Maca Peruana pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 6 Votos - 4.83 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Câncer: uma arma secreta da CIA?
09-04-2013, 05:11 AM (Resposta editada pela última vez em: 08-11-2013 02:12 AM por Spectro. Razão da Edição: Atualizar os links das imagens)
Resposta: #1
Câncer: uma arma secreta da CIA?
Câncer: uma arma secreta?

Um artigo publicado no início de 2012 pelo jornal The Guardian revela que a CIA desenvolveu uma pistola para gerar células cancerígenas e faz um grande apanhado dos líderes da esquerda e adversários dos Estados Unidos que morreram por tal enfermidade.


[Imagem: ven2.jpg]

Foto: Caracas afirma que o presidente Hugo Chávez teria sido vítima de uma enfermidade induzida


[Charles Kong Soo] Quando o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, especulou que os Estados Unidos poderiam ter desenvolvido uma maneira para fazer uma arma com o câncer, parecia um caso para os especialistas X e os teóricos de conspirações.

Isso se sucedeu após vários líderes latino-americanos serem diagnosticados com a enfermidade. A lista inclui ao ex-presidente argentino Néstor Kirchner (de cólon); Dilma Rousseff, do Brasil (linfoma); seu predecessor Luiz Inácio Lula da Silva (de garganta); Evo Morales, da Bolívia (nasal), e Fernando Lugo, do Paraguai (linfoma).

O que têm em comum todos eles além do câncer? São líderes da esquerda. Coincidência? Em seu discurso do dia 28 de dezembro de 2011 às Forças Armadas venezuelanas, Chávez sugeriu que os Estados Unidos poderiam ter encontrado uma maneira de produzir câncer contra os líderes latino-americanos.

"Seria tão estranho que tenham inventado a tecnologia para difundir o câncer e que não nos inteiramos até dentro de 50 anos?" perguntou Chávez. "É muito difícil de explicar, até com a lei das probabilidades, o que passaram alguns líderes na América Latina. É muito estranho, para dizer o mínimo", acrescentou.

Chávez disse que recebeu uma advertência do ex-líder de Cuba, Fidel Castro, que sobreviveu à centenas de tentativas de assassinatos falidas. "Fidel sempre me disse 'Chávez, tenha cuidado. Essa gente desenvolveu tecnologia. Você foi muito descuidado. Cuide do que come, o que te dão para comer... uma pequena agulha e te injetam não sei o quê", disse.

Parece exagerado? WikiLeaks reportou que em 2008 a CIA pediu à sua embaixada no Paraguai que obtivesse todos os dados biométricos, incluindo o DNA, dos quatro candidatos presidenciais.

Os teóricos em conspirações caribenhos que a CIA também teve envolvimento nas mortes do ativista pelos direitos civis de Trinidad y Tobago e pan-africanista Kwame Ture, o legendário ícone do reggae Bob Marley e o primeiro-ministro dominiquense Rosie Douglas.

Durante a investigação do Comitê Seleto de Inteligência do Senado dos EUA, sobre os complôs de assassinato da CIA contra líderes estrangeiros em 1975, revelou-se que a agência havia desenvolvido uma pistola com dardos venenosos que causavam ataques cardíacos e câncer.

A pistola disparava um dado com uma ponta com veneno líquido congelado, da grossura de um fio de cabelo humano e de um centímetro, que podia penetrar a roupa, era quase impossível de detectar e não deixava rastros no corpo da vítima.

Kwane Ture, ou Stokely Carmichael, o radical ex-líder dos Panteras Negras que inaugurou o Movimento do Poder Negro de 1960, morreu afirmando que a CIA o havia envenenado com câncer. Ture morreu de câncer de próstata aos 57 anos, em 1998. Seu amigo, artista multimídia e ativista Wayne Rafiki Morris afirmou que Ture disse que "sem dúvida" a CIA lhe induziu o câncer.

Bob Marley morreu de melanoma em 1981. Tinha 36 anos. O relatório oficial diz que contraiu câncer em 1977, após se queixar do pé, que nunca sarou, após jogar futebol. Os teóricos de conspirações alegam que Marley recebeu de Carl Colby, filho do ex-diretor da CIA William Colby, um par de botas com uma peça de arame de cobre em seu interior, que estava coberto com uma substância cancerígena que atingiu seu dedão.

No que se refere a sapatos envenenados, há uma atemorizante semelhança entre Marley e Castro. No caso de Marley, supostamente a CIA utilizou câncer em suas botas; para Castro, colocou os altamente venenosos sais de tálio em seus sapatos.

Depois de só oito meses após ter sido eleito primeiro-ministro da Dominica, o político radical Rosie Douglas foi encontrado morto no piso de sua residência em 2000.

A causa da morte foi atribuída como o resultado de um ataque massivo de coração. Seu coração era o dobro de seu tamanho normal. Como no caso de Ture e Marley, faziam exercício com regularidade.

O filho mais velho de Douglas, Cabral, insistiu que seu pai havia sido assassinado e também sugeriu a participação da CIA. Em 1998, reportou-se que Moshood Abiola, o homem que se pensa ter ganhado as eleições de 1993 na Nigéria, foi morto de um ataque de coração após lhe darem um coquetel que expandiu seu coração ao dobro de seu tamanho.

Jack Ruby, assassino de Lee Harvey Oswald, o suposto assassino do presidente dos EUA John F. Kennedy, morreu de câncer pulmonar em 1967. O estranho é que as células cancerígenas não eram do tipo que se originam no sistema respiratório. Disse à sua família que haviam lhe injetado células de câncer na prisão, quando havia sido tratado com injeções por um resfriado. Morreu justamente antes de testemunhar ante o Congresso.

O bombardeiro de Lockerbie, Abdelbaset al-Megrahi, desenvolveu câncer terminal. O líder do partido de oposição canadense, de tendências esquerdistas, o Novo Partido Democrático (NPD), Jack Layton morreu – de uma forma de câncer desconhecida – em 2011. Parece que ter tendências de esquerda pode ser perigoso para a saúde.

Desde 1953, os russos usaram micro-ondas para atacar o pessoal da Embaixada dos Estados Unidos em Moscou. Um terço do pessoal eventualmente morreu de câncer por causa da radiação de micro-ondas. Imagina o quão avançada e sofisticada que se tornou no presente a tecnologia do assassinato.

***
Texto publicado no dia 27 de fevereiro de 2012 no The Guardian

fonte: http://www.diarioliberdade.org/mundo/dir...creta.html


CIA infecta com câncer os políticos da América do Sul?



[Imagem: 625691_351116708332841_1565940279_n.jpg]


[Imagem: cancer_lideres_america_sul_south_02.jpg]


Durante o último ano e meio a liderança progressista da América do Sul e os seus concidadãos ficaram chocados com o diagnóstico fornecido pelos médicos — o câncer. Fernando Lugo, Luís Inácio Lula da Silva, Hugo Chávez, e, recentemente, Cristina Fernández de Kirchner. Os presidentes do Paraguai, Brasil, Venezuela e Argentina simultaneamente de forma suspeita foram colocados à beira da sobrevivência .

Chávez imediatamente alertou que a doença pudesse ser uma nova" tecnologia desenvolvida pelos Estados Unidos" para eliminar os líderes indesejáveis.

Talvez, por mas incrível que pareça, o resultado foi o oposto. Todos os políticos não só pararam a sua vida política nem afastaram-se das responsabilidades, mas ao contrário, aumentaram drasticamente seu ranking e se reuniram ao redor dos apoiantes.

Primeiro, em agosto de 2010, o presidente paraguaio, Fernando Lugo, de 60 anos, foi diagnosticado com um tumor do sistema linfático. Depois de seis sessões de quimioterapia em São Paulo e Assunção, os médicos informaram que o tumor havia desaparecido. Lugo foi eleito em 2008 com um mandato de cinco anos. Renunciou a seu posto eclesiástico e virou o segundo presidente de esquerda na história do país.

O presidente brasileiro, Luís Inácio Lula da Silva, de 66 anos, foi diagnosticado com câncer de laringe em outubro de 2011, nove meses após a transferência de poder a Dilma Rousseff. Os médicos descartaram uma cirurgia, dizendo que como resultado poderia perder a sua voz — uma ferramenta extremamente importante para a política e comunicação.Argumentam que depois de várias sessões de quimioterapia o tumor do ex-presidente a ter uma firme intenção de voltar à política, foi reduzido até 75 por cento. Lula, no poder entre 2003 e 2010, reduziu a pobreza no país em 50,6%, avançou rumo a uma integração regional e fez do Brasil uma das maiores economias do mundo.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, de 57 anos, começou o tratamento para o câncer no final de junho de 2011. Ainda não há dados oficiais sobre o tipo de câncer dele. Foi operado em Havana em 20 de julho. Depois de quatro rodadas de quimioterapia uma série de exames médicos confirmou uma tendência positiva. Chávez está no poder desde 1999 e em outubro de 2012 vai concorrer a terceiro mandato.

Finalmente, no início de janeiro, a mídia informou que presidenta argentina, Cristina Kirchner, de 58 anos, havia sido submetida a uma cirurgia para o câncer da glândula tireóide e o prognóstico para recuperação é bastante favorável. Kirchner foi reeleita para o segundo mandato em dezembro de 2011 e mantem com EUA relações diplomáticas tensas, apoiando as iniciativas de integração política e econômica regional.


Hugo Chávez foi o primeiro a suspeitar algo. "Estou longe de delírios de perseguição, mas o fato é. Assassinato como uma forma de remover os políticos indesejáveis ​​tem sido sempre praticado pelo Império (EUA), não tenho nenhuma prova, e ainda assim é óbvio que acontece algo estranho com políticos progressistas na América Latina ", disse Chávez.

Chávez tem razão, o escritor venezuelano Luís Brito Garcia contou mais de 900 tentativas de assassinato do líder cubano Fidel Castro organizadas pela CIA. No entanto, hoje a América Latina é unida não apenas contra os EUA, mas também contra Israel, pois, quase todos os países reconheceram a independência da Palestina. Então, na verdade pode-se procurar vestígios não só da CIA, mas também da Mossad. Também é estranho que a doença de Chávez e o tipo de câncer (de próstata) tenha sido primeiramente revelada por uma "fonte da CIA", através do jornal pago pelo Departamento de Estado dos EUA — Nuevo Herald.

É mesmo o câncer um efeito colateral de novas armas usadas pela CIA? Ou é apenas uma coincidência que inscreve-se com sucesso no "modus vivendis" do agonizante gigante norte-americano? Há vários pré-requisitos para a teoria de conspiração. Primeiro, existe um óbvio objetivo -impedir o desenvolvimento do socialismo sul-americano. Em segundo lugar, os métodos de operação têm sido desenvolvidos, e os mais "mal sucedidos" foram discutidos por todo o mundo. Terceiro, há uma base científica sólida para inventar novos tipos de armas químicas, biológicas e eletrônicas testadas em guerras locais.


[Imagem: ya.jpg?w=477]

[Imagem: arafat-sick.jpg]


Note-se que a doença pegou apenas aqueles políticos que contradizem a posição dominante dos Estados Unidos. Agora, lembremo-nos das "falhas". Primeiro de tudo, a estranha morte do ex-presidente da Palestina (OLP) Yasser Arafat que sofria de leucemia em 2004. Na conclusão de especialistas franceses, ele morreu "de uma hemorragia cerebral causada por um distúrbio do suprimento de sangue provocado, por sua vez, por uma infecção não especificada". No paciente a contagem de plaquetas estava baixa e conteúdo de células brancas do sangue — elevado. Sintomas semelhantes podem ser sinais de várias doenças, incluindo câncer, inflamação dos pulmões e algumas doenças do sangue.


[Imagem: 4249348577165942.jpg]

Alexander Litvinenko


Em seguida, o misterioso assassinato de Alexander Litvinenko, que morreu em Londres em 2006 no resultado de um envenenamento químico com polônio-210. Serviços especiais a terem feito isso ficaram desconhecidos, mas Litvinenko morreu subitamente de uma forma progressiva de câncer que havia atingido órgãos vitais. Outro caso típico é o envenenamento do ex-presidente ucraniano, Viktor Yushchenko com dioxina de alta pureza, que foi produzida no laboratório fora da Rússia. Aliás, este veneno provoca o cancro do trato nasal e respiratório.

[Imagem: content.jpg]

Viktor Yushchenko

Observe-se também que durante a invasão no Iraque e no Afeganistão, os EUA testaram uma série de novas armas. Por exemplo, armas de microondas que operam de acordo com o princípio de forno de microondas convencional, mas suas ondas são direcionadas de forma de um feixe estreito, e o raio de ação é muito mais amplo. Além de efeitos cancerígenos têm um outro, não menos terrível. Eles aquecem a água contida nas células da pele e do espaço intercelular. Este efeito não mata seres humanos, mas causa grande dor, semelhante a de queimaduras. Os sintomas são muito semelhantes aos sintomas de um ataque cardíaco do qual o presidente Néstor Kirchner morreu repentinamente na véspera da nomeação à presidência.


[Imagem: cable_doc_620x120.jpg]


Recordemo-nos também da WikiLeaks a informar que em 2008 a CIA pediu sua embaixada no Paraguai (Fernando Lugo!) para ela coletar todos os dados biométricos, incluindo o DNA de todos os quatro candidatos à presidência. Conhecendo o código do DNA, é fácil desenvolver um oncogene para cada indivíduo. Assumido esses dados serem obtidos na véspera das eleições no Brasil, o câncer de Dilma Rousseff em 2009 bem se encaixa nessa teoria conspirativa.

Tendo parcialmente perdido a sua influência na América Latina, os EUA podem ter encontrado uma maneira muito mais fácil e mais barata para se livrar dos indesejados "parceiros". Por algum tempo a radiação alfa, ondas eletromagnéticas ou produtos químicos podem causar o câncer desenvolvendo. Usando a experiência adquirida, a CIA testou novas armas entre os líderes progressistas e revolucionários da América Latina.

A economia dos EUA está passando por um acidente não diferente do que o da Grécia, e mantém-se à tona apenas por poderem ligar a máquina de imprimir dinheiro. No entanto, o Departamento de Estado já não pode dominar em todos os lugares pela força militar requerendo grandes quantidades de dinheiro a mantê-la. Portanto, é lógico supor que eles encontraram novos métodos rápidos e baratos para a destruição eficaz de inimigos. A vantagem mais importante destes métodos é que não deixam vestígios, disfarçado de oncologia ou um ataque cardíaco e eliminam a possibilidade de exposição direta e responsabilidade jurídica.

Lyuba Lulko

fonte: http://port.pravda.ru/mundo/06-01-2012/3...acancer-0/

Eu recomendo:

(11-03-2013 09:06 PM)Nacionalista BR Escreveu:  Eu também acho que foi arma de cancer.

Eu inclusive mencionei nesse topico sobre o Eneas ter sido vitima tbm (ver resposta #28) do topico:
http://forum.antinovaordemmundial.com/To...etc?page=3

Acho isso pq durante a investigação da CIA pelo senado americano (Church Commitee), o senador Church exibiu a arma que era usada para gerar cancer, que disparava uma agulha da grossura de um fio de cabelo e capaz de gerar cancer ou ataque cardiaco. Isso em 1975!! Imagina o que devem ter agora, deve ser via satélite atualmente, nao ficaria surpreso!! Vejam a foto da arma de 1975 como ja era avançada para a epoca:

[Imagem: cancer_gun.png]


Quem quiser ler mais sobre essa investigação tem os arquivos completos nesse link:
http://www.aarclibrary.org/publib/conten...church.htm

Nesse link acima tbm tem um Relatorio da Comissao Rockfeller, envolvendo o dito cujo, nao deve ser coisa boa mas acho que é relacionado ao tema tbm...

Outras fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Church_Committee
http://en.wikipedia.org/wiki/Church_Committee
http://guardian.co.tt/lifestyle/2012-02-...ret-weapon

http://forum.antinovaordemmundial.com/To...#pid108227

http://forum.antinovaordemmundial.com/To...%C3%ADtico

Existem duas guerras sendo travadas: Uma física contra pessoas inocentes, e uma mais sutil... por sua mente. Enquanto o sistema for capaz de te convencer que as falsas notícias são verdadeiras, pessoas inocentes continuarão sendo mortas.
Se não podemos parar a carnificina das guerras físicas, é nosso dever vencer a guerra pelas nossas próprias mentes.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 19 usuários diz(em) obrigado a Spectro pelo seu post:
(09-04-2013), canismajoris9 (08-11-2013), Desperto (09-04-2013), Giselle Sievers (28-04-2013), Guigo Xavier (19-05-2016), Gustavo Guerrear (09-04-2013), Hubble (11-04-2013), izziboy (11-04-2013), Mediador (08-11-2013), mr.newface (08-11-2013), Omega (09-04-2013), probra (08-11-2013), ruicoelho (11-04-2013), Sann (09-04-2013), Tecnocrata (25-06-2014), Teseu (27-11-2013), Tyaago (09-04-2013), Werwulf (08-11-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
Aqui você encontra as barrinhas da Hart's Natural pelo menor preço
09-04-2013, 01:17 PM (Resposta editada pela última vez em: 09-04-2013 01:37 PM por Desperto.)
Resposta: #2
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Potências como os EUA tem usado desse artifício a muito tempo, aconteceu a mesmo coisa com o nosso Presidente recém eleito Tancredo Neves que morreu subitamente(a repórter Glória Maria que o diga) antes de tomar posse.Lembremo-nos que a ditadura foi patrocinada pelos Estados Unidos, que por sua vez, não queria a democracia brasileira.
Agora façamos uma análise: Lula,FHC,Dilma Rousseff, José Genuíno, José Dirceu e tantos outros que lutaram pela democracia e hoje( Direta ou indiretamente) comandam o país, nos deixam reféns de uma ditadura muito mais danosa que o militarismo com seu AI-5 e DOI-CODI´s da vida. Por que nossos ´´representantes``que também foram vítimas de câncer se dizem curados enquanto outros líderes estão indo a óbito ?
A resposta é simples: eles abaixaram as calças para a elite dominante em troca de segurança para os seus familiares e para si mesmos, isso, em detrimento dos direitos de nosso povo.
Obs: Se possuem opiniões contrárias, fiquem à vontade e exponham seus pontos de vista.

Gente, Tancredo Neves não morreu de câncer, eu o citei como exemplo pelo fato de ter morrido na véspera da posse, muitas teorias surgiram na época e Glória Maria, repórter da globo sabe o que realmente aconteceu. Também é de conhecimento que a mesma foi enviada para fora do país com o intuito de lhe(coagir) dar um descanso.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 7 usuários diz(em) obrigado a Desperto pelo seu post:
Cida Oliveira (09-04-2013), Mediador (08-11-2013), mr.newface (08-11-2013), probra (08-11-2013), Spectro (09-04-2013), Werwulf (08-11-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
09-04-2013, 01:39 PM
Resposta: #3
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Olá amigos, muito boa a discussão.
Mas saibam que além dos Estados Unidos, a ex União Soviética possuía também tecnologia que produzia doenças, o que ocasionou a morte de alguns diplomatas norte-americanos em Moscou.

Se quiserem investigar melhor, leiam os livros do Ernesto Bono.

Abraço
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a Pantalião Silva pelo seu post:
(09-04-2013), Gustavo Guerrear (09-04-2013), Mediador (08-11-2013), Urtiga (08-11-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
09-04-2013, 01:46 PM
Resposta: #4
Exclamation RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Com certeza eles tem usado do câncer como uma nova arma para remover pessoas indesejadas ou a exemplo do que eles fazem com certas celebridades que misteriosamente morrem em circunstancias suspeitissimas e sempre os EUA e a CIA deles estão por detrás.

Infelizmente tenho de concordar que a cúpula militar e de agentes secretos americanos certamente tem seus pactos com alienigenas (minha opinião pessoal demonios) onde eles adquiriram conhecimentos malignos demais e hoje usam contra seus opositores da Nova Ordem Mundial.

Ótimo post! Classificado em 5 estrelas!

Abraço a todos! Smile

"Em tempos de enganosidade universal, dizer a verdade é um ato de restauração"

Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 11 usuários diz(em) obrigado a Sann pelo seu post:
(09-04-2013), Cida Oliveira (09-04-2013), Desperto (12-04-2013), Gustavo Guerrear (09-04-2013), izziboy (28-04-2013), Mediador (08-11-2013), mr.newface (08-11-2013), Omega (12-04-2013), probra (08-11-2013), Spectro (09-04-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
Goji Berry Pelo menor Preço Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
11-04-2013, 01:16 PM
Resposta: #5
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Citar: Durante a investigação do Comitê Seleto de Inteligência do Senado dos EUA, sobre os complôs de assassinato da CIA contra líderes estrangeiros em 1975, revelou-se que a agência havia desenvolvido uma pistola com dardos venenosos que causavam ataques cardíacos e câncer.

A pistola disparava um dado com uma ponta com veneno líquido congelado, da grossura de um fio de cabelo humano e de um centímetro, que podia penetrar a roupa, era quase impossível de detectar e não deixava rastros no corpo da vítima.

Aos 19s do vídeo...




Existem duas guerras sendo travadas: Uma física contra pessoas inocentes, e uma mais sutil... por sua mente. Enquanto o sistema for capaz de te convencer que as falsas notícias são verdadeiras, pessoas inocentes continuarão sendo mortas.
Se não podemos parar a carnificina das guerras físicas, é nosso dever vencer a guerra pelas nossas próprias mentes.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a Spectro pelo seu post:
Desperto (12-04-2013), Gustavo Guerrear (11-04-2013), Mediador (08-11-2013), mr.newface (08-11-2013), Sann (11-04-2013)
12-04-2013, 09:07 AM
Resposta: #6
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Eu tenho a seguinte teoria, a maior parte dos líderes mundiais viajam muito, e sempre que participam de encontros mundiais seja na onu, g20 etc eles são obrigados, a passar por vários testes de saúde, e também são vacinados com todo tipo de vacina, já que países como eua são paranóicos nessas questões.
Então esse seria a possível causa de tantos casos de cancer em presidentes.
Uma coisa interessante é que, presidentes de países sul-americanos e africanos tem tratamento especial, tacam um monte de vacinas e drogas próprias para doenças tropicais como dengue, malária tifo etc
Agora, que existe formas virais de cancer(produzidas), e que o eua usam, isso não resta dúvida, aliás, usam no povão mesmo, todas essas vacinas que tão dando no povo, pode apostar, que daqui 20,30 anos é cancer na certa!!!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a carlosrb pelo seu post:
Guigo Xavier (19-05-2016), Spectro (12-04-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
12-04-2013, 01:09 PM
Resposta: #7
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
No filme Watchman, mostra bem esse assunto .

Tudo está em ordem em um buraco negro. Nada parece tão bonito quanto o passado, apesar dIsso. Lembra quando você costumava ser um canalha? Eu estou supondo que ela prefere apenas esquecer. Disse que não ia, mas ela ainda foi
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Sua pele mais bonita com colágeno hidrolisado
28-04-2013, 03:07 AM (Resposta editada pela última vez em: 28-04-2013 03:32 AM por Spectro.)
Resposta: #8
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Câncer induzido, uma arma da CIA?


Por Percy Francisco Alvarado Godoy - Escritor guatemalteco

As operações secretas da CIA mantêm uma direção permanente e invariável, orientadas contra personalidades políticas específicas que desafiam a hegemonia imperial norte-americana, aos que tenta eliminar fisicamente, bem como contra nações inteiras que sofrem as criminosas consequências de guerras préfabricadas, agressões biológicas, campanhas contínuas de ataques midiáticos, ameaças, invasões e o isolamento total mediante bloqueios e embargos não justificados. Essa ação criminosa da CIA foi desvendada pela Asociación para El Diseño Responsable, que estimou que, já em 1987, seis milhões de pessoas haviam sido assassinadas como resultado das operações encobertas da CIA. Hoje, ao culminar o ano 2011, essa cifra cresceu enormemente.


Chávez tem razão

O presidente Hugo Chávez abriu a caixa de Pandora ao expor sua suspeita sobre o inusual padecimento de câncer por parte de vários mandatários e personalidades progressistas latino-americanos nos últimos meses, entre os que se destacam sua própria pessoa, a presidenta argentina Cristina Fernández; o mandatário paraguaio Fernando Lugo, a presidenta brasileira Dilma Rousseff; o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros.

"A essas alturas, é muito difícil explicar com a lei das probabilidades, por exemplo, o que atinge a alguns de nós (líderes) na América Latina”, disse Chávez, apontando suas suspeitas para Washington e, particularmente, para a CIA.

Chávez reconheceu as suspeitas de Fidel sobre o não usual fenômeno, que não deixam de carecer de lógica, sobretudo se partem de quem tem sido alvo de mais de 600 planos de atentado, inclusive tentando usar armas biológicas e venenos. Durante um de seus encontros com ele, quando o Comandante manifestou com suspicácia: "Chávez, te cuida... Fique atento. Cuidado que essa gente desenvolveu tecnologias... Cuidado com o que te dão para comer. Cuidado com uma pequena agulha através da qual injetam sabe-se lá o quê...”

Com certeza, nem Fidel e nem Chávez se equivocam se se leva em consideração alguns elementos e antecedentes essenciais para fundamentar tal acusação, envolvendo na tão tangível ameaça a CIA e as autoridades norte-americanas.

Há décadas, vários laboratórios da CIA e do Departamento de Defesa dos Estados Unidos dedicam volumosos recursos ao bioterrorismo e, particularmente, na busca de inoculação de enfermidades, como o câncer, bem como outros tipos de vírus ou bactérias capazes de infligir dano massivo sobre pessoas específicas, forças militares e cidadãos comuns, violando as proibições estabelecidas pelas Nações Unidas. A guerra biológica ou bacteriológica, concebida como uma arma de alta efetividade, se implementa mediante o desenho de bombas e outros tipos de agentes de dispersão das enfermidades. Desses laboratórios saíram o Napalm, o Agente Laranja, a cepa do Antraz, a Gripe AH1N1, a gripe Porcina; bem como outros vírus letais, como o HIV e o Ébola.

No caso particular do câncer, sabe-se que desde 1975, o Forte Detrick tem sido usado como instalação onde há uma secção especial dentro do Departamento Vírus, do Centro para a Investigação de Guerra Biológica, conhecida como "Instalações Fredrick para a Investigação do Câncer”, sob supervisão do Departamento de Defesa, da CIA e do Instituto Nacional do Câncer. As investigações ultrasecretas estão encaminhadas a desenvolver um programa especial de vírus do câncer sumamente agressivo e letal, para o qual existe imunidade e foi identificado como Vírus Humano da célula T de Leucemia (HTLV). A insistência desses laboratórios de conseguir os mecanismos para elaborar artificialmente células malignas ou cancerígenas sumamente invasivas e capazes de propagar-se no organismo, desenvolvendo uma metástase incontrolável, tem se mantido ao longo de mais de 4 décadas. De acordo com esses projetos, as enfermidades cancerígenas seriam capazes de inibir qualquer defesa ante seu ataque ao organismo humano, disseminando-se através do sangue ou da linfa, após ter sido inoculadas no mesmo mediante vias diversas.

A alteração do material genético das células humanas que provoca o câncer por via artificial nesses laboratórios são a premissa básica dessa arma desenvolvida com a vênia do governo norte-americano. Para isso, elaboram células mães ou stem cells, mediante mutações monitoradas e preconcebidas, convertendo-as em um fenótipo maligno mais heterogêneo, de rápido desenvolvimento.

Outro elemento sobre o desenvolvimento da guerra biológica por parte do governo norte-americano, particularmente relacionado com o câncer, é o testemunho gravado do Dr. Maurice Hilleman, prestigiado investigador em vacinas dos laboratórios Merk, onde admite que seus laboratórios produziram vacinas contaminadas com leucemia e vírus do câncer na década dos 70, que foram administradas deliberadamente a cidadãos soviéticos. Esse fato macabro foi divulgado graças ao Dr. Len Horowitz, investigador da guerra biológica da CIA, que o registrou em um documentário ‘In Lies We Trust: The CIA, Hollywood, and Bioterrorism', que estreou em 2007.

A CIA aperfeiçoou seus métodos para assassinar, particularmente, induzindo o câncer em determinadas pessoas. Desprezou, por exemplo, o método empregado contra Jack Leon Ruby, mafioso que assassinou ao suposto homicida de John F. Kennedy, que morreu na prisão, supostamente com um câncer, no dia 3 de janeiro de 1967. Na realidade, Ruby morreu devido a uma intoxicação com Tálio, que produziu um deterioro acelerado de sua saúde e sua morte em pouco tempo. Os sintomas que apresentou após ingerir Tálio, arma química letal, solúvel em água, incolor, e praticamente inodoro e insípido, capaz de ser colocado nos alimentos da vítima sem ser detectado, foram similares a uma reação invasiva de células cancerígenas: febre alta, queda de cabelo, insuficiência cardíaca ou respiratória, destruição do sistema nervoso, dores musculares, paralisia ou imobilidade em determinadas zonas do corpo e uma morte dolorosa.

As administrações norte-americanas tem cuidado com zelo seus programas supersecretos de guerra biológica, ao extremo de que, segundo um relatório elaborado pelo escritor Steve Quayle, para Free Press International, em março de 2006, sugeriu que cerca de 40 microbiólogos morreram suspeitosamente entre 2002 e 2006. Em todos os casos, ninguém foi culpabilizado pelas mortes, suicídios suspeitos ou acidentes não esclarecidos.

Através de Victoria Nuland, portavoz do Departamento de Estado, Washington reagiu de maneira sucinta e cinicamente às declarações de Hugo Chávez, rotulando de "horrendos e repreensíveis” as suposições de que os EUA estejam envolvidos nas enfermidades cancerígenas dos mandatários latino-americanos.


A guerra biológica da CIA e do Pentágono

A CIA e outras agências do governo norte-americano têm ampla experiência em bioterrorismo e guerra bacteriológica. De acordo com informações aparecidas em vários sites, o governo dos EUA desenvolveram múltiplos projetos secretos de guerra biológica, entre os quais sobressaem:

1947 – A CIA começou a estudar o Ácido Lisérgico (LSD) para empregá-lo como arma biológica contra seres humanos. Em 1960, a Equipe Assistente Principal da Inteligência do Exército (ACSI) autorizou o emprego do LSD na Europa e no Oriente para avaliar as reações em humanos. Ambos projetos foram codificados como Terceira Oportunidade e Chapéu de Fungo, respectivamente.

1953 – A CIA iniciou o projeto MK ULTRA, que se estendeu durante 11 anos de investigação, sendo concebido para produzir e provar drogas e microorganismos para controlar a mente e modificar a conduta dos seres humanos, sem seu consentimento.

1965 – A CIA e o Departamento de Defesa começaram o projeto MK SEARCH, com a finalidade de manipular a conduta humana através do uso de drogas psicodélicas.

1966 – A CIA iniciou o Projeto MK OFTEN, dirigido a provar os efeitos toxicológicos de certas drogas nos humanos e nos animais.

1966 – O Pentágono fez quebrar várias ampolas com a bactéria Bacillus Subtilis no sistema de ventilação do Metrô de Nova York, expondo mais de um milhão de civis de forma deliberada.

1967 - A CIA e o Departamento de Defesa implementaram o projeto MK NAOMI, sucessor do MK ULTRA, desenhado para manter, reservar e provar as armas biológicas e químicas.

1970 – A Divisão de Operações Especiais no Forte Detrick desenvolveu técnicas de biologia molecular para produzir retrovírus (HIV).

1970 – A CIA e o Pentágono desenvolveram "armas étnicas”, desenhadas para eliminar grupos étnicos específicos, suscetíveis por suas diferenças genéticas e variações de DNA.

1977 - Em audiências do Senado, a Comissão de Investigação Científica da Saúde confirmou a contaminação deliberada pelo Pentágono e pela CIA de 239 pessoas com agentes biológicos, entre 1949 e 1969, principalmente em São Francisco, Washington, DC, Key West EUA, cidade do Panama, Minneapolis e St. Louis.

1987 - O Departamento de Defesa admitiu a pesquisa e desenvolvimento de agentes biológicos em 127 instalações e universidades em todo os EUA.

1990 - Aplicação em Los Angeles em mais de 1.500 bebês negros e hispânicos de seis meses de idade, de vacinas "experimentais" contra o sarampo, não autorizadas pelo CDC.

1994 - Foi encontrado, usando uma técnica chamada de "rastreador de genes", por parte do Dr. Garth Nicolson, um cientista do Centro do Cancer MD Anderson, em Houston, que os soldados da Tempestade no Deserto foram infectados com uma cadeia alterada de Mycoplasma Incognitus bactérias normalmente usadas na produção de armas biológicas, que contém 40% da proteína do vírus da AIDS. Então, em 1996, eles admitem que cerca de 20.000 soldados foram afetados.

1995 - O Governo americano admite que tenha oferecido aos japoneses criminosos de guerra e cientistas que realizaram experimentos médicos em humanos salário e imunidade de serem processados em troca dos dados da pesquisa em guerra biológica.

1995 - Dr. Garth Nicolson, descobre evidências que agentes biológicos usados durante a Guerra do Golfo foram manufaturados em Houston, Texas e Boca Raton, Flórida e testados em prisioneiros no Departamento de Correção do Texas.

1996 - Sob pressões do Congresso e do público depois do segmento de “60 minutos” [um programa de TV], o Departamento de Defesa finalmente admitiu que ao menos 20.000 soldados americanos “podem” ter sido expostos a armas químicas durante a operação ‘Tempestade no Deserto’. Esta exposição foi o resultado da destruição de bunker de armas. Causas de doenças similares de outras tropas, que não estiveram nesta área, ainda não foram explicadas, mais do que considerá-las síndromes de stress pós traumático. Grupos de veteranos tem divulgado informação que muitos dos problemas podem ser o resultado de vacinas experimentais e inoculações que eram fornecidas às tropas durante a construção militar.
[Relatadamente, a família Bush tem ou tinha partes da companhia de vacina).

1997 - 88 membros do Congresso assinaram uma carta demandando uma investigação no uso de armas biológicas e a Síndrome da Guerra do Golfo.

2001 - Muitas pessoas infectadas com o vírus antrax, ao longo da costa leste dos EUA supostamente por meio do sistema postal, primeiramente culparam Osama Bin Laden, e mais tarde a subtraída corrente foi provada ter se originado em um laboratório americano e ninguém foi pego.


Ataques biológicos contra Cuba

A Operação Mangusto da CIA tinha concebido em sua tarefa número 33, após o fracasso da Baía dos Porcos, o uso criminoso de guerra biológica contra Cuba, lançou a contaminação do vírus patogênico New Castle.

Anos mais tarde, em 1978, a CIA provocou uma epidemia em Roya de la Caña, afetando as regiões canavieiras do país.

A CIA também introduziu peste suína Africana, que apareceu originalmente em 1971 e forçou o abate de mais de 700 porcos, e reapareceu em 1979 e 1980. No caso do bolor azul do tabaco, introduzido no revestimento em tecido de plantas importadas dos Estados Unidos, destruindo mais de 85% das plantações dessa planta. O resultado foi que Cuba não pôde exportar um dos seus principais produtos.

A ação mais repreensível de guerra biológica contra Cuba foi a introdução do vírus da febre hemorrágica da dengue, em 1981, matando 158 cubanos, deles 61 crianças. Nesse mesmo ano, a CIA apresentou o Vírus Hemorrágico da conjuntivite e, logo depois, o Seudodermatosis Nodular Bovino, cujo agente etiológico foi isolado no laboratório de Camp Ferry, em Nova York.

Cuba também foi atacada com uma epidemia da doença exótica Sigatoka Negra, com a participação na pecuária e, em 1994, a CIA apresentou o exótico Vírus Hemorrágico do coelho. Dois anos depois, em 1996, mais uma vez a Agência Varroa e Palmi Thrips, afetou a atividade de obtenção de mel, no primeiro caso, uma vez que a produção de feijão, batatas, pimentas e outras culturas, no segundo caso.

CONCLUSÕES

Há pouco oque comentar sobre as declarações do comandante Hugo Chávez, na condição cancerígena em que vários líderes e personalidades latino-americanas se encontraram e sua suspeita de que os EUA poderiam ser os responsáveis.

A Sra. Victoria Nuland, Porta Voz do Departamento de Estado, oficial do baixo escalão da administração Obama, mal pôde usar argumentos para negar essa possibilidade. A CIA e o Pentágono, entretanto, sabem a verdade.

Quem matou crianças inocentes através da contaminação de febre hemorrágica da dengue em Cuba, sem escrúpulos e piedade. Sem dúvida, para o constrangimento dos Estados Unidos e seus governantes, essa suspeita algum dia vai se tornar realidade.

Nota: É possível que existam erros na tradução porque a mesma foi baseada no sistema automático do google.

fonte: http://www.adital.com.br/site/noticia.as...&cod=63704

Os assassinatos científicos são parte do prontuário da CIA

Por: Wayne Madsen
http://www.strategic-culture.org

O jornalista Rory Carrol do diário The Guardian, autoproclamando-se especialista no tema Venezuela, de maneira oblíqua lança graves acusações a respeito da morte de Hugo Chávez Frías, assassinado com o emprego de uma arma biológica produzida nos EUA, com o mesmo argumento dos "teóricos conspirativos que questionam acerca de extraterrestres em Roswell ou que a NASA montou as fotos da aterrisagem na Lua". Certo número de venezuelanos e funcionários internacionais acreditam que um inimigo de maneira encoberta introduziu uma forma agressiva de câncer no organismo do presidente de 58 anos de idade.

Carrol assinalou também que mesmo Chávez acreditava que o câncer que acabou com a vida de alguns líderes latino-americanos, incluindo o presidente argentino Néstor Kirchner -diagnosticado com câncer no cólon- ou o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, que foi tratado de um câncer na garganta, foram vítimas de um complô da CIA dirigido contra líderes de esquerda. Curiosamente, Carrol sugere que o ex-presidente de esquerda do Uruguai, Tabaré Vázquez, também se recuperou de um câncer. De fato, Vázquez nunca teve câncer, além disso ele é um reconhecido oncólogo formado na França. O ex-presidente do Paraguai, Fernando Lugo, que em 2012 foi derrubado por um golpe de direita apoiado pela CIA, teve diagnosticado um linfoma, câncer relativo ao sistema imunológico. Carrol simplesmente proclama que como os três líderes se recuperaram não caberia a história de armamento biológico cancerígeno envolvendo os EUA.

De maneira muito conveniente Carrol omite o câncer que afetou outros líderes latino-americanos, incluindo a presidenta argentina, Cristina Fernandádez de Kirchner, por um câncer na tiroide, e a presidenta brasileira, Dilma Roussef, afetada por um linfoma. Logo após iniciar-se os diálogos de paz com as FARC da Colômbia, o presidente conservador Juan Manuel Santos foi diagnosticado com um câncer na próstata.

O novo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro assinalou que Chávez sofreu uma "agressão científica" da parte dos inimigos históricos da Venezuela. O Departamento de Estado ianque assegurou que a insinuação era absurda. O dirigente do Partido Comunista Russo, Gennady Zyuganov indicou que estava longe de ser uma coincidência que seis líderes de esquerda contraíssem câncer aproximadamente na mesma época. Mesmo Fidel Castro, que fora alvo da CIA em várias tentativas de assassinato biológico, recomendou a Chávez um "cuide-se Hugo. Esta gente (os norte-americanos) tem desenvolvido a tecnologia. Tem que ter muito cuidado." Fidel Castro quase faleceu vítima de uma misteriosa infecção estomacal e intestinal que contraiu logo após assistir com Chávez e Néstor Kirchner a dois eventos. O Encontro dos Povos e a reunião do MERCOSUL no mês de julho de 2006 em Córdoba, Argentina. Um cable datado de 26 de julho de 2006 proveniente da embaixada ianque em Buenos Aires, assinalava o desgosto de Washington em torno da presença de Castro e Chávez com Kirchner em Córdoba. "O que é notável neste encontro é o grau em que a Argentina e o Brasil, os dois protagonistas principais do MERCOSUL desde sua fundação, desempenharam papéis secundários neste encontro, enquanto que Chávez e Castro foram os dominantes." Dos três participantes no Encontro dos Povos, Kirchner e Chávez estão mortos. Kirchner morreu de um repentino ataque cardíaco e Chávez de um agressivo câncer na região pélvica. Chávez comentou que a probabilidade de que tantos líderes latino-americanos desenvolvem câncer ao mesmo tempo é "difícil de explicar".

O general José Ornella, chefe da Guarda Presidencial, disse que passariam cinquenta anos antes que os detalhes das "garras do inimigo" responsáveis pela morte de Chávez aparecessem num documento desclassificado.

O general Ornella e outros poderiam não ter que esperar outros cinquenta anos pela divulgação da documentação sobre o armamento oncoviral dos EEUU. Os registros já foram desclassificados e encontram-se disponíveis, ainda que muitos deles tenham sido destruídos pela CIA sob a direção de Richard Helms no início dos anos 70.

Ainda que a Convenção sobre Armamento Biológico e Toxicológico de 1972 ratificado pelos EEUU, a URSS e Grã Bretanha, proiba o uso e a posse de armamento biológico, o exército, a Divisão de Operações Especiais da CIA em Fort Detrick, Maryland e o Departamento de Serviços Especiais desta, continuaram armazenando e desenvolvendo reservas de agentes biológicos cancerígenos para serem utilizados como armamento especial. Os agentes biológicos e seu armamento foram desenvolvidos especialmente como parte do ultra secreto projeto MKNAOMI, uma operação conjunta realizada pela CIA e o Instituto Médico Militar de Pesquisas de Doenças Infecciosas, USAAMRIID, localizado em Fort Detrick.

Mas o emprego por parte dos EUA de agentes cancerígenos como parte da guerra bacteriológica teve seu início muito antes da Guerra Fria e as primeiras vítimas de tais armas foram latino-americanas. Em 1931 o Dr. Cornelius P. Rhoads, um cientista ianque branco, racista e anti-latinoamericanista trabalhando para o Instituto Rockefeller de Pesquisas Médicas em San Juan, Porto Rico, submeteu 13 porto-riquenhos a experimentos injetando-lhes agentes biológicos cancerígenos. O presidente do Partido Nacionalista de Porto Rico, Albizu Campos, também conhecido como o Professor, obteve uma carta de Rhoads dirigida a um amigo na qual Rhoads escrevia o seguinte sobre os porto-riquenhos: "Eu poderia ter aqui um tremendo trabalho e estou tentado a faze-lo. Seria o ideal exceto para os porto-riquenhos. São sem dúvida os mais sujos e frouxos, é a raça de homens mais degenerada e ladra que jamais habitou este planeta. Fico muito incomodado em viver na mesma ilha que eles. São piores que os italianos. O que esta ilha precisa não é de um serviço público de saúde mas sim um tsunami ou algo que extermine toda a população. Só então poderia ser habitável. Eu faço o possível para adiantar o processo de extermínio matando a oito deles e transmitindo câncer a vários mais, ainda que este último não tenha agora dado resultados..

A questão a considerar, o bem-estar dos pacientes, não tem cabimento aqui, de fato todos os médicos se divertem abusando e torturando estes sujeitos desgraçados."

Albizu Campos enviou sua denúncia na Liga das Nações mas sem nenhum resultado. Em 1950 Albizu foi detido durante a repressão contra as atividades do Partido Nacionalista de Porto Rico na ilha e foi submetido a envenenamento e queimaduras por radiação. Não há dúvidas que Rhoads, que dirigia o programa de armamentos bioquímicos em Fort Detrick, o Campo de Provas de Dugway e o Centro de Provas no deserto de Utah e a Zona do Canal do Panamá, vingou-se de Albizu Campos submetendo-o a esses experimentos.

Rhoads foi logo promovido para a direção da Comissão de Energia Atômica, a qual submeteu cidadãos ianques a perigosas provas radioativas.

Na prisão Abizu Campos sofreu um derrame cerebral em 1956. Em 1964 foi indultado mas morreu pouco depois de sair da prisão em 1965. The Guardian, o Departamento de Estado e o Pentágono podem insistir acerca do "absurdo" da acusação e sobre "teorias conspirativas" mas é fato que o líder nacionalista porto-riquenho foi assassinado pelo governo dos EUA com o emprego de experimentos médicos brutais enquanto ele estava na prisão. Se isto é o que os EUA estão disposto a fazer com seus próprios cidadãos, a que extremos submeteria os EUA a seus rivais estrangeiros?

O MKNAOMI planejou o assassinato de Fidel Castro e do Primeiro Ministro do Congo, Patrice Lumumba, mediante armas biológicas "exóticas". A elaboração destas armas esteve sob a responsabilidade do chefe dos Serviços Técnicos da CIA, Dr. Sidney Gottlieb. Outros programas de armamentos bacteriológicos associados à CIA e ao exército dos EUA levavam os códigos de DORK e OFTEN/CHICKIT.

O Instituto Nacional do Câncer, enquanto busca curas para o câncer, produz derivados para um projeto forjado pela agência de inteligência denominado Projeto Oncoviral para o desenvolvimento de agentes biológicos cancerígenos para aplicações militares. O trabalho foi realizado em Fort Detrick logo após a Convenção sobre Guerra Bacteriológica de 1972 que foi assinada pelo presidente Richard Nixon, o trabalho secreto para "a produção em grande escala de vírus cancerígenos e suspeitos de ser cancerígenos" continuou adiante com um resultado líquido em 1977 da bem sucedida produção e armazenamento de 60 mil litros de produtos cancerígenos e imunosupressores.

Em 1970 o subdiretor de planificação da CIA, Thomas Karamessines, recomendou que se fosse ratificada a Convenção de Guerra Bacteriológica, as reservas de agentes de guerra bacteriológica deveriam ser transferidas de Fort Detrick para o Centro de Investigações de Huntington da empresa Becton
-Dickinson em Baltimore.

O programa secreto forjado pelo Departamento de Estado e a CIA em Fort Detrick incluía reservas de toxinas que causam envenenamento letal de alimentos. Outros projetos de pesquisa incluíam a transmissão de vírus cancerígenos por aerosóis e a produção de "espécies saltitantes" como vetores de vírus cancerígenos que podem passar de outras espécies para humanos.

Uma das primeiras vítimas do programa de bio-assassinato da CIA pode ter sido o primeiro presidente de Angola, Agostinho Neto. Neto foi alvo da CIA violando a proibição do Congresso. Ele desenvolveu rapidamente câncer e morreu num hospital de Moscou em 1979 na idade de 57 anos. Outra provável vítima da CIA é o ex-presidente chileno, Eduardo Frei, que veio a ser um franco adversário do ditador instalado pela CIA, Augusto Pinochet. Frei morreu num hospital de Santiago do Chile em 22 de janeiro de 1982 após contrair uma infecção suspeita logo após uma operação de rotina.

A CIA é pioneira no emprego de agentes cancerígenos que podem infectar suas vítimas através de injeções, inalações, contato epidérmico através de roupa contaminada, especialmente roupas de baixo que parece pertinente com respeito à formação de uma agressiva formação cancerígena na região pélvica de Chávez; e contato com seu sistema digestivo através do consumo de alimentos, bebidas e inclusive creme dental contaminados.

Existe uma tal quantidade de documentação sobre o emprego por parte da CIA de armamento cancerígeno contra seus inimigos que a existência de tais armamentos não é o problema. O problema verdadeiro para a Venezuela e outros países atacados é determinar como os agentes cancerígenos são inoculados e as identidades dos assassinos e dos futuros assassinos.

Existem duas guerras sendo travadas: Uma física contra pessoas inocentes, e uma mais sutil... por sua mente. Enquanto o sistema for capaz de te convencer que as falsas notícias são verdadeiras, pessoas inocentes continuarão sendo mortas.
Se não podemos parar a carnificina das guerras físicas, é nosso dever vencer a guerra pelas nossas próprias mentes.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a Spectro pelo seu post:
Giselle Sievers (28-04-2013), Hubble (28-04-2013), Mediador (19-01-2015), mr.newface (08-11-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
28-04-2013, 11:59 AM
Resposta: #9
Magia Negra na Ponta de uma Agulha
Acredito em tudo isto, agora alguém ainda duvida de que as vacinas tb existem para nos induzir não só ao cancer, mas a uma miríade incalculavel de doenças? Não tomo vacinas, tenho filho pequeno, 100% não-vacinado. E onde resido já faço parte de uma comunidade onde as mães não vacinam. São as crianças mais saudaveis que vcs possam conceber. Com essas, o sistema medico morre de fome. Pois aí está a razão para o sistema empurrar com tanta propaganda de terror esses veneninhos. Conheço tb pessoas já idosas que nunca tomaram vacinas, e viveram muito, um deles, meu familiar, e outro, beirando os 100 anos, até fumava cachimbo. Mas vacina, nunca, nem as recentemente criadas, da moda, contra gripe( umas das piores em quantidade de mercurio). Não cedam às tentações e ao medo imposto...Sei que está ocorrendo de novo nesse país a famigerada Lavagem Cerebral de Vacina Gripal....IGNOREM, RESISTAM! Idea
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Giselle Sievers pelo seu post:
carlosrb (12-11-2013), Mediador (19-01-2015), probra (08-11-2013), Sann (28-04-2013), Spectro (28-04-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
28-04-2013, 01:23 PM
Resposta: #10
RE: Câncer: uma arma secreta da CIA?
Para ser sincero eu preciso estudar mais este assunto referente as vacinas, eu não acredito que todas foram criadas para serem mais prejudiciais do que benéficas, não tenho certeza se chegaria a o extremo de não vacinar meus filhos com nenhuma delas, preciso pesquisar mais sobre isso.
A vacina da Gripe A eu não tomei e, por coincidência eu peguei a gripe mais forte de todas que já tinha sofrido, cheguei a ter uma febre tão alta que comecei a enxergar vultos ao meu redor. Mais mesmo assim o máximo que tomei foi uma injeção de bezentacíl, a da gripe A eu não tomo, e não recomendo a ninguém da minha família, ficou muito claro que o objetivo foi para injetar o medo e o pânico na população.

Existem duas guerras sendo travadas: Uma física contra pessoas inocentes, e uma mais sutil... por sua mente. Enquanto o sistema for capaz de te convencer que as falsas notícias são verdadeiras, pessoas inocentes continuarão sendo mortas.
Se não podemos parar a carnificina das guerras físicas, é nosso dever vencer a guerra pelas nossas próprias mentes.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Spectro pelo seu post:
Mediador (19-01-2015), mr.newface (08-11-2013), probra (08-11-2013), yuryrodrigues (28-04-2013)
Chlorella Green Gem Pelo menor Preço Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Terremotos de 10km de profundidade, Nova Tecnologia Secreta ou Acontecimento Global? Anonymous_T.ron 101 13,918 16-12-2016 01:56 AM
Última Resposta: Elenin20182024
  Identificada arma “high-tech” que induziu câncer em Hugo Chavez marcosarierom 40 6,320 24-10-2016 01:32 PM
Última Resposta: tarcardoso
  Arma climatica em paris 02/06/2016 Webdriver Torso 17 3,777 13-06-2016 09:19 PM
Última Resposta: Urtiga
  Urânio Empobrecido a arma dos covardes americanos MARCELO DF 0 1,870 09-02-2016 09:20 AM
Última Resposta: MARCELO DF
  Conheça a arma a laser dos EUA capaz de destruir qualquer alvo em poucos segundos Popeye 4 3,090 02-03-2015 12:19 PM
Última Resposta: Pescada

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 132 usuários online.
» 3 Membros | 129 Visitantes
#RSO#, Angelick, Branco

Estatísticas do Fórum
» Membros: 20,149
» Último Membro: Gabrael
» Tópicos do Fórum: 24,650
» Respostas do Fórum: 264,200

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Jim Carrey Brinca com o Simbolismo Illuminati
Última Resposta Por: Angelick
Hoje 05:21 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 6103
A história secreta da L'Oréal
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Hoje 12:35 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 93
Fantoche Trump fez o que nem Obama conseguiu : Anunciar o fim da Internet
Última Resposta Por: ULTRON
Hoje 10:52 AM
» Respostas: 4
» Visualizações: 337
O Fim do Mundo e o Ocidente
Última Resposta Por: O Mensageiro
Ontem 10:40 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 808
Os Bancos estão morrendo de medo: Bitcoin
Última Resposta Por: Branco
Ontem 02:17 PM
» Respostas: 29
» Visualizações: 1996
Trump corta impostos e gera empregos!
Última Resposta Por: Tecnocrata
Ontem 02:14 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 218
Miséria, um ativo poderoso para práticas obscuras e mal intencionadas.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Ontem 01:37 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 82
Controle social, do Grande Irmão ao Big Data
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 08:10 AM
» Respostas: 14
» Visualizações: 2836
Feliz Natal???
Última Resposta Por: Bogoton
Ontem 02:36 AM
» Respostas: 13
» Visualizações: 911
Trump a caminho de reconhecer Jerusalém como capital de Israel?
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
15-12-2017 11:28 PM
» Respostas: 108
» Visualizações: 7371
Guerra civil contra Governo Oculto nos EUA se intensifica.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
15-12-2017 07:34 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 171
É assim que os direitos, propriedades e heranças do mais simples desaparecem.
Última Resposta Por: Beobachter
15-12-2017 04:21 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 401
Zombar com a morte alheia não é torcer pelo esporte.
Última Resposta Por: ULTRON
15-12-2017 11:50 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 398
O império Chinês está criando uma colônia no Brasil
Última Resposta Por: Beobachter
15-12-2017 11:34 AM
» Respostas: 19
» Visualizações: 1290
Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
Última Resposta Por: Beobachter
15-12-2017 11:22 AM
» Respostas: 16
» Visualizações: 14653
O estranho "movimento" dos combustíveis fosseis.
Última Resposta Por: Anonymous_T.ron
14-12-2017 05:28 PM
» Respostas: 12
» Visualizações: 742
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Nelson Ferreira
14-12-2017 04:41 PM
» Respostas: 643
» Visualizações: 141842
1º Medicamento de Maconha no Brasil
Última Resposta Por: Beobachter
14-12-2017 02:42 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 924
Ex-membro do HAMAS desmascara palestinos
Última Resposta Por: ASAFernandes
14-12-2017 02:32 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 403
Donald trump:O pervertido predador pedófilo
Última Resposta Por: Binho C.R.
13-12-2017 11:21 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 1560
(Importante) III Guerra Mundial
Última Resposta Por: ULTRON
13-12-2017 09:45 PM
» Respostas: 663
» Visualizações: 421124
Seul exige que EUA lhe entreguem o comando das tropas sul-coreanas.
Última Resposta Por: Nikoloz
13-12-2017 08:54 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 561
Padrão de ouro 2.0' da Rússia e China promete acabar com dólar
Última Resposta Por: jonas car
13-12-2017 07:45 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 426
Expo 2020: O 'Espírito Global' - A NOM em Dubai
Última Resposta Por: O Mensageiro
13-12-2017 06:26 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 719
Chile vende base de submarinos a Israel. 10.000 soldados israelenses na Patagônia.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
13-12-2017 06:22 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 385
Presidentes americanos permitiram venda de urânio para os russos.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
13-12-2017 02:06 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 212
Ivanka Trump: A mão do pai nos negócios com Israel
Última Resposta Por: ASAFernandes
13-12-2017 01:53 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 437
Suspensas por tempo indeterminado operações da Belo Sun na Amazônia.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
13-12-2017 12:27 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 265
Feliz 2018?? Sei não...
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
13-12-2017 11:17 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 311
Não há crise financeira e sim, crise de ódio e desprezo pelos mais pobres.
Última Resposta Por: fil
13-12-2017 11:12 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 455

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial