Irrigador Nasal Lota pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O direito penal e a advogacia criminal em duas visões.
06-05-2016, 12:12 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-05-2016 01:19 PM por Guigo Xavier.)
Resposta: #1
O direito penal e a advogacia criminal em duas visões.
Há alguns meses fiz um artigo publicado pelo canal Ciências Criminais, do site JusBrasil, e, recentemente, descobri que havia um colega que havia publicado um outro embasado no meu.

Essas duas visões sobre o tratamento do Direito Penal a depender de qual localidade esta e qual a sua fisionomia revelam muito sobre o nosso mundo.

Primeiramente, dou um relato da minha experiência e depois a de um colega que "respondeu" ao meu artigo.

[Imagem: laywer-young1452722304.jpg]


"A advocacia criminal na visão de um jovem de classe média

Por Rodrigo Freitas Xavier

Ao ler o artigo do Dr. Anderson Figueira da Roza, intitulado “Por que somos vistos como os advogados do Diabo?” (veja aqui), no qual tece algumas considerações sobre a forma como o advogado criminalista é visto pela sociedade, me questionei qual seria a função desse profissional, pois pretendo atuar nessa área.

O trecho “ninguém passa uma vida inteira sem errar, sem cometer alguma atitude incorreta, imoral e até mesmo delituosa”, remeteu-me a fazer uma análise da minha própria vida, em especial, a minha delituosa juventude, digamos assim.

Bem-aventurado é o homem que nasce em classes “superiores” onde seus erros são resolvidos de maneira menos gravosa do que o direito penal dado, em sua grande maioria, a punir os filhos da pobreza com todo rigor e crueldade.

Ah, se eu tivesse nascido em uma periferia! Talvez já tivesse ficado alguma temporada em alguma masmorra deste Brasil. A juventude da classe média e alta recebe punições mais eficazes do que os meninos com pés descalços. Aqueles, após errar, recebem o carinho e abraço da mãe e punições brandas das mesmas e desviam-se da mão pesada do Direito Penal. “Vai ficar sem vídeo game”, diria a genitora, ou daria algumas palmadas (tão comuns naquela época), a fim de que seu filho não errasse mais.

Mas sempre mantendo os devidos cuidados para não o magoar muito. Estes últimos recebem um carinho especial dos homens de farda e, ainda, alguns meses nas escolinhas do crime. Esses carinhos, algumas vezes, incluem algum abuso sexual, ou “pequenas” torturas. Mas isso “é pra ele aprender. Bem feito!”, diz a sociedade. Ele realmente aprende. Aprende a fazer isso com qualquer um. Ele poderá distribuir o carinho que ele aprendeu. Pode ser até comigo ou qualquer outro. Quando ele bota em prática aquilo que aprendeu, “tem que morrer!”, escuta-se aos quatro ventos.

Aos 18 anos tive uma suspensão condicional do processo, nos termos do artigo 89 da lei 9099/95, por um erro cometi, fora tantos outros passados impunes na adolescência, pela maior tolerância que a sociedade que faz e aplica o direito tem com os seus próximos, apesar de não ser tão próximo assim de pessoas com influência política ou econômica, mas tenho o estereótipo de bom moço (branquinho de olho claro, residente no Plano Piloto de Brasília, estudante de escola particular) que fez com que os agentes me tratassem com respeito em todos os momentos.

Até as abordagens policiais pelas madrugadas eram, de certa maneira, respeitosas, sem agressões ou xingamentos. Engraçado era quando filhos de militares estavam no momento da abordagem, nem eram revistados. Se o sistema tivesse sido tão duro quanto a sociedade quer que apliquemos o direito, muito provavelmente, não estaria aqui para dizer essas palavras. A minha identificação com ela seria diferente.

Vera Malaguti Batista, em “Difíceis Ganhos Fáceis”, apresenta informações que comprovam o tratamento diferenciado dado aos jovens que se relacionavam com drogas no século passado no Estado do Rio de Janeiro. Para os meninos da zona sul: jovem de “boa família”, liberado após apresentação de atestado médico e compromisso da família de fazer o acompanhamento. Esses eram os diagnósticos mais comuns. Para os meninos de rua ou favelados era dado estadia nas casas de custódia para tratamento e lá ficavam, às vezes, esquecidos, perdendo a sua liberdade na época mais importante para a formação do ser humano.

Pra quê advogado criminalista? Pra garantir que os erros sejam tratados de maneira digna, pois é mantendo a dignidade da pessoa humana que a pessoa respeita a sociedade e, consequentemente, respeita o outro ser humano. Respeitando o ser humano, respeitam o país em que estão inseridos e, assim, trabalham por ele, prosperando para o bem coletivo. Direitos Humanos não são para defender bandidos, são para defender a sociedade.

A minha experiência me mostrou uma sociedade, inclusive um Estado, mais cuidadoso com seus jovens. Se foram assim comigo, podem ser com qualquer um. Como diz nosso texto Constitucional, art. 227:

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.”

Eu tive, de forma razoável, esses direitos garantidos mesmo quando estava errado. Estamos falhando com grande parte das nossas crianças. É comum ver aqueles que possuem todos esses aspectos negligenciados. É comum ter essas mesmas pessoas sentadas nos bancos dos réus, autores dos crimes repulsivos.

Sonho com o dia que o jovem negro pobre tenha o mesmo tratamento que eu tive na minha formação. Não acho que eu merecia ter o tratamento que eles possuem, ninguém merece, mas eles precisam e merecem o tratamento dado a mim quando eu errei, e não foram poucas vezes.

É muito difícil criar um jovem razoavelmente capaz para os aspectos da vida adulta. Pais, avós, familiares, amigos e Estado, auxiliam jovens das classes com melhores condições sociais a ficarem longe de fatores que comprometam o seu desenvolvimento psíquico, físico e moral. Afinal qual mãe que nunca disse: “esse menino deu trabalho, bateu nos meninos na rua, jogou pedra na janela da vizinha, estourou a caixa de luz” ou qualquer outra coisa que afete um bem jurídico alheio, as vezes até graves, mas que são tratados de maneira mais tolerante e amigável quando se é como eu: branquinho do olho claro, residente em um bom bairro.

Não sou especial, ou coisa parecida, sou um ser humano que foi tratado com dignidade e respeito e, assim, criei respeito pela sociedade que me criou.

Eu, como um jovem advogado que pretende atuar nessa linda área penal, quero um dia lutar e, quem sabe, possibilitar que todos recebam o tratamento que tive quando eu estava agindo de maneira errada, principalmente os que estão largados por aí hoje nos abordando com a palma da mão estendida em troca de uma esmola que poderá amanhã abordar com a mesma mão empunhando uma arma e botar em prática aquilo que nós ensinamos a elas.

Então, os advogados criminalistas não são advogados do Diabo, são advogados de Deus. Pois dão, ou deveriam dar, valor a todos os seres humanos, independentemente, do rosto, cor, ou classe social. Na Bíblia, Jesus diz que aquele que visitar pequeninos na prisão estará O visitando:

“Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me;estive na prisão, e foste me ver. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? Ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.” (Mateus 25:35-40)

Um grande abraço a todos os advogados de Deus.


http://canalcienciascriminais.jusbrasil....asse-media

"A advocacia criminal na visão de um jovem de classe "D", será que existe?

Por Wesley Ribeiro

Li sobre o artigo postado sobre este tema do nosso colega Rodrigo Freitas Xavier e sei que estava respondendo a questão do Advogado do Diabo, Advogado Criminal, mas colocarei o outro lado de uma classe da qual você não gostaria de fazer parte.

Nasci em uma cidade pobre, aqui no Distrito Federal, taxada pelos próprios fundadores de "agreste do sertão", onde a perspectiva de estudo é apenas o 1º grau e incompleto. Negro de cabelos baixos, estudante de colégios públicos e privados outorgados pelo esforço incomensurável da minha mãe. Ah, se eu tivesse nascido em um berço de uma classe média! Na minha melhor idade não receberia alguns dos tratamentos dos quais você não gostaria de passar, irei relatar.

Aos 17 anos recebi meu primeiro tratamento de "choque" vindo da polícia, fui abordado na rua, comigo estavam mais dois amigos "negros", sabe aquela abordagem de rotina que eles falam? Pois é, "tá fazendo o que na rua neguinho", isso eram as 14:30, lembro até hoje, tapa na cabeça, soco na costela, chute nas pernas, ah, como queria nascer em um berço de classe média, morar na Asa Sul, Asa Norte.

Em meados de 1994 fomos taxados de "perigosos e atuantes", rsrsrs. Ríamos da situação, ríamos com medo, da situação que nos colocava em perigo constante, todos os dias, mas todos os dias mesmo, éramos abordados e ouvíamos piadas e palavras de escárnio, de racismo, de preconceito. Ah, como eu queria nascer em um berço esplêndido. Éramos forçados a apagar as nossas fogueiras com as próprias mãos, jogávamos cinzas da própria fogueira em cima das brasas, já viu isso? E isso não foi nem uma ou duas vezes, foram várias, acredito que você nunca apagou fogueira com as mãos. Sei também que você nunca perdeu um concurso público dos Bombeiros por conta da sua cor, ficamos isolados em sala escura, sem água, sem nada. "Seu macaco", palavras proferidas pelo comandante da época, "seu neguin", quer dizer que você quer ser Bombeiro?! Quantos cascudos já levou por conta de nascer em um bairro onde classe é a mais baixa? Tínhamos que descer do ônibus em qualquer lugar de onde éramos parados, longe ou perto, tínhamos que descer. Como não sabia meus direitos na época, não corri atrás, me arrependo até hoje. Eu não tive, nem razoavelmente falando, meus direitos garantidos como os seus, mesmo quando estava certo, nem quando estava errado. A minha experiência me mostrou uma sociedade, inclusive um Estado, menos cuidadoso com seus jovens, racista e imoral, sem ética e com maus costumes, que não se importam com as classes menos favorecidos, mas que consomem e estão aí, para todos verem, e se foram assim comigo, podem ser com qualquer um. Mas como diz nosso texto constitucional, art. 227

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.”

Eu, hoje sou um dos Diretores de uma ONG (OSCIP) respeitada aqui em Brasília, com mais de 16 anos atuando e resgatando jovens e adolescentes, ainda temos uma Casa de recuperação de entorpecentes para qualquer pessoa de qualquer classe, como um jovem advogado atuo nessa linda área penal, já estou lutando e, quem sabe, possibilitando que todos recebam o tratamento que não tive quando eu estava agindo de maneira certa e digna.

Não sou especial, ou coisa parecida, sou um ser humano que não foi tratado com dignidade e respeito e, mesmo assim, criei respeito pela sociedade que me criou e que ainda me sugere várias soluções e saídas a esse respeito.

Um abraço a todos os Advogados (a) que não nasceram em berço esplêndido.

http://weslribeiro.jusbrasil.com.br/arti...newsletter


Gostaria de compartilhar com os amigos!

"Não é quem eu sou por dentro e sim o que eu faço é que me define." Batman.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a Guigo Xavier pelo seu post:
jonas car (07-05-2016), marcosarierom (06-05-2016), Padmé Amidala (06-05-2016), Salsichinha (08-05-2016), ULTRON (06-05-2016)
Onde Comprar  Cloreto de Magnésio PA
06-05-2016, 01:01 PM
Resposta: #2
RE: O direito penal e a advogacia criminal em duas visões.
É realmente de arrepiar as duas visões sobrepostas. É interessante ver como a sociedade (classe média principalmente) analisa a situação de violência atual que nós vivemos. Como gostam de gritar o slogan "Bandido bom é bandido morto!". Isto já esta ficando tão incutido no ânimo das pessoas que até os menos favorecidos já estão adotando o lema. Estes dias eu estava no intervalo do almoço aqui no meu serviço e estava assistindo o Jornal do Almoço local aqui da minha cidade (Porto Alegre). Em determinado momento apareceu uma imagem de uma perseguição policial em que um dos "bandidos" se deita no chão e ergue as duas mãos para cima, neste momento ele é alvejado por pelo menos uns 5 disparos a queima roupa por um dos policiais. Comentei que estávamos presenciando uma execução. Quando falei isto, a senhora responsável pela higienização, uma pessoa bem humilde inclusive, defendeu fervorosamente a ação do policial. Dizia ela: Se fosse ao contrário o bandido não teria piedade!
Fiquei pensando então, que "lei do Cão" que vivemos atualmente, queremos então que os policiais que estão aí para nos reguardar, se igualem ao comportamento de criminosos, agindo como eles, afinal, se fosse o policial a pedir clemência o bandido não teria dó nem piedade. Que sociedade é esta em que vivemos, que aplaudimos atos de extrema violência e covardia, sob o pretexto de assim estarmos fazendo justiça?
Ao invés de focarmos as nossas ações para a causa do problema, é muito mais fácil erradicarmos o problema depois que ele já foi criado. Acontece que para cada bandido executado, mais 10 estão a se formar no mundo do crime. Ao invés de tentarmos diminuir as desigualdades, é mais fácil e prático matar.
A verdade é que vivemos em um mundo doente, assim já dizia o saudoso Renato Russo. Acho muito bom que ainda existam pessoas como Rodrigo Freitas Xavier e Wesley Ribeiro que conseguem ainda ser otimistas e esperançosos com uma sociedade mais justa e igualitária. Mas eu, infelizmente admito, já perdi todas as minhas esperanças na humanidade.

Se a grande mídia está apoiando, abra os olhos, melhor se opor.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a marcosarierom pelo seu post:
Guigo Xavier (06-05-2016), Minerim (06-05-2016), Padmé Amidala (06-05-2016)
06-05-2016, 01:17 PM
Resposta: #3
RE: O direito penal e a advogacia criminal em duas visões.
(06-05-2016 01:01 PM)marcosarierom Escreveu:  
É realmente de arrepiar as duas visões sobrepostas. É interessante ver como a sociedade (classe média principalmente) analisa a situação de violência atual que nós vivemos. Como gostam de gritar o slogan "Bandido bom é bandido morto!". Isto já esta ficando tão incutido no ânimo das pessoas que até os menos favorecidos já estão adotando o lema. Estes dias eu estava no intervalo do almoço aqui no meu serviço e estava assistindo o Jornal do Almoço local aqui da minha cidade (Porto Alegre). Em determinado momento apareceu uma imagem de uma perseguição policial em que um dos "bandidos" se deita no chão e ergue as duas mãos para cima, neste momento ele é alvejado por pelo menos uns 5 disparos a queima roupa por um dos policiais. Comentei que estávamos presenciando uma execução. Quando falei isto, a senhora responsável pela higienização, uma pessoa bem humilde inclusive, defendeu fervorosamente a ação do policial. Dizia ela: Se fosse ao contrário o bandido não teria piedade!
Fiquei pensando então, que "lei do Cão" que vivemos atualmente, queremos então que os policiais que estão aí para nos reguardar, se igualem ao comportamento de criminosos, agindo como eles, afinal, se fosse o policial a pedir clemência o bandido não teria dó nem piedade. Que sociedade é esta em que vivemos, que aplaudimos atos de extrema violência e covardia, sob o pretexto de assim estarmos fazendo justiça?
Ao invés de focarmos as nossas ações para a causa do problema, é muito mais fácil erradicarmos o problema depois que ele já foi criado. Acontece que para cada bandido executado, mais 10 estão a se formar no mundo do crime. Ao invés de tentarmos diminuir as desigualdades, é mais fácil e prático matar.
A verdade é que vivemos em um mundo doente, assim já dizia o saudoso Renato Russo. Acho muito bom que ainda existam pessoas como Rodrigo Freitas Xavier e Wesley Ribeiro que conseguem ainda ser otimistas e esperançosos com uma sociedade mais justa e igualitária. Mas eu, infelizmente admito, já perdi todas as minhas esperanças na humanidade.

Usar de um crime para punir outro é retornarmos ao Estado de Natureza.

Se assim for, as gangues que possuem rixas já teriam resolvido seus conflitos.

Um membro é assinado e outro, vem por vingança, e o assassina. Em seguida outro vem e mata o segundo..............

E se considerarmos os bens jurídicos em jogo, um é o patrimônio e o outro a vida. Um é restituível o outro não.

As pessoas que estão em condições de pobreza vivem a violência desde de os primeiros dias de vida. Pra ela a violência é algo natural. Não gera doutrinação. Gera só mais ódio. Quando ele voltar, ele não realizará um furto com astúcia, pode ter certeza.

Nós queremos uma sociedade mais justa plantando injustiças.

As pessoas da área jurídica devem pesquisar um pouco mais sobre criminalidade. O brasil não é o país da impunidade, pelo menos para esses sujeitos a linchamentos, pena de morte sumária policial e do poder paralelo do tráfico.

Temos a quarta maior população carcerária constituída, em grande parte, de presos provisórios. Pra eles não tem presunção de inocência nem duplo grau de jurisdição.

Nelson Mandela, querendo unificar seu país, disse: "Você não é amado porque você é bom, você é bom porque é amado." Ele lidava com uma espiral de violência entre as parcelas da população. Os negros oprimidos justificavam que deveriam lutar, com violência, para acabar com a injustiça do branco invasor. Os brancos queriam se proteger e assim viviam naquele clima de Apartheid.

Mandela não queria aplacar o ódio, queria solução.

O movimento dos direitos civis americanos deve duas facetas. Uma a luta armada dos Panteras Negras e a outra a não violenta de Martin Luther King. Aquela era reprimida com toda força do Estado e ganhava, como muito afirmado nesses comentários, justificativa perante a opinião pública e tiveram muito pouco efeito.

Já as marchas pacíficas repreendidas com violências ganharam força e levaram o país a refletir sobre a situação. Mais uma vez solução que veio com a não violência.

Quando entendemos que somos todos vítimas de um sistema e não das pessoas em si não levamos essas coisas para o lado pessoal.

Busquemos solução. Tratemos os seres humanos com respeito ainda que eles errem.

"Não é quem eu sou por dentro e sim o que eu faço é que me define." Batman.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a Guigo Xavier pelo seu post:
marcosarierom (06-05-2016), Padmé Amidala (06-05-2016)
06-05-2016, 03:31 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-05-2016 03:32 PM por ULTRON.)
Resposta: #4
RE: O direito penal e a advogacia criminal em duas visões.
Frase de Pitágoras:

"Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos."


Porque não é possível ensinar coisas novas para um macaco velho. Tongue Big Grin







Ps: desculpe pela brincadeira.

Em determinada hora, a partir de agora... Outras espécies de vida irão desaparecer da face do planeta...
Para sempre... E o ritmo está acelerando.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a ULTRON pelo seu post:
marcosarierom (06-05-2016)
Loja Tudo Saudável
07-05-2016, 12:59 AM
Resposta: #5
RE: O direito penal e a advogacia criminal em duas visões.
Sobre o primeiro texto é importante compreender que a visão "popular" não é assim tão maniqueísta.
Na verdade creio que a população, mesmo os de baixa renda e de acesso a níveis de educação precários, possuem sim uma visão realista do que são boa parte dos advogados, policiais, carcereiros, promotores, juízes e colaterais nesse sistema judiciário tão corroído.
Creditar a "solução" de delitos de classes sociais diferentes à manobras leves ou pesadas sanções, me parece um desvio de foco grave, onde ao invés de enxergamos a origem dos erros enxergamos apenas as consequências deles.
Não estou dizendo que as conduções punitivas não sejam dispares.
Elas são.
Mas isso não altera o caminho que conduz indivíduos aos delitos, salvo em situações de graves injustiças sociais/jurídicas que levam homens inocentes a este âmbito.

É inegável que o nosso sistema penal é cruel, cruento e ineficaz.
Na verdade o efeito é justamente o contrário. Mas também é inegável que a forma como as autoridades tem conduzido as penas para os bandidos comprovadamente culpados(presos esses que rapidamente se adequam ao sistema penitenciário filiando-se à facções criminosas extremamente organizadas), de maneira leniente a frouxa tem induzido um aumento crescente e vertiginoso dos crimes atrozes e proporcionalmente uma espiral de descrédito das instituições publicas, quiçá da própria estrutura social, por parte dos cidadãos.
É loucura acreditar que entre os "humildes" não haja força para se manter longe do crime. Na verdade é justamente uma inversão.
Os mais humildes, socialmente falando, são(até o momento) os mais honestos, pois sabem que seu valor está em suas condutas e palavras e não no dinheiro que carregam no bolso.
Acrescento, o erro não encontra-se no potencial jurídico que temos em mãos , mas sim nas mãos/canetas daqueles que deviam faze-lo valer de forma justa e coerente.

É exatamente por afrouxar as sanções para os "privilegiados" que nos deparamos com um sistema tão corroído e pútrido.
É justamente por ser leniente, que o sistema tem feito crescer parcela da opinião publica que ora clama por ações extremadas ora por afrouxamento total das rédeas sociais, afrouxamento este que nos levaria ao temido "Estado de Natureza".
Muitos criticam a forma como as investigações tem sido "conduzidas" pelo Juiz Sergio Moro, mas é patente os efeitos positivos que as mesmas tem trazido quando invertem "o cabo e a ponta da lança" para os manejadores do sistema, mesmo que não em sua totalidade.

Os efeitos de se ver a alta cúpula social, os ricos e privilegiados, os políticos poderosos, serem ameaçados pela mesma lança que corta o pé e o ombro da nação é extremamente gratificante, no que tange à sensação de injustiça que saboreamos, ainda que essas medidas em sua compleição sejam conduzidas de forma totalmente diferentes do que se vê com os pobres e esfarrapados.
Parafraseando Hobbes:"Os pactos sem a espada são apenas palavras e não têm a força para defender ninguém".

Cabe perguntar qual o preço para se manter a estrutura que chamamos de "judiciário", a disposição para faze-lo e com que rigor.
Mais, qual o preço a se pagar se sacrificarmos parte fundamental do tripé social.

Sim a sociedade é dinâmica. Devemos saber o que deve ser resguardado e o que deve ser abandonado, mas principalmente quando estamos abortando um sistema que sequer foi colocado em pratica de forma devida e prática.
Isso sim, é ajudar a manter à salvo nossas crianças, verdadeira sustentação do regimento coletivo humano.
Minha humilde opinião.

A verdade?
Seja sincero, você não quer a verdade. Você não suportaria a verdade.
Você quer apenas um labirinto diferente para se distrair.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a jonas car pelo seu post:
marcosarierom (07-05-2016)
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Afinal, qual é a influência da mídia no Direito Penal? Guigo Xavier 8 1,653 19-11-2015 02:33 PM
Última Resposta: lakesidepark
  Estado Policial ou de Direito -  Total Information Awareness FaNtOmAs 10 4,323 08-09-2013 12:47 PM
Última Resposta: Guinaldo

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 86 usuários online.
» 1 Membros | 85 Visitantes
Anonymous_T.ron

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,706
» Último Membro: maurizeurgo
» Tópicos do Fórum: 24,284
» Respostas do Fórum: 257,777

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Nibiru, Elenin, - Transformações da Terra - o que ninguém te conta
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Hoje 03:30 AM
» Respostas: 1155
» Visualizações: 485348
Projeto AURORA/TR-3 Black Manta
Última Resposta Por: Beobachter
Hoje 12:25 AM
» Respostas: 11
» Visualizações: 761
Jovem do Acre envolvido com ocultismo desaparece misteriosamente. Fato ou farsa?
Última Resposta Por: Beobachter
Hoje 12:16 AM
» Respostas: 118
» Visualizações: 10598
Dono da JBS grava Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 04:41 PM
» Respostas: 229
» Visualizações: 10811
Descongestionante nasal leva ao vício e pessoa pode até perder o olfato
Última Resposta Por: Angelick
Ontem 12:31 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 2017
A caixa preta do BNDES
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 12:23 AM
» Respostas: 34
» Visualizações: 5715
Ataque a Show de Ariana Grande no Reino Unido Mata 19 e Fere 50 Pessoas
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
26-05-2017 06:31 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 1493
Como Traduzir Artigos de Inglês para Português
Última Resposta Por: Rodrigovps2
26-05-2017 06:16 PM
» Respostas: 17
» Visualizações: 91916
GUERRA CIVIL na Venezuela
Última Resposta Por: Digory Kirke
26-05-2017 06:11 PM
» Respostas: 317
» Visualizações: 78082
Fundador do Facebook diz que é Preciso uma "Superestrutura Global" (NOM)
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
26-05-2017 05:38 PM
» Respostas: 5
» Visualizações: 463
[Protestos no Brasil] O pau está comendo!
Última Resposta Por: Xevious
26-05-2017 03:59 PM
» Respostas: 534
» Visualizações: 173479
Medidas de Segurança - Ataque Nuclear
Última Resposta Por: Doc S
26-05-2017 03:07 PM
» Respostas: 15
» Visualizações: 2626
INWO: Todas as Cartas do Jogo Illuminati New World Order
Última Resposta Por: venaveia
26-05-2017 02:31 PM
» Respostas: 111
» Visualizações: 577492
Zika Vírus foi criado para Controle Populacional e é vendido em site
Última Resposta Por: Doc S
25-05-2017 06:48 PM
» Respostas: 27
» Visualizações: 5358
Soberania ameaçada com a nova Lei de migração?
Última Resposta Por: Beobachter
25-05-2017 06:01 PM
» Respostas: 93
» Visualizações: 4531
Sírio é preso após provar através de imagens que Israel comanda o terrorismo
Última Resposta Por: DeOlhOnafigueira
25-05-2017 04:07 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 752
Site Illuminati
Última Resposta Por: Jaspion
25-05-2017 12:45 PM
» Respostas: 31
» Visualizações: 23058
Traidores da pátria - Collor, FHC e Lula venderam a Amazônia
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
25-05-2017 12:26 PM
» Respostas: 50
» Visualizações: 32283
Nova tecnologia WiFi pode mapear o interior de um edifício de "20 a 30 segundos"
Última Resposta Por: Doc S
25-05-2017 11:57 AM
» Respostas: 3
» Visualizações: 523
COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Beobachter
24-05-2017 09:49 PM
» Respostas: 146
» Visualizações: 12415
CUIDADO: O Google está gravando tudo o que você procura e diz
Última Resposta Por: Beobachter
24-05-2017 08:15 PM
» Respostas: 19
» Visualizações: 2499
Filmes e series de graça Em HD.
Última Resposta Por: Beobachter
24-05-2017 05:28 PM
» Respostas: 76
» Visualizações: 12962
As Plantas sentem, pensam e memorizam. Mas seriam capazes de falar?
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
24-05-2017 03:08 PM
» Respostas: 15
» Visualizações: 2408
Cada enxadada, uma minhoca
Última Resposta Por: pequeno gafanhoto
24-05-2017 09:59 AM
» Respostas: 35
» Visualizações: 4563
Revelado: Fim do Fórum Anti Nova Ordem Mundial
Última Resposta Por: ked
24-05-2017 01:26 AM
» Respostas: 15
» Visualizações: 3164
Infowars na Casa Branca !
Última Resposta Por: Salsichinha
23-05-2017 11:05 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 579
Ciberataque Atinge Mais de 57 mil Usuários em Todo o Mundo
Última Resposta Por: Beobachter
23-05-2017 09:32 AM
» Respostas: 27
» Visualizações: 2225
Robert De Niro Produzirá um Documentário Expondo a Conspiração das Vacinas
Última Resposta Por: justiceiro
22-05-2017 04:15 PM
» Respostas: 11
» Visualizações: 1645
Máfia Portuguesa :Sociedades Secretas: Maçonaria, Oculto, Opus Dei
Última Resposta Por: Sanderson S. Pierre
22-05-2017 02:44 PM
» Respostas: 4
» Visualizações: 17632
Superpopulação?
Última Resposta Por: Xevious
22-05-2017 02:28 PM
» Respostas: 13
» Visualizações: 1449

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial