Goji Berry Pelo menor Preço Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 3 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
10-09-2017, 12:56 AM
Resposta: #1
EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
O novo livro do economista Peter Temin mostra que os EUA não são mais um país, mas um mundo político-economicamente separado.

[Imagem: estadunidense-sem-teto.jpg]

Você provavelmente já ouviu que o coração pulsante da América do pós-guerra, conhecido como classe média, está agora “sobrecarregado”, “espremido” ou “prestes a morrer”. Talvez você tenha ouvido menos sobre o que exatamente está surgindo em seu lugar.

No novo livro The vanishing middle class: predudice and power in a dual economy, Peter Temin, professor emérito de Economia no MIT, retrata a nova realidade de forma assustadora e indelével: os EUA não são mais um único país. Ele está se partindo em dois, cada um com recursos, expectativas e destinos muito diferentes.

Dois caminhos divergentes

[Imagem: desigualdade-eua.jpg]


Em um desses países vivem os membros do que Temin chama de “setor FTE” (que significa finanças, tecnologia e eletrônicos, as indústrias que suportam predominantemente seu crescimento). São vinte por cento dos estadunidenses que desfrutam de educação superior, têm bons empregos e vão para a cama sabendo que eles têm dinheiro não apenas para encarar os desafios de suas vidas, como também redes de contatos para assegurar seus sucessos. Têm pais que leem livros para eles, tutores para auxiliar nos exercícios escolares e uma plenitude de fontes de estímulos e lugares para frequentar. Os cidadãos desse país estão cercados de crescimento econômico por todos os lados e têm possibilidades empolgantes para o futuro. Eles fazem planos, influenciam políticas e se consideram sortudos por serem americanos.

Os cidadãos do FTE raramente visitam o país onde oitenta por cento dos estadunidenses vivem: o setor de baixa renda. Aqui, as possibilidades estão encolhendo, às vezes dramaticamente. As pessoas estão cheias de dívidas e ansiosas a respeito de seu trabalho sem segurança – quando têm um. Elas se contentam com o transporte público sucateado e com carros que têm dificuldade para pagar. A vida familiar é incerta aqui: as pessoas frequentemente não têm relacionamentos duradouros, mesmo quando têm filhos. Se vão à faculdade, eles a financiam se endividando pesadamente. Elas não pensam a respeito do futuro, pois estão preocupadas em sobreviver no presente. O mundo em que elas vivem é bem diferente do que lhes foi ensinado a acreditar. Enquanto os membros do primeiro país protagonizam suas vidas, a essas pessoas é dito o que fazer.

Os dois setores, observa Temin, têm sistemas financeiros, moradia e oportunidades educacionais completamente diferentes. Situações muito diferentes ocorrem quando eles adoecem ou interagem com as leis. Eles se movimentam de maneira independente um do outro. Existe apenas um caminho para cidadãos do país de baixa renda entrarem no país abastado, e esse caminho está repleto de obstáculos. A maioria não tem saída.

A economia mais rica do mundo, afirma Temin, está adquirindo uma estrutura política e econômica mais próxima de um país em desenvolvimento. Entramos em uma fase de regressão e uma das maneiras mais fáceis de observar isso está em nossa infraestrutura: nossas estradas e pontes se parecem mais com as da Tailândia e da Venezuela do que as da Holanda e do Japão. Mas a situação é muito mais profunda. É por isso que Temin usa um modelo econômico famoso criado para entender os países em desenvolvimento para descrever o quanto a desigualdade avançou nos Estados Unidos. O modelo é do economista W. Arthur Lewis, a única pessoa descendente de africanos a ganhar um prêmio Nobel em economia. Pela primeira vez, o modelo foi aplicado com precisão sistemática aos EUA.

O resultado é profundamente perturbador.

No modelo de dupla economia de Lewis, a maior parte do setor de baixa renda tem pouca influência nas políticas públicas. Confere. O setor abastado manterá baixa a renda do outro setor para que ele lhe forneça mão de obra barata para os negócios. Confere. O controle social é usado para evitar que o setor de baixa renda desafie as políticas que favorecem o setor abastado. Confere. Encarceramento em massa – confere. O objetivo principal dos integrantes ricos do setor abastado é diminuir impostos. Confere. Baixa mobilidade social e econômica. Confere.

Nos países em desenvolvimento estudados por Lewis, as pessoas tentam passar de um setor a outro migrando das áreas rurais para as cidades à procura de emprego. Algumas vezes, funciona. Mas, frequentemente, não. Temin afirma que hoje, nos EUA, a saída é a educação, o que é difícil por duas razões: é preciso gastar dinheiro por um período muito longo, e o setor FTE está tornando esses gastos cada vez mais intensos ao encolher o orçamento das escolas públicas e implementar políticas que aumentam os débitos estudantis.

Conseguir uma boa formação, observa Temin, não diz respeito apenas ao diploma superior. Ela precisa começar na primeira infância, e você precisa de pais que possam gastar tempo e recursos durante todo o percurso. Se você tem a intenção de ir à faculdade e sua família não dispõe de recursos para lhe dar durante o curso, boa sorte. Mesmo com um diploma, você provavelmente vai se dar conta de que empregos de alta remuneração vêm de redes de contatos e de parentes. O capital social, assim como o capital econômico, é crítico, mas devido ao longo histórico de racismo dos EUA e aos obstáculos que ele criou, pessoas negras com diploma universitário conseguem empregos apenas na educação, na assistência social e no governo em vez de empregos de maior remuneração como tecnologia ou finanças – algo que a maioria das pessoas brancas não se dá conta. Mulheres também são prejudicadas por um longo histórico de machismo e os encargos, cada vez mais pesados, do cuidado e da falta de acesso aos serviços de saúde.

Como os EUA chegaram neste ponto?

[Imagem: crian%C3%A7a-pobre-eua.jpg]
Cerca de 20% das crianças vivem na pobreza nos EUA.

O que aconteceu com a classe média americana, que cresceu triunfante nos anos do pós-guerra, impulsionada pelo G. I. Bill, pelas vitórias sindicais e pelos programas que concederam aos trabalhadores e suas famílias saúde e seguridade social?

A economia dupla não aconteceu da noite para o dia, afirma Temin. A história começou apenas alguns anos após o Verão do Amor, de 1967. A partir de 1970, a produtividade dos trabalhadores começou a se dividir a partir de seus salários. O advogado corporativo e, posteriormente, juiz da Suprema Corte Lewis Powell motivou o empresariado a fazer lobby vigorosamente a favor de seus interesses. A Guerra à Pobreza do presidente Johnson foi substituída pela Guerra às Drogas de Nixon, que levou muitos membros do setor pobre, desproporcionalmente negro, à prisão. Os políticos, cada vez mais influenciados pelo setor FTE, migraram do universalismo público para o individualismo de livre mercado. À medida que a política orientada pelo dinheiro avançou (fenômeno explicado pela Investment Theory of Politics, como assinala Temin), líderes do setor FTE ficaram cada vez mais propensos a ignorar as necessidades do setor de baixa renda, ou até mesmo a atuar ativamente contra elas.

O racismo subjacente dos Estados Unidos tem um impacto distorcido contínuo. O setor de baixa renda é composto majoritariamente por brancos, com o restante de negros e latinos, mas os políticos aprenderam a falar como se o setor pobre fosse majoritariamente negro, pois isso lhes permitiu apelar ao preconceito racial, o que é útil para manter a estrutura da economia dupla – e prejudicar todos do setor pobre. Temin observa que “o desejo de preservar o status inferior dos negros motivou políticas contra os membros de todo o setor de baixa renda”.

Temin ressalta que a corrida presidencial de 2016 revelou e ampliou a fúria do setor pobre com esse desequilíbrio crescente. Brancos de baixa renda, invisíveis para as políticas públicas até recentemente, abandonaram o desespero silencioso para serem ouvidos. Infelizmente, as tendências atuais não apenas continuam, como também agravam seus problemas, aprofundando a economia dupla.

Como os EUA poderiam reverter esse processo?

[Imagem: 5138c7263d0e647d658d649e89237c32--marrie...toilet.jpg]

Estamos cavando nossa própria cova há mais de quarenta anos, mas Temin afirma que sabemos como parar de cavar. Se gastássemos mais tempo em atividades domésticas do que militares, a classe média não desapareceria tão rapidamente. Os efeitos da globalização e das mudanças tecnológicas poderiam ser modificados por ações políticas. Poderíamos restaurar e expandir a educação, deslocando recursos de políticas como encarceramento em massa para a melhoria do capital social e humano dos estadunidenses. Poderíamos melhorar a infraestrutura, perdoar a dívida hipotecária e educacional no setor de baixa renda, rejeitar a ideia de que a iniciativa privada deve substituir governos democráticos no direcionamento da sociedade e nos concentrar em abraçar um povo integrado. Poderíamos taxar não apenas os rendimentos dos ricos, como também seus ganhos de capital.

O custo de não fazer isso, alerta Temin, é incalculavelmente alto, e até mesmo os ricos acabarão sofrendo as consequências:

“Repare o filme Estrelas Além do Tempo: ele conta uma história muito dramática sobre três afro-americanas condenadas a uma vida de baixa remuneração dando aulas em escolas para negros, e seus destinos foram alterados quando foram convidadas pela NASA para contribuir com a exploração o espaço. Hoje, estamos perdendo a capacidade de encontrar pessoas daquela forma. Temos uma estrutura que predetermina vencedores e perdedores. Não estamos colhendo os benefícios de todas as pessoas que poderiam contribuir para o crescimento da economia, para avanços medicinais e científicos que poderiam melhorar a qualidade de vida de todos – incluindo alguns dos ricos ”

Ao lado de Thomas Picketty, cujo O Capital no Século XXI examina a desigualdade histórica e a moderna, o livro de Temin fornece uma enorme bandeira vermelha, ilustrando a trajetória que continuará a se agravar à medida que se permita que os vinte por cento integrantes do setor FTE operem um país dentro das fronteiras dos Estados Unidos somente em nome de seus interesses, em detrimento da maioria. Sem uma classe média robusta, os Estados Unidos não apenas regridem ao status de país em desenvolvimento, como também ficam cada vez mais vulneráveis a uma séria turbulência social que não se vê há várias gerações.

Uma economia dupla separou os EUA da ideia do que a maioria de nós pensava que o país deveria ser.

======

Fonte :
- https://voyager1.net/mundo/eua-regridem-...olvimento/
- Institute for New Economic Thinking
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 9 usuários diz(em) obrigado a ked pelo seu post:
cold (12-09-2017), djaga (27-09-2017), Gapre (10-09-2017), gonçalo ribas (10-09-2017), marcosarierom (11-09-2017), Neo1 (13-09-2017), rmuller (11-09-2017), Sanderson S. Pierre (10-09-2017), vLP (10-09-2017)
Manteiga Ghee pelo menor preço é na loja Tudo Saudável
10-09-2017, 01:22 AM (Resposta editada pela última vez em: 10-09-2017 01:24 AM por Sanderson S. Pierre.)
Resposta: #2
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Esse tipo de tópico merece atenção e tem que ser abordado aqui,parabéns ao autor.
É visível que os EUA nunca mais foi o mesmo depois da crise econômica de 2008,e as coisas se agravaram mais com o governo Obama que foi um governo fraco do ponto de vista econômico e em contra partida durante todo essa jornada de desintegração econômica dos EUA um dos seus maiores rivais e concorrente econômico direto a China vem crescendo de forma assustadora e em breve tomara o posto dos EUA de "economia chefe do mundo".
Estamos presenciando os últimos dias do sonho americano e do Império Americano,os EUA na Síria e no Iraque perdeu sua influência para Rússia e o Irã,na área da economia vem perdendo espaço de forma assustadora para China,no campo bélico teme países como a Coréia do Norte,na Europa tanto Inglaterra,como Alemanha e França que sempre foram seguidores das políticas dos EUA,hoje seguem suas próprias cartilhas colocando as do EUA em segundo plano,ou seja se vocês repararem em todos os campos do mundo os EUA perdeu ou vem perdendo autonomia de forma gradativa,isso é um sinal claro do começo do fim de um império.
Tudo na vida é fase,tudo passa,o Império Romano caiu,o Terceiro Reich caiu,os egípcios caíram,a Babilônia caiu,a URSS caiu,agora os EUA irão cair,a queda começou em 2008 e vem se acelerando ano após ano,e agora esses eventos climáticos vieram para selar o fim do império deles igual a Segunda Guerra Mundial selou o fim do comando britânico no mundo,podem anotar os EUA depois desses eventos climáticos nunca mais será o mesmo.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Sanderson S. Pierre pelo seu post:
Gapre (10-09-2017), gonçalo ribas (10-09-2017), IqueSouza (11-09-2017), marcosarierom (11-09-2017), Neo1 (13-09-2017), rmuller (11-09-2017)
10-09-2017, 01:56 AM
Resposta: #3
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Ótimo tópico.
Obrigado ao idealizador por compartilhar.
Sabemos que os estados unidos ja nao são mais os mesmos.
Mas qual é o problema e que deve ser feito para corrigir?
Virar uma china? ainda não compreendo até que ponto isto é bom para a nação.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a pablo_hp pelo seu post:
Doc S (11-09-2017), marcosarierom (11-09-2017)
10-09-2017, 01:21 PM
Resposta: #4
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Vale lembrar que mesmo Trump tem sido um problema para os EUA.
Trump mina a influência dos Estados Unidos:

https://www.cartacapital.com.br/revista/...dos-unidos
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a Sanderson S. Pierre pelo seu post:
Gapre (10-09-2017), marcosarierom (11-09-2017)
Aromaterapia você encontra pelo menor preço na Tudo Saudável
10-09-2017, 02:16 PM
Resposta: #5
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
A classe baixa americana é mais rica do que a classe média brasileira apesar da crise econômica.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Nikoloz pelo seu post:
DeOlhOnafigueira (11-09-2017), Doc S (11-09-2017), Gapre (10-09-2017), marcosarierom (11-09-2017)
10-09-2017, 05:02 PM
Resposta: #6
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
(10-09-2017 12:56 AM)ked Escreveu:  Cerca de 20% das crianças vivem na pobreza nos EUA.

Faltaram vcs explicarem qual é a linha de pobreza nos EUA...

Um dólar por dia, aliás, era o indicador do Banco Mundial para sua linha de pobreza global – o indicador de pobreza absoluta mais usado no mundo – até 2008, quando a instituição resolveu adotar o valor de US$ 1,25. Em outros termos: atualmente é considerado abaixo da linha da pobreza alguém que trabalhe seis dias por semana, por 52 semanas, recebendo até US$ 390 ao final do ano. Em 2008, o governo americano divulgou que 39,1 milhões de americanos viviam abaixo da linha de pobreza. Bastante, não? Mas há porém: ganhando, em média, US$ 10.400 anuais. Um número 26 vezes maior que a medida do Banco Mundial, um verdadeiro abismo que vira um asterisco na propagação da desinformação. Os americanos considerados mais pobres estão anos-luz da maior parte dos habitantes mais pobres do mundo em desenvolvimento e dos americanos mais ricos de apenas algumas décadas atrás.

O cidadão americano médio é 7 vezes mais rico que o mexicano médio e 10 vezes mais rico que o peruano; é também cerca de 20 vezes mais rico que o morador médio da África subsaariana e quase 40 vezes mais rico que os habitantes dos países africanos mais pobres, como Etiópia, Mali e Serra Leoa. Dos norte americanos oficialmente considerados “pobres”, 99% têm eletricidade, água corrente, descarga e uma geladeira; 95% têm uma televisão; 92% têm forno-microondas, 88% têm um telefone; 71% têm ao menos um carro, 70% têm ar condicionado, mais de 60% têm TV a cabo e 42% moram em residências próprias. Repito: dos considerados mais pobres. A maioria esmagadora dos habitantes mais pobres do mundo em desenvolvimento não possuem esse conforto.

E não apenas os mais pobres do mundo em desenvolvimento. Atente para o gráfico abaixo.

[Imagem: renda-eua.jpg]


Nele, a população de cada país está dividida em 20 grupos de renda de tamanho igual, classificados por sua renda familiar per capita. Os números de rendimento familiar estão todos convertidos em dólares internacionais ajustados pelo poder de paridade de compra, uma vez que o custo dos produtos varia de país para país – o gráfico se ajusta para o custo de vida dos diferentes países. A constatação é acachapante: os 5% mais pobres dos Estados Unidos, aqueles que compõe o último extrato da pirâmide, a base com menor poder aquisitivo, têm uma renda maior que 68% da população mundial. Sessenta e oito por cento. Quase sete em cada dez pessoas no mundo são mais pobres que os mais pobres dos Estados Unidos.

Resumindo, é muito mais vantagem ser pobre nos EUA do que ter uma vida classe média em 2/3 do planeta. O resto é conto da carochinha, acredita quem quiser.

A quem interessa o fim da Igreja Católica??? Religião Mundial e o super estado sinárquico
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 8 usuários diz(em) obrigado a Campanário pelo seu post:
avalon (10-09-2017), DeOlhOnafigueira (11-09-2017), djaga (27-09-2017), Doc S (11-09-2017), Gapre (10-09-2017), marcosarierom (11-09-2017), Minerim (11-09-2017), vLP (10-09-2017)
10-09-2017, 06:34 PM
Resposta: #7
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Não gosto nem um pouquinho do imperialismo estadosunidense e até concordo que os ianques vem gradativamente perdendo um pouco do status de nação suprema e dona do mundo que tinham até há alguns anos atrás, mas não concordo nem um pouco que tenha tanta gente assim no subdesenvolvimento por lá e concordo com o Campanário e o Nikoloz quanto ao fato de que os mais pobres americanos são mais ricos que a maior parte do planeta, infelizmente.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Gapre pelo seu post:
Campanário (11-09-2017), DeOlhOnafigueira (11-09-2017), marcosarierom (11-09-2017)
Compre Alimentos Orgânicos na Tudo Saudável Produtos Naturais
10-09-2017, 10:07 PM (Resposta editada pela última vez em: 10-09-2017 10:11 PM por ked.)
Resposta: #8
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Citar:Faltaram vcs explicarem qual é a linha de pobreza nos EUA...

Um dólar por dia, aliás, era o indicador do Banco Mundial para sua linha de pobreza global – o indicador de pobreza absoluta mais usado no mundo – até 2008, quando a instituição resolveu adotar o valor de US$ 1,25. Em outros termos: atualmente é considerado abaixo da linha da pobreza alguém que trabalhe seis dias por semana, por 52 semanas, recebendo até US$ 390 ao final do ano. Em 2008, o governo americano divulgou que 39,1 milhões de americanos viviam abaixo da linha de pobreza. Bastante, não? Mas há porém: ganhando, em média, ....

Isso é mito que já caiu a muito tempo pois quando você coloca uma linha de pobreza alta, isto é feito para mascarar a real pobreza da população x o custo de vida no local. Se você colocar um limite para pobreza alta no brasil, tipo quem ganha menos de 50 mil reais por ano é pobre, ai vai aparecer milhões de pobres mas você contra ataca dizendo "mas é porque o limite de pobreza é alto". Na verdade, a pessoa fica sem saber quem ganha 1 real por ano ou quem ganha 50 mil reais por ano, todos são jogados no mesmo bolo para confundir a análise matemática e é exatamente isso que eles fazem nos EUA jogando tudo quanto é índice mínimo lá para cima para confundir a pessoa então você realmente não sabe provar quem é mendigo, quem ganha 1000 dólares por mês(que é pobre) ou quem ganha mais, o objetivo é justamente confundir.

Outro fator fundamental é algo chamado custo de vida, que existe um monte de manipulação em cima destes índices. Nos EUA, o custo de vida é altíssimo em comparação com outras partes do mundo como o próprio Brasil, existe um monte de blogueiro pago colocado para formar sua opinião do contrário mas a realidade é essa. Dizem que no Rio o custo de vida é alto porém existe uma variação de preços muito grande na cidade, que pode variar até 5x no preço de uma mesma coisa. Você encontra num mercado um biscoito por 1.50 e o mesmo biscoito numa área mais nobre da cidade aparece por 4.50 , alguém te cobra 2 reais por um copo de suco mas em Copacabana o mesmo copo do mesmo suco sai até por 20 reais.

Em Nova york , o aluguel de um quarto pequeno vai de 1000-2000 dólares, algo em torno de 3500 a 6000 reais, aluguel de um quarto.... Já o aluguel de uma casa para família em nova york da pra comprar o próprio Brasil. No Rio mesmo, se encontra aluguel de um quarto por 500 reais ou até menos dependendo da região da cidade. Desta forma, o americano tem mais dinheiro que o brasileiro porém ele precisa de bastante dinheiro por mês para sobreviver e não podemos nos esquecer que nos EUA não existe nada público : não existe faculdade pública, não existe restaurante popular público, não existe hospital público, não existe pensão para militar que volta da guerra(que geralmente vira mendigo), não existe nenhum tipo de bolsa pública, não existe estabilidade para funcionários públicos que são demitidos a qualquer momento e em vários estados americanos se você deixar de pagar qualquer tipo de dívida ou para alguém privado ou para o governo você vai preso na hora, se você deixar de pagar uma simples multa de transito ou a mensalidade da hipoteca você vai para a cadeia.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a ked pelo seu post:
marcosarierom (11-09-2017), tarcardoso (13-09-2017)
11-09-2017, 12:21 PM
Resposta: #9
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Desculpe @ked mas vc precisa provar o que vc fala, principalmente quando qualquer pesquisa na internet desmente tudo o que vc afirma.

O custo de vida ao contrário do que vc afirma é mais baixo que aqui no Brasil... esse valor de aluguel a que vc se refere em Nova York é em Manhattan, seria como vc quisesse morar no Leblon aqui no Rio de Janeiro ( e vc iria pagar mais do que isso aqui)

Citar:No Rio mesmo, se encontra aluguel de um quarto por 500 reais ou até menos dependendo da região da cidade.

Não sei se vc mora no Rio... eu moro e nem na favela vc consegue moradia de um quarto a esse preço.

Citar:Dizem que no Rio o custo de vida é alto porém existe uma variação de preços muito grande na cidade, que pode variar até 5x no preço de uma mesma coisa. Você encontra num mercado um biscoito por 1.50 e o mesmo biscoito numa área mais nobre da cidade aparece por 4.50 , alguém te cobra 2 reais por um copo de suco mas em Copacabana o mesmo copo do mesmo suco sai até por 20 reais.

E esse biscoito nos EUA custaria 0,50... Absolutamente TUDO nos EUA é mais barato do que aqui.
Para não me alongar muito, o preço que vc paga num litro de gasolina no Rio vc compra um galão de 3,6 litros nos EUA e ainda sobra troco.

O que eu percebo é um grande sentimento antiamericano numa boa parte do fórum, que deturpa a percepção da realidade por parte dessas pessoas... Como afirmou o @Gapre eu tenho muitas restrições à política externa dos EUA e como eles dialogam com os outros países, e como eles criam guerras e são imperialistas.

Todavia isso não pode interferir na minha percepção de como funcionam as coisas... Eu estaria bem melhor sendo assalariado nos EUA do que vivendo minha vida classe média no Rio, saindo pra trabalhar sem saber se volto.

A quem interessa o fim da Igreja Católica??? Religião Mundial e o super estado sinárquico
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a Campanário pelo seu post:
Aragorn (12-09-2017), DeOlhOnafigueira (11-09-2017), Doc S (11-09-2017), Minerim (11-09-2017), O Atalaia (11-09-2017)
11-09-2017, 03:23 PM
Resposta: #10
RE: EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Uma vez imaginei o que seria dos EUA(e outros países "desenvolvidos") se o sul do planeta sumisse como em um filme de ficcao ou um suposto arrebatamento como na religião....

Esses ditos "desenvolvidos" se tornariam uma africa da noite para O DIA.

Tive a felicidade e infelicidade de visitar a terra do tio sam, e por varias vezes. É muito interessante vc entra em uma loja desde hardware, roupas, supérfluos e vc não acha nada feito nos eua, roupa então parece deboche, pois na etiqueta vem; desenvolvido nos EUA feito em Honduras(bullshit).

Em uma loja, a dólar tree... Tem pão fatiado 500gr por 1 dólar(tudo é um dólar), doces de 400gr de qualidade, com pote de vidro, conservas e etc... tudo 1 dólar e tudo made in china, egito, mexico....

Assim é fácil, quero ver eles manterem esse patamar desenvolvendo e fabricando lá mesmo, e sem uso de cheater de Money infinutum... Entre outras falcatruas que todos aqui estão carecas de saber...

Enfim, o post trata da pobreza e isso foi algo que tb me chamou a atenção, pois uma vez(que foi a primeira vez que pisei lá) no centro de Miami, saí do metro, cheguei na rua e, WTF, MENDIGOS PRA TODOS OS LADOS, parecia o walkindead... Confesso que fiquei confuso, pois jamais imaginei tal situação... No geral, vi muita miséria... Orlando idem... Fizeram os parques, umas ruas com hotéis para os turistas e vc se afasta um pouco e bam, WTF... Falaram em NY? Central Park e arredores, tudo lindo, 5av, tudo lindo... Perto das tores gêmeas tudo lindo... Aí vc entra em uma estação de metro da 8av com 35, parece filme de terror, e vc sai perto do Impire State e, cheio de gente sem rumo e mendigos.

Percebi que lá tudo é disfarçado, principalmente os Brazucas que não tem um tostão no bolso, vivem trancados em suas casas, e adoram postar fotos dos seus "carrões" no FB, mas estão sozinhos e com bolso furado, e claro na maioria dos casos sem documentos(ilegais). Não conseguem se misturar com os Nativos...

EUA; se vc não tiver plano de saúde e carro com seguro, é o mesmo que ser favelado no Brasil pensando que ta tudo bem e é feliz, mas na verdade em ambos os casos, estão mesmo é FU......s
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Poseidon pelo seu post:
tarcardoso (13-09-2017)
Sua pele mais bonita com colágeno hidrolisado
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
Exclamation O que os Banqueiros não querem que a população descubra sobre o DINHEIRO! Sann 2 3,452 27-03-2013 12:36 AM
Última Resposta: Redfoca
  NYT diz que Espanha tranca o lixo por conta da fome da população GU4RD1ÃO 3 2,412 11-10-2012 11:16 AM
Última Resposta: Sann

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 128 usuários online.
» 2 Membros | 126 Visitantes
Bogoton, pequeno gafanhoto

Estatísticas do Fórum
» Membros: 20,086
» Último Membro: filipedeandrade
» Tópicos do Fórum: 24,588
» Respostas do Fórum: 263,566

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Como detectar MAVs e bloquear
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
Hoje 07:01 PM
» Respostas: 16
» Visualizações: 1611
Canal "Ciência de Verdade" Anti Globalista, Perseguido
Última Resposta Por: Angelick
Hoje 05:20 PM
» Respostas: 38
» Visualizações: 2022
Barrações e constrangimento não impedem o aumento migratório de brasil.p/ Portugal.
Última Resposta Por: Nelson Ferreira
Hoje 02:53 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 115
O Último Dia De Gandhi - Outro Pedófilo?
Última Resposta Por: Infinite
Hoje 02:32 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 6782
Restauração da Pátria. Um trabalho de grande exaustão e profissionalismo ao extremo.
Última Resposta Por: tarcardoso
Hoje 02:06 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 655
Brasil: onde a vida humana é desprezada, odiada, perseguida e discriminada.
Última Resposta Por: Guigo Xavier
Hoje 12:52 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 838
Asgardia: Proposta de Nação Espacial
Última Resposta Por: Nikoloz
Hoje 11:46 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 172
Lobos em Peles de Cordeiro: como o Público foi Enganado no Socialismo
Última Resposta Por: Bogoton
Hoje 11:04 AM
» Respostas: 21
» Visualizações: 6187
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Nelson Ferreira
Hoje 09:18 AM
» Respostas: 611
» Visualizações: 137861
Cientistas descobrem espaço vazio escondido na Grande Pirâmide de Gizé
Última Resposta Por: Infinite
Ontem 11:48 PM
» Respostas: 18
» Visualizações: 1788
O Estado não necessita do imposto. Ele é viciado em arrecadar.
Última Resposta Por: pablo_hp
Ontem 06:23 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 556
Onde foi parar a sua testosterona?
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 01:23 PM
» Respostas: 52
» Visualizações: 8979
Maduro nomeia chefe de narcotráfico como negociador da dívida externa do país.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Ontem 01:22 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 166
Caixões da FEMA: Estocados para a Eliminação de Corpos Durante uma Pandemia?
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
Ontem 12:25 PM
» Respostas: 24
» Visualizações: 14732
Terra Chata? Uma Nova Teoria sobre o Polo Sul
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 12:03 PM
» Respostas: 402
» Visualizações: 69281
Sobrevivencialismo: Conceito e Principais Postulados
Última Resposta Por: Nikoloz
Ontem 10:59 AM
» Respostas: 16
» Visualizações: 9600
IA o Exterminador do futuro?!
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Ontem 12:01 AM
» Respostas: 26
» Visualizações: 5608
Canal da Nicarágua: força aérea russa faz patrulhamento constante.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
18-11-2017 06:55 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 168
O que está por trás das mentiras de Guga Chacra e da imprensa em geral
Última Resposta Por: Beobachter
18-11-2017 04:04 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 729
Travesti Talita Oliveira denuncia movimento LGBT e gays extremistas
Última Resposta Por: Nelson Ferreira
18-11-2017 02:49 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 5131
Brasil Paralelo
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-11-2017 12:19 PM
» Respostas: 12
» Visualizações: 4755
SIONISMO: A verdadeira face do mal
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-11-2017 11:00 AM
» Respostas: 42
» Visualizações: 17015
Forças Armadas: se e é pra fazer, que faça completo e não pela metade
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-11-2017 09:31 AM
» Respostas: 21
» Visualizações: 1674
Áudio Divulgado pelo GAR Retratando Intervenção Militar da Esquerda no Brasil
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-11-2017 09:31 AM
» Respostas: 69
» Visualizações: 74114
O ATAQUE TOTAL:Maçonaria,Jesuitas,Rothschilds,GCA,PGM,SGM.(Mega-Post)
Última Resposta Por: OfimDoComeço
17-11-2017 10:30 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 1008
Turquia plantou com o Estado Islâmico, agora colhe o resultado.
Última Resposta Por: Nelson Ferreira
17-11-2017 07:32 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 174
Submarino argentino com 44 tripulantes desapareceu nas águas do Estreito de Magalhães
Última Resposta Por: NoNOM
17-11-2017 06:03 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 271
Jornalista Judeu Sionista da Globo(William Waack) é flagrado em vídeo racista
Última Resposta Por: NoNOM
17-11-2017 06:01 PM
» Respostas: 21
» Visualizações: 2882
Indústria da morte no Brasil: 7 bilhões anuais de faturamento.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
17-11-2017 03:40 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 224
STF: " Duas Constituições não dá. Façam as leis e seremos implacáveis."
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
17-11-2017 11:54 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 254

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial