Sabonetes naturais pelo menor preço é na Tudo Saudável



Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
George Soros, um nazista a serviço da morte
12-11-2018, 08:02 AM (Resposta editada pela última vez em: 12-11-2018 08:04 AM por tarcardoso.)
Resposta: #11
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
(10-11-2018 01:14 AM)??? Escreveu:  ...
A causa essencial da instabilidade da nossa moeda pode ser encontrada nos nossos campos de concentração. A moeda permanece estável quando os especuladores são mantidos trancados. - Adolf Hitler
...

Muito bom trazer informações para sanar, ou ajudar a mitigar essa imensa superstição que cerca os assuntos anti-NOM.

No texto que nos trouxe fica claro a incompatibilidade entre Soros e o Nazismo bem como a visão peculiar que não encaixa o Nazismo nem no Capitalismo nem no Comunismo.

Muito bom os novos participantes virem com fôlego trazendo informações na raiz das questões sem serem propaganda que tomou conta nesses últimos anos de Fórum.

Ou ainda não ficou claro que não é o poste que urina no cachorro.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a tarcardoso pelo seu post:
Rox Extreme (13-11-2018), WithoutDoctrine (12-11-2018)
Onde Comprar  Cloreto de Magnésio PA
12-11-2018, 11:07 PM
Resposta: #12
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
Fundação Soros deixa a Hungria em meio a hostilidade política

Translate by Google

BUDAPESTE (Reuters)[/i] – A fundação Open Society de George Soros irá fechar seu escritório em Budapeste e mudar suas operações na Europa oriental para Berlim, informou o jornal Austríaco “Die Presse” nessa quinta-feira.

[Imagem: dymlov68lvf3eq60g.png]

O Primeiro Ministro Húngaro Viktor Orban culpou Soros, um financista americano nascido na Hungria, por uma série de males e moveu a repressão de ONGs por meio de legislação, as chamadas de leis “Stop Soros”, que atraíram críticas internacionais.

O site de notícias húngaro “444.hu” disse que o escritório da Fundação Open Society irá fechar até dia 31 de agosto e se mudar, primeiro para Viena, e então para Berlim.

[Imagem: dymlrii0efj05xnn4.png]

A Reuters não conseguiu se comunicar com a Fundação Open Society, tanto em Budapeste quanto em Nova York.

Orban, um autoproclamado defensor do que ele chama de “democracia não-liberal”, a muito tempo está em desacordo com a rede de ONGs de Soros que promove valores esquerdistas ao redor do mundo.

O premier húngaro travou durante anos uma campanha contra a migração para a Europa, uma das questões principais na sua campanha de reeleição, o que resultou em uma terceira vitória esmagadora neste mês.

[Imagem: dymlscl1p6oibsxdc.png]

O partido de Orban Fidesz disse que iria cumprir as promessas de campanha de reprimir ONGs que fomentam direitos para migrantes. A Organização para Segurança e Cooperação na Europa disse que a eleição foi caracterizada por mensagens xenofóbicas e intimidadoras.

A legislação enviada para o parlamento antes da eleição iria impor uma taxa de 25% sobre doações estrangeiras para ONGs que o Governo diz que financiam a imigração.

Sua atividade teria que ser aprovada pelo ministro do Interior, que poderia negar permissão se visse um risco à segurança nacional.

A fundação Open Society não pôde ser encontrada de imediato para dar maiores explicações. Porta-vozes do governo húngaro não responderam imediatamente aos pedidos de esclarecimentos por e-mail.

A Universidade Central Européia, fundada por Soros, também disse que está abrindo um campus em Viena em um futuro próximo. Ela disse que continua comprometida com o campus de Budapeste, mesmo com a pressão do governo para expulsá-la da Hungria.


FONTE: https://www.reuters.com/article/us-soros...SKBN1HQ2SJ
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Bruna T pelo seu post:
rmuller (13-11-2018)
13-11-2018, 01:21 AM
Resposta: #13
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
(12-11-2018 08:02 AM)tarcardoso Escreveu:  
(10-11-2018 01:14 AM)??? Escreveu:  ...
A causa essencial da instabilidade da nossa moeda pode ser encontrada nos nossos campos de concentração. A moeda permanece estável quando os especuladores são mantidos trancados. - Adolf Hitler
...

Muito bom trazer informações para sanar, ou ajudar a mitigar essa imensa superstição que cerca os assuntos anti-NOM.

No texto que nos trouxe fica claro a incompatibilidade entre Soros e o Nazismo bem como a visão peculiar que não encaixa o Nazismo nem no Capitalismo nem no Comunismo.

Muito bom os novos participantes virem com fôlego trazendo informações na raiz das questões sem serem propaganda que tomou conta nesses últimos anos de Fórum.

Ou ainda não ficou claro que não é o poste que urina no cachorro.

Hitler ele próprio uma vez fez uma impressionante comparação dos sistemas social-político-econômico dos Estados Unidos, União Soviética e Alemanha. Durante um discurso no final de 1941 ele disse: [42]

“Nós agora viemos a conhecer dois [social-político] extremos. Um é aquele dos estados capitalistas, que usam mentiras, fraude e embuste para negar a seus povos os direitos vitais mais básicos, e que estão inteiramente preocupados com seus próprios interesses financeiros, pelos quais eles estão prontos para sacrificar milhões de pessoas. De outro lado nós temos visto o extremo comunista [na União Soviética]: um estado que trouxe miséria indescritível para milhões e milhões, e que, seguindo sua doutrina, sacrifica a alegria de outros. Disto [conscientização], em meu ver, há para todos nós somente uma obrigação, nominalmente, de empenharmo-nos mais do que nunca em direção a nosso ideal nacional e socialista… Neste estado [alemão] o princípio prevalecente não é, como na Rússia Soviética, o princípio da tal chamada igualdade, mas ao contrário, somente o princípio de justiça.”

Este é o problema, estudar um tema e saber compreender. No site de origem deste texto o conteúdo deixa bem claro que nos anos 30 (grande depressão) os EUA só conseguiram se manter de pé devido a industria bélica levar o país nas costas e fornecendo empregos para a larga produção de armas.. Enquanto isso, a economia Alemã florescia do Caos e inclusive empréstimos eram feitos a empresários judeus!!! Mas, a todo tempo é mais fácil dizer que o nazismo é isso ou aquilo, Hitler matou e etc...

Eu não sou Nazista, nem simpatizante de nenhum sistema ou modelo. Mas pelo que leio e estudo existe muito mais por "debaixo" dos panos do que a história explica.

Fonte: http://inacreditavel.com.br/wp/como-hitl...esemprego/

"Et in aliis quaeris mutatio."

Rox Extreme.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a Rox Extreme pelo seu post:
tarcardoso (13-11-2018), WithoutDoctrine (13-11-2018)
13-11-2018, 08:30 AM
Resposta: #14
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
George Soros e a Desordem Mundial

[Imagem: dymm1yvwimaikayuo.png]

Nascido na Hungria, o multi-bilionário George Soros criou uma imensa rede de organizações e grupos de esquerda com intuito de transformar o mundo. A lista de organizações que ele financia se estende por mais de duas páginas com espaçamento simples. Elas são atuantes nos Estados Unidos, Europa, Oriente Médio e África. Organizações apoiadas por Soros incluem Black Lives Matter (vidas negras são importantes), MoveOn.org (SigaEmFrente.org), The Center for American Progress (O Centro para o Progresso Americano), America Coming Together (América se unindo), The Pro-Marijuana Drug Policy Aliance (A Aliança da Política de Drogas Pro-Maconha), Zimbabwe`s Movevent for Democratic Change (O Movimento do Zimbabwe por mudança democrática), The Georgian Open Society Foundation (A Fundação Georgiana de Sociedade Aberta), diversas organizações de fronteiras abertas para imigração na Europa e múltiplos grupos incitando boicotes, desvinculação e sanções contra Israel pelo seu tratamento de Palestinos.

O seu envolvimento na política americana vai do topo até a base. Ele é o maior doador da campanha de Hillary Clinton. Ele está agora descendo para o nível local ao apoiar campanhas para o Ministério Público com o intuito de alcançar o seu objetivo de descriminalizar drogas e desmontar o “estado de encarceramento”, que desproporcionalmente prende minorias. No total, ele apoia mais de 500 organizações ao redor do mundo e doou nas últimas duas décadas uma estimativa de 11 bilhões de dolares para causas progressistas e alguns grupos de caridade.

O seu valor líquido, estimado em 14 bilhões de dolares, lhe permite agir baseado em suas convicções. Ele é uma das pessoas mais ricas do mundo. Enquanto a esquerda se obceca pelo envolvimento dos irmãos Koch em política e o financiamento de alguns centros de livre mercado em universidades e faculdades americanas, a esquerda democrata deveria focar na grande quantidade de dinheiro que a rede Soros usa para distorcer e manipular a política nos Estados Unidos e ao redor do mundo. A sua visão é de um mundo sem fronteiras nacionais, que é altamente regulado por organizações internacionais.

O Complexo de Messias

O mundo ideal de Soros é libertário, preocupado com uso de drogas, aborto e suicídio assistido; no entanto, o governo é centralizado para prover extensivos programas sociais e regulamentação econômica. O mundo dele é secular, onde religião, principalmente o Cristianismo, possui um papel insignificante na sociedade. Sua visão começou a tomar forma quando ele era jovem. A medida em que a sua fortuna cresceu, ele passou a ficar muito envolvido com política[1]. Ele possui um senso messiânico de sua incumbência de transformar o mundo.

Ele contou a um entrevistador do The Independent em 1991 que apesar de ser um ateu, “Eu admito que sempre abriguei uma visão exagerada de auto-importância – de maneira direta, eu me imaginava como um tipo de deus ou um reformista econômico como Keynes ou, melhor ainda, um cientista como Einstein.”[2] Ele acrescentou que às vezes ele se imagina como “um tipo de deus, criador de tudo.” Ele expandiu esse tema em seu livro de 1991, Underwriting Democracy (Subescrevendo a Democracia), no qual ele confessa “Verdade seja dita, eu carreguei algumas fantasias messiânicas bem potentes desde a infância.”Ele se comparou ao Deus do Antigo Testamento.

Além dos Sonhos

Soros nasceu em uma família de judeus não-praticantes em Budapeste, Hungria, em agosto de 1931. Quando os nazistas ocuparam a cidade em 1944, seu pai pagou um funcionário do governo para dizer que George Soros era seu afilhado. O menino adolescente se mudou para a casa do funcionário e o acompanhou na entrega de avisos de deportação para judeus húngaros. Mais tarde, numa entrevista da CBS, Soros negou sentir qualquer culpa por seu papel: “Eu era apenas um espectador… Eu não tinha nenhuma função em retirar aquela propriedade. Portanto, eu não tinha nenhum sentimento de culpa.”[3]

Em 1947, a família Soros se realocou na Inglaterra, onde George frequentou a London School of Economics (Escola de Economia de Londres). Ele caiu nos encantos do filósofo nascido em Veneza, Karl Popper, que se transformou em seu mentor espiritual. Popper era mais conhecido por seu livro de 1945 The Open Society and Its Enemies (A sociedade aberta e seus inimigos), que desenhou um link filosófico direto entre Platão e Comunismo e Fascismo. Popper desenvolveu sua visão filosófica enquanto frequentava os mesmos círculos vienenses que F.A. Hayek e Ludwig Von Mises, grandes exponentes do livre mercado, e economia de mínimo-governo. Uma das ironias da história intelectual é que Soros incorporou o termo de Popper, Sociedade Aberta, (originalmente derivado do filósofo católico francês, Henri Bergson) no nome de uma rede filantrópica, a Open Society Foundations (Fundação Sociedade Aberta), que promove pautas de esquerda.

Após se formar na London School of Economics (Escola de Londres de Economia) em 1952, Soros acabou se juntando à firma londrina de corretagem Sinter e Friedlander, onde ele virou um trader em segurança internacional. Ele se mudou para Nova York quatro anos depois, para trabalhar em Wall Street. Ele morava na área de Greenwich Village em Manhattan, o centro da contra-cultura dos anos 60. Ele se tornou um grande amigo do poeta de contra-cultura Allen Ginsberg, o qual Soros diz ser responsável por abrir seus olhos para os méritos da legalização de drogas. Em 1969, Soros fundou uma parceria privada chamada Soros Fund (Fundo Soros), depois renomeada Quantum Fund (Fundo Quantum), que em 1985 valia mais de um bilhão de dólares.

Em 1992, Soros marcou seu maior ponto ao desvalorizar a libra britânica. No dia 16 de setembro de 1992, o Soros Fund vendeu mais de U$10 bilhoes em libras, forçando o mecanismo de cotação europeu a desvalorizar a libra. Soros foi chamado de “o homem que quebrou o Bank of England (Banco da Inglaterra). O seu papel em derrubar a libra atraiu criticismo ao redor do mundo, até mesmo do economista de esquerda, Paul Krugman, que escreveu que se o mundo tem investidores como Soros que “realmente fazem o seu melhor para desencadear uma crise por diversão e lucros. Esses novos atores na cena ainda não tem um nome padrão; minha sugestão é ‘Soroi’!”[4]

No final dos anos 80, Soros tinha se tornado uma figura dominante no mercado de moedas e trocas. Em um negócio, envolvendo uma companhia francesa, Soros foi acusado pela autoridade francesa de regulamentação de ações por uso [indevido de] informações privilegiadas. Embora as acusações tenham sido derrubadas pelo governo francês, um promotor estabelecido em Paris reabriu as acusações e Soros foi condenado por usar informação privilegiada. A suprema corte francesa confirmou a condenação de Soros em junho de 2006, mas reduziu a penalidade para FR900.000, praticamente uns miseros trocados para o bilionário Soros.

Ativismo Político

Em 1979, Soros fundou a sua Open Society Foundation (Fundação da Sociedade Aberta). A missão dessa fundação era construir “democracias vibrantes e tolerantes”. No final dos anos 80 ele abriu filiais em Moscou e na Europa Oriental. Hoje, a Open Society de Soros é ativa em mais de 70 países ao redor do mundo. O seu foco central continua sendo modificar os Estados Unidos. Desde o início, Soros dependia dos conselhos de Aryeh Neier, que se tornou presidente de toda Soros Foundation Network (Rede Fundação Soros). Neier veio diretamente de um grupo da New Left, o Students for a Democratic Society – SDS (Estudantes por uma sociedade democrática), que ele ajudou a fundar quando era jovem. Depois da SDS, Neier foi trabalhar pelos próximos 15 anos para a American Civil Liberties Union – ACLU (Sindicato para as liberdades civis americanas), na qual ele virou diretor executivo. Como presidente da Soros Network , Neier deu 869 milhões de dólares em empréstimo para a ACLU. Na sequência de seu trabalho para a ACLU, em 1978 Neier co-fundou a Human Rights Watch (Observatório para Direitos Humanos), que mais tarde se tornou uma das maiores críticas da guerra ao terror, acusando os Estados Unidos de rotineiramente usar tortura e tratamento inumano com os jihadistas capturados no Afeganistão e Iraque. Entre 2000 e 2008, a Open Society Foundation (Fundaçao Sociedade Aberta) deu mais de 6 milhoes de dólares para a Human Rights Watch.[5]

O ativismo político de Soros cresceu após o presidente George W. Bush declarar guerra ao terror depois dos ataques de 11 de setembro. Em uma entrevista ao Washington Post (11 de Novembro de 2003), Soros declarou que derrotar Bush na reeleição havia se tornado “o foco central da minha vida” e uma “questão de vida ou morte”[6]. Ele despejou dinheiro no Center for American Progress (Centro para progresso americano) (2.5 milhões de dólares), e outros 20 milhões na MoveOn.org e American Coming Together (América se unindo), grupos partidários atuantes dedicados a derrotar Bush em 2004. Além disso, o Center for Responsive Politics (Centro de Resposta Política) estima que Soros doou mais de 23 milhões de dólares para diversos grupos com abono fiscal direcionados a derrotar Bush. Soros participou de uma turnê ao redor do país denunciando Bush.

O seu fracasso em evitar a reeleição de Bush em 2004 não impediu Soros de colocar mais dinheiro na sua campanha anti-Bush. Ele apresentou a sua crítica à guerra ao terror no seu livro The Age of Fallibility (A Era das Falhas). Mais adiante, Soros se juntou a outros doadores ao criar um novo grupo, Democracy Alliance (Aliança da Democracia), uma organização para levantar fundos cuja missão é apoiar causas “progressistas” e uma infraestrutura para o ativismo de esquerda.

A Infraestrutura de esquerda do Soros

A infraestrutura que Soros criou é atordoante em seu tamanho. A rede de grupos fundados por Soros abrange lutas por direitos das minorias, “reforma” da justiça criminal, organização comunitária, extensão do assistencialismo estatal, promover a mídia de esquerda, grupos anticristãos, fronteiras abertas, desarmamento americano unilateral, ambientalismo radical, feminismo, acesso ao aborto, governança mundial, legalização de drogas, e eutanásia e suicídio assistido.[7]

[Imagem: dymm2540hg955bf8w.png]

Os grupos de ativistas de direitos civis financiados por Soros que visam proteger os Árabes-Americanos das medidas antiterrorismo do governo incluem o Arab American Institute (Instituto Árabe Americano), que afirma que o governo está atacando Árabes-americanos, e o Bill of Rights Defense Comittee (Comitê de Defesa da Lei dos Direitos), que organizou 400 cidades para prometer que não se comprometeriam com o Patriot Act (Lei Patriótica). Um interesse nos direitos das minorias é evidenciado pelas enormes doações de Soros para o Mexican American Legal Defense (Fundo Mexicano Americano de Defesa Legal) e Educational Fund and the National Council of La Raza (Educação e para o Conselho Nacional de La Raza). Os fundos para liberalizar o sistema de justiça criminal é encontrado no Sentencing Project (Projeto sentença), dentre outros grupos apoiados por Soros. Soros financia o ativismo comunitário através do seu apoio ao Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), The Center for Community Change (O Centro por Mudanças Comunitárias), a Gamaliel Foundation, a Ruckus Society, People of the America Way, Democracy for America (Democracia para a América) e Midwest Academy (Academia do Meio-oeste), que foi fundada nos anos 70 e cresceu sob o financiamento de Soros.

A rede Soros não para por aqui. Grupos anticapitalistas e pró-políticas de proteção social expandiram suas atividades drasticamente com a ajuda de Soros. Esses grupos incluem o Center for Economic and Policy Research (Centro para pesquisa Economica e Política), the Center on Budget and Policy Priorities (Centro de Verba e Política de Prioridades), o Ella Baker Center for Human Rights (O Centro por Direitos Humanos Ella Baker), fundado pelo revolucionário comunista Van Jones e o Emma Lazarus Fund. A mobilização política em pró de causas de esquerda é promovida através de financiamento de Soros em grupos como Project Vote (Projeto Voto), Catalist (Catalista), The Progressive States Network (Rede de estados progressistas) e outros. O financiamento de Soros para a mídia de esquerda é encontrado no apoio para o jornal intelectual de esquerda The American Prospect (O Prospecto Americano), The Independent Media Institute (Instituto de Mídia Independente), The Nation Institute (Instituto da Nação), Media Matters for America (A Mídia importa para a América) e o Sundance Institute, que possui dinheiro de Soros através do Soros Documentary Fund (Fundo para Documentários de Soros) para produzir documentários sobre “justiça social” e “mudança social˜.

Financiando o Black Lives Matter

O Black Lives Matter – BLM recebeu financiamento de múltiplos grupos apoiados por Soros, incluindo pelo menos 33 milhões de dólares em um ano que apoiaram ativistas de basee da região durante os protestos de Ferguson em 2014.[8] A variedade de organizações envolvidas no Black Lives Matter em Ferguson incluíram, dentre outras, a Samuel Dewitt Proctor Conference (A Conferência Samuel Dewitt), Drug Policy Alliance (Aliança para Políticas de Drogas), Make the Road New York (Faça a Estrada Nova York) e Equal Justice USA (Justiça Igual EUA). Tropas no solo lançadas para apoiar o Black Lives Matter em Ferguson incluíram Sojourners, The Advance Project (Projeto Avance), Center for Community Change (Centro para Mudança em Comunidade) e redes da Gamaliel Foundation, todos financiados em parte por Soros. Opal Tometi, co-fundador do Black Lives Matter, dirige a Black Alliance for Just Immigration (Aliança Negra para Imigração Justa), um grupo para o qual Soros deu 100 mil dólares em 2011, de acordo com os dados fiscais mais recentes da Open Society Foundation (Fundação Sociedade Aberta). Colorlines (linhas de cor), um site de notícias online que recebeu 200 mil dólares da fundação Soros através da sua organização patrocinada Race Forward (Corra para Frente), publicou incansavelmente sobre Ferguson. Em 2015, Soros deu 5.4 milhões de dólares para os esforços de ativistas de Ferguson e Staten Island, com metade desses fundos direcionados a Ferguson.

Resumidamente, milhões de dólares foram gastos para destruir Ferguson, deixando a cidade racialmente mista como mais um subúrbio empobrecido de St. Louis. Pense como esse dinheiro poderia ter sido gasto para melhorar a cidade em vez de contribuir para a agenda destrutiva do BLM. O BLM está apenas começando. Mês passado a Fundação Ford e outros doadores não divulgados anunciaram um plano de doar incríveis 100 milhões de dólares para o BLM.

Infiltração Católica

Os leitores do Mindszenty Report devem estar atentos as organizações apoiadas por Soros e desenhadas para liberalizar a Igreja Católica e contra igrejas evangélicas Cristãs. O dinheiro de Soros é importante para a Catholics In Alliance for the Common Good (Católicos em Aliança para o Bem Comum), cuja missão é se opor a “ganância, materialismo e individualismo excessivo” que parece inerente ao capitalismo. People Improving Communities through Organizing (Pessoas melhorando Comunidades através da Organização), outra organização que Soros contribui, incentiva ativismo social e mudança social radical por pessoas de fé. Soros também apoia o Catholics for Choice (Católicos por Escolha), que apoia aborto-por-demanda. Além disso, Soros contribui para o Center for Reproductive Rights (Centro por Direitos de Reprodução), Choice USA (Escolha EUA), NARAL, Pro-Choice America (América Pro-escolha), A National Abortion Federation (Federação Nacional de Aborto) e a Planned Parenthood (Paternidade Planejada). Recomendamos que nossos leitores compartilhem essa [edição do] Mindszenty Report com seus bispos locais.

Organizaçoes pro-imigraçao apoiadas por Soros incluem, apenas para citar algumas, a The American Immigration Council (Conselho para Imigraçao Americana), Immigration Legal Council (Conselho legal para Imigração), que promove cidades santuário, Casa de Maryland, que oferece sessões para imigrantes ilegais conhecerem os seus direitos, o Migration Policy Institute (Instituto de Políticas Migratórias), e outras organizações de defesa jurídica. No Wall Street Journal de 20 de setembro, Soros anunciou planos para gastar 500 milhoes de dólares na sua organização sem fins lucrativos em “investimentos que especificamente endereçem as necessidades de migrantes, refugiados e comunidades anfitriãs” ao redor do mundo. O ambientalismo radical é bem financiado através da Tides Foundation, o Earth Island Institute (Instituto Ilha Terra), Earthjuice (Suco da Terra), Friends of the Earth (Amigos da Terra) e Green for All (Verde para todos).

Os Estados Unidos são o foco primário das atividades de Soros, mas seu alcance é internacional. Uma rápida olhada no website da Open Society Foundation mostra a total extensão das suas doações, com valores específicos, para organizações europeias envolvidas em políticas de esquerda, mobilização para votos da juventude, ativismo anti-guerra, ambientalismo radical e mídia de esquerda. Frequentemente as contribuições são de menos de 100 mil dólares para projetos específicos, mas a lista destes projetos cobre cerca de 50 páginas, apenas para projetos de 2014.[9]

A infraestrutura de Soros é espantosa. Ele se empenha em mudar o mundo, mas sua missão começa com mudar a politica americana. Ele é um dos maiores doadores da campanha presidencial de Hillary Clinton. As organizações financiadas por ele como as de mídia, de organização comunitária, de mobilização de votantes e outras fundações estão mobilizadas para colocar a Hillary Clinton na Casa Branca em 2016. O Center for Responsive Politics (Centro para Políticas Responsivas) descobriu que até o momento na campanha política de 2016, Soros é o 6o maior contribuinte, com 12 milhões de dólares doados diretamente a candidatos de esquerda. Não é coincidência que o filho de Soros, Alexander, se encontrou publicamente com o companheiro de campanha de Hilary, Tim Kaine.

O controle completo da política americana pelo esquerdista partido Democrata não será atingido e feito de maneira permanente sem mudanças estruturais. No entanto, documentos recentes da WikiLeaks, hackeados na Open Society Foundation de Soros, revelam que Soros possui planos maiores do que apenas financiar grupos progressistas chaves. Ele quer reconfigurar o sistema político através de mudanças nos métodos através dos quais o censo dos EUA é realizado para garantir que grupos de minorias e distritos eleitorais favoreçam o partido Democrata.[10] Os vazamentos revelam que a Open Society Foundation está financiando grupos para “influenciar as dotações do escritório do Censo dos EUA” para mudar os métodos pelos quais categoriais raciais são contabilizadas para o próximo censo de 2020. Esse censo será crítico para determinar reproporcionamento dos assentos da Casa.

Em um documento intitulado “Voting Rights Portfolio Review: Outcomes Summary” (Revisão do Portfolio de Direitos de Votos: Sumário de Resultados), dos programas da Open Society dos EUA, o presidente da fundação, Chris Stone, direciona oficiais da fundação para revisar o campo de direitos de voto e empréstimos relacionados. Stone aponta para quatro grupos que são essenciais para fazer pressão e influenciar a metodologia do Censo em 2020. Esses grupos são a National Association of Latino Elected and Appointed Officals – NALEO (Associaçao Nacional de Lations eleitos e funcionários do governo), a Leadership Conference (Conferência de Liderança), Asians Americans Advancing Justice (Justiça Avançada de Asiáticos Americanos) e Demos. Stone escreve “Defensores tem cerca de um ano e meio para influenciar a dotação do Censo, o redesenho das categoriais raciais no instrumento do censo de 2020 e políticas sobre como contar pessoas que estão encarceradas. Os tópicos do Censo devem ser apresentados ao Congresso até abril de 2017”.[11]

Stone observa que o NALEO’s Educational Fund é crítico para educar os responsáveis pelas políticas do Censo de 2020. A Community Survey (Pesquisa de Comunidade), ele escreve, subrepresenta os Latinos em todos os níveis. Ele urge aos grupos para pressionarem os especialistas no Censo para assegurar que os grupos de minorias não estão subrepresentados e que as minorias na prisão sejam incluídas completamente no questionário. Os números de assentos na casa devem crescer na Florida, Arizona, North Carolina, Colorado e Oregon. Estados esperados a perder assentos incluem Alabama, Illinois, Michigan, Minnesota, New York, Ohio, Pennsylvania, Rhode Island e West Virginia.

Os vazamentos revelam o envolvimento de Soros em eleições Israelenses e Europeias. O documento incluía “List of European Elections 2014 Projects” (Lista de Projetos para Eleições Europeias 2014 ). O memorando inclui mais de 90 projetos de Soros na Europa para influenciar resultados de eleições.

Um Mestre de Fantoches Cuidadoso

O alcance de Soros é algo tirado de ficção científica sobre manipuladores de fantoches buscando dominar o mundo. Nós sabemos que Soros deu mais de 30 milhoes de dólares para grupos trabalhando para Hilary. Nós sabemos da megalomania de Soros de transformar a política e sociedade americanas. Ele nao nega seus esforços para mudar a américa e o capitalismo mundial em nome da democracia, direitos humanos e justiça econômica, racial e sexual.[12] Mas o que Soros pensa que será o resultado final? A resposta deveria começar com um entendimento de que Soros e outros bilionários progressistas realmente acreditam que o mundo será melhor administrado por homens e mulheres como eles, e os políticos que eles ajudam a eleger, que vão, por sua vez, selecionar os burocratas para gerenciar seus programas. Eles buscam ordem mundial, que vai chegar, ao que parece, em meio a um mundo caótico.

Eles têm uma certeza: Estamos entrando em uma era de caos e se não estivermos preparados para isso e falharmos em ver que os sonhos de Soros serão nosso pesadelo, vamos nos encontrar fazendo o papel de fantoches de madeira numa corda controlada pelos nossos mestres.

[*] Cardinal Mindszenty Foundation. “George Soros and World Disorder”. Mindszenty Report, Outubro de 2016.

Tradução: Ana Luiza

Revisão: Rodrigo Carmo

[1] Maiores detalhes sobre Soros podem ser encontrados no livro de David Horowitz and John Perazzo, A “The Shadow Party and the Shadow Government: George Soros and the Effort to Radically Change America” (2001); Media Research Center, “George Soros: Godfather of the Left” (2012); Rachel Ehrenfeld and Shawn Macober, “The Man Who Would be Kingmaker” (2004); Neil Heab, “George Soros’s Social Agenda for America” (2003).

Há muitas biografias completas sobre Soros, e ele próprio escreveu inúmeros livros, incluindo um muito peculiar, Underwriting Democracy (1991).

[2] “The Billionaire Who Built on Chaos — George Soros,” The Independent, June 3, 1993.

[3] Quoted in “George Soros,” Discovernetworks.org,

http://www.discoverthenetworks.org /individualProfile.asp.

[4] Paul Krugman, The Accidental Theorist and Other Dispatches from the Dismal Science (1999), p. 160.

[5] “George Soros,” Discovernetworks.org,

http://www.discoverthenetworks.org /individualProfile.asp.

[6] Laura Blumenfeld, “Deep Pockets vs. Bush, Financier Contributes $5 Million More in Effort to Oust President,” Washington Post, November 11, 2003; Jane Mayer, “The Money Man,” The New Yorker, October 18, 2004; and “George Soros,” Discovernetworks.org, http://www.discoverthenetworks.org /individualProfile.asp.

[7] Para ver a lista completa de organizações, ver “George Soros,” Discovernetworks.org, http://www.discoverthenetworks.org /individualProfile.asp, and “Organizations Funded Directly by George Soros and His Open Society Foundations,” Discoverthenetworks.org, http://www/discovertheworks.org/viewSubCategory.asp?id=1257.

[8] Kelly Riddell, “George Soros Funds Ferguson Protest, Hopes to Spur Civil Action,” Washington Times, January 14, 2015.

[9] https://www.opensocietyfoundations.org/grants.

[10] Leaked Doc: Soros Open Society Seeks to Reshape Census, Electoral Districts,”

http://www.breitbart.com/biggovernment/2...districts.

[11] “Hillary’s Puppet Master,” Investor’s Business Daily,

http://www/investors.com/politics/editorial/george-soros-the-hillary-democrats-billionaire-puppetmaster.

[12] Caroline Glick, “Soros’s Campaign of Global Chaos,” Real Clear Politics, August 26, 2016.

FONTE: http://tradutoresdedireita.org/george-so...otnote3sym
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Bruna T pelo seu post:
rmuller (13-11-2018)
As delícias de ALFARROBA da Carob House você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
13-11-2018, 08:49 AM
Resposta: #15
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
(13-11-2018 01:21 AM)Rox Extreme Escreveu:  ...
Eu não sou Nazista, nem simpatizante de nenhum sistema ou modelo. Mas pelo que leio e estudo existe muito mais por "debaixo" dos panos do que a história explica.
...

Isso mesmo, temos que superar a superfície e nos aprofundar mais.

Por exemplo a propaganda anti-soviética promovida pelo sistema fez Hitler confundir a URSS como inimiga e entrar na guerra contra a Russia e perder. Diga-se de passem a melhor maquina de guerra da época perder para uma nação miserável. Desse evento dá para inferir ou que a Alemanha não éra essa potencia bélica, ou a URSS não era essa miséria toda.

De fato a duas grandes guerras são uma completa farsa, assim como a propaganda nazista para difamar o nacional socialismo Alemão, como a farsa do anti-comunismo propagado pelo sistema anglo-americano-sionismo.

Entendam a metodologia da farsa que é culpar os outros por aquilo que faz, e ainda tem a insensatez de chamar isso de decálogo de Lênin.

Esse tópico é um ótimo exemplo disso, chamar um Sionista de Nazista. O sistema não admite culpa, o sistema delega sua culpa justamente para aquele que querem combater, e para isso usa-se os figurões como Felipe Pondé, Olavo de Carvalho e outros Think Tank espalhados pelo mundo pagos para sustentar o sistema.

Não vejo problema nenhum trazer think tank para debate no forum, alias acredito que esse é o tema do anti-NOM, porem para alguns isso é propaganda não um debate. As ideias é para serem aceitas não debatidas.

Parabéns aos que questionaram essa "verdade" de chamar um Sionista, um Mega-Capitalista de Nazista.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a tarcardoso pelo seu post:
WithoutDoctrine (13-11-2018)
13-11-2018, 09:20 AM
Resposta: #16
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
Quando transparência significa tirania

[Imagem: dymmd6acn8s6ijugg.png]

Governo Aberto [ http://bit.ly/2tvtYmA ] é a fraude pela qual George Soros impõe, e assegura, sua vontade política aos países, sob o pretexto de promover a transparência, à luta contra a corrupção, o incremento da participação social e o desenvolvimento de novas tecnologias (ou seja, tudo em nome da "efetividade" e "responsabilidade"). Ele tira vantagem de governos fantoches [ http://amzn.to/2tq6Zcs ], controlados por ele com mão de ferro, na tentativa de aumentar sua fortuna e criar um sistema globalista de governança que substitui a soberania nacional.

A estreita relação de George Soros com o ex-presidente Barack Obama pode ser vista no suporte financeiro e outros tipos de apoio fornecidos pelo Open Society Institute ao projeto "Open Government Partnership"[ http://bit.ly/1le9XDy ], anunciado na ONU em 20 de setembro de 2011 por Obama e Dilma Rousseff.

"Aplaudimos os presidentes Obama e Rousseff por terem lançado essa iniciativa", disseram as Fundações da Open Society em comunicado. "Pretendemos trabalhar com parceiros em todo o mundo para apoiar e monitorar de todo o coração os esforços dos governos para assumir esses compromissos e cumprí-los".

Obama usou seu discurso na ONU logo após o anúncio para incitar o mundo a "aproveitar o poder das sociedades abertas" para combater a corrupção. Isso soava muito como algo vindo do próprio George Soros, que gastou centenas de milhões de dólares por ano promovendo "sociedades abertas" nos EUA e mundo afora. Seu network é chamado de "Open Society Foundations" e Soros nomeou uma de suas fundações como "Open Society Institute".

Curiosamente [ http://bit.ly/2trDnL6 ], sem ampla cobertura da mídia, no dia 29 de novembro de 2016, na gestão de Haddad, aconteceu o I Encontro Brasileiro de Governo Aberto no Centro Cultural São Paulo. Serão as cidades do Rio de Janeiro, Canoas, Belo Horizonte e o estado do Mato Grosso as próximas vítimas do governo aberto? O grupo de mobilização “Eu voto no Haddad, me pergunte por quê” continua com sua atividade mesmo após a eleição. Para tanto, teve encontro em 25/10/2016 [ http://bit.ly/2trheg3 ] com integrantes do São Paulo Aberta – iniciativa que visa articular ações de governo aberto na Prefeitura paulistana. A ideia na agenda do grupo é discutir fiscalização e transparência da próxima gestão.

Em 11 de abril de 2017, na Gestão de Dória, [ http://bit.ly/2up5zvp ] houve uma audiência pública promovida pela Controladoria Geral do Município em conjunto com a Secretaria Municipal de Relações Internacionais de São Paulo para a discussão do edital para a seleção de "Agentes Formadores de Governo Aberto". Não contente com isso, a Controladoria Geral do Município usará agentes públicos da REDE INFO ABERTA [ http://bit.ly/2sscEKz ] como "fiscais" e multiplicadores, em seus próprios órgãos, da "cultura" de governo aberto. O Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil [ http://bit.ly/2rrWC7C ] diz buscar a transparência, a eficiência e a eficácia na destinação dos recursos públicos, assim como estabelecer segurança jurídica para que as organizações da sociedade civil para conseguir verba estatal dentro de regras claras, ou será que tal lei na verdade estabeleceria os sovietes tropicais?




FONTE: http://tradutoresdedireita.org/quando-tr...a-tirania/
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
13-11-2018, 10:09 PM
Resposta: #17
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
“ Olá. Permita-me apresentar-me. Eu sou um judeu. Provavelmente você deve ter me visto em seu supermercado local, ou talvez em algum restaurante próximo. Na verdade, nossos caminhos já se cruzaram muitas vezes. Quando você me viu, é claro, eu não pareci nem um pouco diferente de você, ou de seus amigos. Afinal, eu tenho pele branca. Eu visto roupas similares às suas; eu até dirijo um carro similar ao seu. Eu tenho uma esposa, que provavelmente parece com a sua, e um par de filhos, que provavelmente parecem-se muito com seus filhos. Eu até pertenço ao Lions Club, como você. Eu até mesmo participo daquele passatempo fútil norte-americano, chamado boliche, para me misturar mais com sua cultura, apesar de eu achar aquilo pouco intelectual; veja, nós judeus sempre colocamos mais valor em cérebros do que em força braçal, mais valor no intelecto do que na estupidez; a maioria das pessoas com quem eu jogo boliche são retardados, mas eu não ouso falar isso alto e abertamente. Sim, eu entendo que meu povo costumava parecer bem 'estrangeiro'; nós éramos de um tipo escuro, e com um aspecto meio turco, mas nós não somos mais assim.

Muitos anos vivendo na Europa e na América do Norte clareou nossa pele notavelmente. Agora nós parecemos 'brancos'. Na verdade, você e eu até mesmo poderíamos – para um estranho (um paixão, por exemplo)– parecermos aparentados. Este é o ponto que chegamos, de parecermos um com o outro. Mas você deveria saber que eu sou diferente. Muito diferente. De fato, se você soubesse o quanto diferente nós somos, você ficaria realmente chocado. Minha história muito incomum, que é diferente da história de qualquer outro povo na terra, me faz diferente. Eu não posso fisicamente negar essa história, mesmo se eu quisesse. Ela é parte de mim – está em meus genes, minha religião e minha cultura. Para aliviar meu tédio momentâneo, e para me divertir também, eu vou agora mostrar a você algumas razões pelas quais nós judeus somos tão diferentes de vocês não-judeus, mesmo quando nós aparentemente nos parecemos tanto. É importante para você, como não-judeu, entender esse fato crítico sobre nós: nosso povo judeu casou e se misturou somente entre si, por centenas e centenas de anos. Enquanto outros povos se misturavam com outros, e se misturavam com muitas tribos que eram diferentes deles próprios, nós judeus não fizemos isso. Modernas evidências de DNA mostram isso muito claramente.

Você também deverá perceber que meu povo foi expulso de cada nação da terra também. De novo, e de novo. Por séculos. Interminavelmente. Ao ponto de ser um acontecimento comum. Nenhum outro grupo experimentou despejos numa escala tão grande e contínua. Nunca. Mais ainda, nós judeus fomos diretamente oprimidos, como um povo, por séculos, por causa de nossa crença de que nós éramos superiores a todos os povos na terra. Nós acreditávamos nisso, e nós acreditamos nisso hoje (mas nós não dizemos isso publicamente, e nós até mesmo alteramos nossos documentos e livros religiosos para esconder esse fato; mais ainda: nós negamos fortemente isso se alguém menciona esse assunto).

Curiosamente, de uma maneira bem darwinista, a opressão interminável na verdade acabou por nos ajudar. Ela nos forçou a nos tornar muito mais coesos, muito mais planejadores a longo prazo, e muito mais espertos do que os não-judeus no meio dos quais nós vivíamos. Nós tínhamos que fazer isso para sobreviver – para ajudar a garantir que nós não fôssemos despejados novamente.

Nós também tínhamos que aprender a como mentir na ponta da língua, sobre qualquer coisa que pudesse ser perguntada à nós, de forma a prevenir mais opressão, e esses séculos de mentira, automaticamente acabaram na verdade se tornando integrados à nós, geneticamente. Hoje nós continuamos a mentir sobre as atividades judaicas sem realmente sequer pensar sobre isso; é automático de várias formas. Nós também nos tornamos especialistas em prevenir o 'anti-semitismo' na cultura dominante, ao nos engajarmos em certas atividades muito específicas, em áreas que nos davam um controle melhor sobre a cultura hospedeira – jornais e editoras de livros, por exemplo. Esta atividade nos permitiu controlar quais informações eram consumidas pelas massas de não-judeus. Ela nos permitiu decidir quais idéias as massas iriam guardar em suas cabeças. Grande poder, esse. Porquê você acha que o jornal "fonte oficial de notícias" da América do Norte, o New York Times, tem sido judaico por muitos e muitos anos?

Não foi um simples e feliz acaso! E a maioria dos outros grandes jornais obtém seus artigos diretamente do New York Times, isso no caso de eles próprios já não serem predominantemente judaicos! Pense nisso. (Veja a revista Life, MTV, Nickelodeon, SBT, Fox, Warner, CNN, a revista Time, a revista Newsweek, etc. Elas são todas judias também). Agora, eu sei o que você provavelmente está pensando. Foi dito pra você muitas vezes que 'judeu' é somente uma religião. (Eu sempre rio quando ouço isso, mas não alto, quando estou no meio de estranhos). O que provavelmente você não sabe é que nós temos trabalhado muito duro para que o termo 'judeu' fosse reclassificado como religião somente –não mais como raça– em vários formulários e documentos oficiais do Governo (dos EUA). E nós temos sido muito bem sucedidos. Poucas pessoas hoje sabem que nós somos uma raça tanto quanto uma religião. E essa ignorância trabalha grandemente à nosso favor. Veja, por anos, muitos gentios (não-judeus) insistiram que os judeus agiam de maneira igual e conjunta, e que os judeus se engajavam em certos comportamentos e atividades destrutivas às suas nações hospedeiras não-judaicas. O que era, de fato, verdade. Mas então, um homem chamado Adolf Hitler chegou ao poder na Alemanha. Você sabe a história sobre isso; eu não preciso repetir detalhes. No entanto, eu vou admitir que Hitler foi único. Claro, muitos líderes antes dele, como Napoleão, e também vários líderes russos, tentaram dominar e lidar com a secular 'Questão Judaica'; eles também sabiam que os judeus eram um problema realmente muito grande. Mas nenhum deles resolveu ir até as últimas conseqüências para resolver o problema de vez. A parte mais incrível, conhecida por muito poucas pessoas, é que os nazistas criaram o nazismo baseado no judaísmo. Em outras palavras, eles usaram o judaísmo como modelo. Eles estavam intrigados com a idéia de um povo se reproduzir e se misturar somente entre si mesmos por séculos (para preservar seu genótipo) e existir do mesmo modo cultural por mais de 1000 anos. Nenhum outro povo fez isso tão exclusivamente e com tanto sucesso quanto os judeus. Em qualquer escala, Hitler foi uma das maiores ameaças para o judaísmo que nós, como povo, jamais encontramos. Nós de fato encaramos a quase total extinção como um grupo étnico. Nós tínhamos que assegurar que um movimento do tipo nazista JAMAIS pudesse acontecer novamente. Jamais. Então, nós começamos um esforço calculado para fazer o público gentio (não-judeus) acreditar que 'judeu' fosse somente uma religião. E, lentamente, nós conseguimos. koshervilhosamente, de fato. Além até mesmo de nossas expectativas. Hoje, qualquer não-judeu que chama os judeus de 'raça' é automaticamente rotulado de 'Nazista'. Isso anula e desacredita QUALQUER coisa que aquele não-judeu fale, não importando se seus pontos de vista políticos ou raciais são corretos ou não. Inteligente, não é?

Nós também prevenimos as chances de qualquer movimento nazista ou antijudaico acontecer novamente, ao dominar muitas áreas-chave da cultura gentia/cristã, tais como a mídia, Hollywood, o sistema financeiro/bancos, e publicação de livros e revistas. Nós usamos este controle de vastas áreas da cultura norte-americana para nossos próprios objetivos, é claro; para empurrar quaisquer idéias que nós achamos que sirvam, e bloquear quaisquer idéias que nós não concordemos (críticas aos judeus, qualquer tema abertamente cristão, ou simbolismos tradicionais patrióticos são três exemplos de coisas que nós censuramos, alteramos ou suavizamos antes de que chegue ao público geral).

Nós também somos totalmente contrários às armas: nós não queremos milhões de não-judeus, que poderiam futuramente se levantar e nos oprimir, possuindo privadamente armas de fogo. Nós consideramos isso uma enorme ameaça. Este é o porquê de o pessoal que lidera a cruzada anti-armas no congresso norte-americano(Charles (((Schumer))), (((Barbara Boxer))), Diane (((Feinstein))), etc.) ser todo judeu, etnicamente. Isso não é um acidente. Será tudo isso um complô?, você deve estar se perguntando. Uma conspiração, alguns diriam? Será que nós judeus nos reunimos em porões escuros, cheios de fumaça, para discutir como o 'plano' está andando? Não. Nós não precisamos disso. Nós fazemos isso automaticamente. Este hábito é inato, o resultado de ser oprimido por centenas de anos, em muitos países diferentes, novamente, novamente e novamente. Realmente, você deve entender que nossa configuração mental é diferente da sua (apesar de que você não iria saber ou perceber isso apenas falando conosco). Ela é na verdade muito superior à sua em muitas formas, e testes modernos de Q.I. provam isso muito bem. Os judeus comumente pontuam 1 ponto desvio-padrão acima de um branco não-judeu, o que é uma diferença significativa – tão grande quanto a diferença entre teutões e brancos. Essa é a razão pela qual, quando você olha em sua lista telefônica procurando 'Advogados', metade dos nomes são judaicos ((((Goldberg))), (((Weinstein))), Tannenbaum, Horwitz), mesmo quando nós somos APENAS 2,4% (dois vírgula quatro por cento), da população dos Estados Unidos, um número bem pequeno. Impressionante, não é? O mesmo nos campos da medicina e da ciência. Nós dominamos essas áreas também. Novamente, nossos percentuais são bem pequenos, mas nós dominamos vocês em cada área de importância. (É por isso que ninguém nos critica em público! Privadamente sim, mas não em público!). Veja, nós judeus subimos naturalmente ao topo (nós achamos engraçado isso).Nós naturalmente nos tornamos os CEOs (presidentes de companhias), os diretores, as pessoas VIPs. Nós estamos em todas as mesas diretoras de todas as fundações, organizações, corporações e associações (isso também é a razão pela qual você raramente ouve alguém nos criticar!). Só se vocês, gentios, tivessem entendido que, quando nos deixaram sair dos guetos e nos permitiram tornar 'cidadãos iguais' –logo depois da Revolução Francesa– vocês estavam assinando sua própria sentença de morte. Quando vocês se livraram da maior parte das leis prevenindo os judeus de entrar em certas vocações e atividades, vocês estavam realmente libertando um povo único, que iria logo dominar sobre vocês; e usar sua nova liberdade para destruir muitas de suas instituições queridas. Nós tínhamos que fazer isso, por natureza. Nós, como um povo, temos um maciço complexo de superioridade, e nós somos geralmente mais espertos do que vocês também. O que mais nós poderíamos fazer além de dominar vocês, um povo que nós consideramos inferior, bárbaro e freqüentemente embriagado – um povo com baixo intelecto e baixos instintos, um povo que consideramos moralmente inferior à nós, que somos 'os Escolhidos'?

Você já percebeu que a maioria dos movimentos sócio-políticos que nós judeus iniciamos (comunismo, liberalismo, feminismo, igualitarismo, radicalismo estudantil), são movimentos 'alienadores', que, principalmente, desorganizam e desunem as nações e suas comunidades foram projetados para armar um segmento da sociedade contra o outro, fazendo-os lutarem entre si? Já notou isso? Hmmm? Bem, isso é porque nós sabemos que isso historicamente enfraquece a coesão das suas sociedades gentias. Novamente, isso não é um complô: nós fomos criados e ensinados para agir dessa maneira. Nós fizemos isso centenas de anos atrás, também. (((Benjamin Disraeli))), que nasceu judeu, até mesmo mencionou esse hábito judeu de subverter várias nações, durante um discurso público na Casa dos Comuns. Pense sobre isso: suas sociedades se tornando culturalmente mais fracas, enquanto nós permanecemos coesos em nossa pequena e própria sub-sociedade (nós ainda nos casamos e nos reproduzimos somente com judeus, quase infalivelmente; o diretor de Hollywood (((Steven Spielberg))) é uma exceção visível a essa regra). Portanto, agora você tem um pouco de nossa incomum história para ruminar. Não engasgue! E, é claro, se você disser a qualquer um sobre essa questionável história, ou sequer sobre esta conversa, eu vou negá-la veementemente. (Eu sou bom nisso. Eu já tive muita prática). Eu posso até mesmo chamar você de 'anti-semita', apenas para desacreditá-lo completamente (eu sou bom nisso também).Você sabe, eu sorrio quando percebo que nossa dominação histórica sobre suas sociedades não-judaicas realmente AUMENTOU com o passar dos anos, como resultado de muitas fusões de corporações e empresas, isto é, uma empresa possuindo muitas outras empresas, (nós fomos também os que começaram com essa idéia, assim como os procedimentos modernos dos bancos; muito de nossa história étnica envolve comércio e finanças). Claro, nós temos sempre possuído ou controlado a maior parte da mídia, a maioria de Hollywood (ou você acha que filmes que mostram "o sofrimento e perseguição aos judeus" não tem nenhum peso no consciente das pessoas, o cinema é uma das mais eficientes armas de lavagem cerebral) , a maior parte das editoras de livros e revistas, e a maioria das instituições financeiras no Ocidente, mas agora há ainda mais poder em menos mãos. Nossas mãos, claro. E é claro, se você, como um não-judeu, reclamar sobre nosso gigantesco poder, você será imediatamente rotulado como "anti-semita", e você provavelmente será demitido de seu emprego, ou no mínimo será forçado a participar de um "treinamento de sensibilidade" em sua empresa, pelos seus pontos de vista "racistas" (Eu dou gargalhadas quando vejo isso! Acontece toda hora!). De fato, "anti-semitismo" agora é quase uma coisa do passado, devido ao nosso enorme poder, influência e mão firme sobre ativismos políticos.

Em alguns poucos anos, "anti-semitismo" se tornará de fato um crime nos Estados Unidos, com ou sem Primeira Emenda (deixe conosco que nos preocupemos sobre como faremos isso: nós já atropelamos a Primeira Emenda uma vez, ao definirmos e pressionarmos por certas leis de "crimes de ódio": e podemos fazer muito mais do que isso).Veja, nós já fizemos o "anti-semitismo" se tornar um crime em outros países, como Inglaterra e Alemanha, Brasil( quem você acha que ajudou a escrever, e a pressionar por essas leis? Sim, a ADL e outros grupos judeus).Bem, está ficando um pouco tarde, gentio. Eu reconheço que foi divertido admitir privadamente tudo isso a você; veja, eu fiz isso só para ver esse olhar esbugalhado de choque e horror em sua cara… como agora! Porque, além disso, seu padre ou pastor nunca disse nada sobre isso, não é? É claro que não. Afinal, seu padre ou pastor sempre insiste que "Jesus era um judeu", e todas aquelas palhaçadas, e se você alguma vez mencionar os judeus, ele mudará rapidamente o assunto para coisas muito mais importantes, como "Romanos 53:39", sobre as alegrias de dar a outra face, enquanto certo povo destrói sua nação sem qualquer oposição. (Você simplesmente não adora esses cristãozinhos? Nós adoramos!

Nós na verdade usamos essa idéia de que "Jesus era um judeu" em público, pelo menos em cada oportunidade possível – em filmes, na televisão, etc.– apenas para nos assegurarmos de que esses cristãos não tenham quaisquer idéias de criar um outro Terceiro Reich! Oh, não! Nós não podemos deixar isso acontecer!). Então, gentio, eu agora vou embora; e você vai ser bem bonzinho e continuará indo à igreja regularmente, e continuará acreditando bem firmemente quando seu padre ou pastor lhe disser que os judeus são somente "hebreus inocentes", e que nós somos "como vocês". Porque nós realmente precisamos. Isso nos ajuda enormemente. De fato, isso nos mantém vivos, seguros e livres. Isso nos mantém livres para fazer tudo o que nós quisermos, quando nós quisermos, com quem nós quisermos, sem ninguém reclamar. E lembre-se, gentio: você nunca deve falar uma palavra negativa sequer sobre nós. Nenhuma. Nenhuma palavra negativa sobre nosso povo, "o povo Eleito". Nunca se esqueça de que nós somos os Escolhidos. Nunca. Nós dizemos que nós somos "os Escolhidos" e nós realmente queremos dizer isso, entende? Sem reclamações. É proibido, lembra-se? Bom menino. Muito bom. Você tem sido bem ensinado pela sua igreja, suas escolas, seu chefe, sua mídia, por Hollywood e até por sua própria família. Você sabe as regras, não sabe? Claro que você sabe. Essas regras são parte de você agora. Elas estão profundamente enraizadas em sua mente. Você foi bem treinado, e dá pra perceber bem. O que é uma coisa boa, porque, afinal, você não vai querer ser chamado de "anti-semita", não é? ”

[Imagem: RqHtovV.jpg]

Não nasci para competir com os outros.
Nasci para supera a min mesmo.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Conheça os Benefícios do Matcha
13-11-2018, 10:56 PM
Resposta: #18
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
Desde a Revolução Francesa o ocidente passou a ser cada vez mais controlado pela judiaria. Quem abriu as portas para isso, ainda que indiretamente, foi a Reforma Protestante dois séculos antes, que fragmentou a Europa cristã e acabou fazendo a Igreja Católica parar de perseguir judeus criminosos e conspiradores nas inquisições para se focar na briga com os protestantes. Protestantes vs católicos substituiu cristãos vs judeus, daí abriu-se espaço para o nascimento de diversas sociedades secretas conspiradoras que criaram o iluminismo e deflagaram a maçônica Revolução Francesa, derrubando a cosmovisão baseada na lei natural e a substituído pela tecnocracia positivista. Outra falha que podemos apontar foi a leniência da igreja em não expandir a lei condenando a usura a outros grupos religiosos: ao permitir que não-cristãos pudessem ser livres na prática da usura, os judeus acabaram por ganhar bastante poder. Os Rothschild, por exemplo, se aproveitaram disso.

Embora as origens da maçonaria sejam anteriores ao iluminismo, foi no iluminismo que ela ganhou poder, mas mesmo a maçonaria chegou a ser subvertida por algo pior – os illuminati. Illuminati foi uma ordem oculta criada por Adam Weishaupt na Bavária, que recebeu seus conhecimento dos judeus franquistas e sabatianos (sabbatean/frankists jews), os mesmos judeus que viriam a escrever Os Protocólos dos Sábios de Sião no final do século XVIII para destruir a influência ortodoxa na Rússia, que era o último bastião contra as sociedades secretas, e em seguida dominar o mundo. Nesse contexto entendemos o que foi realmente a Revolução Bolchevique em que mais de 80% do governo era composto por judeus, do que realmente se trata o comunismo e o porquê da relação de irmandade entre os terroristas israelenses do Haganah e Irgun com a URSS na construção de Israel.

Weishaupt, além de ter se infiltrado na maçonaria, disseminou doutrinas dentro da Ordem dos Jesuítas da Igreja Católica que culminaria numa subversão interna até chegar no Concílio Vaticano II, em que a igreja aderiu ao modernismo, sendo usada para a unificação ecumênica de todas as religiões naquilo que será a crença da Nova Ordem Mundial: o grande arquiteto do universo cultuado pela maçonaria como Lúcifer e entendido por ela como o Demiurgo. Napoleão era inicialmente um agente da maçonaria illuminati, mas mudou de lado e combateu essa maçonaria. Seu objetivo era destruir os illuminati e limpar a maçonaria. Como illuminista, Napoleão não desejava o retorno da cosmovisão baseada na lei natural e o domínio da Igreja Católica, porém, como não-illuminati (não confundam illuminati com iluminista), tentou defender a Igreja Católica em diversos momentos. De todo modo, Napoeão acabou sendo usado indiretamente para dar poder a judiaria, pois foi das Guerras Napoleônicas que surgiu a família mais poderosa do mundo, os Rothschild, que enriqueceram durante a Batalha de Waterloo quando Nathan Mayer Rothschild espalha o boato de que os franceses haviam perdido a guerra, fazendo com que a Bolsa de Londres entrasse em colapso e o preço de todas as ações caíssem vertiginosamente para que ele comprasse as finanças do país inteiro. Esses mesmos Rothschild, que agora controlam o Reino Unido, viriam a viabilizar a Israel moderna no século XIX com a Declaração de Balfour, em que o Barão Rothschild da época e o Primeiro-Ministro do Reino Unido James Balfour, entram em acordo sobre genocidar palestinos, que à época eram em sua esgamadora maioria cristãos.

Dissidentes da maçonaria pré-illuminati fugiram do caos revolucionário na Europa e fundaram uma nação no Novo Mundo sob o rito de Rito de York, com objetivo de livrar o mundo da influência illuminati. Porém, não passou-se muito tempo até que os illuminati dominassem os Estados Unidos da América. Albert Pike, a pirâmide illuminati no dólar e o domínio descarado do Banco Central Americano simbolizam bem isso. Hoje já não há distinção entre maçonaria e illuminati. Como os illuminati nascem dos judeus franquistas e sabatianos (sabbatean/frankists jews), não é de se estranhar que hoje os EUA sejam dominados pela judiaria. Muitos acreditam que o G do compasso e esquadro maçônico significa goy ou goyim (gentios) e que por isso a maçonaria está a serviço da judiaria – daí o termo judaico-maçônico ou judaico-maçonaria. Antes da infecção illuminati, não havia o G na maçonaria.

A criação do Estado Nacional serviu para os conspiradores mundiais pudessem estatizar e burocratizar vida social e irem contra a lei natural que vigorava no mundo pré-revolucionário. Porém, o Estado Nacional ao mesmo tempo provou-se ser uma ameaça aos seus próprios impositores pois dele decorre o nacionalismo. Porém, o Estado Nacional acabou criando também a democracia liberal do capitalismo e o comunismo – formas utilizadas pelos conspiradores para destruir o nacionalismo, este que também não está necessariamente livre do controle pois o patriotismo pode servir para o bem ou para o mal.

O movimento dos judeus franquistas e sabatianos (sabbatean/frankists jews) centrou-se em Jacob Frank e no ocultista Sabbatai Zevi, ambos diziam ser o messias dos judeus. Jacob Frank defendia a deturpação das leis do judaísmo ortodoxo, Sabbatai Zevi ensinou uma sorte coisas até se "converter" ao islamismo e criar uma seita de cripto-judeus chamada Donmeh que viria a governar o Império Otomano na Primeira Guerra. Este governo deu suporte aos Jovens Turcos, responsáveis pelo Genocídio Armênio e de demais povos. Meio milhão de gregos, meio milhão gregos pônticos, meio milhão de assírios e meio milhão de caldeus pereceram nas mãos de muçulmanos sob o comando de cripto-judeus.

Judeus franquistas e sabatianos não deixavam escrito suas doutrinas, quase tudo era transmitido oralmente. Porém, sabe-se que eles tinham como princípios coisas como quanto mais mal se fizesse, mais próximos estavam de Deus – orgias e sacrifícios humanos eram práticas de fé, um paralelo aos vários grupos de judeus que na idade média que foram atirados à fogueira ou expulsos de diversas nações pelos mais variados crimes. "Transgredir cada fronteira", "todas as leis e ensinamentos cairão" e "redenção através do pecado" eram os mandamentos.

Theodor Herzl é considerado o pai do sionismo, mas na verdade Herzl foi só o corpo político. A grande parte dos judeus da diáspora seguiram os ensinamentos de Sabbatai Zevi, é nele que o sionismo que vemos hoje tem base.

Quanto aos líderes comunistas da URSS e porquê eles brigaram,
Stálin fortaleceu a Rússia para ir avançando nos países e usou o Kremilin como centro de comando – a teoria do "Socialismo Em Um Só País".
Trotsky queria avançar entre os países através comunismos independentes sem centralização no Kremilin – a teoria da "Revolução Permanente". Essas formas de comunismos futuramente se ligariam através de um mercado-Estado global.

Trotsky era o escolhido de Wall Street para dar continuidade ao governo de Lênin, só que veio Stálin e bagunçou o esquema querendo participação de decisão na Nova Ordem Mundial ao invés de ser um simples "lacaio". Essa é a razão da Guerra Fria, pura briguinha entre Wall Street (panelinha que hoje se encontra no Clube de Bilderbergs) e uma URSS que não queria ficar por baixo. Por isso a Rússia e a China brigaram em dado momento, os bilderbergs financiaram a China para destruir a URSS em caso de necessidade, assim como querem destruir a Coreia do Norte hoje porque ela saiu do controle direto, embora ainda seja parte do sistema mundial. Aquele Hotel Ryugyong apenas confirma o óbvio. O que ocorre é que eles não querem suas marionetes se mexendo sem controle, eles querem elas todas no teatro.

Atualmente, Putin é um herdeiro do imperialismo de Stálin, um megafone dos oligarcas russos que querem uma Nova Ordem Mundial, mas sem estarem submissos ao ocidente. Tudo indica uma forte cisão, mas para aqueles lá no pináculo e não para os que simplesmente participam do jogo sabendo das coisas parcialmente, e que podem até ter alguma boa vontade como Trump e Putin, ou serem cachorrinhos totais como Obama e Merkel, essa cisão é benéfica pois pavimentará a Terceira Guerra.

Quanto a Hitler, ele não foi marionete, foi a maior ameaça a esse sistema que apareceu em séculos. Eu tenho uma teoria pessoal de que caso a Alemanha vencesse a Segunda Guerra, uma facção anti-Hitler surgiria e eliminaria ele, tomando o poder e tratando Hitler como algum mártir vítima de grupos que essa facção desejaria eliminar. Certamente entre essa facção estariam membros da Sociedade Thule, pois muitos da cúpla do Reich eram. A Sociedade Thule não era necessáriamente má, embora seja inegável que alguns dos membros mais notáveis queriam criar uma espécie de Alemanha pagã. A Sociedade Thule era um grupo esotérico para estudos ocultistas e o estudo da história de modo heterodoxo, coisas interessantes como Atlântida, Agartha, ilhas thule, povos hiperbóreos e semelhantes. Políticas de estado como expedições nazistas ao redor do mundo foram influênciadas por essas ideias, num sentimento semelhante ao dos exploradores do Novo Mundo durante as grandes navegações. Até mesmo os EUA deram continuídade a algumas dessas explorações, como a Operação Highjump.

Hitler em si nunca frequentou a sociedade Sociedade Thule, mas nutria interesse pelo desconhecido, haja visto operações da Antartica à Amazônia. A história oficial diz, sem muitas provas, que se tratavam de operações de exploração imperialista. Talvez em partes, mas que os nazistas estavam atrás de lendas como o Eldorado e as ilhas Thule é um fato.

Tudo isso não é teoria da conspiração, são fatos históricos.

Não nasci para competir com os outros.
Nasci para supera a min mesmo.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
15-11-2018, 10:48 PM
Resposta: #19
RE: George Soros, um nazista a serviço da morte
GEORGE SOROS. A NOVA ORDEM MUNDIAL



Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Jared Holt afirma que George Soros o pagou para banir Alex Jones da internet Bruna T 3 512 13-09-2018 05:21 PM
Última Resposta: Bruna T
  Polônia deporta presidente do George Soros Open Dialog Foundation Bruna T 0 198 21-08-2018 12:07 AM
Última Resposta: Bruna T
  "George W. Bush programou o atentado de 11 de Setembro de 2001". Cimberley Cáspio 1 802 16-03-2018 10:55 AM
Última Resposta: Truster
  Holodomor - luta e morte pela fome. Cimberley Cáspio 0 747 07-02-2018 06:38 PM
Última Resposta: Cimberley Cáspio
  Atuação da Open Society de George Soros no Brasil e a Revolução Socialista Globalista CaféSemAçúcar 38 8,756 07-11-2017 07:24 PM
Última Resposta: tarcardoso

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 140 usuários online.
» 3 Membros | 137 Visitantes
Anonymous_T.ron, hanwou, lucianotecladista

Estatísticas do Fórum
» Membros: 20,756
» Último Membro: trusty1997
» Tópicos do Fórum: 25,691
» Respostas do Fórum: 273,594

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Donald Trump diz que tropas não vão atirar contra caravana de migrantes
Última Resposta Por: BioMachine
Hoje 11:15 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 265
Decifrado? Revista The Economist 1988 e Bitcoin, Moeda única mundial.
Última Resposta Por: BioMachine
Hoje 11:08 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 635
Vence Bolsonaro. Qual o rumo do Brasil agora? Which road is Brazil heading to?
Última Resposta Por: BioMachine
Hoje 11:03 AM
» Respostas: 70
» Visualizações: 4545
Brasil inaugura o Sirius, um dos mais modernos aceleradores de elétrons
Última Resposta Por: BioMachine
Hoje 10:55 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 687
“Mais Médicos”: nada pessoal; o problema é que Cuba não é transparente.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Hoje 10:22 AM
» Respostas: 7
» Visualizações: 384
Autoridades iranianas executaram todos os homens de uma aldeia remota no país.
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
Hoje 12:31 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 149
Plano da Austrália para desafiar a China no Pacífico Sul
Última Resposta Por: Bruna T
Ontem 07:52 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 101
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Ontem 05:16 PM
» Respostas: 1059
» Visualizações: 199652
A história que o nordeste brasileiro quer esquecer, vai virar filme.
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 02:23 AM
» Respostas: 8
» Visualizações: 852
Migração para novo servidor
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 12:55 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 277
George Soros, um nazista a serviço da morte
Última Resposta Por: Bruna T
15-11-2018 10:48 PM
» Respostas: 18
» Visualizações: 685
Como saber se um poço artesiano tem fluoreto?
Última Resposta Por: draggy29
15-11-2018 07:07 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 279
Relembrando: A Carta de 1871 que previu 3 Guerras Mundiais.
Última Resposta Por: Anonymous_T.ron
14-11-2018 10:34 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 296
A poderosa engenharia da corrupção no Brasil a partir do mensalão.
Última Resposta Por: Beobachter
14-11-2018 10:24 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 399
Truques de vendas usados contra você
Última Resposta Por: Aldebarâ
14-11-2018 10:21 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 337
A História do Obsessivo Culto Feminino à Beleza e o Joelho de Iphone
Última Resposta Por: admin
14-11-2018 09:13 PM
» Respostas: 40
» Visualizações: 10755
Estudo Sugere que a Poluição do ar Está Matando Mais Africanos do que o HIV
Última Resposta Por: admin
14-11-2018 08:39 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 75
Haiti: o lado que o governo haitiano não mostra.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
14-11-2018 07:07 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 146
Palestinos condenam transferência da embaixada do Brasil para Jerusalém
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
14-11-2018 06:22 PM
» Respostas: 13
» Visualizações: 768
Sudão do sul- o azar e a morte não é para todos.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
14-11-2018 01:01 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 113
Os segredos do poder de manipulação
Última Resposta Por: Mercador
14-11-2018 09:15 AM
» Respostas: 5
» Visualizações: 348
Cura Para Todas as Doenças - Dicas e Livro
Última Resposta Por: Alimah
14-11-2018 03:30 AM
» Respostas: 9
» Visualizações: 6706
Contra perseguições ideológicas, acadêmicos criam revista científica 'anônima'
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
13-11-2018 10:30 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 180
Perder a soberania, é se transformar em um espetáculo bizarro.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
13-11-2018 04:20 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 146
Algo grande a caminho da Terra? Rússia preocupada com o aumento do orçamento dos EUA
Última Resposta Por: Anonymous_T.ron
13-11-2018 02:47 PM
» Respostas: 36
» Visualizações: 2677
Google eliminou 3 bilhões de links para combater pirataria.
Última Resposta Por: Neo1
13-11-2018 12:27 AM
» Respostas: 8
» Visualizações: 408
Profecia Biblica: Nasce Novilha Profética e TERCEIRO TEMPLO Pode Ser Construído.
Última Resposta Por: FaggotDeny
12-11-2018 09:20 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 707
O tempo prolongado na guerra pode seduzir?Pode criar uma espécie de vício?
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
12-11-2018 08:10 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 230
A Ciência da Mentira - Tese do Auto Engano
Última Resposta Por: Marcelo Almeida
12-11-2018 08:29 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 186
FCC abandona segurança, coloca rede 5G não testada em público
Última Resposta Por: Doc S
11-11-2018 11:55 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 1857

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial