Irrigador Nasal Lota pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 3 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
18-03-2017, 01:55 AM
Resposta: #1
Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
Por David Graeber, no Vertigens | Tradução: Ivan LP
[Imagem: lavoro-485x274.jpg]
Que dizer de uma sociedade que demanda cada vez menos músicos e poetas, enquanto multiplica legiões de advogados corporativos, contadores e operadores de telemarketing? Por que o capitalismo dominado pelas finanças produz este monstrengo?

Em 1930, John Maynard Keynes previu que até o final do século a tecnologia teria avançado o suficiente, para que países como a Grã-Bretanha ou os Estados Unidos implementassem a semana de trabalho de 15 horas. Existem muitas razões para acreditar que ele estava certo e no entanto isso não aconteceu. Ao contrário, a tecnologia foi sendo configurada de maneira a nos fazer trabalhar mais. No intuito de alcançar este objetivo, trabalhos efetivamente inúteis tiveram de ser criados. Exércitos de pessoas, na Europa e na América do Norte em particular, passaram vidas inteiras realizando tarefas que eles no fundo acreditavam serem desnecessárias. O dano moral e espiritual deste fato é profundo. É uma marca em nossa alma coletiva. No entanto, quase ninguém fala sobre isso.

Por que a utopia prometida por Keynes nunca se materializou? A resposta mais comum hoje é que ele não visualizou o aumento maciço do consumismo. Dada a escolha entre menos horas de trabalho ou mais brinquedos e prazeres, escolhemos os últimos. Isto pode parecer um bom conto moralista, mas um pouco de reflexão nos revela que não é bem assim. Sim, nós temos testemunhado a criação de uma variedade infinita de novos empregos e de novas indústrias desde os anos 1920, mas muito poucas não têm a ver com a produção e distribuição de sushi, iPhones ou tênis extravagantes.

Quais são esses novos postos de trabalho precisamente? Um relatório recente comparando o emprego nos Estados Unidos entre 1910 e 2000, nos dá uma boa ideia. No decorrer do último século, o número de “trabalhadores braçais” na indústria e no setor agrícola diminuiu drasticamente. Ao mesmo tempo, empregos como de gerentes, assistentes, vendedores e outros cresceram de um quarto para três quartos do emprego total. Em outras palavras, trabalhos produtivos foram largamente automatizados como previsto (ainda que você leve em consideração os trabalhadores da industria de maneira global, incluindo China e Índia, a porcentagem é muito menor do que costumava ser).

Mas em vez de permitir uma redução maciça da jornada de trabalho, para que a população mundial tivesse a oportunidade de correr atrás seus próprios projetos, prazeres, visões e ideias, temos visto um crescimento não só do setor de “serviços”, como do setor administrativo, incluindo a criação de novos ramos como o de serviços financeiros ou telemarketing, ou a expansão sem precedentes de setores como direito corporativo, administração da saúde e acadêmica, recursos humanos e relações públicas. Esses números ainda não são suficientes para refletir esse contingente de pessoas cujo trabalho é prover apoio administrativo, técnico ou de segurança, pois existe toda uma cadeia de ramos auxiliares (de petshops a pizzarias 24h) que só existem porque todo mundo está gastando muito tempo trabalhando nessa “nova” atividade.

Estes são os que proponho chamar de “empregos de *****.”

É como se alguém estivesse criando empregos inúteis apenas para nos manter trabalhando. Aqui precisamente reside o mistério. No capitalismo, isto é exatamente o que não deveria acontecer. Certamente foi o que aconteceu nos velhos e ineficientes estados socialistas da União Soviética – pois o emprego era considerado tanto um direito quanto um dever sagrado. O próprio sistema criou tantos empregos quanto considerava necessário (razão pela qual as lojas de departamento na União Soviética tinham até três funcionários para vender um pedaço de carne). Supostamente esse é um problema que a competição no mercado deveria corrigir. Pelo menos de acordo com a teoria econômica, a última coisa que uma empresa com fins lucrativos deveria fazer seria gastar dinheiro com trabalhadores que elas não precisam empregar. Ainda assim, de alguma forma isso acontece.

Se por um lado as corporações podem, de tempos em tempos, diminuir de tamanho drasticamente, os cortes e demissões normalmente recaem sobre aqueles que estão efetivamente se mexendo, ajustando, pensando e fazendo o negócio girar; através de uma estranha alquimia que ninguém pode explicar, o número de burocratas assalariados está se expandindo e um número cada vez maior de empregados encontra-se, não como os trabalhadores da União Soviética, é claro, trabalhando 40 ou 50 horas por semana, mas efetivamente 15 horas como Keynes havia previsto, desde que passem o resto da semana assistindo, organizando e participando de seminários motivacionais, atualizando seus perfis no Facebook, ou fazendo downloads de séries.

A resposta claramente não é econômica: é moral e política. A classe dominante descobriu que uma população feliz, produtiva e com tempo livre disponível é um perigo mortal (pense no que ocorreu quando esse sonho se tornou possível nos anos 1960). Por outro lado, o sentimento de que o trabalho é um valor moral em si, e de que qualquer um que não esteja disposto a se submeter a uma intensa disciplina de trabalho não merece nada, é extremamente conveniente.

Observando o crescimento aparentemente interminável das responsabilidades administrativas dos departamentos acadêmicos ingleses, eu tive uma possível visão do inferno. O inferno é um conjunto de indivíduos, que estão gastando a maior parte de seu tempo trabalhando em uma tarefa de que eles não gostam e em que não se dão bem. Digamos que foram contratados porque eram excelentes marceneiros, mas depois chegou-se à conclusão de que na verdade boa parte deles deveria passar a maior parte do tempo fritando peixe. Os empregados então se tornam obcecados e ressentidos ao pensar que alguns de seus colegas de trabalho possam estar gastando mais tempo fazendo armários e não compartilhando a justa responsabilidade de fritar peixes. Em pouco tempo, pilhas de peixe frito ruim se acumulam e isso é tudo o que eles realmente fazem.

Todos os argumentos que eu venha a usar vão suscitar imediatamente as seguintes objeções: “quem é você para dizer quais trabalhos são realmente ‘necessários’? O que é ‘necessário’ afinal? Você é um professor de antropologia, qual a ‘necessidade’ disso?” (leitores de tabloides certamente caracterizariam o meu trabalho como a definição de desperdício de gastos sociais). Em algum nível, isso obviamente é verdade. Não deve existir nenhuma métrica objetiva de valor social.

Eu não me atreveria a convencer alguém que acredita que está fazendo uma contribuição importante para o mundo do contrário. Sobre as pessoas que estão convencidas de que seus trabalhos não fazem sentido, o que podemos dizer? Não faz muito tempo, voltei a ter contato com um amigo do colégio que não via desde os doze anos. Fiquei encantado em descobrir que nesse tempo ele se tornou um grande poeta e vocalista de uma banda de indie rock. Eu já tinha ouvido algumas de suas músicas no rádio sem saber que o conhecia. Ele era obviamente brilhante, inovador, e seu trabalho tinha sem dúvida iluminado e melhorado a vida de muitas pessoas. No entanto, depois de dois álbuns que não tiveram sucesso, ele perdeu o contrato. Atormentado com dívidas e um filho recém-nascido, acabou “escolhendo a opção de muitos que não sabem o que fazer da vida: Direito”. Agora ele é um advogado corporativo que trabalha em uma firma proeminente em Nova York. Admitiu que seu trabalho é totalmente sem sentido, que não contribui em nada para o mundo e em sua própria avaliação não deveria existir.

Este fato estimula a propor inúmeras questões. Por exemplo: o que dizer de uma sociedade que parece ter uma demanda extremamente limitada por músicos-poetas, mas aparentemente uma demanda infinita por especialistas em leis corporativas? (Resposta: se 1% da população controla a maior parte da riqueza disponível, o que nós chamamos de “mercado” reflete o que eles — não qualquer outra pessoa — acha útil). Isso mostra que a maioria das pessoas que ocupam esses cargos, estão em última análise cientes disso. De fato, eu não me lembro de ter conhecido um advogado corporativo que não considere seu trabalho um trabalho de *****. O mesmo vale para quase todas as novas atividades citadas acima. Existe toda uma classe de assalariados que você irá encontrar em festas. Diga que você faz um trabalho interessante (um antropólogo, por exemplo). Eles vão evitar falar sobre seus próprios trabalhos. Ofereça alguns drinks e em pouco tempo eles farão discursos sobre como seus trabalhos são estúpidos e inúteis.

Temos aqui uma violência psicológica profunda. Como alguém pode sequer começar a falar sobre dignidade no trabalho quando se pensa que o emprego do outro não deveria existir? Como isso pode não criar uma profunda sensação de raiva e ressentimento? No entanto, essa é a genialidade um tanto peculiar da nossa sociedade, onde os que ditam as regras descobriram uma maneira, no caso dos fritadores de peixe, de se certificarem de que essa raiva fosse direcionada diretamente para aqueles que fazem o trabalho que importa. Por exemplo: em nossa sociedade parece existir uma regra geral onde quanto mais o seu trabalho beneficia outras pessoas, menos remuneração você receberá. De novo, uma medida objetiva é difícil de encontrar, mas para entender basta perguntar: o que aconteceria se toda essa classe de pessoas simplesmente desaparecesse? Diga o que quiser sobre enfermeiras, catadores de lixo, mecânicos, mas se eles desaparecessem do nada, os resultados seriam imediatamente catastróficos. Um mundo sem professores ou estivadores estaria em apuros, e mesmo um mundo sem escritores de ficção científica ou sem músicos seria certamente um mundo pior. Não está exatamente claro que tipo de problema a sociedade teria se todos os executivos-chefes, lobistas, pesquisadores de relações públicas, contadores, operadores de telemarketing, oficiais de justiça ou consultores jurídicos desaparecessem. (Muitos suspeitam que poderia melhorar muito). Tirando alguma exceções (como por exemplo médicos), a regra parece fazer sentido.

De maneira ainda mais perversa, parece existir um consenso de que é assim que as coisas devem ser. Esse é um dos pontos fortes do populismo de direita. Perceba como os tabloides mostram os dentes quando funcionários do metrô param Londres por conta de negociações salariais: eles param Londres porque seu ofícios são necessários, mas isso parece incomodar as pessoas. Isto é ainda mais claro nos Estados Unidos, onde os republicanos tiveram sucesso notável na tarefa de mobilizar o ressentimento contra os professores, trabalhadores da indústria automobilística (mas não contra os administradores das escolas ou gerentes das indústrias automobilísticas, que de fato parecem ser a fonte dos problemas) por causa de seus salários e benefícios supostamente elevados. Como se eles estivessem dizendo “mas vocês são professores! Ou fazem carros! Precisam arrumar empregos de verdade! Vocês esperam aposentadoria e planos de saúde de classe média?”

Se alguém tivesse inventado um regime de trabalho perfeitamente adequado à manutenção do poder do capital financeiro, dificilmente conseguiria obter um maior êxito. Os trabalhadores “reais” e produtivos são implacavelmente explorados. O restante está dividido entre uma porção aterrorizada (universalmente demonizada) de desempregados e uma outra que é basicamente paga para não fazer nada, em postos de trabalho criados para a identificação com as perspectivas e sensibilidades da classe dominante (gerentes, administradores, etc) — e particularmente com seus avatares financeiros — mas, ao mesmo tempo, promovem um ressentimento feroz contra aqueles que realizam um trabalho que tem inegavelmente um valor social. Obviamente, o sistema nunca foi conscientemente construído. Ele emergiu de quase um século de tentativa e erro, mas é a única explicação que encontrei, pela qual a despeito de nossas capacidades tecnológicas, nós não estamos trabalhado 3 ou 4 horas por dia.


David Graeber é professor de antropologia da London School of Economics. Tradução livre de Ivan LP. Artigo publicado originalmente na revista Strike.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Anonymous_T.ron pelo seu post:
Dan7 (18-03-2017), djaga (18-03-2017), gonçalo ribas (18-03-2017), OfimDoComeço (22-03-2017), ruicoelho (18-03-2017), Salsichinha (20-03-2017)
Emagreça com saúde neste verão - Tudo Saudável Produtos Naturais
18-03-2017, 12:08 PM
Resposta: #2
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
Poderia resumir?
Pois li tudo e nao entendi como se multiplica trabalhos estúpidos.
Dizer que a culpa é dos interesses de 1% da população não é de fato coerente. Pois o interesse é de 99% da população que PRECISA de um trabalho, mesmo que estupido, para sobreviver, pois caso contrario morreria de fome.
Entendo que tem muita gente que gostaria de fazer o que gosta, mas muitas vezes o que gosta nao da dinheiro.
Se olhar os antigos filósofos que faziam o que gostavam, todos eles tinham vários escravos trabalhando para eles poderem fazer o que gostavam, mas pergunte se os escravos estavam satisfeitos com seu trabalho e se estavam fazendo o que gostavam, logico que nao.
Entao o próprio resumo faço para ti.
Sempre houve escravos fazendo o que nao gostavam simplesmente por não tinham dinheiro para nao serem escravos.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a pablo_hp pelo seu post:
Anonymous_T.ron (18-03-2017), DeOlhOnafigueira (18-03-2017), Inteligência Artificial (19-03-2017), Jápeto (18-03-2017), OfimDoComeço (22-03-2017), ruicoelho (19-03-2017)
18-03-2017, 12:43 PM
Resposta: #3
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
Como diria o autor: “nós somos os 99 por cento”. Ou seja, os que fazem o serviço de *****.

PORÉM, são serviços essenciais!

Cito @Anonymous_T.ron: "Se olhar os antigos filósofos que faziam o que gostavam, todos eles tinham vários escravos trabalhando para eles poderem fazer o que gostavam, mas pergunte se os escravos estavam satisfeitos com seu trabalho e se estavam fazendo o que gostavam, logico que nao".

Enfim, o tal Graeber é um anarquista.

O indivíduo desempenhar um serviço que não tem conhecimento - no caso do mecânico desempregado que trabalha fritando peixes -, é tudo uma questão de sobrevivência. Já pensou, chegar em casa e presenciar os filhos sem comida? Daí vai fazer o que? Voltar para a rua e se dar o luxo de procurar o emprego em que é especialista? Claro que nao! Vai fritar peixes! É por aí...

E por fim, me lembrei daquela estória "Todo cusão pode ser chefe". Ou seja, por mais desvalorizada que seja o tipo de trabalho, num sistema ele é de suma importância.

_____________________________________________________
Blog DeOlhOnafigueira
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a DeOlhOnafigueira pelo seu post:
Anonymous_T.ron (18-03-2017), Jápeto (18-03-2017), OfimDoComeço (22-03-2017)
18-03-2017, 08:25 PM
Resposta: #4
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
O que me deixa louco é quando vejo pessoas incomodadas por estar em casa e não estar fazendo o seu trabalho estúpido, como chegamos a esse ponto de uma pessoa achar que vender o seu tempo é o melhor jeito de passar o tempo...
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a Binho C.R. pelo seu post:
OfimDoComeço (22-03-2017), Sepupo (24-03-2017)
O Melhor em Suplementos Esportivos Você encontra na Tudo Saudável
19-03-2017, 12:56 AM
Resposta: #5
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
(18-03-2017 08:25 PM)Binho C.R. Escreveu:  O que me deixa louco é quando vejo pessoas incomodadas por estar em casa e não estar fazendo o seu trabalho estúpido, como chegamos a esse ponto de uma pessoa achar que vender o seu tempo é o melhor jeito de passar o tempo...

Vender seu tempo não é nunca foi a melhor maneira de passar o tempo, mas você tem escolhas, ou vende seu tempo e compra comida ou perde seu tempo procurando comida.

A maioria das pessoas que rejeitaram o sistema e tentaram fugir do sistema se isolando, morreram de fome, doença ou foi devorado.

Portanto, por pior que o sistema pareça, ainda assim não deve ser vista como a pior de todas. Sempre pode ficar pior.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a pablo_hp pelo seu post:
Binho C.R. (19-03-2017), Inteligência Artificial (19-03-2017), OfimDoComeço (22-03-2017), ruicoelho (19-03-2017)
19-03-2017, 02:13 PM
Resposta: #6
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
Trabalhos estúpidos são frutos de sociedades estúpidas.
O Brasil por exemplo tem um exército de pessoas trabalhando com telemarketing,ou que ficam em portas de lojas chamando clientes,mas quantos doutores em algum assunto ele tem?
Temos fartura em animadores de festa que ao meu ver é um trabalho bem estúpido,vide que festa é algo animado por natureza,mas quantos grandes físicos temos?
Não que isso seja um problema exclusivo do Brasil,acredito apenas que nele tal problema se acentua,mas os EUA também tem tal problema.
Todos precisamos de alguma ocupação que gere um retorno financeiro,mas nem todos tem condições intelectuais e estudantis de ter uma ocupação financeira que não seja estúpida e se sujeitam ao que aparece e cabe a eles,como no Ocidente estudo e intelecto estão cada vez mais sendo deixados de lado(deixados de lado pois é uma proposta da NOM de controle social através da ignorância),mais pessoas estúpidas vão sendo "construídas",aí mais empregos estúpidos vão aparecendo e assim a "roda gira" .....

*VISITE*
http://forum.noticiasnaturais.com
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Sanderson S. Pierre pelo seu post:
hanwou (19-03-2017)
19-03-2017, 06:14 PM
Resposta: #7
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
(19-03-2017 12:56 AM)pablo_hp Escreveu:  
(18-03-2017 08:25 PM)Binho C.R. Escreveu:  O que me deixa louco é quando vejo pessoas incomodadas por estar em casa e não estar fazendo o seu trabalho estúpido, como chegamos a esse ponto de uma pessoa achar que vender o seu tempo é o melhor jeito de passar o tempo...

Vender seu tempo não é nunca foi a melhor maneira de passar o tempo, mas você tem escolhas, ou vende seu tempo e compra comida ou perde seu tempo procurando comida.

A maioria das pessoas que rejeitaram o sistema e tentaram fugir do sistema se isolando, morreram de fome, doença ou foi devorado.

Portanto, por pior que o sistema pareça, ainda assim não deve ser vista como a pior de todas. Sempre pode ficar pior.

Sim no caso de necessidade sim mas vejo muito uma conversa no sentido de pessoas acharem que precisam completar todo seu tempo com trabalho se assim não for parece não ter alternativas melhores pra gastar seu valioso tempo.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Compre amendoim e derivados pelo menor preço aqui - Loja Tudo Saudável
19-03-2017, 06:55 PM
Resposta: #8
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
(19-03-2017 12:56 AM)pablo_hp Escreveu:  ...
Vender seu tempo não é nunca foi a melhor maneira de passar o tempo, mas você tem escolhas, ou vende seu tempo e compra comida ou perde seu tempo procurando comida.
...

Como em tudo na vida há um antes, um durante e um depois. Certamente que você geriu o seu antes com o objectivo de ser alguém e viver uma vida melhor, certo? Quantos não o fazem por desleixo? Olhe em seu redor e veja o que fazem hoje a maioria dos jovens estudantes. Nada, zero, a não ser palermices e patifarias. Não lembram o esforço que o pai faz para os mandar para a escola aprender para serem gente.

O durante, após o antes, deveria servir de consolidação para o que aprendeu. Deveria servir para voluntariamente consolidar os seus conhecimentos, quanto mais não seja fazendo voluntariado. Mas o que vê o meu amigo? Borga, discoteca, álcool, droga e boa vida. Certamente não foi este o rumo que você tomou, ou estou enganado?

O depois. Enquanto uns sorriem e bem dizem o tempo empregue em estudar e ajudar os pais, pois agora estão usufruindo do seu esforço, os outros criticam-no pelo simples facto de ter uma vida razoável, um carro bom, um emprego digno, etc... esquecendo que a maioria andou desperdiçando energia sem nada fazer. Foi pelo seu esforço que você chegou aqui e certamente se sentirá incomodado de ser chamado de "bon vivant".

Educação precisa-se assim como rigor e justiça, pois rigor e justiça sem compaixão é tirania. Assim, por cada ser humano que educamos, estamos a contribuir para uma sociedade melhor e mais igualitária.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
19-03-2017, 08:13 PM
Resposta: #9
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
(19-03-2017 06:55 PM)ruicoelho Escreveu:  
(19-03-2017 12:56 AM)pablo_hp Escreveu:  ...
Vender seu tempo não é nunca foi a melhor maneira de passar o tempo, mas você tem escolhas, ou vende seu tempo e compra comida ou perde seu tempo procurando comida.
...

Como em tudo na vida há um antes, um durante e um depois. Certamente que você geriu o seu antes com o objectivo de ser alguém e viver uma vida melhor, certo? Quantos não o fazem por desleixo? Olhe em seu redor e veja o que fazem hoje a maioria dos jovens estudantes. Nada, zero, a não ser palermices e patifarias. Não lembram o esforço que o pai faz para os mandar para a escola aprender para serem gente.

O durante, após o antes, deveria servir de consolidação para o que aprendeu. Deveria servir para voluntariamente consolidar os seus conhecimentos, quanto mais não seja fazendo voluntariado. Mas o que vê o meu amigo? Borga, discoteca, álcool, droga e boa vida. Certamente não foi este o rumo que você tomou, ou estou enganado?

O depois. Enquanto uns sorriem e bem dizem o tempo empregue em estudar e ajudar os pais, pois agora estão usufruindo do seu esforço, os outros criticam-no pelo simples facto de ter uma vida razoável, um carro bom, um emprego digno, etc... esquecendo que a maioria andou desperdiçando energia sem nada fazer. Foi pelo seu esforço que você chegou aqui e certamente se sentirá incomodado de ser chamado de "bon vivant".

Educação precisa-se assim como rigor e justiça, pois rigor e justiça sem compaixão é tirania. Assim, por cada ser humano que educamos, estamos a contribuir para uma sociedade melhor e mais igualitária.

Ola Rui.
Senti um pouco que está falando como se fosse um pai.
Mas o contexto que expôs nao chega nem perto da minha realidade.
Nao tive pais e nao tenho filhos.
Cresci passando por todas as dificuldades possíveis e ja fui muito humilhado simplesmente por ser pobre.
Nao foram meus atos que me moldaram pois sempre fui subjugado e humilhado simplesmente por ter nascido.
Ja diziam que nunca seria ninguém na vida e meus tios faziam questão de mostrar quanto os filhos deles eram superiores a mim por que tinham estudo, orientação, dinheiro e ate por que eram mais bonitos do que eu por que faziam academia e tinham alimentação melhor do que eu.
Por falta de orientação fiz escolhas ruins sim que mw pesam ainda ate hoje.
Quando entrei para uma faculdade nem sabia o que era faculdade.
Mesmo assim, sempre trabalhei muito para os outros ganhando pouco ate conseguir mw formar. Sempre fui dedicado nos estudos e não gostava de matar aula ou ficar de papo furado.
Quando me formei acreditava que as coisas iriam melhorar, mas percebi que apenas me colocaram na arena com uma faquinha para gladiar contra outros que estão com facas, espadas e ate com tanques de guerra neste mar de sangue chamado mercado. Por isto, digo, nao fui negligente, ate hoje tenho sido martirizado por um passado do qual nao tenho como fugir.
Embora nao tenha alcançado meus objetivos e até hoje tenho que ouvir que meus parentes estão melhor do que eu, eu sigo, apenas com fé, de que as coisas um dia melhorem.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a pablo_hp pelo seu post:
ruicoelho (20-03-2017)
20-03-2017, 06:57 AM (Resposta editada pela última vez em: 20-03-2017 09:16 AM por ruicoelho.)
Resposta: #10
RE: Graeber: assim multiplicam-se trabalhos estúpidos
(19-03-2017 08:13 PM)pablo_hp Escreveu:  ...
Ola Rui.
...

Caro Amigo e companheiro @pablo_hp na verdade não nos conhecemos uns aos outros, é pena. Por isso meu erro de avaliação. Não só me baseei no seu discurso como numa imagem subtil que fiz de si. Felizmente tenho o senso de tentar sempre ser educado...

Mas, dito isto, pois considero importante, acrescento que aquilo a que teve direito foi o que lhe foi atribuído no inicio e, pelo que podemos observar, soube gerir o pouco que lhe deram excelentemente.

Mas há algo ainda a acrescentar. Embora pareça me estar a contradizer, a escola da vida é talvez a escola mais dura, mais complexa mas mais produtivae mais completa. É uma escola que nos prepara para o futuro apesar da sua dureza e, pelo que podemos ver no seu discurso, você não está bem, você está excelentemente preparado para mostrar a todos, sem orgulho, o que fez e vai ainda fazer da vida.

Por favor sinta-se orgulhoso de si.
Abraço.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a ruicoelho pelo seu post:
pablo_hp (20-03-2017)
Maca Peruana pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Por que o brasileiro é assim?? Vitoreli 36 9,267 08-07-2015 01:48 PM
Última Resposta: Vitoreli
  E os brasileiros, seriam estupidos? phacs 8 4,251 15-04-2012 09:30 PM
Última Resposta: IJahMan
  Universo Fractal - Somos Fractais? Assim como macro é o micro? Matemática x Filosofia soniapaz 7 12,111 19-01-2012 01:57 AM
Última Resposta: averdadenomundo

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 160 usuários online.
» 4 Membros | 156 Visitantes
Elenin20182024, Gapre

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,758
» Último Membro: aderbal
» Tópicos do Fórum: 24,329
» Respostas do Fórum: 258,769

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
O que aconteceria se a Terra de repente ficasse plana
Última Resposta Por: Bogoton
Hoje 07:56 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 387
Dono da JBS grava Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha
Última Resposta Por: Gapre
Hoje 07:48 PM
» Respostas: 261
» Visualizações: 13611
Projeto Blue Beam
Última Resposta Por: Doc S
Hoje 06:58 PM
» Respostas: 155
» Visualizações: 35650
O desequilibrio da penalidade e suas consequências.
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
Hoje 04:59 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 228
Hospital remove parte do estômago de paciente errado
Última Resposta Por: Icarox
Hoje 04:07 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 183
Nibiru, Elenin, - Transformações da Terra - o que ninguém te conta
Última Resposta Por: Elenin20182024
Hoje 10:50 AM
» Respostas: 1182
» Visualizações: 493560
Catastrofe climatica de Junho à Setembro?!...
Última Resposta Por: Fire Fox
Hoje 09:58 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 1637
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Fire Fox
Hoje 09:47 AM
» Respostas: 413
» Visualizações: 118212
GUERRA CIVIL na Venezuela
Última Resposta Por: jonas car
Hoje 09:02 AM
» Respostas: 319
» Visualizações: 79819
O feminismo ontem, e as falácias do feminismo hoje! (aberração)(18+)
Última Resposta Por: jonas car
Hoje 08:55 AM
» Respostas: 16
» Visualizações: 2464
Cuidado ao usar as Redes Sociais - Importante
Última Resposta Por: jonas car
Hoje 08:37 AM
» Respostas: 81
» Visualizações: 51305
Como sair da Matrix por Olavo de Carvalho
Última Resposta Por: Tyler Durden
Ontem 07:31 PM
» Respostas: 23
» Visualizações: 1324
Sharia vs Secular Democracy – which is more tolerant? The debate video!
Última Resposta Por: Binho C.R.
Ontem 06:58 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 175
Elijah Wood denuncia escândalo de pedofilia em Hollywood
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
Ontem 05:47 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 3026
Google não irá mais ler seus emails para personalizar os anúncios na internet
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
Ontem 04:12 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 155
Misterioso objeto planetário do tamanho de Marte pode estar se escondendo no Sistema
Última Resposta Por: Bruna T
Ontem 11:18 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 310
Compra de arma de fogo
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 07:21 AM
» Respostas: 40
» Visualizações: 18799
Terra Chata? Uma Nova Teoria sobre o Polo Sul
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 04:03 AM
» Respostas: 374
» Visualizações: 59448
Série de TV Previu há 24 Anos o Incêndio Mortal da Torre Grenfell em Londres?
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 03:47 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 396
Cresce de Forma Alarmante a Censura na Internet no Mundo Todo
Última Resposta Por: jonas car
Ontem 02:12 AM
» Respostas: 11
» Visualizações: 2431
Monitoramento Global, Terremotos, Solares, Marés etc
Última Resposta Por: Doc S
23-06-2017 06:06 PM
» Respostas: 60
» Visualizações: 36616
(Importante) III Guerra Mundial
Última Resposta Por: Doc S
23-06-2017 05:59 PM
» Respostas: 657
» Visualizações: 411780
COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Doc S
23-06-2017 05:44 PM
» Respostas: 173
» Visualizações: 14858
Corte das relações com o Qatar é o início da desintegração dos países Árabes
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
23-06-2017 04:35 PM
» Respostas: 25
» Visualizações: 2083
'Pelo bem da humanidade', Stephen Hawking faz apelo para que homem volte à Lua
Última Resposta Por: Icarox
23-06-2017 02:52 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 586
Evolução da inteligencia artificial
Última Resposta Por: Xevious
23-06-2017 02:08 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 3393
Donald Trump: candidato anti-NOM ?
Última Resposta Por: Elenin20182024
23-06-2017 01:56 PM
» Respostas: 67
» Visualizações: 9509
Donald Trump morreu, o que vemos na mídia como candidato não é mais ele
Última Resposta Por: Elenin20182024
23-06-2017 01:55 PM
» Respostas: 12
» Visualizações: 10933
Novo Trailer da 29ª Temporada dos Simpsons (estranho)
Última Resposta Por: Elenin20182024
23-06-2017 01:55 PM
» Respostas: 16
» Visualizações: 3472
Olavo de Carvalho - O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota
Última Resposta Por: Olbiano
23-06-2017 01:26 PM
» Respostas: 51
» Visualizações: 29780

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial