Shoyu Orgânico Fermentado Naturalmente Você Encontra na Tudo Saudável


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 2.5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
17-04-2017, 04:54 PM
Resposta: #1
Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
Surtos de sarampo atingem pelo menos 14 países europeus


[Imagem: varicela.jpg]

Pelo menos 14 países europeus têm registado surtos de sarampo desde o início deste ano, com a Roménia a liderar o número de casos, com mais de quatro mil doentes em seis meses, desde meados de 2016.

Segundo o Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC, na sigla inglesa), o número de países europeus com casos de sarampo foi crescendo no início deste ano e quase todos eles terão ligação ao surto que começou na Roménia em fevereiro de 2016.

Além de Portugal, que tem até hoje 23 casos notificados de sarampo, registaram surtos de sarampo a Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, Dinamarca, França, Alemanha, Hungria, Islândia, Itália, Suíça e Suécia.

De acordo com o site do ECDC, Portugal reportou a 31 de março um caso de sarampo importado da Venezuela e um outro não relacionado, num bebé de 11 meses, que em princípio terá sido infetado por um familiar que vive noutro país europeu e estava de visita a Portugal.

Nos primeiros quatro meses do ano houve mais casos de sarampo em Portugal do que na última década anterior.

De acordo com os vários relatórios sobre doenças de declaração obrigatória, entre elas o sarampo, entre 2006 e 2014 Portugal registou 19 casos de sarampo - quase todos importados - quando desde janeiro deste ano até hoje já houve 23 casos notificados.

Em 2016, Portugal recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS), um diploma que oficializava o país como estando livre de sarampo, até porque os poucos casos registados nos últimos anos tinham sido contraídos noutros países.

O sarampo é uma das infeções virais mais contagiosas, habitualmente é benigna mas pode ser grave e até levar à morte.

A vacinação é a principal medida de prevenção contra o sarampo e a vacina é gratuita e está incluída no Programa Nacional de Vacinação (PNV). As crianças devem ser vacinadas aos 12 meses e repetir a vacina aos cinco anos.



SARAMPO VOLTA A ENSOMBRAR EUROPA


[Imagem: criancas-com-sarampo-620x413.jpg]

A história de Nastasia é um exemplo de vida. A jovem de dezasseis anos vive em Valença, no sul de França. Há apenas um ano, esteve em coma depois de ter contraído sarampo. Começou a queixar-se de dores de garganta, borbulhas e febre. Depois de uma semana com 41 graus de temperatura, foi parar ao hospital, onde lhe foi diagnosticada uma encefalite (um caso em cada mil pessoas).

Nastasia esteve em coma durante doze dias. A reabilitação durou quatro meses. “As minhas primeiras recordações remontam a uma sessão de fisioterapia porque fiquei tetraplégica”, relembra. “Durante a reeducação, em três semanas voltei a caminhar e a subir as escadas. Durante uma semana, não podia falar. As minhas primeiras palavras foram: Olá mamã!”. Atualmente, Nastasia ainda tem problemas urinários por causa da paralisia. Na altura, perdeu onze quilos.

Nastasia é uma das vítimas do surto de sarampo que atingiu a Europa nos últimos anos. Esta doença, altamente contagiosa, pode provocar graves complicações: pneumonias, otites, diarreia e problemas neurológicos. Nos últimos três anos, cerca de um quarto dos doentes teve de ser hospitalizado.

Em 2011, na Europa, mais de trinta mil pessoas tiveram sarampo. O mesmo que em 2010 mas quatro vezes mais que em 2009. Noventa por cento dos casos foram registados em cinco países: França, Itália, Roménia, Espanha e Alemanha. Oito pessoas morreram devido a complicações, seis em França, o país mais atingido. A grande maioria dos doentes não estava vacinada ou não o suficiente. São necessárias duas doses para garantir a máxima proteção. A Organização Mundial de Saúde acredita que só assim se pode atingir o objetivo de uma Europa sem sarampo em 2015.


Pierluigi Lopalco, do Centro Europeu para a Prevenção e Controlo de Doenças, explica: “Se vacinarmos noventa e cinco por cento da população, podemos proteger os restantes cinco por cento que, por qualquer motivo, não foram vacinados, como, por exemplo, os recém-nascidos ou os indivíduos imunodeprimidos.”

Uma taxa de cobertura de 95 por cento com duas doses evita a circulação do vírus numa população, garantindo a proteção adicional dos indivíduos mais vulneráveis. Por um lado, os imunodeprimidos, os casos raros para quem uma dose da vacina é insuficiente; por outro, os bebés com menos de um ano porque são demasiado frágeis para serem vacinados, de acordo com as recomendações europeias. Um bebé que contraia sarampo pode vir a ter complicações trágicas anos depois. É o caso de Max.

“O Max ficou doente aos seis meses”, conta o pai. “Apanhou sarampo no infantário do irmão mais velho. Sofreu muito. Mas os sintomas desapareceram depois de uma semana e, a seguir, teve um crescimento normal. Não pensámos mais no assunto e as coisas regressaram ao normal. Era o que pensávamos…”

O sarampo desencadeou uma panencefalite esclerosante subaguda, ou PES, uma patologia neurológica rara, crónica, progressiva e fatal (um caso em 25 mil em todas as faixas etárias; um em cada oito mil nos primeiros dois anos de vida). Os primeiros sintomas apareceram dez anos após a infeção. A mãe de Max é enfermeira e explica: “Ele está num estado vegetativo persistente desde abril de 2006.”

Max vai fazer 18 anos. Os pais construíram uma casa adaptada à sua deficiência e não escondem a revolta que lhes suscitam alguns comentários. A mãe desabafa: “Fico furiosa quando as pessoas dizem que recusam a vacinação porque a vacina pode provocar a panencefalite esclerosante subaguda – algo que foi desmentido de forma categórica. Ou quando dizem, de forma pitoresca, que ter sarampo é importante para a evolução das crianças. Quando oiço essas coisas, fico doida! Porque quando olho para o meu filho, pergunto-me : de que forma esta doença lhe foi útil? Qual evolução? Ele regrediu e vai morrer.”

Na Europa, a causa número um da não vacinação é o esquecimento. Seguem-se os medos ligados aos efeitos secundários da vacina: febre passageira, erupção, irritaçãotemporária da pele (por causa de uma redução temporária das plaquetas responsáveis pela coagulação do sangue) e, em casos raros, alergias.

Nastasia não estava vacinada. A mãe, Corinne, enfermeira e fisioterapeuta, explica as razões da sua escolha. “Não vacinei a Nastásia porque acredito que construímos a nossa própria imunidade. Sempre a tratei através da homeopatia e ela nunca esteve doente antes de ter tido o sarampo. Não tenho nada contra o princípio da vacina porque penso que a prevenção é importante, mas, há muitos aditivos nas vacinas, por exemplo, o alumínio. Hoje sabemos que o alumínio talvez seja, também, uma das causas da doença de Alzheimer e pode provocar outras coisas. No final de contas, gostaria que ela tivesse tido as doenças infantis quando era pequena. Não pensei que corria riscos. Pensei que não era necessário vaciná-la.”

Ainda que algumas vacinas polivalentes sejam estabilizadas com derivados de alumínio ou mercúrio, o imunologista Pierluigi Falco garante que não é o caso das vacinas contra o sarampo. “As vacinas que utilizamos na Europa, as vacinas triplas contra o sarampo, papeira e rubéola não contêm nenhum destes elementos. Não contêm mercúrio, nem alumínio. É um receio completamente injustificado”, diz.

Um estudo realizado pela universidade de Erfurt, na Alemanha, mostra que a vontade de se vacinar é cada vez mais influenciada pelas informações disponíveis na internet. “Três em cada quatro pessoas que navegam na internet encontram, pelo menos, um ‘site’ anti-vacinação”, explica a psicóloga Cornelia Betsch. “No que toca à vacina contra o sarampo, concluímos que bastam cinco a dez minutos em páginas anti-vacinação para reduzir a intenção de se vacinar porque a vacina é vista como perigosa.”

Para inverter a tendência, o ministério francês da Saúde está a apostar nas campanhas de informação. No ano passado, em França, registaram-se 15 mil casos de sarampo. Metade das pessoas tinha entre 15 e 30 anos, uma idade em que a infeção pode ser muito severa e provocar complicações.

As campanhas de sensibilização visam os jovens, explica Marie-Hélène Loulergue, subdiretora do serviço de prevenção dos riscos infecciosos, do ministério da Saúde. “Atualmente, a OMS recomenda duas doses de vacinação contra o sarampo. Até 1985 era recomendada uma dose. Estamos, portanto, a tentar recuperar o atraso com duas doses para esta parte da população que, de facto, se encontra atualmente vulnerável ao sarampo. Hoje em dia, é difícil tornar a vacinação obrigatória, num contexto sociológico em que há uma tendência para destacar a responsabilidade do cidadão.”

De acordo com Ole Wichmann, que dirige a unidade de Imunologia do Instituto Robert Koch, a tripla vacina é vítima do próprio sucesso: “Há 30 ou 40 anos, havia tantos casos de sarampo que toda a gente conhecia alguém que tivesse tido o sarampo e não apenas o sarampo, mas um sarampo muito mau. Hoje em dia, há poucos casos. Por isso, as pessoas esquecem quanto esta doença pode ser grave.”

O desafio mede-se à escala global. Por causa da baixa taxa de vacinação, a Europa está a exportar o vírus para outras regiões do mundo que se tinham livrado dele, como a América do Norte e a América Latina.

Acabar com o sarampo é imperativo para evitar dramas humanos. Além dos pacientes, as famílias também sentem os efeitos devastadores da doença. “Os danos que tal doença causa a uma família são tão profundos que preferia arriscar a existência de efeitos secundários ligados à vacina a enfrentar um destino destes”, admite o pai de Max. Mesmo tom da mãe de Nastasia: “Eu não era a favor da vacinação e persisti na minha decisão, mas creio que se as pessoas pensarem que é bom para as crianças, não devem hesitar em fazê-lo. É importante agir em função do que sentimos.”



Ab alio expectes, quod alteri feceris
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 8 usuários diz(em) obrigado a ruicoelho pelo seu post:
Angelick (17-04-2017), DeOlhOnafigueira (17-04-2017), djaga (23-04-2017), Doc S (17-04-2017), martagoncalves7 (18-04-2017), OfimDoComeço (18-04-2017), Profeta do Apocalipse (17-04-2017), Salsichinha (19-04-2017)
Pasta de Dente sem Flúor Oralin Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
17-04-2017, 06:11 PM (Resposta editada pela última vez em: 17-04-2017 06:17 PM por Doc S.)
Resposta: #2
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
Quanto as vacinas eu creio que devemos sim continuar expondo a realidade por detrás de algumas delas, que estão contaminadas com vários metais pesados e componentes estranhos, algumas sendo até desnecessárias para o seu alvo.

Contudo concordo que tem algumas vacinas indispensáveis, e o sarampo é uma delas.

Agora, usar como argumento que denunciar a falta de qualidade e questionar a necessidade do uso de algumas vacinas causa o retorno de surtos de doenças simples é ilógico.

Existe sim muita desinformação misturada a informação, por isso realmente acredito que as pessoas precisam serem mais informadas ainda, a fim de escolher sabiamente que vacinas tomar.

Eu mesmo tomo algumas vacinas, mas são das básicas e indispensáveis, outras eu procuro sempre evitar.

"Agradecimento significa respeito, nem sempre significa concordância de opinião!"

Não importa o que aconteça, a verdade prevalecerá!


1-2-3
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 8 usuários diz(em) obrigado a Doc S pelo seu post:
Angelick (17-04-2017), DeOlhOnafigueira (17-04-2017), Elenin20182024 (23-04-2017), MARCELO DF (19-04-2017), Marck Vini (17-04-2017), martagoncalves7 (18-04-2017), OfimDoComeço (18-04-2017), ruicoelho (18-04-2017)
17-04-2017, 06:22 PM (Resposta editada pela última vez em: 17-04-2017 06:24 PM por DeOlhOnafigueira.)
Resposta: #3
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
Eu relutei em tomar a vacina da febre amarela. Mesmo estando numa área de risco. E quando, pela manhã, num jornal local, fiquei sabendo da morte de duas pessoas proximas, nao pensei duas vezes: saí em disparada para o primeiro posto de saúde.

E agora, outra praga nos aflige na região do Espírito Santo, a saber, a H1N1. E novamente o dilema: tomar ou nao a vacina?

Acho que devemos nos acostumar com esse hábito - lamentavelmente -, ou entao migrarmos para qualquer lugar que esteja imune a tais doenças. E algumas antigas que hoje retornam.

Enfim, é desesperador afirmar, mas nao temos escape. O que nos resta é ser vacinado. Nos tornamos gado mesmo.

Ou seria um mal necessário?

_____________________________________________________
Blog DeOlhOnafigueira
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a DeOlhOnafigueira pelo seu post:
Doc S (17-04-2017), Elenin20182024 (23-04-2017), fil (19-04-2017), MARCELO DF (19-04-2017), ruicoelho (18-04-2017)
17-04-2017, 07:21 PM
Resposta: #4
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
(17-04-2017 06:22 PM)DeOlhOnafigueira Escreveu:  ...Ou seria um mal necessário?

O mal necessário continua sendo o mal. E a sua necessariedade é boa para quem? Para certos [b]urubus[/b] da area de saúde (graças a Deus tem muita gente da area de saúde responsável denunciando esses venenos que querem injetar na gente) e para a indústria de vacinas. Uma alimentação adequada e livre de pesticidas, agrotóxicos nos fortalece e nos tira do problema das doenças e da solução dos senhores do mundo e dos seus vassalos ligados à saúde e que defendem o veneno deles. O site EXPRESSO tem outras matérias contra o pessoal que não toma vacina, até tem uma matéria que chama de IDIOTAS as pessoas que não tomam vacinas.

http://leitor.expresso.pt/#library/expre...aos-mortos
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Cristão pelo seu post:
DeOlhOnafigueira (17-04-2017), Doc S (18-04-2017), fil (19-04-2017), MARCELO DF (19-04-2017)
As delícias de ALFARROBA da Carob House você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
17-04-2017, 07:24 PM
Resposta: #5
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
Olha Rui,sou um dos seus admiradores aqui e nunca escondi isso,já te elogiei em tópico,já dei ponto de reputação para você,mas vou ser sincero,nesse tópico discordo em partes de você.
Até acredito que algumas vacinas são importantes como a da poliomielite e a do tétano para pessoa que trabalham em prisões,hospitais ou com máquinas e armas,mas ao meu ver a maioria das vacinas colocam a pessoa em um risco desnecessário,fora que muitas delas são mais venenos do que remédios em si.
Sarampo é uma moléstia normal,acho que todo mundo aqui teve,agora para que vacinar alguém contra isso?
Deixe a pessoa pegar,deixe seu sistema imunológico trabalhar,fazer anticorpos,hoje já sabe-se que muitos dos portadores de alergia são pessoas que os anticorpos são fracos e trabalharam pouco,que a causa primária de alergias é o pouco costume de trabalho dos anticorpos.
Creio que uma vacina como a do Sarampo só deva ser aplicada em pessoas com baixa imunidade,pois o Sarampo é um risco a elas.
Eu tomei vacina contra a H1N1 e me arrependo até hoje pois só me fez mal,aqui no Brasil o surto de microcefalia começou no mesmo momento em que começavam a aplicação de um novo lote de vacinas,conheci diversas pessoas que ficam muito mal sempre que tomam vacina da gripe,enfim,acho que algumas são necessárias,mas a maioria só faz mal,vamos deixar nossos anticorpos atuarem,é mais saudável e melhor para nós.

*VISITE*
http://forum.noticiasnaturais.com
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 10 usuários diz(em) obrigado a Sanderson S. Pierre pelo seu post:
Cristão (17-04-2017), DeOlhOnafigueira (17-04-2017), Doc S (18-04-2017), fil (19-04-2017), Guigo Xavier (18-04-2017), MARCELO DF (19-04-2017), Marck Vini (17-04-2017), martagoncalves7 (18-04-2017), ruicoelho (18-04-2017), tarcardoso (18-04-2017)
17-04-2017, 07:40 PM
Resposta: #6
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
(17-04-2017 07:21 PM)Cristão Escreveu:  
(17-04-2017 06:22 PM)DeOlhOnafigueira Escreveu:  ...Ou seria um mal necessário?

O mal necessário continua sendo o mal. E a sua necessariedade é boa para quem? Para certos [b]urubus[/b] da area de saúde (graças a Deus tem muita gente da area de saúde responsável denunciando esses venenos que querem injetar na gente) e para a indústria de vacinas. Uma alimentação adequada e livre de pesticidas, agrotóxicos nos fortalece e nos tira do problema das doenças e da solução dos senhores do mundo e dos seus vassalos ligados à saúde e que defendem o veneno deles. O site EXPRESSO tem outras matérias contra o pessoal que não toma vacina, até tem uma matéria que chama de IDIOTAS as pessoas que não tomam vacinas.

Quando da incidência da febre amarela, em decorrência de trabalho, eu estava ausente da minha casa. E me encontrava numa zona de riscos. E onde eu estava instalado, era muito mosquito. Aos extremos. Eu me fechava no interior do apartamento. Usava repelente. Não saia à noite. E fiz isso enquanto eu pude. Mas, no fim, acabei cedendo, como já disse, no momento em que pessoas ao lado vieram a óbito. A proporção era de 3x1. Assustador.

Daí fiz o questionamento: um mal necessário?

Sim, nao discordo de você. De fato "mal" é "mal". No entanto, teríamos outra alternativa? Compensa o risco? Esse é o dilema meu amigo. Por isso afirmo que nao temos como escapar.

_____________________________________________________
Blog DeOlhOnafigueira
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a DeOlhOnafigueira pelo seu post:
Cristão (18-04-2017), Doc S (18-04-2017), ruicoelho (18-04-2017)
18-04-2017, 05:52 AM (Resposta editada pela última vez em: 18-04-2017 05:54 AM por ruicoelho.)
Resposta: #7
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
(17-04-2017 07:24 PM)Sanderson S. Pierre Escreveu:  ...
Olha Rui,sou um dos seus admiradores aqui e nunca escondi isso,já te elogiei em tópico,já dei ponto de reputação para você,mas vou ser sincero,nesse tópico discordo em partes de você.
...

Obrigado pelo elogio, também lhe reconheço ...

Mas vamos a coisas sérias. Queria lhe pedir para idealizar um mundo sem vacinas... na época áurea dos vírus, gostaria de saber o que pensa em ninguém ser vacinado incluindo seus filhos. Deixá-los à mercê de doenças que podem levar à morte.

Digo e repito, uma vacina é inócua. Tal como outros medicamentos, tem os seus efeitos secundários e, a questão principal, é que, certas marcas e certos lotes, apresentam excipientes, alguns até não recomendados, escapando à fiscalização. Estas vacinas são sim perigosas, regra geral produzidas em laboratórios não certificados. Mas, não podemos julgar a parte pelo todo, só isso.

Vacina produzida em meio controlado e legal, tem uma taxa de perigosidade que ronda os 2%, algo que no universo mundial não tem quase impacto estatístico e, para mais informação, estes 2% de casos falhados se devem por vezes à condição física do doente ou a fenómenos alérgicos.

Existem autores, os quais estou de acordo, que afirma, com base em dados recolhidos a longo prazo que se uma população for vacinada acima dos 95%, existe a possibilidade verdadeira de os outros 5% poderem não ser obrigados a tomar a vacina. A imunidade populacional inibe a propagação dos vírus.

Outra questão relevante, sobre o sarampo como você fez questão de falar e bem, é a eficácia da imunização. É evidente que o sistema imunitário têm uma memória mas que ao longo de 30 ou 40 anos perde a eficácia, daí ser necessário um reforço para acordar a protecção imunitária. Deu para entender?

Diga-me agora o meu caro amigo onde está a minha falha?

Ab alio expectes, quod alteri feceris
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Sua pele mais bonita com colágeno hidrolisado
18-04-2017, 12:23 PM
Resposta: #8
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
Amigo Rui:

Sanderson S. Pierre Escreveu:
...
"Olha Rui,sou um dos seus admiradores aqui e nunca escondi isso,já te elogiei em tópico,já dei ponto de reputação para você,mas vou ser sincero,nesse tópico discordo em partes de você".

Concordo com o Sanderson tbm sou um admirador seu apesar de não discutir com vc, pois os temas abordados por ti não sou um profundo conhecedor do assunto e temo de falar uma besteira e vc se ofender e me dar uma resposta grossa.
Mas voltemos ao assunto.
Tive Sarampo e os meus irmãos tbm e estão vivos e sem sequela alguma, mas o que temo em relação as vacinas é a intenção do Sistema então vejamos.
`É interessante a meu ver que se alardeie um surto de sarampo na europa e quem sabe mais tarde no mundo e se culpe a internet, já que esta em andamento uma censura violenta contra a internet, nada melhor isso para justifica-la.
VC mesmo escreveu:
"...
Um estudo realizado pela universidade de Erfurt, na Alemanha, mostra que a vontade de se vacinar é cada vez mais influenciada pelas informações disponíveis na internet. “Três em cada quatro pessoas que navegam na internet encontram, pelo menos, um ‘site’ anti-vacinação”, explica a psicóloga Cornelia Betsch. “No que toca à vacina contra o sarampo, concluímos que bastam cinco a dez minutos em páginas anti-vacinação para reduzir a intenção de se vacinar porque a vacina é vista como perigosa.”

Continuando, dentro uma teoria conspiratória, que maneira melhor de se propagar uma doença com fins de uma politica de eugenia, do que se inventar uma doença e propor a tal vacina?
Acho que existem vacinas realmente necessárias, mas outras .......
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a gonçalo ribas pelo seu post:
Doc S (18-04-2017), ruicoelho (18-04-2017), Sanderson S. Pierre (18-04-2017), tarcardoso (18-04-2017)
18-04-2017, 12:45 PM (Resposta editada pela última vez em: 18-04-2017 12:45 PM por want_to_believe.)
Resposta: #9
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
como vamos entao decidir entre vacina boa e vacina ruim? como vao os pais decidir o que dar a seus filhos? Acho que nao tem como saber.

“Em guerras como essa, diz meu pai, uma guerra civil, entre cidadãos, sempre, e em todo lugar, são desarraigadas populações inteiras. Foi assim que aconteceu entre a Grécia e a Turquia, entre a Índia e o Paquistão. Entre a Polônia e a Tchecoslováquia e a Alemanha.”
AMOS OZ
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a want_to_believe pelo seu post:
ruicoelho (18-04-2017)
18-04-2017, 01:14 PM
Resposta: #10
RE: Continuem a falar mal das vacinas. Ora vejam ...
(18-04-2017 05:52 AM)ruicoelho Escreveu:  
(17-04-2017 07:24 PM)Sanderson S. Pierre Escreveu:  ...
Olha Rui,sou um dos seus admiradores aqui e nunca escondi isso,já te elogiei em tópico,já dei ponto de reputação para você,mas vou ser sincero,nesse tópico discordo em partes de você.
...

Obrigado pelo elogio, também lhe reconheço ...

Mas vamos a coisas sérias. Queria lhe pedir para idealizar um mundo sem vacinas... na época áurea dos vírus, gostaria de saber o que pensa em ninguém ser vacinado incluindo seus filhos. Deixá-los à mercê de doenças que podem levar à morte.

Digo e repito, uma vacina é inócua. Tal como outros medicamentos, tem os seus efeitos secundários e, a questão principal, é que, certas marcas e certos lotes, apresentam excipientes, alguns até não recomendados, escapando à fiscalização. Estas vacinas são sim perigosas, regra geral produzidas em laboratórios não certificados. Mas, não podemos julgar a parte pelo todo, só isso.

Vacina produzida em meio controlado e legal, tem uma taxa de perigosidade que ronda os 2%, algo que no universo mundial não tem quase impacto estatístico e, para mais informação, estes 2% de casos falhados se devem por vezes à condição física do doente ou a fenómenos alérgicos.

Existem autores, os quais estou de acordo, que afirma, com base em dados recolhidos a longo prazo que se uma população for vacinada acima dos 95%, existe a possibilidade verdadeira de os outros 5% poderem não ser obrigados a tomar a vacina. A imunidade populacional inibe a propagação dos vírus.

Outra questão relevante, sobre o sarampo como você fez questão de falar e bem, é a eficácia da imunização. É evidente que o sistema imunitário têm uma memória mas que ao longo de 30 ou 40 anos perde a eficácia, daí ser necessário um reforço para acordar a protecção imunitária. Deu para entender?

Diga-me agora o meu caro amigo onde está a minha falha?

Rui,nossa sociedade viveu por anos lidando com diversas doenças sem grandes prejuízos,não podemos deixar que fiquemos dependentes de substâncias suspeitas e que muitas vezes estão ligadas a moléstias piores do que elas se propõem a cuidar.
Você fala de pensar em um mundo sem vacinas,esse mundo já existiu e ainda existe,por anos não tivemos vacinas para muitos problemas e nessa época não se via surtos de doenças e doenças tão misteriosas igual hoje.
Diversas tribos indígenas ao longo de todo o mundo e principalmente na Amazônia vivem sem remédios e vacinas,apenas contando com sua medicina natural,o que vemos é eles não terem metade das doenças do povo da cidade,fora que muitas doenças comuns no meio urbano não se fazem presentes lá...

*VISITE*
http://forum.noticiasnaturais.com
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Sanderson S. Pierre pelo seu post:
DeOlhOnafigueira (19-04-2017), Doc S (18-04-2017), gonçalo ribas (18-04-2017), MARCELO DF (19-04-2017), ruicoelho (18-04-2017), tarcardoso (18-04-2017)
Goji Berry Pelo menor Preço Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Robert De Niro Produzirá um Documentário Expondo a Conspiração das Vacinas admin 11 1,599 22-05-2017 04:15 PM
Última Resposta: justiceiro
  Fraude das vacinas exposta John Dickinson 7 1,803 23-04-2017 03:59 PM
Última Resposta: ruicoelho
Exclamation Estudo confirma: Vacinas possuem qualidade duvidosa Doc S 14 1,102 24-03-2017 02:38 PM
Última Resposta: Doc S
Exclamation Estudo de Yale adverte sobre vacinas, ligando as imunizações com desordens cerebrais Doc S 3 545 03-03-2017 05:38 PM
Última Resposta: Sanderson S. Pierre
  Vacinas Populares Contaminadas com Metais Pesados Tóxicos admin 1 562 23-02-2017 07:31 PM
Última Resposta: Sanderson S. Pierre

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 73 usuários online.
» 0 Membros | 73 Visitantes

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,699
» Último Membro: Dree
» Tópicos do Fórum: 24,282
» Respostas do Fórum: 257,730

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Dono da JBS grava Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha
Última Resposta Por: NoNOM
Hoje 01:19 AM
» Respostas: 220
» Visualizações: 10187
[Protestos no Brasil] O pau está comendo!
Última Resposta Por: Rud
Ontem 09:42 PM
» Respostas: 533
» Visualizações: 173241
Descongestionante nasal leva ao vício e pessoa pode até perder o olfato
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
Ontem 07:47 PM
» Respostas: 8
» Visualizações: 1923
Zika Vírus foi criado para Controle Populacional e é vendido em site
Última Resposta Por: Doc S
Ontem 06:48 PM
» Respostas: 27
» Visualizações: 5295
Fundador do Facebook diz que é Preciso uma "Superestrutura Global" (NOM)
Última Resposta Por: Doc S
Ontem 06:09 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 173
Soberania ameaçada com a nova Lei de migração?
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 06:01 PM
» Respostas: 93
» Visualizações: 4470
Ataque a Show de Ariana Grande no Reino Unido Mata 19 e Fere 50 Pessoas
Última Resposta Por: fil
Ontem 05:23 PM
» Respostas: 12
» Visualizações: 1157
Sírio é preso após provar através de imagens que Israel comanda o terrorismo
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
Ontem 04:07 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 590
Site Illuminati
Última Resposta Por: Jaspion
Ontem 12:45 PM
» Respostas: 31
» Visualizações: 22989
Traidores da pátria - Collor, FHC e Lula venderam a Amazônia
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
Ontem 12:26 PM
» Respostas: 50
» Visualizações: 32212
Nova tecnologia WiFi pode mapear o interior de um edifício de "20 a 30 segundos"
Última Resposta Por: Doc S
Ontem 11:57 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 418
A caixa preta do BNDES
Última Resposta Por: tarcardoso
Ontem 09:32 AM
» Respostas: 32
» Visualizações: 5583
COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Beobachter
24-05-2017 09:49 PM
» Respostas: 146
» Visualizações: 12339
CUIDADO: O Google está gravando tudo o que você procura e diz
Última Resposta Por: Beobachter
24-05-2017 08:15 PM
» Respostas: 19
» Visualizações: 2455
GUERRA CIVIL na Venezuela
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
24-05-2017 07:59 PM
» Respostas: 316
» Visualizações: 77911
Filmes e series de graça Em HD.
Última Resposta Por: Beobachter
24-05-2017 05:28 PM
» Respostas: 76
» Visualizações: 12876
As Plantas sentem, pensam e memorizam. Mas seriam capazes de falar?
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
24-05-2017 03:08 PM
» Respostas: 15
» Visualizações: 2366
Cada enxadada, uma minhoca
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
24-05-2017 09:59 AM
» Respostas: 35
» Visualizações: 4525
Revelado: Fim do Fórum Anti Nova Ordem Mundial
Última Resposta Por: ked
24-05-2017 01:26 AM
» Respostas: 15
» Visualizações: 3022
Infowars na Casa Branca !
Última Resposta Por: Salsichinha
23-05-2017 11:05 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 516
Ciberataque Atinge Mais de 57 mil Usuários em Todo o Mundo
Última Resposta Por: Beobachter
23-05-2017 09:32 AM
» Respostas: 27
» Visualizações: 2142
Robert De Niro Produzirá um Documentário Expondo a Conspiração das Vacinas
Última Resposta Por: justiceiro
22-05-2017 04:15 PM
» Respostas: 11
» Visualizações: 1599
Máfia Portuguesa :Sociedades Secretas: Maçonaria, Oculto, Opus Dei
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
22-05-2017 02:44 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 17603
Superpopulação?
Última Resposta Por: Xevious
22-05-2017 02:28 PM
» Respostas: 13
» Visualizações: 1410
Netflix Proíbe o Documentário "The Red Pill" por Conter muita VERDADE
Última Resposta Por: Digory Kirke
22-05-2017 12:21 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 1353
Ciência e fé, caminhos paralelos que se encontram no infinito?
Última Resposta Por: Olbiano
22-05-2017 12:13 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 687
Vazamento "Dark Matter" do WikiLeaks Mostra Como a CIA faz para Hackear Iphone
Última Resposta Por: Olbiano
22-05-2017 12:12 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 800
Como o Google Rouba Conteúdo, Esmaga Pequenos Editores e Monopoliza a Internet
Última Resposta Por: Olbiano
22-05-2017 12:11 PM
» Respostas: 8
» Visualizações: 993
Construindo a Nova Ordem Mundial Através do FMI e dos Bancos Centrais
Última Resposta Por: Guigo Xavier
22-05-2017 11:48 AM
» Respostas: 13
» Visualizações: 1896
50 por cento das profissões nos EUA estarão sob a ameaça de serem computadorizadas
Última Resposta Por: Ricardo T
21-05-2017 10:22 PM
» Respostas: 15
» Visualizações: 1186

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial