Spirulina Orgânica da Fazenda Tamanduá Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
14-05-2017, 08:19 AM (Resposta editada pela última vez em: 14-05-2017 08:22 AM por ruicoelho.)
Resposta: #1
Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
O sociólogo polonês é um dos intlectuais mais respeitados da atualidade. Bauman tem um histórico de vida que passa pela ocupação nazista durante a Segunda Guerra Mundial, pela ativa militância em prol da construção do socialismo no seu país sob a direta influência da extinta União Soviética e pela crise e desmoronamento do regime socialista.

[Imagem: 7.jpg]

Professor emérito de sociologia da Universidade de Leeds, no Reino Unido, Bauman propõe o conceito de “modernidade líquida” para definir o presente, em vez do já batido termo “pós-modernidade”, que, segundo ele, virou mais um qualificativo ideológico.

Aos 89 anos, seus livros venderam mais de 200 mil cópias. Um resultado e tanto para um teórico.

Zygmunt Bauman nasceu no dia 19 de novembro de 1925, em Poznán na Polônia. Membro de uma família de judeus não praticantes, tive que emigrar com sua família para a Rússia, quando os nazistas invadiram a Polônia.

Ele iniciou sua trajetória acadêmica na Universidade de Varsóvia, mas logo foi obrigado a deixar a academia.

Em 1963, Zygmunt Bauman foi censurado e afastado da Universidade de Varsóvia por causa de suas ideias, consideradas subversivas no comunismo.

Sem muitas perspectivas, o sociólogo abandonou sua pátria e partiu para a Inglaterra, depois de passar pelo Canadá, EUA e Austrália. No início da década de 70 ele assumiu o cargo de professor titular da Universidade de Leeds, permanecendo neste posto por pelo menos vinte anos. Aí ele teve contato com o intelectual que inspiraria profundamente seu pensamento, o filósofo islandês Ji Caze.

Grande parte de sua obra já foi traduzida no Brasil. Seus livros são povoados por idéias sobre as conexões sociais potenciais na sociedade contemporânea, nesta era comumente conhecida como pós-modernidade.

Os estudos sociológicos lhe permitem refletir sobre a angústia que reina nos sentimentos humanos, emoção despertada pela pressa de encontrar o parceiro perfeito, sempre mantido como meta ideal, nunca como realidade concreta.

Assim, os casais procuram manter relacionamentos abertos, que lhes possibilitem uma porta de saída para novos encontros.

A insatisfação está, portanto, constantemente presente na esfera da afetividade humana. As pessoas desejam interagir, buscam a vivência do afeto, mas não querem se comprometer.

É o que Bauman chama de amor líquido, vivenciado em um universo marcado pelos laços fluidos, que não permanecem, não se estreitam, desobedecem à lei da gravidade, ou seja, à ausência de peso. O que provoca a famosa ‘insustentável leveza do ser’, preconizada pelo escritor tcheco Milan Kundera.

Sua obra se caracteriza pela extrema perspicácia na análise dos problemas sociais que perpassam a experiência cotidiana do homem contemporâneo na conjuntura valorativa que é denominada pelo autor como “Modernidade Líquida”.

Bauman define modernidade líquida como um momento em que a sociabilidade humana experimenta uma transformação que pode ser sintetizada nos seguintes processos: a metamorfose do cidadão, sujeito de direitos, em indivíduo em busca de afirmação no espaço social; a passagem de estruturas de solidariedade coletiva para as de disputa e competição; o enfraquecimento dos sistemas de proteção estatal às intempéries da vida, gerando um permanente ambiente de incerteza; a colocação da responsabilidade por eventuais fracassos no plano individual; o fim da perspectiva do planejamento a longo prazo; e o divórcio e a iminente apartação total entre poder e política.

Bauman crê que os relacionamentos a dois não podem se desenrolar à parte da cena social, das regras do jogo estabelecidas pela sociedade global. Nada pode, segundo ele, fugir deste complexo panorama, do moderno fenômeno conhecido como globalização. Aliás, o autor é também famoso por suas agudas pesquisas sobre os vínculos entre os tempos modernos, o Holocausto e o frenético consumo da era pós-moderna.

Para o sociólogo, a fluidez dos vínculos, que marca a sociedade contemporânea, encontra-se inevitavelmente inserida nas próprias características da modernidade, discussão esta que está perfeitamente retratada nas primeiras obras do autor. É impossível fugir das consequências da globalização, com suas vertiginosas ondas de informação e de novas idéias. Tudo ocorre com intensa velocidade, o que também se reflete nas relações entre as pessoas.

No Brasil é possível encontrar pelo menos dezesseis de seus livros traduzidos para o português, todos pela Jorge Zahar Editor. Entre eles os principais são Amor Líquido, Globalização: as Conseqüências Humanas e Vidas Desperdiçadas.

“Amor liquido” é talvez o livro mais popular de Bauman no Brasil. É neste livro que o autor expõe sua análise de maneira mais simples e próxima do cotidiano, analisando as relações amorosas e algumas particularidades da “modernidade líquida”. Com a ideia de “liquidez”, ele tenta explicar as mudanças profundas que a civilização vem sofrendo com a globalização e o impacto da tecnologia da informação.

Vivemos tempos líquidos, nada é feito para durar, tampouco sólido. Os relacionamentos escorrem das nossas mãos por entre os dedos feito água.

A modernidade imediata é "leve", "líquida", "fluida" e infinitamente mais dinâmica que a modernidade "sólida" que suplantou. A passagem de uma a outra acarretou profundas mudanças em todos os aspectos da vida humana. Zygmunt Bauman esclarece em seus textos, como se deu essa transição levando o leitor a repensar os conceitos e esquemas cognitivos usados para descrever a experiência individual humana e sua história conjunta.

Bauman tenta mostrar nossa dificuldade de comunicação afetiva, já que todos querem relacionar-se. Entretanto, não conseguem, seja por medo ou insegurança. As relações terminam tão rápido quanto começam, as pessoas pensam terminar com um problema cortando seus vínculos, mas o que fazem mesmo é criar problemas em cima de problemas.

É um mundo de incertezas, cada um por si. Temos relacionamentos instáveis, pois as relações humanas estão cada vez mais flexíveis.

Acostumados com o mundo virtual e com a facilidade de “desconectar-se”, as pessoas não conseguem manter um relacionamento de longo prazo. É um amor criado pela sociedade atual (modernidade líquida) para tirar-lhes a responsabilidade de relacionamentos sérios e duradouros. Pessoas estão sendo tratadas como bens de consumo, ou seja, caso haja defeito descarta-se - ou até mesmo troca-se por "versões mais atualizadas".

O romantismo do amor parece estar fora de moda, o amor verdadeiro foi banalizado, diminuído a vários tipos de experiências vividas pelas pessoas as quais se referem a estas utilizando a palavra amor. Noites descompromissadas de sexo são chamadas “fazer amor”.

Não existem mais responsabilidades de se amar, a palavra amor é usada mesmo quando as pessoas não sabem direito o seu real significado.

Ainda para tentar explicar a relações amorosas em “Amor Líquido”, Bauman fala sobre “Afinidade e Parentesco.” O parentesco seria o laço irredutível e inquebrável. É aquilo que não nos dá escolha. A afinidade é ao contrário do parentesco.

"Voluntária", esta é escolhida. Porém, e isso é importante, o objetivo da afinidade é ser como o parentesco. Entretanto, vivendo numa sociedade de total “descartabilidade”, até as afinidades estão se tornando raras.

Bauman fala também sobre o amor próprio: o filósofo afirma que as pessoas precisam sentir que são amadas, ouvidas e amparadas. Ou precisam saber que fazem falta. Segundo ele, ser digno de amor é algo que só o outro pode nos classificar.

O que fazemos é aceitar essa classificação. Mas, com tantas incertezas, relações sem forma - líquidas - nas quais o amor nos é negado, como teremos amor próprio? Os amores e as relações humanas de hoje são todos instáveis, e assim não temos certeza do que esperar. Relacionar-se é caminhar na neblina sem a certeza de nada - uma descrição poética da situação.

"Para ser feliz há dois valores essenciais que são absolutamente indispensáveis [...] um é segurança e o outro é liberdade. Você não consegue ser feliz e ter uma vida digna na ausência de um deles. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é um completo caos.

Você precisa dos dois. [...] Cada vez que você tem mais segurança, você entrega um pouco da sua liberdade. Cada vez que você tem mais liberdade, você entrega parte da segurança. Então, você ganha algo e você perde algo", afirma o filósofo.

Estamos cada vez mais aparelhados com iPhones, tablets, notebooks, etc. Tudo para disfarçar o antigo medo da solidão.

O contato via rede social tomou o lugar de boa parte das pessoas, cuja marca principal é a ausência de comprometimento. Este texto tem como base a ideia do "ser líquido", característica presente nas relações humanas atuais. Inspirado na obra "Amor Líquido" - sobre a fragilidade dos laços humanos, de Zigmunt Bauman.

As relações se misturam e se condensam com laços momentâneos, frágeis e volúveis. Num mundo cada vez mais dinâmico, fluído e veloz. Seja real ou virtual.

Em 1989 ele conquistou o prêmio Amalfi, por sua publicação Modernidade e Holocausto; em 1998, obteve a premiação Adorno, pela totalidade de sua obra.

“Sem meias palavras, o capitalismo é um sistema parasitário. Como todos os parasitas, pode prosperar durante certo período, desde que encontre um organismo ainda não explorado que lhe forneça alimento. Mas não pode fazer isso sem prejudicar o hospedeiro, destruindo assim, cedo ou tarde, as condições de sua prosperidade ou mesmo de sua sobrevivência.”
Zygmunt Bauman

Hoje, aos 89 anos, imigrante em Londres, é considerado um dos pensadores mais eminentes do declínio da civilização. Ele ainda dá aulas na London School of Economics, ministra palestras pelo mundo inteiro e publicou quatro dezenas de livros que viraram best-sellers.





*O Sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman morreu nesta segunda-feira 09/01/2017 em Leeds, na Inglaterra, aos 91 anos.


Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 9 usuários diz(em) obrigado a ruicoelho pelo seu post:
#RSO# (14-05-2017), Angelick (14-05-2017), Guigo Xavier (15-05-2017), Icarox (09-06-2017), Marck Vini (16-05-2017), Neo1 (15-05-2017), tarcardoso (15-05-2017), ULTRON (15-05-2017), vLP (16-05-2017)
Shoyu Orgânico Fermentado Naturalmente Você Encontra na Tudo Saudável
14-05-2017, 04:35 PM
Resposta: #2
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
(14-05-2017 08:19 AM)ruicoelho Escreveu:  Assim, os casais procuram manter relacionamentos abertos, que lhes possibilitem uma porta de saída para novos encontros.

Vivemos tempos líquidos, nada é feito para durar, tampouco sólido. Os relacionamentos escorrem das nossas mãos por entre os dedos feito água.

É um mundo de incertezas, cada um por si. Temos relacionamentos instáveis, pois as relações humanas estão cada vez mais flexíveis.

Não existem mais responsabilidades de se amar, a palavra amor é usada mesmo quando as pessoas não sabem direito o seu real significado.

Estamos cada vez mais aparelhados com iPhones, tablets, notebooks, etc. Tudo para disfarçar o antigo medo da solidão.

As relações se misturam e se condensam com laços momentâneos, frágeis e volúveis. Num mundo cada vez mais dinâmico, fluído e veloz. Seja real ou virtual.

“Sem meias palavras, o capitalismo é um sistema parasitário. Como todos os parasitas, pode prosperar durante certo período, desde que encontre um organismo ainda não explorado que lhe forneça alimento. Mas não pode fazer isso sem prejudicar o hospedeiro, destruindo assim, cedo ou tarde, as condições de sua prosperidade ou mesmo de sua sobrevivência.”
Zygmunt Bauman

Falando nisso, hoje é um dia de fazer girar mais uma vez a roda do capitalismo, o segundo melhor dia do ano para as vendas.

E as mamães claro, precisam compartilhar os seus amores sólidos nas redes sociais líquidas e insipidas.

Ainda bem que a minha não usa.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 7 usuários diz(em) obrigado a Angelick pelo seu post:
Guigo Xavier (15-05-2017), Icarox (09-06-2017), Marck Vini (16-05-2017), marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017), tarcardoso (15-05-2017), ULTRON (15-05-2017)
14-05-2017, 05:40 PM (Resposta editada pela última vez em: 14-05-2017 05:44 PM por ULTRON.)
Resposta: #3
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
Acho que a maior fragilidade do ser humano é a capacidade de entrar em consenso. Embora sejamos todos da mesma espécie, possuímos pontos de vista diferentes sobre diversos assuntos. Acho que isso se deve um pouco por causa da cultura de cada um. Como já havia comentado em outro tópico, a cultura é como uma lente através da qual o homem vê o mundo, ou seja, a cultura condiciona a visão de mundo do homem. Além disso, outros dois fatores devem ser levados em consideração: a ideologia, e a própria inconsciência.


Como diria Luiz Roberto Barroso: “a razão não é fruto de um exercício da liberdade de ser, pensar e criar, mas prisioneira da ideologia, um conjunto de valores introjetados e imperceptíveis que condicionam o pensamento, independentemente da vontade. [...] a descoberta de que o homem não é senhor absoluto sequer da própria vontade, de seus desejos, de seus instintos. O que ele fala e cala, o que pensa, sente e deseja é fruto de um poder invisível que controla o seu psiquismo: o inconsciente”.

Nesse sentido, podemos dizer que até o capitalismo é capaz de introjetar valores inconscientes no ser humano, além dos outros meios de controle social como por exemplo, a família, a religião, as leis...

Em determinada hora, a partir de agora... Outras espécies de vida irão desaparecer da face do planeta...
Para sempre... E o ritmo está acelerando.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a ULTRON pelo seu post:
Guigo Xavier (15-05-2017), Marck Vini (16-05-2017), marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017)
14-05-2017, 06:47 PM
Resposta: #4
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
(14-05-2017 08:19 AM)ruicoelho Escreveu:  É impossível fugir das consequências da globalização, com suas vertiginosas ondas de informação e de novas idéias. Tudo ocorre com intensa velocidade, o que também se reflete nas relações entre as pessoas.
Discordo. Para isso existe uma coisa chamada tradição.

(14-05-2017 08:19 AM)ruicoelho Escreveu:  O romantismo do amor parece estar fora de moda, o amor verdadeiro foi banalizado, diminuído a vários tipos de experiências vividas pelas pessoas as quais se referem a estas utilizando a palavra amor. Noites descompromissadas de sexo são chamadas “fazer amor”.

Não existem mais responsabilidades de se amar, a palavra amor é usada mesmo quando as pessoas não sabem direito o seu real significado.
(...)
Bauman fala também sobre o amor próprio: o filósofo afirma que as pessoas precisam sentir que são amadas, ouvidas e amparadas. Ou precisam saber que fazem falta. Segundo ele, ser digno de amor é algo que só o outro pode nos classificar.

O que fazemos é aceitar essa classificação. Mas, com tantas incertezas, relações sem forma - líquidas - nas quais o amor nos é negado, como teremos amor próprio? Os amores e as relações humanas de hoje são todos instáveis, e assim não temos certeza do que esperar. Relacionar-se é caminhar na neblina sem a certeza de nada - uma descrição poética da situação.
Sejamos realistas, o amor não é totalitário, não gera obrigação nem é obrigatório.
Nem todos os viventes experimentarão o amor e isso faz parte da história da humanidade.
O grande problema não é a falta de amor, mas sim a falta de propósito.
Sem propósito o ser vivente está impelido ao fracasso, às manipulações e condicionamentos.
Na natureza o instinto encarrega-se de "podar" as arestas do desproposito, mas entre os homens...seres racionais(ou ao menos parte deles), acabamos gerando essa massiva e nonsense sociedade vazia e peremptória.

E amigo Rui, o socialismo ao menos como conhecemos só encontra combustível no capitalismo. Faz pensar quem é o verdadeiro parasita.

(14-05-2017 05:40 PM)ULTRON Escreveu:  Acho que a maior fragilidade do ser humano é a capacidade de entrar em consenso. Embora sejamos todos da mesma espécie, possuímos pontos de vista diferentes sobre diversos assuntos. Acho que isso se deve um pouco por causa da cultura de cada um. Como já havia comentado em outro tópico, a cultura é como uma lente através da qual o homem vê o mundo, ou seja, a cultura condiciona a visão de mundo do homem. Além disso, outros dois fatores devem ser levados em consideração: a ideologia, e a própria inconsciência.


Como diria Luiz Roberto Barroso: “a razão não é fruto de um exercício da liberdade de ser, pensar e criar, mas prisioneira da ideologia, um conjunto de valores introjetados e imperceptíveis que condicionam o pensamento, independentemente da vontade. [...] a descoberta de que o homem não é senhor absoluto sequer da própria vontade, de seus desejos, de seus instintos. O que ele fala e cala, o que pensa, sente e deseja é fruto de um poder invisível que controla o seu psiquismo: o inconsciente”.

Nesse sentido, podemos dizer que até o capitalismo é capaz de introjetar valores inconscientes no ser humano, além dos outros meios de controle social como por exemplo, a família, a religião, as leis...
Mais ou menos né?! Falando assim parece que não podemos criar nada de novo ou que tudo que nos foi passado foi gerado do nada. O consenso é o que nos permite conviver com o que nos faz bem mas tbm é o que nos faz tolerar a discordância.
Acho que o problema do consenso é seu exercício na ausência do bom senso.
Para se ter bom senso são precisos dois fatores a principio:
-conhecer a história.
-questionar os variados lados de uma hipótese.

Não podemos pesar só a conveniência mas também e talvez principalmente o equilíbrio.

"Você não teria nenhuma autoridade sobre mim, se ela não lhe fosse dada por Deus. Por isso, aquele que me entregou a você, tem pecado maior!"
Jesus Cristo
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a jonas car pelo seu post:
Marck Vini (16-05-2017), marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017), ULTRON (14-05-2017)
Chlorella Green Gem Pelo menor Preço Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
14-05-2017, 07:27 PM
Resposta: #5
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
(14-05-2017 06:47 PM)jonas car Escreveu:  
(14-05-2017 05:40 PM)ULTRON Escreveu:  Acho que a maior fragilidade do ser humano é a capacidade de entrar em consenso. Embora sejamos todos da mesma espécie, possuímos pontos de vista diferentes sobre diversos assuntos. Acho que isso se deve um pouco por causa da cultura de cada um. Como já havia comentado em outro tópico, a cultura é como uma lente através da qual o homem vê o mundo, ou seja, a cultura condiciona a visão de mundo do homem. Além disso, outros dois fatores devem ser levados em consideração: a ideologia, e a própria inconsciência.


Como diria Luiz Roberto Barroso: “a razão não é fruto de um exercício da liberdade de ser, pensar e criar, mas prisioneira da ideologia, um conjunto de valores introjetados e imperceptíveis que condicionam o pensamento, independentemente da vontade. [...] a descoberta de que o homem não é senhor absoluto sequer da própria vontade, de seus desejos, de seus instintos. O que ele fala e cala, o que pensa, sente e deseja é fruto de um poder invisível que controla o seu psiquismo: o inconsciente”.

Nesse sentido, podemos dizer que até o capitalismo é capaz de introjetar valores inconscientes no ser humano, além dos outros meios de controle social como por exemplo, a família, a religião, as leis...
Mais ou menos né?! Falando assim parece que não podemos criar nada de novo ou que tudo que nos foi passado foi gerado do nada. O consenso é o que nos permite conviver com o que nos faz bem mas tbm é o que nos faz tolerar a discordância.
Acho que o problema do consenso é seu exercício na ausência do bom senso.
Para se ter bom senso são precisos dois fatores a principio:
-conhecer a história.
-questionar os variados lados de uma hipótese.

Não podemos pesar só a conveniência mas também e talvez principalmente o equilíbrio.

A falta de consenso é a exceção, mesmo assim, é a falta dela que separa os seres humanos. São muitos assuntos que não são possíveis de serem tratados pela mera lógica formal, e que por isso são suscetíveis de atraírem diferentes e divergentes pontos de vista. Lembra daquele tópico que falei sobre as 18 definições de direito?

http://docslide.com.br/documents/2101190...s-pdf.html

Citar:Para se ter bom senso são precisos dois fatores a princípio:
-conhecer a história.
-questionar os variados lados de uma hipótese.

Isso seria o ideal. Conhecer a história, além de levantar os dados a partir de um significado literal das palavras, entender também estes fatos de acordo com os costumes e valores morais de determinada sociedade. Enfim os vários lados de uma hipótese, como você mesmo disse.

A Bíblia por exemplo: os cristãos a interpretam muitas vezes só com base na literalidade das palavras, isto é, no valor semântico de cada palavra. Outros interpretam a literalidade do texto com base em seus valores morais e de justiça (subjetivo). Outros interpretam-na de acordo com os costumes da época e com analise sistêmica de outros textos do mesmo período. Há até que interprete a Bíblia como mera alegoria ou como código secreto. Estes diferentes modos de ver um mesmo tema, acabam por dividir as pessoas.

Eu mesmo estou fazendo um TCC, cujo assunto rendeu três correntes diferentes tanto na doutrina como na jurisprudência. E quando foi julgado pelos tribunais (TST e STF), os votos foram bastante divididos.

Em determinada hora, a partir de agora... Outras espécies de vida irão desaparecer da face do planeta...
Para sempre... E o ritmo está acelerando.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a ULTRON pelo seu post:
Guigo Xavier (15-05-2017), jonas car (15-05-2017), Marck Vini (16-05-2017), marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017)
15-05-2017, 09:45 AM
Resposta: #6
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
Por coincidência acabei de adquirir um livro dele, o da Globalização. Depois que lê-lo colocarei minhas impressões aqui.

Mas, essa introdução sobre o autor irá me auxiliar na compreensão das suas ideias.

Realmente a superficialidade das relações humanas estão nos desprovendo de contatos prolongados e concretos. Assisti a série 13 Rasons Why e, apesar de se ter uma ficção, ela relata muito bem como todas as relações que envolveram o suicídio da menina eram superficiais. Como ao mesmo tempo em que as pessoas se dizem melhores amigas podem, de uma hora pra outra, tornarem-se as mais frias e indiferentes, por qualquer motivo que seja, principalmente a vaidade.

Chega ao ponto de termos constantemente ações sádicas, as quais demonstram a utilização do corpo do outro humano como instrumento de suas vontades, apenas um corpo biológico. Usado, como um produto descartável, se joga fora.

"Não é quem eu sou por dentro e sim o que eu faço é que me define." Batman.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a Guigo Xavier pelo seu post:
jonas car (15-05-2017), marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017), ULTRON (15-05-2017)
15-05-2017, 02:27 PM
Resposta: #7
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
Mais uma constatação do reflexo doentio do sistema em nos mesmo.

Dura constatação tendo a ótica do P.S.S como estratégia de conquista.









Não deixem o preconceito calar a razão.

Para quem tem duvida um pequeno retrato da Alemanha antes da Grande Guerra:

Obs.: Não recomendado para pessoas senciveis


Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a tarcardoso pelo seu post:
Guigo Xavier (15-05-2017), jonas car (15-05-2017), marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017)
Aromaterapia você encontra pelo menor preço na Tudo Saudável
15-05-2017, 03:08 PM
Resposta: #8
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
(15-05-2017 09:45 AM)Guigo Xavier Escreveu:  Por coincidência acabei de adquirir um livro dele, o da Globalização. Depois que lê-lo colocarei minhas impressões aqui.

O estudo da Nova Ordem Mundial passa inequivocadamente pelo estudo da Globalização.


"Os globalizadores contemporâneos, abraçados à tarefa de minar as bases do Estado social, arruinam as franquias da igualdade e da liberda­de, ao mesmo passo que embargam a concretização das quatro dimensões dos direitos fundamentais respeitante à dilatação das fronteiras de sua normatividade. Não trepidam em debilitar os conceitos de nação, Estado e soberania e, de último, já ameaçam potencialmente dissolver também o de direito constitucional, seguindo a linha intenacionalizante de um cosmopolitismo jurídico sem limites". Paulo Bonavides

Existe até tese de doutorado defendendo uma proposta de Constituição mundial.

https://sapientia.pucsp.br/bitstream/han...ixeira.pdf

Ps: desculpem-me por desvirtuar um pouco do tópico, no entanto, achei conveniente por se tratar de assunto ligado ao fórum.

Em determinada hora, a partir de agora... Outras espécies de vida irão desaparecer da face do planeta...
Para sempre... E o ritmo está acelerando.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a ULTRON pelo seu post:
Guigo Xavier (15-05-2017), jonas car (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017)
15-05-2017, 03:52 PM
Resposta: #9
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
(15-05-2017 03:08 PM)ULTRON Escreveu:  "Os globalizadores contemporâneos, abraçados à tarefa de minar as bases do Estado social, arruinam as franquias da igualdade e da liberda­de, ao mesmo passo que embargam a concretização das quatro dimensões dos direitos fundamentais respeitante à dilatação das fronteiras de sua normatividade. Não trepidam em debilitar os conceitos de nação, Estado e soberania e, de último, já ameaçam potencialmente dissolver também o de direito constitucional, seguindo a linha intenacionalizante de um cosmopolitismo jurídico sem limites". Paulo Bonavides

Existe até tese de doutorado defendendo uma proposta de Constituição mundial.

https://sapientia.pucsp.br/bitstream/han...ixeira.pdf

Ps: desculpem-me por desvirtuar um pouco do tópico, no entanto, achei conveniente por se tratar de assunto ligado ao fórum.

E o que é a união europeia, as diretrizes da ONU, OMS, direitos dos animais, etc...
Até o STF ja está pautando decisões em prerrogativas internacionais.
Como as pessoas colocam sua segurança em objetos tão distantes? Eu sinceramente não entendo.
Será que o Brexit não demonstrou como a "terceirização" da demanda humana é corrosiva?

Estamos mesmo em profundo estado de degradação social.

"Você não teria nenhuma autoridade sobre mim, se ela não lhe fosse dada por Deus. Por isso, aquele que me entregou a você, tem pecado maior!"
Jesus Cristo
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 4 usuários diz(em) obrigado a jonas car pelo seu post:
marcosarierom (15-05-2017), ruicoelho (15-05-2017), tarcardoso (15-05-2017), ULTRON (15-05-2017)
16-05-2017, 12:18 PM
Resposta: #10
RE: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos ...
(15-05-2017 03:52 PM)jonas car Escreveu:  Estamos mesmo em profundo estado de degradação social.
E segundo Putin, nessa reportagem, isto é proposital => http://noticia-final.blogspot.com.br/201...xiste.html
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Xevious pelo seu post:
jonas car (17-05-2017), ruicoelho (16-05-2017), tarcardoso (16-05-2017)
Aloe Vera Pelo Menor Preço Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
Responder 


Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 175 usuários online.
» 2 Membros | 173 Visitantes
Elenin20182024

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,973
» Último Membro: sandramaria
» Tópicos do Fórum: 24,498
» Respostas do Fórum: 261,991

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 10:49 PM
» Respostas: 544
» Visualizações: 130293
banco SATANder promovendo ideologia de gênero, pedofilia, zoofilia e zombando Cristo
Última Resposta Por: ULTRON
Ontem 10:01 PM
» Respostas: 79
» Visualizações: 5672
Suco Verde
Última Resposta Por: sandramaria
Ontem 09:03 PM
» Respostas: 10
» Visualizações: 11843
23 de Set 2017 a Olho Nu. (Ajuda)
Última Resposta Por: Motta
Ontem 08:34 PM
» Respostas: 43
» Visualizações: 5811
General fala em possibilidade de intervenção
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 08:28 PM
» Respostas: 23
» Visualizações: 1896
Terremoto, Furacão, Tempestade Solar - Acontecimentos recentes!
Última Resposta Por: Surfista
Ontem 07:45 PM
» Respostas: 83
» Visualizações: 9806
O Brasil Pós-Temer
Última Resposta Por: tarcardoso
Ontem 06:43 PM
» Respostas: 12
» Visualizações: 1280
Cibercultura e o Futuro da Humanidade
Última Resposta Por: Tecnocrata
Ontem 06:16 PM
» Respostas: 9
» Visualizações: 862
Terremotos recentes
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 01:45 PM
» Respostas: 36
» Visualizações: 46979
Nibiru, Elenin, - Transformações da Terra - o que ninguém te conta
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 10:46 AM
» Respostas: 1204
» Visualizações: 507746
O Brasil Foi Vendido. O Dia em Que a NOM Leiloou A Nação.
Última Resposta Por: Guigo Xavier
Ontem 09:26 AM
» Respostas: 66
» Visualizações: 5238
Teoria Crítica e Marxismo Cultural, as estratégias para a dominação do ocidente
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Ontem 06:31 AM
» Respostas: 18
» Visualizações: 3627
Dilma e a inauguração do Templo de Salomão
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 01:48 AM
» Respostas: 58
» Visualizações: 29253
Brasil, o Reino de Ofir
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 01:29 AM
» Respostas: 10
» Visualizações: 2366
Decifrando o Haarp
Última Resposta Por: Thebox
20-09-2017 06:26 PM
» Respostas: 119
» Visualizações: 88065
Catastrofe climatica de Junho à Setembro?!...
Última Resposta Por: Elenin20182024
20-09-2017 12:00 PM
» Respostas: 67
» Visualizações: 7992
Olavo de Carvalho - Os Verdadeiros Agentes da Nova Ordem Mundial
Última Resposta Por: tarcardoso
20-09-2017 09:00 AM
» Respostas: 15
» Visualizações: 11972
Recrutamento para o Programa Espacial Secreto em andamento?
Última Resposta Por: Elenin20182024
19-09-2017 11:53 PM
» Respostas: 22
» Visualizações: 2157
Como o Fórum ajuda você?
Última Resposta Por: Beobachter
19-09-2017 11:32 PM
» Respostas: 25
» Visualizações: 1089
MEGA TÓPICO - COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Beobachter
19-09-2017 08:36 PM
» Respostas: 337
» Visualizações: 28771
Lula é condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex
Última Resposta Por: Beobachter
19-09-2017 08:20 PM
» Respostas: 122
» Visualizações: 6558
Simbolismo em GoT
Última Resposta Por: Leandrors
19-09-2017 06:38 PM
» Respostas: 23
» Visualizações: 2258
Reversão do envelhecimento .
Última Resposta Por: Doc S
19-09-2017 04:44 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 566
Atuação da Open Society de George Soros no Brasil e a Revolução Socialista Globalista
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
19-09-2017 02:43 AM
» Respostas: 30
» Visualizações: 4397
Direita e Esquerda dois braços - Um corpo
Última Resposta Por: Surfista
18-09-2017 10:13 PM
» Respostas: 141
» Visualizações: 45145
Como Sobreviver a um Tsunami e Terremoto
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-09-2017 02:54 PM
» Respostas: 26
» Visualizações: 40420
Terremotos pelo mundo
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-09-2017 02:53 PM
» Respostas: 19
» Visualizações: 14461
[Vídeo] Dr. Lair Ribeiro - 38 Fatos Importantes do Iodo na Saúde
Última Resposta Por: Doc S
17-09-2017 10:03 PM
» Respostas: 13
» Visualizações: 4839
Sobrevivencialismo: Conceito e Principais Postulados
Última Resposta Por: Elenin20182024
17-09-2017 06:49 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 9289
CERN - Qual a verdadeira agenda?
Última Resposta Por: Dwayne Johnson
17-09-2017 05:12 PM
» Respostas: 9
» Visualizações: 1459

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial