Shoyu Orgânico Fermentado Naturalmente Você Encontra na Tudo Saudável


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 5 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
03-03-2014, 11:51 PM (Resposta editada pela última vez em: 04-03-2014 10:33 AM por djaga.)
Resposta: #1
Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
[Imagem: gera%C3%A7%C3%A3o+nem-nem.jpg]

Os gêmeos Diogo e Diego Cosmo estão sem emprego e, aos 26 anos, dependem integralmente dos pais

Quase 10 milhões de jovens brasileiros (15 a 29 anos) no Brasil não trabalham nem estudam. É um exército de reserva que pode ser manobrado para o bem ou para o mal. A classe dominante brasileira sempre teve medo de uma rebelião dos escravos (Darcy Ribeiro). Mas são os antagonismos sociais (desigualdades) do nosso capitalismo selvagem e extrativista que podem um dia explodir por meio de uma violência coletiva devastadora. O IBGE (na Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio de 2012) apontou que os jovens que não trabalhavam nem frequentavam a escola, os chamados de “nem-nem”, representavam 19,6%. Isso significa 9,6 milhões de jovens, de uma população estimada para o período de 48, 8 milhões de jovens, na faixa etária de 15 a 29 anos.

O problema, aliás, é mundial. O relatório Tendências Mundiais de Emprego 2014 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostra que o desemprego entre os jovens continua aumentando. Em 2013, 73,4 milhões de pessoas entre 15 e 24 anos estavam sem trabalho – quase 1 milhão a mais do que no ano anterior. Isso representa uma taxa de desemprego juvenil de 12,6 %, mais do que o dobro da taxa de desemprego geral de 6,1%. A pesquisa revelou que o número de jovens que não trabalham nem estudam cresceu em 30 dos 40 países pesquisados. Em 2013, 1 milhão de jovens perderam seus trabalhos.

Boa parcela desses milhões de jovens que não estudam nem trabalham conta, no entanto, com estrutura familiar (é o grupo Nem-Nem acolchoado). O restante é desfamiliarizado (não tem uma constituição familiar sólida nem amparo social, como é corrente nos países de capitalismo selvagem e/ou concentrador: Brasil, EUA etc., que nada têm a ver com os países de capitalismo evoluído e distributivo, civilizados, como Dinamarca, Noruega, Japão, Alemanha, Islândia etc.).

Esse grupo desfamiliarizado (Nem-Nem+), nos países de capitalismo selvagem e extrativista, é uma verdadeira bomba-relógio, em termos sociais, de potencial criminalidade e de violência. Por quê? Porque os fatores negativos começam a se somar (não estuda, não trabalha, não procura emprego, não tem família, não tem projeto de vida...). Se a isso se juntam más companhias, uso de drogas, convites do crime organizado, intensa propaganda para o consumismo, famílias desestruturadas etc., dificilmente esse jovem escapa da criminalidade (consoante a teoria multifatorial da origem do delito). Milhões de jovens, teoricamente, estão na fila da criminalidade (e nossa indiferença hermética não se altera um milímetro com tudo isso).

Diferentemente dos países civilizados de capitalismo evoluído e distributivo (que teriam todos esses jovens dentro da escola), nosso capitalismo bárbaro não se distingue pela educação de qualidade para todos, pelo ensino da ética, pelo império da lei e do devido processo e pela alta renda per capita. O Brasil, aliás, ocupa a vergonhosa 85ª posição no ranking mundial do IDH (índice de desenvolvimento humano). Estamos vivendo uma grave crise intergeracional. A cada dia é “roubado” o futuro de uma grande parcela das gerações mais jovens. Quando as esperanças desaparecerem completamente, o risco é de eclosão de uma grande explosão local e/ou mundial de violência.

*Colaborou Flávia Mestriner Botelho, socióloga e pesquisadora do Instituto Avante Brasil.

Publicado por Luiz Flávio Gomes

Jurista e professor. Fundador da Rede de Ensino LFG. Diretor-presidente do Instituto Avante Brasil. Foi Promotor de Justiça (1980 a 1983)

Fonte

PS: 1º Post, só fiz por achar relevante e não encontrar nada parecido.

-------------------------------------------------------------
O aprendizado é a única forma de evolução espiritual. Busque-mo-lo sempre.

Poderei vós amar a si mesmo? E amando a si, reconhecer no próximo, a vós? (Pode amar a ti mesmo? E amando a ti mesmo, reconhecer no teu semelhante, você mesmo?)
Pois todos somos um e ninguém é só.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 24 usuários diz(em) obrigado a djaga pelo seu post:
#RSO# (17-12-2017), avalon (04-03-2014), Campanário (05-03-2014), CristalShip (06-06-2014), Denis (04-03-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), DrSpock (04-03-2014), FABBRIS (10-03-2014), Fire Fox (24-03-2015), gabrigodofwar (10-03-2014), Justo (23-03-2015), Marck Vini (11-02-2018), Mediador (04-03-2014), mentefantastica (23-03-2015), Minerim (04-03-2014), mr.newface (05-03-2014), Padmé Amidala (14-03-2014), pequeno gafanhoto (22-03-2015), Reflita (04-03-2014), Rox Extreme (22-03-2015), Siouxsiesyw (04-03-2014), Urtiga (03-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014), Zunim (24-03-2015)
Stévia pelo menor preço você encontra aqui
04-03-2014, 10:31 AM
Resposta: #2
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
Geração nem-nem cresce no Brasil e no Recife
Eles têm entre 16 e 24 anos. Nem estudam nem trabalham e dependem de assistencialismo para sobreviver
Publicado em 11/08/2013, às 05h00

[Imagem: 0a9fb6af9102ddd8818b5cfae3d00acb.jpg]
Sicleide Oliveira, 21, tem três filhos. Dedica todo o tempo ao cuidado das crianças
Foto: Guga Matos/JC Imagem

Sicleide Oliveira tem 21 anos. É moradora do Alto do Progresso, em Nova Descoberta, Zona Norte do Recife. Com três filhos, ela parou de estudar na 8ª série. Dedica o dia a cuidar das crianças, com a ajuda da mãe, que vive do auxílio do Bolsa Família. O pai atua na informalidade, faz bicos quando dá, e alguns familiares ajudam a complementar a renda. Sicleide faz parte de um grupo que cresce em todo o mundo e que particularmente vem chamando atenção no Brasil. É a chamada “geração nem-nem”: nem estuda nem trabalha. No País, essas pessoas pertencem principalmente às classes de baixa renda.

Na capital pernambucana, representavam, em junho, 26,6% da população entre 16 e 24 anos. São 145 mil jovens totalmente fora do mercado de trabalho. Há dez anos, esse percentual era de 25,2% (148 mil). A taxa no Recife para o período supera a média de 19,4% observada nas seis localidades pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Além do Recife, também são avaliadas Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Alguns especialistas já falam da “geração nem-nem-nem”. Quando se avalia a fatia de jovens que nem trabalha, nem estuda e nem procura emprego, o percentual, segundo o IBGE, fecha em 22,2% no Recife e em 14,7% na média das seis localidades pesquisadas pela PME. Em 2003, esse número era de 18,6% e 14,5%, respectivamente.

Num país em que os empresários reclamam que não conseguem preencher vagas por falta de mão de obra qualificada, a situação soa até como um paradoxo. O cenário em que sobra oferta de emprego é o mesmo em que sobra gente que não trabalha nem estuda e, portanto, tem poucas perspectivas de futuro.

De cada 100 empresários brasileiros, 68 reclamam da escassez de talentos. O número é bem acima dos 35% registrados na média mundial da Pesquisa Anual Sobre Escassez de Talentos 2013 do ManpowerGroup, realizada com quase 40 mil empregadores de 42 países e territórios. O Brasil só fica atrás do Japão (85%). Nas Américas, de um modo geral, as vagas com maior dificuldade de preenchimento são as técnicas, que deveriam ter justamente o jovem como maior foco.

O desemprego juvenil preocupa e coloca em xeque o futuro econômico do País. Numa população que passa por uma grande transformação demográfica, que tem cada vez mais idosos e mais jovens que demoram para entrar no mercado, especialistas enfatizam que é preciso romper esse ciclo.

Fonte

-------------------------------------------------------------
O aprendizado é a única forma de evolução espiritual. Busque-mo-lo sempre.

Poderei vós amar a si mesmo? E amando a si, reconhecer no próximo, a vós? (Pode amar a ti mesmo? E amando a ti mesmo, reconhecer no teu semelhante, você mesmo?)
Pois todos somos um e ninguém é só.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 14 usuários diz(em) obrigado a djaga pelo seu post:
Alimah (15-12-2017), Campanário (05-03-2014), CristalShip (06-06-2014), Denis (04-03-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), gabrigodofwar (10-03-2014), Justo (23-03-2015), Marck Vini (11-02-2018), mentefantastica (23-03-2015), Minerim (04-03-2014), mr.newface (05-03-2014), Reflita (04-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014), Zunim (24-03-2015)
04-03-2014, 11:49 AM
Resposta: #3
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
Este é o futuro do Brasil.
Um bando de vadios e desocupados, gerando mais um bando vadios e desocupados e o governo patrocinando tudo com as tradicionais bolças esmola , para sustentar esta cambada de vagabundos .

Por isto que tem tanto aposentado trabalhando ainda. Na cidade onde morro (Santa Catarina) esta faltando mão de obra tanto operacional como especializada.
A maioria dos jovens não querem trabalhar na produção mas também não querem estudar.
Assim fica complicado.

"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."
Friedrich Nietzsche

Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 11 usuários diz(em) obrigado a avalon pelo seu post:
Denis (04-03-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), djaga (04-03-2014), FABBRIS (10-03-2014), Fire Fox (24-03-2015), Lord_Will (04-03-2014), Marck Vini (11-02-2018), mentefantastica (23-03-2015), Minerim (04-03-2014), probra (05-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014)
04-03-2014, 12:18 PM (Resposta editada pela última vez em: 04-03-2014 01:22 PM por Lord_Will.)
Resposta: #4
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
Se essa geração nem-nem vivesse um modo de vida de simplicidade voluntária, aí tudo bem...

O problema é que essa geração quer iphone e roupa de grife...

Basta olhar essa galerinha do "rolezinho" nem trabalham e mal estudam..
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 9 usuários diz(em) obrigado a Lord_Will pelo seu post:
Aileron (23-12-2017), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), djaga (04-03-2014), Marck Vini (11-02-2018), mentefantastica (23-03-2015), Minerim (04-03-2014), mr.newface (05-03-2014), Siouxsiesyw (05-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014)
Compre Alimentos Orgânicos na Tudo Saudável Produtos Naturais
04-03-2014, 12:44 PM (Resposta editada pela última vez em: 04-03-2014 12:44 PM por Reflita.)
Resposta: #5
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
E VIVA O BOLSA-FAMÍLIA!!

Que faz os vadios votarem no PT! O que revolta mais ainda é ver os esquerdistas e estudantes universitários(principalmente de federal) que se dizem os 'estudados' ou possuidores da razão e da ciência defendendo esse tipo de coisa, sem perceber que para essa uma pessoa que não trabalha receber esse dinheiro, outra que trabalha que tá pagando!

E o mais bizarro é que são contra a meritocracia?! Oras não percebem que se uma pessoa receber a mesma coisa que todo mundo se esforçando ou não, terá como resultado NINGUÉM se esforçando, pelo simples fato de ser mais fácil não se esforçar (e quando eu disse isso a um esquerdista ele argumentou que eu me baseio nisso pela minha experiencia de vida e não por fato cientifico, e eu pergunto 'baseado em que experiencia cientifica se concluiu que só podem ser considerados os fatos cientificos?')

Aqui no RJ conheço muita de origem muito pobre, e que trabalha muito e tem uma condição de vida boa hj por sempre ter trabalhado(e a maioria ajuda os outros em projetos sociais, geralmente ligados as igrejas), mas por outro lado tem também conheço muita gente que vive na favela, e não pretende sair de lá, e os esquerdistas adoram defender eles pois são vitimas da sociedade e merecem um auxilio, só que os mesmos não trabalham pq não precisam, afinal tem gato de tudo(luz,tv a cabo,internet), não pagam imposto, nem aluguel e só trabalham mesmo quando estão com vontade de comprar algo, tipo um celular ou tv nova, aí assina a carteira por 6 meses e corre pro seguro desespero.Mas até aí tudo normal, talvez se eu não precisasse também não trabalharia com algo que não gosto(ainda que isso contribua para a sociedade).

Agora o que não dá para engolir é ser chamado de burgues opressor ou seja lá o que for por um universitariozinho que nunca trabalhou na vida, sustentado pelos pais trabalhadores e que não ajuda nem a mãe a lavar a louça, mesmo depois de vc trabalhar entre 60 e 70 horas semanais, mesmo sendo aposentado a mais de 15 anos... enfim desculpe o desabafo
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 13 usuários diz(em) obrigado a Reflita pelo seu post:
Black Akhil (09-03-2014), Campanário (05-03-2014), CristalShip (06-06-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), djaga (04-03-2014), Justo (23-03-2015), liv dunham (08-03-2014), Marck Vini (11-02-2018), mentefantastica (23-03-2015), Minerim (04-03-2014), Padmé Amidala (14-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014), Zunim (24-03-2015)
04-03-2014, 01:43 PM
Resposta: #6
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
Citar:E o mais bizarro é que são contra a meritocracia?! Oras não percebem que se uma pessoa receber a mesma coisa que todo mundo se esforçando ou não, terá como resultado NINGUÉM se esforçando, pelo simples fato de ser mais fácil não se esforçar (e quando eu disse isso a um esquerdista ele argumentou que eu me baseio nisso pela minha experiencia de vida e não por fato cientifico, e eu pergunto 'baseado em que experiencia cientifica se concluiu que só podem ser considerados os fatos cientificos?')
Amigo @Reflita, sua colocação me fez lembrar desse texto:

Um professor de economia em uma universidade americana disse que nunca havia reprovado um só aluno, até que certa vez reprovou uma classe inteira.

Esta classe em particular havia insistido que o socialismo realmente funcionava: com um governo assistencialista intermediando a riqueza ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e justo.

O professor então disse, “Ok, vamos fazer um experimento socialista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas.” Todas as notas seriam concedidas com base na média da classe, e portanto seriam ‘justas’. Todos receberão as mesmas notas, o que significa que em teoria ninguém será reprovado, assim como também ninguém receberá um “A”.

Após calculada a média da primeira prova todos receberam “B”. Quem estudou com dedicação ficou indignado, mas os alunos que não se esforçaram ficaram muito felizes com o resultado.

Quando a segunda prova foi aplicada, os preguiçosos estudaram ainda menos – eles esperavam tirar notas boas de qualquer forma. Já aqueles que tinham estudado bastante no início resolveram que eles também se aproveitariam do trem da alegria das notas. Como um resultado, a segunda média das provas foi “D”. Ninguém gostou.

Depois da terceira prova, a média geral foi um “F”. As notas não voltaram a patamares mais altos mas as desavenças entre os alunos, buscas por culpados e palavrões passaram a fazer parte da atmosfera das aulas daquela classe. A busca por ‘justiça’ dos alunos tinha sido a principal causa das reclamações, inimizades e senso de injustiça que passaram a fazer parte daquela turma. No final das contas, ninguém queria mais estudar para beneficiar o resto da sala. Portanto, todos os alunos repetiram aquela disciplina… Para sua total surpresa.

O professor explicou: “o experimento socialista falhou porque quando a recompensa é grande o esforço pelo sucesso individual é grande. Mas quando o governo elimina todas as recompensas ao tirar coisas dos outros para dar aos que não batalharam por elas, então ninguém mais vai tentar ou querer fazer seu melhor. Tão simples quanto isso.”

1. Você não pode levar o mais pobre à prosperidade apenas tirando a prosperidade do mais rico;
2. Para cada um recebendo sem ter de trabalhar, há uma pessoa trabalhando sem receber;
3. O governo não consegue dar nada a ninguém sem que tenha tomado de outra pessoa;
4. Ao contrário do conhecimento, é impossível multiplicar a riqueza tentando dividi-la;
5. Quando metade da população entende a ideia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.

Podem ler mais sobre isso aqui.

-------------------------------------------------------------
O aprendizado é a única forma de evolução espiritual. Busque-mo-lo sempre.

Poderei vós amar a si mesmo? E amando a si, reconhecer no próximo, a vós? (Pode amar a ti mesmo? E amando a ti mesmo, reconhecer no teu semelhante, você mesmo?)
Pois todos somos um e ninguém é só.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 16 usuários diz(em) obrigado a djaga pelo seu post:
#RSO# (10-03-2014), Campanário (05-03-2014), CristalShip (06-06-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), dibars (05-03-2014), Justo (23-03-2015), liv dunham (08-03-2014), lone warrior (04-04-2015), Marck Vini (11-02-2018), mentefantastica (23-03-2015), Minerim (04-03-2014), moonwatcher (22-03-2015), mr.newface (05-03-2014), Reflita (04-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014), Zunim (24-03-2015)
04-03-2014, 08:27 PM
Resposta: #7
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
(04-03-2014 12:44 PM)Reflita Escreveu:  E VIVA O BOLSA-FAMÍLIA!!

Que faz os vadios votarem no PT! O que revolta mais ainda é ver os esquerdistas e estudantes universitários(principalmente de federal) que se dizem os 'estudados' ou possuidores da razão e da ciência defendendo esse tipo de coisa, sem perceber que para essa uma pessoa que não trabalha receber esse dinheiro, outra que trabalha que tá pagando!
[...]

Nem todo universitário é esse esteriótipo esquerdista preguiçoso. E é melhor estudante preguiçoso do que vagabundo preguiçoso.

Os profissionais do futuro agradecem essa geração, deixem mais vagas e mais oportunidade para quem estuda de verdade e quer trabalhar.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 8 usuários diz(em) obrigado a zuitaman pelo seu post:
Campanário (05-03-2014), CristalShip (06-06-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), djaga (04-03-2014), liv dunham (08-03-2014), Minerim (05-03-2014), Reflita (04-03-2014), Ze_ninguém (04-03-2014)
Compre o Melhor do Mel e Derivados na Tudo Saudável
04-03-2014, 11:40 PM
Resposta: #8
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
Djaga e o mais impressionante é que ao vc contar essa historia por exemplo que é algo bem obvio que aconteceria, com os alunos, os próprios esquerdistas dizem que isso não vale de nada pois não é um estudo cientifico ou sei lá o que.E ainda vão dizer que é um 'pré-conceito' seu afirmar que os alunos teriam essa reação de não se esforçar.(basta alguns dias trabalhando em contato com o público para perceber que a maioria só se esforça por necessidade e isso é normal)

zuitaman, não quis fazer esteriótipo de que todo universitário é esquerdista preguiçoso, alias eu não concordo com essa afirmação, o que eu disse é que esse tipo de gente é a que mais me revolta, afinal esses tiveram mais contato com a educação e provavelmente conseguiram isso por causa da dedicação e esforço de seus pais, e não dão valor a isso. Eu mesmo não poderia afirmar isso também sou universitário e sei que tem muita gente boa e dedicada nas faculdades.

E de fato concordo com vc quando diz 'deixem mais vagas e mais oportunidades para quem estuda de verdade e quer trabalhar.', e acho que é isso que o mercado acaba fazendo, e quando o 'patrão' não faz isso, ele simplesmente está caminhando para o fracasso.Qualquer empreendedor inteligente sabe a importância de valorizar uma pessoa dedicada.

Agora infelizmente não sei o que é melhor, ou o que é menos pior, o estudante preguiçoso ou o 'vagabundo preguiçoso', nem todo vagabundo vai para o crime , muita das vezes fica somente na vadiagem ou sendo um 'idiota útil', o que já não é bom.Porém um estudante preguiçoso pode conseguir exercer atividades importantes no futuro(como professor ou politico por exemplo)e daí por não ser alguém comprometido em buscar a Verdade, e sim comprometido em defender a sua própria vontade, acaba fazendo um trabalho mais prejudicial a sociedade, do que se estivesse simplesmente quieto vivendo do seu bolsa família.

De fato eu realmente não sei o que é pior.Sei é que eu tento trabalhar da melhor forma que posso, e gasto a maior parte do meu tempo livre estudando e tentando auxiliar outras pessoas em seus estudos (já virou meu hobby, e espero poder ter mais tempo para isso em breve ).
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 9 usuários diz(em) obrigado a Reflita pelo seu post:
Black Akhil (09-03-2014), Campanário (05-03-2014), CristalShip (06-06-2014), DeOlhOnafigueira (05-03-2014), djaga (04-03-2014), Marck Vini (11-02-2018), mentefantastica (23-03-2015), zuitaman (05-03-2014), Zunim (24-03-2015)
05-03-2014, 01:16 PM
Resposta: #9
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
E ainda digo que uma grande maioria gostam de baladas, usam piercing, tatuagens, as musicas que gostam sao as que incentivam a sexo, com coreografia tambem para la de indecentes.
São piores que a geraçao Sexo, drogas e rock'n'roll
hoje temos sexo, drogas funk, roubos, vaidades, baladas. games, internet,

Nossos zumbis Lamentavel.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a coraçao valente pelo seu post:
djaga (09-03-2014), Marck Vini (11-02-2018)
09-03-2014, 01:52 PM
Resposta: #10
RE: Geração Nem-Nem+: uma bomba-relógio
(05-03-2014 01:16 PM)coraçao valente Escreveu:  Nossos zumbis Lamentavel.

Finalmente alguém consegui enxergar algo que a algum tempo tinha percebido.Assim como os zumbis que tem como único função se alimentar de humanos sadios também acontece com nossa Geração de Hedonistas que não projetam nada além da quantidade de vezes em que podem parcelar o seu celular,computador carro e tudo aquilo que traz "Statis".

Demagogia,estudo das paixões sociais,é causa/efeito desse tipo de comportamento do qual lucram os empresário que jogam com as emoções populares enriquecendo com as alienações alheias.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Black Akhil pelo seu post:
djaga (09-03-2014), Marck Vini (11-02-2018), Minerim (09-03-2014), probra (09-03-2014)
Emagreça com saúde neste verão - Tudo Saudável Produtos Naturais
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Christine Lagarde, mais uma bomba no euro nunes3373 0 1,343 27-05-2012 01:30 PM
Última Resposta: nunes3373

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 105 usuários online.
» 1 Membros | 104 Visitantes
Cimberley Cáspio

Estatísticas do Fórum
» Membros: 20,290
» Último Membro: Tédio
» Tópicos do Fórum: 24,783
» Respostas do Fórum: 265,678

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Temer Decreta Intervenção Militar! Quem esperava por essa?
Última Resposta Por: Ricardo T
Hoje 01:47 AM
» Respostas: 50
» Visualizações: 4064
Papua: Fome e epidemia diante da maior mina de ouro do mundo.
Última Resposta Por: Tutomystc O alquimista
Ontem 10:33 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 141
Geração de analfabetos e alienados tecnológicos.
Última Resposta Por: Lucas_0512
Ontem 10:32 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 671
Bolsa Família: esmola para vagabundos ou política de transferência de renda?
Última Resposta Por: nosvana
Ontem 08:35 PM
» Respostas: 113
» Visualizações: 36160
Nicks e avatar porque?
Última Resposta Por: StephanieDK
Ontem 07:56 PM
» Respostas: 210
» Visualizações: 75781
Fim do ensino superior público pago no Chile.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Ontem 07:52 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 385
Plano mirabolante de Elon Musk vai levar internet barata a todo o mundo
Última Resposta Por: O Mensageiro
Ontem 04:49 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 509
Austrália: iniciada maior investigação da história contra Bancos.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
Ontem 03:17 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 170
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Doc S
18-02-2018 10:39 PM
» Respostas: 686
» Visualizações: 150725
A grande farsa chamada viajem a Marte, Nasa e suas missões Hollywoodianas.
Última Resposta Por: Toualy
18-02-2018 09:12 PM
» Respostas: 134
» Visualizações: 9741
Pasta de dente caseira - livre de flúor
Última Resposta Por: draggy29
18-02-2018 05:44 PM
» Respostas: 31
» Visualizações: 42419
Site que vende filtros de água que retira o Fluor
Última Resposta Por: draggy29
18-02-2018 01:57 PM
» Respostas: 70
» Visualizações: 90543
Projeto de renda mínima
Última Resposta Por: ULTRON
18-02-2018 11:43 AM
» Respostas: 8
» Visualizações: 1006
A Geração dos idiotas.
Última Resposta Por: Bogoton
18-02-2018 07:59 AM
» Respostas: 49
» Visualizações: 10304
Terra Chata? Uma Nova Teoria sobre o Polo Sul
Última Resposta Por: Branco
18-02-2018 12:05 AM
» Respostas: 414
» Visualizações: 75015
Febre Amarela- São Paulo, RJ, Minas e Bahia.
Última Resposta Por: Doc S
17-02-2018 08:54 PM
» Respostas: 42
» Visualizações: 4269
No Brasil, médicos cubanos são elogiados pela forma de atender e tratar.
Última Resposta Por: AnotherBrickInTheWall
17-02-2018 07:41 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 257
Novo Denunciante - Ex Illuminati (? não acredito em ex...) conta os planos da elite
Última Resposta Por: Elenin20182024
17-02-2018 05:54 PM
» Respostas: 16
» Visualizações: 2692
Somewhere Over The Rainbow (O que existe além do Arco-íris (cores)?
Última Resposta Por: Angelick
17-02-2018 03:17 PM
» Respostas: 9
» Visualizações: 1674
Os Bancos estão morrendo de medo: Bitcoin
Última Resposta Por: Pedro Henrique 25
16-02-2018 11:21 PM
» Respostas: 92
» Visualizações: 6938
Teoria da Terra Plana, como assim?
Última Resposta Por: Elenin20182024
16-02-2018 03:46 PM
» Respostas: 67
» Visualizações: 12113
A diferença entre baixa cultura e alta cultura
Última Resposta Por: Bruna T
16-02-2018 02:26 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 320
Rainha de Inglaterra afirma ser descendente de Maomé (além da possível merovíngia?)
Última Resposta Por: ULTRON
16-02-2018 12:29 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 1041
INWO: Todas as Cartas do Jogo Illuminati New World Order
Última Resposta Por: truth_hurts
16-02-2018 11:54 AM
» Respostas: 126
» Visualizações: 636174
Desenvolvimento científico nacional
Última Resposta Por: AnotherBrickInTheWall
15-02-2018 10:03 PM
» Respostas: 8
» Visualizações: 768
Donald Trump, anti-comunista
Última Resposta Por: Beobachter
15-02-2018 09:16 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 509
Fome mata 11.000 crianças na Venezuela.
Última Resposta Por: Beobachter
15-02-2018 09:06 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 1292
Até quando os bons se calarão?
Última Resposta Por: Beobachter
15-02-2018 05:17 PM
» Respostas: 16
» Visualizações: 1911
2500 pessoas morrem p/ dia devido a falta de água.
Última Resposta Por: Cimberley Cáspio
15-02-2018 04:45 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 314
Em 2 anos, 1.800.000 empresas foram fechadas no Brasil.
Última Resposta Por: Ricardo T
15-02-2018 01:55 AM
» Respostas: 8
» Visualizações: 965

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial