ministério do Interior ucraniano, Vitaly Zakharchenko, disse em um comunicado que as tentativas de resolver pacificamente o conflito de forma pacífica, ter sido inútil, porque os manifestantes estavam ignorando acordos de trégua.
"Estes eventos que realmente representam ações extremistas não devem passar despercebidas pela comunidade internacional. Os líderes da oposição não estão dissociando-se de forças radicais, e neste momento eles não são capazes de controlá-los e assim colocar os ucranianos sob ameaça ", diz a declaração conforme citado por Itar-Tass.

13:04 GMT:
Peter Oliver Assista RT reportagem de Kiev com as últimas sobre a agitação.


[b]00:39 GMT:
Cerca de dez cadeiras de rodas carregando "parar a agressão" outdoors estão em seu caminho para Grushevskogo rua, o epicentro do impasse entre manifestantes e policiais, exigindo ambos os lados colocar um fim a confrontos, Deutshe Welle relatórios.

11:41 GMT:
Os participantes da manifestação em frente ao escritório do Procurador-Geral em Kiev estão deixando o local do protesto, apesar dos planos anteriores para aproveitar o prédio, Interfax-Ucrânia relata.

Cerca de 500 manifestantes se reuniram para libertar ativistas detidos.

11:28 GMT:
Os manifestantes aproveitaram o edifício da Câmara Municipal Chernigov e têm vindo a exigir a demissão de seu chefe, Vladimir Khomenko, Itar-Tass. Os manifestantes foram gritando slogans como: "Ucrânia ascensão, Chernigov sair", "Não à repressões", "Demissão".

Os manifestantes está a criar um corredor para libertar polícia remanescente no edifício.

11:23 GMT:
Presidente Yanukovich nomeou Vladimir Makeenko o chefe do Conselho Municipal de Kiev. Makeenko anteriormente era o chefe da comissão de procedimento do Parlamento do país, a Rada. Em um decreto separado, Yanukovich demitiu o ex-chefe do conselho da cidade, Alexander Popov, que está atualmente sob investigação.

11:13 GMT:
Assista ao vídeo abaixo para ver Ruptly manifestantes anti-governo fortalecendo em Grushevskogo rua de Kiev na manhã de sábado.[/b]



11:01 GMT:
Um manifestante de Lvov, Roman Senik, 45, que foi ferido durante confrontos com a polícia em 22 de janeiro, morreu no hospital, de acordo com a liderança da facção regional de Lvov do nacionalista "Svoboda" ("Liberdade") o movimento.

"Durante vários dias, os médicos têm lutado por sua vida, mas os ferimentos eram muito graves. Seus pulmões estavam mal marcado, ele passou por uma cirurgia várias vezes e sua mão teve que ser amputada ", disse Irina Sekh, um Unkrainian MP e líder do Lvov" facção Svoboda ".

10:12 GMT:
Comícios em apoio do presidente Yanukovich já começaram em todo a região rica em carvão de Donbass. O líder do Partido das Regiões Donetsk, Igor Chichasov, disse à Itar-Tass que espera 300 mil pessoas para participar.

"Donbass fez a sua escolha", disse ele. "Nós decisivamente apoiar todos os esforços que o presidente tomou para estabilizar a situação no país."

10:07 GMT:
Ministro da Energia da Ucrânia, Eduard Stavytsky, diz manifestantes foram impedidos de apreensão do edifício principal do Ministério de Energia, em Kiev.

"Houve uma tentativa de tomar o edifício. Cerca de 100 pessoas armadas veio. Fui até eles e disse que se não deixar o prédio pacificamente, em seguida, todo o sistema de energia da Ucrânia pode entrar em colapso", disse Stavytsky, citado pela Reuters.

[Imagem: 002.jpg]
Os manifestantes ainda estão bloqueando a entrada no Ministério de acordo com o oficial, que a descreveu como "uma ameaça direta para todo o sistema de energia da Ucrânia".

FONTE:http://translate.google.com/translate?de...dates-862/
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Maca Peruana pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável
25-01-2014, 02:05 PM
Resposta: #8
RE: A escalada da crise ucraniana
Presidente da Ucrânia anuncia remodelação no governo e alterações a leis repressivas

24.01.2014 19:43

[Imagem: RTX17SBW.jpg]
O Presidente da Ucrânia, Viktor Ianukovitch, anunciou hoje uma remodelação governamental e emendas às controversas leis repressivas, quando o movimento de contestação se estendeu a diversas regiões do oeste do país.


O chefe de Estado, que se reuniu esta manhã com Stefan Fule, o Comissário da União Europeia (UE) para o Alargamento, advertiu igualmente que empregará "todos os meios legais" à sua disposição caso não seja encontrada uma solução para a crise com a oposição.

"Tomaremos uma decisão durante essa sessão. O Presidente assinará um decreto e tomaremos a decisão de remodelar o governo para formar uma equipa governamental mais profissional", declarou Ianukovitch durante um encontro com dignitários religiosos, numa referência à reunião extraordinária do parlamento agendada para a próxima semana.

Sobre as leis aprovadas na semana passada e em vigor desde quarta-feira, que reforçam as sanções contra os manifestantes, o chefe de Estado ucraniano anunciou a adoção de "alterações a essas leis que vão solucionar esta questão".

O texto prevê penas de 15 dias de prisão para a instalação de tendas ou estrados em locais públicos e até cinco anos de prisão para os ocupantes de edifícios oficiais.

Ianukovitch também confirmou a intenção de libertar os manifestantes detidos, como prometeu na quinta-feira durante uma reunião com os líderes da oposição, apesar de ter emitido um aviso caso não seja garantido um acordo político.

"Se tudo correr bem, tanto melhor. Senão, utilizaremos todos os meios legais", indicou.

No oeste do país, milhares de manifestantes da oposição decidiram desafiar a nova legislação e ocuparam hoje edifícios da administração local em seis regiões, após os confrontos violentos que decorrem na capital Kiev desde domingo.

De acordo com a agência noticiosa AFP, a situação mantinha-se muito tensa em Tchernivtsi, perto da fronteira romena, onde o responsável local, ferido na cabeça, foi hospitalizado após um assalto que se prolongou por várias horas.

Os governadores são nomeados pelo Presidente e nestas regiões oeste da Ucrânia, tradicionalmente feudos da oposição a Ianukovitch, têm sido muito contestados desde o início da crise política no país em finais de novembro, quando o Governo renunciou à assinatura de um acordo de associação negociado com a UE e reforçou as relações com a vizinha Rússia.

FONTE:http://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2014/01...epressivas
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a John Dickinson pelo seu post:
Mediador (01-03-2014)
25-01-2014, 08:52 PM
Resposta: #9
RE: A escalada da crise ucraniana
Oposição da Ucrânia rejeita proposta de Yanukovich de assumir o governo

'Manteremos nossas posições', disse Vitali Klitschko, da oposição.
Presidente Yanukovitch recebeu manifestantes para conter crise.

[Imagem: protesto4.jpg]
Manifestantes atacam tropas policiais enquanto tentam se proteger em Kiev, na Ucrânia (Foto: Efrem Lukatsky/AP)

A oposição ucraniana rejeitou neste sábado (25) a proposta do presidente, Viktor Yanukovich, de assumir o cargo de primeiro-ministro para terminar a crise provocada pelos protestos anti-governo.
De acordo com a agência EFE, o líder da oposição Arseni Yatsneniuk substituiria o atual primeiro-ministro Mykola Azarov.
O presidente também ofereceu ao ex-boxeador Vitali Klitschko o cargo de vice-primeiro-ministro de Assuntos Humanitários.

"À nossa proposta de revogar as leis ditatoriais, Yanukovich respondeu com a proposta de introduzir modificações. Manteremos nossas posições no Maidan e nas regiões", proclamou Klitschko ao se dirigir aos manifestantes na Praça da Independência de Kiev.

Reunião após tensão

O presidente Yanukovitch recebeu os líderes da oposição numa tentativa de realizar novas negociações depois do aumento da tensão na capital.
A tensão aumentou na noite desta sexta-feira (24) e madrugada de sábado em Kiev, onde foram registrados novos embates entre manifestantes e policiais nos mesmos lugares varridos por violentos choques esta semana.

Os manifestantes voltaram a queimar pneus, alimentando a barricada que os separa há dias das forças do Batalhão de Choque, nas imediações do estádio do Dínamo de Kiev. Imagens transmitidas por uma emissora local mostravam bastante fumaça na rua Gruchevski.

Em um comunicado, o Ministério do Interior denunciou a atitude dos manifestantes, que "voltaram a provocar a polícia". O governo e a oposição haviam acertado uma trégua de algumas horas na quinta-feira (23) para uma negociação, que não teve resultados positivos. Os protestos retornaram já na sexta-feira (24)

FONTE:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/0...verno.html
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
29-01-2014, 05:25 PM
Resposta: #10
RE: A escalada da crise ucraniana
Rússia contra interferência da UE na crise ucraniana


Vladimir Putin adverte Bruxelas para ficar fora da crise política da Ucrânia

Presidente russo rejeita decisão da UE de enviar enviado para Kiev: 'Quanto mais intermediários existem, mais problemas lá surgirão

[Imagem: Vladimir-Putin-in-Brussel-011.jpg]
Vladimir Putin fala em Bruxelas: foi o primeiro encontro do presidente russo com os líderes da UE, uma vez que se enfrentaram em novembro passado sobre o futuro da Ucrânia.
Fotografia: Características Rex / Isopix

Presidente Vladmir Putin advertiu a Europa a manter suas mãos longe de Ucrânia na terça-feira, como Bruxelas enviou seu principal representante de política externa para Kiev para tentar mediar o impasse de 10 semanas entre o presidente Viktor Yanukovich e a oposição nas ruas.

Rússia intervenção de Bruxelas em seguida maior concessão de Yanukovych para a oposição, a demissão de seu primeiro-ministro linha-dura e de governo e uma promessa de revogar as leis draconianas que criminalizam protesto e liberdade de expressão.

Putin se encontrou com líderes da UE pela primeira vez desde confronto de novembro entre o Kremlin e na Europa sobre o futuro da Ucrânia desencadeou a crise em Kiev. Catherine Ashton, a chefe da política externa da UE, participaram das reuniões com Putin em Bruxelas, em seguida, viajou para Kiev para tentar mediar entre os lados opostos.

"Quanto mais intermediários existem, mais problemas existem", disse Putin. " "Eu não tenho certeza a Ucrânia precisa de intermediários." Ele incisivamente observou que os líderes europeus se queixam, se a Rússia enviou emissários para mediar a crise grega dos últimos quatro anos.

"Eu só posso imaginar o que seria a reação se no calor da crise na Grécia ou Chipre, o nosso ministro das Relações Exteriores chegou a um comício anti-europeu e começou a incentivar as pessoas a fazer alguma coisa. Isso não seria bom", disse Putin. "Tenho certeza que o povo ucraniano vai resolver isso ea Rússia não vai interferir."

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, insistiu que Lady Ashton tentaria conciliar os dois lados em Kiev com base em "regras democráticas" e tem como objetivo evitar uma escalada de violência.

Mais cedo, no que parecia uma concessão significativa para a oposição, Yanukovych demitiu seu ministro linha-dura privilegiado, Mykola Azarov, e seu governo. Ele continua a ser visto se o presidente pró-russo que procuraria incluir figuras da oposição em um novo governo e se a oposição concordasse. A exigência central dos manifestantes é a renúncia de Yanukovych e eleições presidenciais antecipadas.

Yanukovych também cedeu à pressão da oposição, a Europa e os EUA com a promessa de desfazer a legislação repressiva aprovada há duas semanas coibir a liberdade de expressão e de reunião.

Os movimentos vieram depois de quatro rodadas de negociações entre o presidente em apuros e três líderes da oposição. As leis reduziram severamente a liberdade de reunião, com os críticos que sugerem que de fato marcou o início de uma ditadura.

"Nós revogamos as leis contra a qual todo o país tem se revoltado", Arseniy Yatseniuk, um destacado líder da oposição, disse após a votação parlamentar. Ele pediu que Yanukovych assinar imediatamente a revogação da legislação em lei.

A revolta nas ruas contra Yanukovych eclodiu em novembro, depois que ele renegou o livre comércio e pactos políticos de integração com a UE, voltando-se para Moscou, que lhe ofereceu US $ 15 bilhões (R $ 11 bilhões) em empréstimos e os preços de energia reduzidos.

Enquanto Van Rompuy e o presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, sublinhavam ontem não havia contradição entre os acordos da Ucrânia com Bruxelas e Moscow, Putin deixou claro que seu contrato com Yanukovych era incompatível com a assinatura de Kiev as ofertas da UE.

"Nós provavelmente não conseguiremos manter os acordos preferenciais com a Ucrânia se ela assina o acordo de associação [da UE]", disse ele. Ele acrescentou que o acordo de Moscou com Kiev não dependem da forma do novo governo a ser formado, mas ressaltou que o Kremlin seria necessário para se certificar de que seria capaz de recuperar os empréstimos.

"Nós não podemos fingir que está tudo bem quando não está tudo bem", disse Barroso.

Os russos e os europeus concordaram em criar um grupo de trabalho de especialistas para discutir os detalhes dos acordos que estão sendo oferecidos para Kiev por Bruxelas. Isso parecia ser uma concessão a Moscou desde que era uma demanda inicial por Yanukovych rejeitada pela UE, em novembro.

Azarov, que descreveu os manifestantes como "terroristas", havia oferecido sua renúncia. Ele disse esperar que a medida vai ajudar a alcançar uma solução pacífica para a crise que toma conta do país por mais de dois meses.

"A situação de conflito que surgiu no país está ameaçando o desenvolvimento econômico e social da Ucrânia, criando uma ameaça para toda a sociedade ucraniana e para cada cidadão", disse ele.

A oposição reagiu com cautela, dizendo que não estava claro quem iria substituí-lo.

Um ex-funcionário do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia disse que o Kremlin estava exercendo enorme pressão sobre Yanukovych nos bastidores, instando-o a lidar com mais rigor com os manifestantes anti-governamentais. "A Ucrânia está sem dinheiro. Se a Rússia deixa de financiar a Yanukovych, ele será incapaz de pagar seus apoiadores leais", disse o oficial.

Foi a decisão de Yanukovych para aceitar dinheiro russo - e rejeitar um acordo de parceria com ahttp://translate.googleusercontent.com/t...XdoXhFyfYgque fez com que pela primeira vez maciças manifestações de rua pró-europa há dois meses no pais do leste. Grupos radicais, desde então, juntam-se aos protestos, que resultaram em violentos confrontos, pelo menos quatro civis morreram e partes do centro de Kiev transformado em uma zona de batalha. Dezenas de ativistas foram presos e vários líderes proeminentes desapareceram. No fim de semana o governo debatia a ideia de impor um estado de emergência.

Na terça-feira, líderes da oposição disseram que não iria abandonar a sua revolta até que suas principais reivindicações sejam atendidas. As exigências incluem a renúncia de Yanukovych, novas eleições presidenciais, e uma anistia para aqueles presos pela polícia em protestos de rua.

"Não é uma vitória. É apenas um passo para a vitória", Vitali Klitschko, líder do partido udar e ex-campeão mundial de boxe, disse sobre a renúncia de Azarov. Klitschko também reafirmou seu desejo de não trabalhar em um novo gabinete. Yatseniuk já havia recusado uma oferta por Yanukovych para se tornar primeiro-ministro. . "Sob nenhuma circunstância eu nunca vai concordar em trabalhar no governo de Yanukovich", disse Klitschko, acrescentando que uma mudança de primeiro-ministro não iria mudar o sistema de governo, o que for necessário "para obter um restart".

Políticos pró-Yanukovich não apoiam a demissão de Azarov, que foi chefe do governo desde 2010, quando Yanukovych assumiu o poder. "Isso vai levar à desestabilização adicional de todo país", disse Oleg Tsariov, do partido no poder das Regiões.

Parlamento foi devido a votar na noite de terça-feira uma anistia para centenas de manifestantes detidos.Yanukovych tentou amarrar a anistia a promessas da oposição de que o protesto seria cancelado. Parece pouco provável que as decisões venham a aplacar dezenas de milhares de manifestantes e levá-los a deixar as ruas e destruir dezenas de barricadas que protegem o acampamento de protesto em Kiev, agora conhecido como Euromaidan (Eurosquare), a partir de milhares de policiais. "Tenho certeza que a nossa luta vai continuar", disse Klitschko.

Os líderes dos quatro países europeus centrais da UE que fazem fronteira com a Ucrânia estão a reunir-se em Budapeste na quarta-feira para discutir a crise.

FONTE:http://translate.googleusercontent.com/t...kivE3hqviA
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Shoyu e Missô Orgânicos Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  [Atualizações] Conflitos na Síria GU4RD1ÃO 718 152,840 22-09-2017 06:39 PM
Última Resposta: Beobachter
Exclamation [Atualizações] EUA-Rússia: A Nova Guerra Fria? John Dickinson 153 65,808 16-10-2016 01:47 PM
Última Resposta: MALLBORO
Exclamation [Atualizações] Tentativa de Golpe Militar na Turquia Mediador 56 7,995 22-07-2016 08:57 PM
Última Resposta: Beobachter
  A síria desencadeará a 3 guerra mundial? (atualizações) vitor hugo dias 200 111,466 07-10-2015 08:23 PM
Última Resposta: eduvix
  Irã em Guerra [Atualizações] GU4RD1ÃO 780 205,441 21-07-2015 11:34 AM
Última Resposta: Álvaro

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 135 usuários online.
» 2 Membros | 133 Visitantes
juan

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,980
» Último Membro: jorgwata
» Tópicos do Fórum: 24,502
» Respostas do Fórum: 262,073

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Regras Gerais do Forum Anti NOM
Última Resposta Por: Hotep
Hoje 06:33 PM
» Respostas: 86
» Visualizações: 93164
Direita e Esquerda dois braços - Um corpo
Última Resposta Por: ULTRON
Hoje 06:00 PM
» Respostas: 144
» Visualizações: 45313
Como detectar MAVs e bloquear
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
Hoje 05:46 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 682
Cibercultura e o Futuro da Humanidade
Última Resposta Por: Doc S
Hoje 05:14 PM
» Respostas: 11
» Visualizações: 1013
23 de Set 2017 a Olho Nu. (Ajuda)
Última Resposta Por: IAΩ
Hoje 05:04 PM
» Respostas: 63
» Visualizações: 8131
banco SATANder promovendo ideologia de gênero, pedofilia, zoofilia e zombando Cristo
Última Resposta Por: fallen1232
Hoje 02:19 PM
» Respostas: 85
» Visualizações: 6056
MEGA TÓPICO - COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Bogoton
Hoje 12:10 PM
» Respostas: 340
» Visualizações: 29463
Terremotos recentes
Última Resposta Por: Beobachter
Hoje 10:13 AM
» Respostas: 40
» Visualizações: 47275
Brasil Paralelo
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Hoje 03:04 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 239
General Denuncia Controle Dos ROTHSCHILDS na Amazônia com patrocínio do PSDB
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Hoje 01:51 AM
» Respostas: 4
» Visualizações: 628
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 07:06 PM
» Respostas: 546
» Visualizações: 130929
Terremoto, Furacão, Tempestade Solar - Acontecimentos recentes!
Última Resposta Por: Surfista
Ontem 02:20 PM
» Respostas: 84
» Visualizações: 10569
Apocalipse 12 e o céu em 23/09/2017
Última Resposta Por: Lucas_0512
Ontem 01:33 PM
» Respostas: 89
» Visualizações: 16907
'Tempos violentos chegarão': alerta de apocalipse assusta espectadores nos EUA
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 11:03 AM
» Respostas: 2
» Visualizações: 856
Reversão do envelhecimento .
Última Resposta Por: maria b
Ontem 12:04 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 768
Serie Black Mirror
Última Resposta Por: Surfista
22-09-2017 10:30 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 4611
General fala em possibilidade de intervenção
Última Resposta Por: Beobachter
22-09-2017 10:26 PM
» Respostas: 31
» Visualizações: 2542
[Atualizações] Conflitos na Síria
Última Resposta Por: Beobachter
22-09-2017 06:39 PM
» Respostas: 718
» Visualizações: 152840
O Gato(simbolismo)
Última Resposta Por: avalon
22-09-2017 05:57 PM
» Respostas: 24
» Visualizações: 11049
Boletos...um passo sorrateiro para a NOM no Brasil.
Última Resposta Por: jonas car
22-09-2017 05:22 PM
» Respostas: 29
» Visualizações: 5112
Electric Dreams-Philip K Dick, Série.
Última Resposta Por: jonas car
22-09-2017 05:05 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 453
O Brasil Foi Vendido. O Dia em Que a NOM Leiloou A Nação.
Última Resposta Por: Guigo Xavier
22-09-2017 12:26 PM
» Respostas: 68
» Visualizações: 5423
O Brasil Pós-Temer
Última Resposta Por: Diakonov
22-09-2017 11:02 AM
» Respostas: 13
» Visualizações: 1614
Suco Verde
Última Resposta Por: sandramaria
21-09-2017 09:03 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 11916
Nibiru, Elenin, - Transformações da Terra - o que ninguém te conta
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 10:46 AM
» Respostas: 1204
» Visualizações: 508440
Teoria Crítica e Marxismo Cultural, as estratégias para a dominação do ocidente
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
21-09-2017 06:31 AM
» Respostas: 18
» Visualizações: 3709
Dilma e a inauguração do Templo de Salomão
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 01:48 AM
» Respostas: 58
» Visualizações: 29329
Brasil, o Reino de Ofir
Última Resposta Por: Elenin20182024
21-09-2017 01:29 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 2457
Decifrando o Haarp
Última Resposta Por: Thebox
20-09-2017 06:26 PM
» Respostas: 119
» Visualizações: 88158
Catastrofe climatica de Junho à Setembro?!...
Última Resposta Por: Elenin20182024
20-09-2017 12:00 PM
» Respostas: 67
» Visualizações: 8107

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial