Biscoitos saudáveis e sem glúten
você encontra aqui!


Atualizações: Operação Jade Helm

Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 1 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
13-03-2017, 05:50 PM
Resposta: #1
Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
Helena Marujo é uma das referências nacionais a nível da Psicologia Positiva, interessa-se também pela temática da felicidade nas organizações e por coaching motivacional e afirma que o positivo e o negativo estão ligados. Gustavo Santos, apresentador e escritor/coach motivacional vê na “prática do amor” a cura para os problemas dos indivíduos. José Seruya, professor universitário nas áreas de Comunicação Organizacional, Liderança, Empreendedorismo e Desenvolvimento Pessoal e coautor do projeto Aprender e Agir, acredita que um “barómetro da felicidade” podia resolver algumas questões nas empresas. Mas, afinal, o que é isto da Psicologia Positiva? E a felicidade? Ser positivo é sempre bom ou há um lado menos bonito nesta filosofia de vida?

[Imagem: CG3YPMqgBWmwQNHPQXCZ7Sf4MSFi6BrRXkgQBcB5...ay_optim=1]


Do Hygge dinamarquês à Psicologia Positiva

Quantos de nós já não ouviram que o importante é ter pensamento positivo? Se, até aqui, a felicidade tem sido vista como uma meta a alcançar, há quem admita que a pressão para ser feliz pode ter as suas consequências. Da Dinamarca, país onde o Hygge surgiu como uma "filosofia de boa vida", tendo sido propagado por todo o mundo, vem agora a ideia de que pode existir um "lado negro" nesta cultura da positividade.

Svend Brinkmann, professor de psicologia na Denmark’s Aalborg University e autor do bestseller Stand Firm: Resisting the Self-Improvement Craze, veio agora afirmar que os nossos pensamentos e emoções funcionam como o espelho do mundo e, por isso, é normal que existam sempre aspetos positivos e negativos, não se devendo forçar a procura constante da felicidade.

Helena Marujo, Doutorada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa e, atualmente, professora auxiliar convidada do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), em Lisboa, tem vindo a desenvolver como principal área de investigação as questões relacionadas com a Psicologia Positiva.

A investigadora explica que este é “um domínio da psicologia que estuda cientificamente o lado solar da existência humana, ou seja, as situações e circunstâncias em que as pessoas individuais e os sistemas humanos, dos grupos às nações, estão no seu melhor. Estuda, por isso, as condições de felicidade e bem-estar e a virtuosidade e a excelência, através de áreas tão diversificadas como a esperança, o bem-estar, o sentido de humor, a confiança, a generosidade, a gratidão, o sentido da vida, etc.”

O PENSAMENTO POSITIVO TAMBÉM SE PODE TRANSFORMAR NUMA OBSESSÃO? “SEM TIRAR NEM PÔR”, DIZ HELENA MARUJO.

Deste modo, afirma, o Hygge dinamarquês encaixa-se nesta área da Psicologia, visto que se centra “nas relações interpessoais (ou bens relacionais) mais do que nos bens materiais e convida a uma reorganização de valores sobre o essencial, focando as pessoas no bem-estar físico, no apreço pela conversa com quem lhes é relevante, no uso do tempo para o melhor da vida - que são as pessoas -, de forma descontraída, despretensiosa, desfrutando".

Além disso, a Psicologia Positiva confirma que “a felicidade depende do que dá sentido à vida - e o que dá sentido advém de vivências que transcendem o Eu -, ou seja, a felicidade eudaimónica, como lhe chamou Aristóteles; e do apreciar dos prazeres simples, o hedónico, que traz as necessárias e saudáveis emoções positivas. Juntar ambos é perfeito”, explica.

[Imagem: ON9TGpjoSZNHnFbLmM=&W=770&am...rop=center]

Quanto à ideia de Svend Brinkmann de que a pressão para ser feliz pode trazer consequências negativas para o indivíduo, Helena Marujo acredita que “depende do tipo de felicidade que advogamos”.

Falando de uma “felicidade estritamente individual, externa e hedónica - procurar o que me faz sentir bem e fugir da dor - só focada em cada um, sem visão do coletivo”, pode ter os seus riscos. “Muitos dos problemas ambientais, organizacionais, económicos e sociais que vivemos podem ser consequência de termos advogado, na atual sociedade de consumo, precisamente esse tipo de felicidade”, afirma a investigadora.

"NINGUÉM PODE AFIRMAR QUE É FELIZ AO COPIAR O QUE FAZ O OUTRO FELIZ. E ISSO SIM, É UM FARDO", DIZ GUSTAVO SANTOS.

No entanto, se a felicidade que se procura é uma felicidade pública - em que é promovido “o desenvolvimento económico tendo como horizonte o bem de todos, o fim da exploração, da pobreza e da desigualdade, o incentivo a sistemas e organizações humanas virtuosas, ou seja, [uma felicidade] que cria condições e estimula as pessoas a serem virtuosas e a partilharem os seus dons” - estão reunidas as condições para ser possível “elevar a qualidade das nossas vidas, facto inegavelmente necessário no mundo laboral, educacional, comunitário, internacional.”, distingue.

Contudo, é de realçar que o lado negativo anda de mãos dadas com o positivo. Para Helena, o pensamento positivo também se pode transformar numa obsessão, tal como acontece com o negativo. “Sem tirar nem pôr”, esclarece. Apesar disso, “o positivo sempre traz algumas vantagens se for associado a ações férteis, pois pode fundamentar a esperança na mudança ou num futuro bom.”

Para a investigadora Helena Marujo, que se interessa por coaching e terapias positivas centradas na solução, "há uma ideia generalizada e incorreta de que estudar e promover o positivo significa negligenciar o negativo. Não podia haver ideia mais longe da realidade deste movimento. O positivo tem de ser fortificado, pois ele é um passaporte para sermos capazes de transcender o negativo das nossas vidas. Aliás, atualmente, fala-se da segunda vaga na Psicologia Positiva, que é a lembrança de que temos sempre de abraçar o negativo, o sofrimento e a dor, junto com o positivo, o luminoso. A vida é essa dialética. Só que a psicologia, durante décadas, não estudou o positivo nem se interessou por ele, deixando na sombra a capacidade humana de amar, de viver a alegria, de perdoar, de experimentar espiritualidade, de confiar e ter otimismo…”.

O coaching motivacional e a dualidade entre positivo e negativo

No momento em que a felicidade passa a ser vista como algo essencial, as pessoas sentem a necessidade de aprender como atingir um patamar de felicidade ideal. Ao longo dos anos, têm sido vários os livros de auto-ajuda e as sessões de coaching que pretendem facilitar esta caminhada até ao topo.

Em Portugal, Gustavo Santos, escritor e coach motivacional, é um dos representantes deste estilo de vida que pretende dar especial foco ao positivismo. Mas será que acha que a procura por um ideal de felicidade se pode transformar num fardo? Confrontado com a questão, afirma que "o problema da busca pelo ideal de felicidade é que as pessoas estão mal orientadas. Não adianta procurá-la nos outros, no dinheiro, nos bens materiais nem em nada que viva fora da pessoa em si. A felicidade é um estado interior. Não é preciso, portanto, ir longe para encontrá-la. Basta ir dentro de nós.".

"SER POSITIVO NÃO SIGNIFICA QUE NÃO EXISTAM DESAFIOS, DORES E MÁS EXPERIÊNCIAS", DIZ GUSTAVO SANTOS.

A felicidade como busca interior surge a partir de uma fórmula que Gustavo diz ser simples e que transforma na questão "Quais são as tuas vontades?". Diz ainda que "o ideal de felicidade é o respeito pelas vontades de cada um. Não existem, portanto, felicidades iguais; ninguém pode afirmar que é feliz ao copiar o que faz o outro feliz. E isso sim, é um fardo. A mentira, aliada à culpa, é a maior cruz que carregamos às costas.".

[Imagem: TjgGTlP1pt+uBt0sP9V9xAN8fFXKRIW+c29c0=&a...rop=center]

Para Gustavo, cuja carreira profissional também tem passado pela televisão - é conhecido pela apresentação do programa Querido, Mudei a Casa -, a “prática do amor, (…) essa sim, cura. Ser positivo não significa que não existam desafios, dores e más experiências. Positividade é, perante o malogro, ao qual estamos todos sujeitos, resistir à tentação do medo e acreditar na lição que vive por trás do que escolhemos ou nos aconteceu. Ser positivo é ter fé. É viver com esperança. Não vejo lado negro em celebrarmos as vitórias e muito menos em querer aprender com os erros.".

"NA VIDA, OU ÉS FELIZ OU ÉS INFELIZ. NÃO EXISTE O MAIS OU MENOS FELIZ", DIZ GUSTAVO SANTOS.

Questionado sobre o reflexo das pessoas no mundo, Gustavo afirma convictamente que "somos nós que o habitamos [o mundo], fomos nós que o pusemos neste estado. E ser feliz também é um estado. Não é um momento, como se costuma dizer. Na vida, ou és feliz ou és infeliz. Não existe o mais ou menos feliz. O que acontece é que a felicidade contempla momentos de tristeza, onde não somos capazes de perdoar nem aceitar, onde não conseguimos alcançar o nosso sonho nem encontrar forças para lutar pelo que desejamos."

O autor dos livros “Arrisca-te a Viver” e “Ama-te” afirma ainda que “uma pessoa feliz ama-se e basta isso mesmo para que tudo passe, a lição se aprenda e a partilha dessa mesma experiência inspire outros a ultrapassar os seus momentos menos bons. Sempre que te respeitas, estás mais perto de ser feliz. É só isso que precisamos fazer. Mas, infelizmente, é tudo o que a maioria de nós não faz.”.

A felicidade em contextos organizacionais: o verdadeiro bem-estar dos colaboradores

Esta procura pela felicidade e por uma vida regida pelo positivismo não se verifica apenas a nível pessoal. Nas empresas, são inúmeros os programas postos em prática para implementar estes ideais. O programa de Desenvolvimento Pessoal e Profissional Aprender e Agir, composto por quatro “caminhos” que podem ser feitos online e complementados com encontros presenciais, pretende ser uma ferramenta de trabalho nesta área. É, então, uma forma de promover a consciência da identidade integrada da pessoa, visando quer a construção de projetos de vida, quer o empreendedorismo a nível profissional.

"O FARDO DA PROCURA [DA FELICIDADE] SÓ SURGE QUANDO NÃO CONSEGUIMOS ABDICAR DE UMA CERTA IDEIA DE FELICIDADE QUE TEMOS", DIZ JOSÉ SERUYA.


José Seruya, um dos responsáveis por este projeto que surgiu em 2006 na sequência da criação e implementação do Programa Avançado em Desenvolvimento Pessoal e Profissional da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa, acredita que "a procura da felicidade é inerente à condição humana, desde sempre, seja qual for o contexto social e cultural."

Mas de que felicidade falamos? “São tantos os conceitos operacionalizado, os modos de defini-la e de procurar alcançá-la… tantos quantas as pessoas que existem! O fardo dessa procura só surge quando não conseguimos abdicar de uma certa ideia de felicidade que temos e, por isso, quando a realidade teima em não se encaixar nessa ideia… pesa-nos. Saber ser feliz, na circunstância concreta da vida da pessoa, é de uma exigência enorme.“.

Quanto ao projeto que desenvolveu juntamente com Ana Costa Cabral, formadora e consultora de desenvolvimento pessoal e profissional, este "proporciona sobretudo um encontro da pessoa consigo própria, constitui um itinerário de autoconhecimento com uma proposta desafiante, muito exigente, no sentido da pessoa se perceber nos seus valores, nas suas crenças, na sua relação com os outros."

"SE A FELICIDADE PASSAR A SER MAIS UMA FORMA DE TER AS PESSOAS A TRABALHAR MAIS - PORQUE A EMPRESA E OS ACIONISTAS GANHAM MAIS - ENTRAMOS NUM TERRENO DE ‘MAIS DO MESMO’. TRATA-SE ASSIM DE UMA FELICIDADE COSMÉTICA", ALERTA HELENA MARUJO.

Assim, nas organizações, estes ideais podem ser atingidos pelos trabalhadores, partindo do pressuposto que, sendo estes mais felizes, também vão trabalhar melhor. José Seruya lembra que, apesar disso, "há que fixar bem, à partida, os conceitos que estamos a utilizar: o que significa "mais felizes"? E "melhores trabalhadores" são o quê? É fundamental, nestes domínios, não nos precipitarmos nos juízos que fazemos, sob pena de dizermos banalidades, de projetarmos os chamados clichés.".

Nesta questão, Helena Marujo, que também tem como área de interesse a aplicação do ideal de felicidade a contextos organizacionais e comunitários, diz que há inúmeros estudos que comprovam que pessoas mais felizes são mais motivadas. “Os mais felizes são mais produtivos, mais motivados, mais pro-sociais, mais eficazes, melhor avaliados pelas chefias, mais criativos nas soluções e com mais espírito de iniciativa, faltam menos ao emprego…”.

[Imagem: ?epic=NGU3G9LUqrhAXbRR+oEco8loDxi4U0xW2a...rop=center]

Apesar disso, para a investigadora, a questão já não é essa. O verdadeiro problema é “se passamos a querer ter trabalhadores felizes por razões instrumentais e não porque realmente nos interessamos pela experiência subjetiva dos nossos colaboradores. Se a felicidade passar a ser mais uma forma de ter as pessoas a trabalhar mais, porque a empresa e os acionistas ganham mais, entramos num terreno de ‘mais do mesmo’. Trata-se assim de uma felicidade cosmética, que esconde os vulneráveis, os esmagados, os humilhados, os moralmente e materialmente feridos. Mas se é por razões verdadeiramente humanistas, se cada trabalhador meu conta e é valorizado, se o que desejo como diretor ou CEO ou responsável é verdadeiramente a promoção (não instrumental) do seu bem-estar, então fará sentido levarmos para as empresas estratégias de desenvolvimento da felicidade. Mas tem de haver relações e condições dignificadoras - desde as compensações à igualdade de género ou ao equilíbrio família-trabalho em cima da mesa ao mesmo tempo. Se não, temos uma felicidade balofa, superficial e perigosa. Queremos uma felicidade ética que é resultado de vidas laborais harmónicas e dignificadoras, humanizadoras.”

Em termos práticos, como se pode fomentar a felicidade e positivismo nas empresas? José Seruya responde sugerindo um "barómetro de felicidade" nas organizações, que possa ser preenchido semanal ou quinzenalmente. "Algo bem construído, bem pensado, sério, sem vulgatas, sem superficialidade. Algo que permita auscultar as pessoas de forma clara e honesta, e que tenha consequências, claro, em termos de correção atempada de trajetória, se for o caso. Não bastam as estatísticas, mesmo que divulgadas internamente."

Uma outra vertente que pode ajudar a implementar a felicidade nas empresas é a prática de liderança, de modo a gerar confiança e bem-estar. São precisos "líderes que contribuam de facto para melhorar a vida dos seus trabalhadores, ajudando-os a trabalhar melhor, reconhecendo o seu mérito, criando um bom ambiente relacional.", diz o autor de Aprender e Agir.

Levar a positividade de modo saudável, em tudo

Acreditar na positividade em qualquer contexto da vida é essencial, até porque, segundo Helena Marujo, o positivo tem de crescer para “contrabalançarmos o peso do negativo nas nossas vidas individuais e coletivas. O negativo tem muito mais peso que o positivo, marca mais, tem mais impacto, por isso, para o transcendermos, temos de desenvolver a atenção ao que funciona nas nossas vidas, nas nossas famílias e organizações, estar atentos e otimizar as nossas forças e virtudes individuais e conjuntas, trazer o coração mais para o centro da vida e menos apenas a cabeça e a racionalidade, temos de ser mais gratos e apreciativos do que somos e temos, e trabalhar, em simultâneo, para vidas mais justas, onde os bens relacionais ganhem lugar de centro.”.

Contudo, e olhando para o mundo - com desigualdades, injustiças, guerras, escravidão, pobreza - este ideal de felicidade parece difícil de alcançar. Para a investigadora, é preciso que cada indivíduo se transforme numa "verdadeira e credível oficina de humanidade. Só assim a felicidade terá lugar de vocação nas políticas públicas, nas gestão das empresas, na liderança das salas de aula, nas consultas médicas. Em cada espaço em que as palavras e as ações forem grandes, em que há fecundidade de virtudes, aí habita a felicidade.”.


Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a ruicoelho pelo seu post:
Andяew (13-03-2017), Infinite (13-03-2017)
Shoyu e Missô Orgânicos Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
13-03-2017, 06:58 PM
Resposta: #2
RE: Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
O conceito de felicidade depende muito do ponto de vista de uma pessoa acredito.
Cada pessoa verá a felicidade de uma forma,forma essa baseada em seu contexto de vida.

Finalizando..
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Sanderson S. Pierre pelo seu post:
ruicoelho (14-03-2017)
13-03-2017, 11:19 PM (Resposta editada pela última vez em: 13-03-2017 11:20 PM por Andяew.)
Resposta: #3
Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
Para a sociedade dita 'moderna' a felicidade é uma obsessão.
Ela é perseguida a todo custo...

As pessoas deveriam buscar a serenidade e deixar a felicidade em 2º plano.

[Imagem: images?q=tbn:ANd9GcSYm1cIdjit8N-CL_5nknk...20XwU4Zpxw]

[Imagem: images?q=tbn:ANd9GcQuiextjXYylqIo3TcGLJa...NP_BFhbWSg]
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Andяew pelo seu post:
ruicoelho (14-03-2017)
14-03-2017, 11:36 AM
Resposta: #4
RE: Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
(13-03-2017 11:19 PM)Andяew Escreveu:  ...
Para a sociedade dita 'moderna' a felicidade é uma obsessão.
...

Em primeiro lugar obrigado por citar Agostinho da Silva, um dos maiores pensadores do século XX em Portugal.

A busca pela felicidade é uma obsessão pelo facto de se continuar a procurar nos locais errados. Ela reside dentro de nós aguardandando tranquilamente que a consigamos descobrir e soltar. Infelizmente temos uma tendência obsessiva de a procurar fora de nós, lugar onde ela jamais existirá sem ser temporariamente.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
Compre Linhaça Dourada Orgânica pelo Menor Preço na Tudo Saudável!
14-03-2017, 12:07 PM (Resposta editada pela última vez em: 14-03-2017 12:10 PM por Infinite.)
Resposta: #5
RE: Vamos lá falar sobre felicidade
A verdadeira felicidade é estarmos cientes de nós mesmos e de quem realmente nós somos. O homem moderno não sabe quem é e na tentativa de preencher o seu vazio interior tenta preenchê-lo com coisas exteriores. Comida, sexo, drogas, distrações como reality shows, novelas, filmes, jogos, séries, etc. O vazio interior jamais poderá ser preenchido com essas ilusões. Na verdade estas atuam somente como anestesiantes. Quanto mais apegado a uma dessas anestesias mais o homem buscará alimentar o seu vício. O resultado disso nós sabemos bem como por exemplo aqueles que se entregam totalmente às drogas e se tornam escravos de si mesmos. Chega um momento em que ele percebe que ele apenas mentiu para si mesmo, porque estas ilusões jamais serão suficiente para fazê-lo feliz e não podem preenchê-lo. Diante da percepção dessa verdade o vazio se torna ainda mais doloroso e diante disso vem a depressão e outros tipos de problemas psicológicos.

Mas a maior ilusão do homem moderno é buscar dinheiro para se ter felicidade. Não importa quanto dinheiro alguém junte, nenhum centavo pode ajudá-lo a preencher o vazio interior. Esse é o grande paradoxo do homem moderno. Quanto mais ele ganha, quanto mais ele busca acumular mas vazio ele se sentirá por dentro. A causa disso é simples: o vazio interior só poderá ser preenchido por coisas interiores. É por isso que uma sociedade consumista jamais será feliz. Porque ela está em uma direção errada e em busca de algo que nessas condições é impossível de se obter.

Paz, amor e luz.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 2 usuários diz(em) obrigado a Infinite pelo seu post:
rmuller (16-03-2017), ruicoelho (14-03-2017)
14-03-2017, 02:27 PM
Resposta: #6
RE: Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
Atingimos uma felicidade passageira assim que atingimos um objetivo, meta e pode também ser uma aquisição de um bem e claro, a contra-partida da pessoa amada..

Todos estes fatos são transitórios, mas quanto ao amor, existe um porem..
Paixão é transitória, mas o amor, pode não ser..

Então se tu vive com a pessoa que ama, e ela corresponde plenamente ao teu amor.. tem um alto grau de felicidade, de forma natural, continua e perene.. (claro até que a morte lhes separe, ou alguma novinha hehe)

Quanto a felicidade adquirida pela obtenção de bens.. ah, ela é muito conhecida e é de grande valia para o comércio em geral..

O segredo é simples, desejamos, nos dedicamos, e quanto mais dificil é mais felicidade da..
mas.. depois oq vem?
o próximo desejo..

Então a pessoa normal, que ta bem treinada pelo marketing, nunca esta feliz, pois tem uma felicidade que passa logo..

Mas e se tu quiser coisas simples?
E se tu quiser coisas e ao adquiri-las não desejar as próximas?

Aí vai ser feliz..

Não to dizendo para que não evoluímos, devemos evoluir em todos sentidos, inclusive o financeiro.
Mas devemos estar concientes sobre nossos desejos e controla-los e não deixarmos sermos controlados por eles.
Que na verdade, nem são de verdade nossos desejos..

Mas são desejos criados, formulados, com muito estudo e dedicação pra fazer o possível que o cidadão normal fique doido desejo por adquirir algo

Eu sou um cara que na verdade, verdade mesmo, nem tenho desejo algum..
Sou casado com a mulher que amo, a decadas, vivo uma vida simples, aprecio tudo que tenho e não desejo nada.. é verdade.. por isso sou feliz.. e isto é uma veradade também..

Mas me dedico ao "sucesso", trabalho pra valer num projeto particular, que é revolucionário..

Mas o desejo de sucesso, na verdade não é meu, é o da minha esposa.
Ela não atingiu o grau de equilíbrio que eu atingi.
E procura desesperadamente pelo sucesso, para que ele sirva como alegação para atingir o sucesso..

Sei que mesmo ao chegar no sucesso, ainda assim seria transitório, como expliquei..
Mas emfim, amo ela e sou meio que escravo do amor.. é verdade.. todos desejos dela são meus.. por isso me dedico tanto..
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Xevious pelo seu post:
ruicoelho (15-03-2017)
15-03-2017, 06:20 PM
Resposta: #7
RE: Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta,
GUIA PARA FELICIDADE POR DALAI LAMA





Esse vídeo simples e profundo, com duração de apenas 8 minutos pode mudar completamente sua maneira de pensar e agir a partir de agora.

Dalai Lama passa um Guia para Felicidade de maneira simples, tão simples que até uma criança pode entender. Se for necessário veja o vídeo várias vezes até compreender de como a vida pode ser simples e tranquila sem grandes complicações e só essa simplicidade pode nos fazer feliz.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a ruicoelho pelo seu post:
Xevious (16-03-2017)
Compre Cúrcuma em Pó na Tudo Saudável
16-03-2017, 11:54 AM
Resposta: #8
RE: Vamos lá falar sobre felicidade: uma resposta, um caminho, um fardo ou uma obsessão?
(15-03-2017 06:20 PM)ruicoelho Escreveu:  Dalai Lama passa um Guia para Felicidade de maneira simples
É isso mesmo, se não for simples, não se alcança a felicidade..
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Xevious pelo seu post:
ruicoelho (16-03-2017)
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  [Agenda Gay] Caitlyn Jenner e a Verdade sobre o "Privilégio do Sexo Masculino" admin 10 4,847 29-05-2017 06:22 PM
Última Resposta: Sanderson S. Pierre
  10 histórias sobre formas contemporâneas de escravidão ULTRON 6 1,740 18-09-2016 03:40 PM
Última Resposta: ULTRON
  a verdade sobre o sistema educacional: mentiras e manipulações Marcusmho 4 1,630 30-06-2016 12:25 AM
Última Resposta: paupau
  Onde a felicidade conta mais que o dinheiro ruicoelho 9 2,526 21-02-2016 01:29 PM
Última Resposta: paupau
  [Agenda Gay] Decisão do Casamento Gay Renova Debate sobre Legalização da Poligamia admin 9 3,443 01-02-2016 10:49 AM
Última Resposta: Álvaro

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Publicidade:
Loja de Produtos Naturais Tudo Saudável

Recomende o Fórum


Sites Associados: Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas
Rastreando Chemtrails
Site Notícias Naturais
Fórum Notícias Naturais Blog Anti-Nova Ordem Mundial

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 133 usuários online.
» 2 Membros | 131 Visitantes
FaNtOmAs, rmuller

Estatísticas do Fórum
» Membros: 19,963
» Último Membro: mael94
» Tópicos do Fórum: 24,498
» Respostas do Fórum: 261,949

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Terremoto, Furacão, Tempestade Solar - Acontecimentos recentes!
Última Resposta Por: Vitoreli
Hoje 07:52 PM
» Respostas: 78
» Visualizações: 8941
Terremotos recentes
Última Resposta Por: Beobachter
Hoje 07:24 PM
» Respostas: 34
» Visualizações: 46636
23 de Set 2017 a Olho Nu. (Ajuda)
Última Resposta Por: Angelick
Hoje 06:59 PM
» Respostas: 41
» Visualizações: 5173
General fala em possibilidade de intervenção
Última Resposta Por: Beobachter
Hoje 05:51 PM
» Respostas: 19
» Visualizações: 1345
Últimos acontecimentos ONLINE
Última Resposta Por: Elenin20182024
Hoje 05:39 PM
» Respostas: 543
» Visualizações: 130046
O Brasil Pós-Temer
Última Resposta Por: Doc S
Hoje 04:11 PM
» Respostas: 9
» Visualizações: 1028
Catastrofe climatica de Junho à Setembro?!...
Última Resposta Por: Elenin20182024
Hoje 12:00 PM
» Respostas: 67
» Visualizações: 7912
Nibiru, Elenin, - Transformações da Terra - o que ninguém te conta
Última Resposta Por: Elenin20182024
Hoje 11:15 AM
» Respostas: 1202
» Visualizações: 507137
Teoria Crítica e Marxismo Cultural, as estratégias para a dominação do ocidente
Última Resposta Por: tarcardoso
Hoje 09:14 AM
» Respostas: 17
» Visualizações: 3563
Olavo de Carvalho - Os Verdadeiros Agentes da Nova Ordem Mundial
Última Resposta Por: tarcardoso
Hoje 09:00 AM
» Respostas: 15
» Visualizações: 11939
Recrutamento para o Programa Espacial Secreto em andamento?
Última Resposta Por: Elenin20182024
Ontem 11:53 PM
» Respostas: 22
» Visualizações: 2121
Como o Fórum ajuda você?
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 11:32 PM
» Respostas: 25
» Visualizações: 1018
banco SATANder promovendo ideologia de gênero, pedofilia, zoofilia e zombando Cristo
Última Resposta Por: Infinite
Ontem 08:42 PM
» Respostas: 76
» Visualizações: 5460
Cibercultura e o Futuro da Humanidade
Última Resposta Por: Kbsilva
Ontem 08:40 PM
» Respostas: 6
» Visualizações: 732
MEGA TÓPICO - COREIA DO NORTE: Centralização de Notícias importantes
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 08:36 PM
» Respostas: 337
» Visualizações: 28561
Lula é condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex
Última Resposta Por: Beobachter
Ontem 08:20 PM
» Respostas: 122
» Visualizações: 6523
Simbolismo em GoT
Última Resposta Por: Leandrors
Ontem 06:38 PM
» Respostas: 23
» Visualizações: 2233
Reversão do envelhecimento .
Última Resposta Por: Doc S
Ontem 04:44 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 426
Atuação da Open Society de George Soros no Brasil e a Revolução Socialista Globalista
Última Resposta Por: CaféSemAçúcar
Ontem 02:43 AM
» Respostas: 30
» Visualizações: 4362
Direita e Esquerda dois braços - Um corpo
Última Resposta Por: Surfista
18-09-2017 10:13 PM
» Respostas: 141
» Visualizações: 45098
Como Sobreviver a um Tsunami e Terremoto
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-09-2017 02:54 PM
» Respostas: 26
» Visualizações: 40387
Terremotos pelo mundo
Última Resposta Por: Elenin20182024
18-09-2017 02:53 PM
» Respostas: 19
» Visualizações: 14438
[Vídeo] Dr. Lair Ribeiro - 38 Fatos Importantes do Iodo na Saúde
Última Resposta Por: Doc S
17-09-2017 10:03 PM
» Respostas: 13
» Visualizações: 4785
Sobrevivencialismo: Conceito e Principais Postulados
Última Resposta Por: Elenin20182024
17-09-2017 06:49 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 9241
CERN - Qual a verdadeira agenda?
Última Resposta Por: Dwayne Johnson
17-09-2017 05:12 PM
» Respostas: 9
» Visualizações: 1280
Áudio Divulgado pelo GAR Retratando Intervenção Militar da Esquerda no Brasil
Última Resposta Por: Elenin20182024
17-09-2017 10:06 AM
» Respostas: 60
» Visualizações: 72847
Algumas músicas anom
Última Resposta Por: Peace Sells
16-09-2017 12:03 PM
» Respostas: 120
» Visualizações: 20511
EUA Regridem e Maioria De Sua População Já Vive No Subdesenvolvimento
Última Resposta Por: Campanário
16-09-2017 11:02 AM
» Respostas: 23
» Visualizações: 2001
Não há nenhum Gene para o Espirito Humano - A Armadilha Saturno
Última Resposta Por: ULTRON
16-09-2017 12:09 AM
» Respostas: 1072
» Visualizações: 106399
Blue Planet Project -Alien Technical research
Última Resposta Por: gsouzax
15-09-2017 06:35 PM
» Respostas: 17
» Visualizações: 3079

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!

Camisetas:
camisetas resista à nova ordem mundial